Casa dos Contos Eróticos

Me despedi fodendo seu cu com força!

Categoria: Heterossexual
Data: 23/11/2017 11:33:41
Nota 9.50
Ler comentários (4) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Enfim a última parte da minha viagem de férias, aos dias de fodas intensas e aventuras maravilhosas que tivemos! Espero que até aqui tenham gostado.

Naquele dia acabei acordando cedo demais e ela permaneceu dormindo ao meu lado, fiquei observando dormir e tocando seu corpo que de tão marcado, teria muita historia para contar. Lembrei que não teria uma nova data para vê-la novamente quando partisse hoje no final do dia me deixou bem pra baixo, porém essa é a vida e o preço de viver aventuras intensas e gostosas como gostamos! Acordou por volta das 11:00 e como não podia ser diferente, já faminta!

Começamos a nos beijar e sua mão já desceu pelo meu corpo segurando meu pau apertando até que endurecesse. Punhetou me olhando e passando a língua nos lábios e então entrou embaixo do edredom mordendo meu peito, abdome até começar a me chupar. Montou em mim depois de o deixar inteiramente lubrificado com sua saliva e o colocou dentro de si de uma vez, movimentando os quadris e sentando com vontade. Apertava e dava tapas no meu rosto, me xingava em meio a gemidos e eu retribuía dando palmadas em sua bunda e mordendo os bicos dos seus seios. Gozamos juntos e ela ficou ainda por cima de mim, trocando carícias sem falar uma palavra… eu sabia o que estava pensando!

Saímos da cama depois do meio dia, decidimos almoçar e ficar em casa até a hora do meu vôo de volta pra SP no final da tarde. Ficamos conversando, relembrando tudo o que fizemos e o quanto nos divertimos nos últimos dias, os passeios, as pessoas malucas que conhecemos e é claro, todas as nossas transas insanas (Muitas delas não contadas aqui!). Almoçamos e resolvemos ficar sentados descansando no sofá da sala, descanso esse que nunca aconteceu! Depois de um tempo, já estávamos nos provocando, nos beijando, trocando carícias safadas e logo fomos tomados pelo nosso tesão.

Arrancamos a nossa roupa e iniciamos um 69 com ela por cima, abocanhava sua buceta toda circulando seu clítoris com a ponta da língua fazendo-a se contrair e rebolar no meu rosto. Sentia que ficava cada vez mais molhada e ouvia seus gemidos abafados por meu pau em sua boca, que chupava com a mesma maestria e fome de sempre! Apertei a sua bunda me concentrando em seu cuzinho, passando a língua e penetrando com ela. Senti que havia parado de me chupar, gemendo cada vez mais alto e rebolando na minha língua. Com uma das mãos abriu sua bunda para que eu pudesse penetrar ainda mais fundo e então senti seu melzinho lambuzar meu rosto!

Coloquei-a de 4 no sofá ainda mole, com seu corpo tremendo e voltei a chupá-la enfiando os dedos em seu rabinho! Ela rebolava e eu ouvia seus gritos de dor e tesão conforme ia penetrando mais fundo, abrindo devagar:

- Vou comer esse cuzinho gostoso até a hora de ir embora! - disse dando uma palmada em sua bunda!

- Vem comer, sabe que meu cu é só seu, não sabe?

- Quero ele todo, minha Puta!

Passei meu pau na entrada dele, lubrificando ainda mais com saliva e comecei a empurrar devagar sentindo a cabeça entrar. Minha Puta rebolava e apertava o braço do sofá, mordia a almofada e seu ante braço fazendo uma deliciosa expressão de dor e tesão que me enlouquecia e dava vontade de foder ainda mais forte! Aos poucos acelerei os movimentos dos quadris quando senti que já havia se acostumado com ele dentro de si, já rebolando, gemendo e pedindo para foder mais fundo, com seus dedos esfregava seu clítoris e gemia como uma puta no cio, empurrando seu corpo contra o meu até que estivesse completamente dentro dela:

- Quero essa pica toda dentro do meu cu, meu safado, arromba sua Puta!

Olhou para trás com um sorriso cheio de malícia, tirando minha pica de dentro de seu rabinho e se levantando, me puxou pela mão e eu apenas pude acompanhá-la sem nada dizer. Ficou em pé e encostou seu corpo na parede, levantou uma das pernas e a apoiou no sofá, abrindo a bunda com uma das mãos:

- Vem, meu macho!

Obedeci e voltei a foder seu cu ainda mais forte e rápido, suas unhas cravaram na minha nuca enquanto eu a beijava acelerando mais os movimentos, meu dedo circulava e esfregava seu grelo acompanhando os movimentos dos meus quadris e mais uma vez senti seu corpo amolecer e seu mel lambuzar meus dedos! Coloquei- a ajoelhada e punhetei perto de seu rosto, passando a cabeça em seus lábios até que os jatos de porra começaram a sair e ela os engoliu como sempre fazia!

Passamos o resto da tarde nos recuperando, as malas já prontas e um sentimento de saudade. Me deixou no aeroporto e parti sem olhar para trás, ou então voltaria para ter ainda mais dias de prazer com a minha Puta!

Até a volta!

E-mail: victor.lionheart@hotmail.com

Skype: victorlionheart

Comentários

03/12/2017 22:32:46
https://kxcontos.blogspot.com.br/ novo site galera! Visitem! contos e muita putaria
25/11/2017 21:58:56
Delicia de conto, parabéns !! Minha esposa tb é bem putinha safada, confira nossas aventuras... Temos um blog para maridos liberais, esposas safadas e comedores de casas : https://clubedosmaridoscornos.blogspot.com.br/
23/11/2017 12:14:01
Inscrevam no meu canal https://m.youtube.com/#/channel/UCB601vWLG6gKIgJcSi7Kwww
23/11/2017 12:13:09
Jcbv

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.