Casa dos Contos Eróticos

Passeio de ônibus excitante

Autor: Nanda0594
Categoria: Heterossexual
Data: 22/09/2017 10:46:11
Nota 10.00
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (4) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Ontem foi o dia que realizei uma loucura pra lá de excitante..

Miguel é meu amigo, um amigo que me faz realizar todas as loucuras de minha mente.. e em contrapartida eu realizo as dele.. Afinal é tudo tão bom que é impossível não aceitar..

Essa que irei contar foi algo que surgiu em nossas mentes..

Tentar fazer sexo dentro de um ônibus executivo que circula na cidade onde moramos. É algo que supera todas as coisas que já fiz na vida! Rs

O nervosismo está imenso, com o fogo correndo nas minhas veias..

Como já disse no meu primeiro conto, trabalhamos no mesmo escritório mas não podemos ter muito contato (apesar que fugimos de vez quando, pra nos sentirmos e aliviar nossa tensão diária).

Ontem marcamos de realizar nossa tão esperada loucura (planejada há meses).

Quando ele saiu para o almoço, chegou perto de mim, estendeu as mãos, eu as toquei e ele falou:

- Bom almoço, até mais tarde (nosso horário de encontro era no ônibus das 13:30hs)

Pra vc que ler, pode ser uma frase qualquer, mas não imaginam o que elas causaram no meu corpo, sentir sua mão macia, sua voz pronunciando aquelas palavras,parecia excitante demais.

O toque das suas mãos sempre me causam arrepios internos, e dessa vez foi mais, foi mais intenso..

Ao ver ele sair, fiquei naquela sala vazia, imaginando o que me aguardava pela tarde.

Fui para casa com meus pensamentos a mil, almocei, fui pro banho, lá mesmo eu lembrava das vezes que tomamos banho juntos, dos seus toques na minha buceta, da sua boca nos meus ombros e costa mordendo e fazendo contorcer o corpo, das nossas fodas maravilhosas, das gozadas intensas, da nossa química!!

Saí do banho e me preparei para o homem que tem me feito perder a razão. Perto da hora segui para parada de ônibus e esperei por ele por alguns longos minutos.

Lá vinha o ônibus e eu confesso, estava nervosa, mas louca pra senti-lo.

Ao entrar, avistei aquele homem, sentado no último assento - estava de bermuda, camisa cinza, tênis e chapéu.. Lindo e apetitoso, rs.

Eu, pra facilitar nosso momento - estava de saia jeans acima do joelho, uma blusa marrom e saltinho.

Sentei ao seu lado e sorri, somos realmente loucos, correndo o risco de sermos vistos. (afinal, Miguel é casado e eu tenho namorado).

Nos cumprimentamos com um beijo e eu o disse o quanto era louco, ele de imediato, disse "quem está aqui tbm!?" rs.

Eu passava a mão por suas coxas, seu pênis, já dava para perceber o volume, estava duro.. e me dava água na boca..

Ele me puxou pra perto e beijou meu pescoço, mordendo-o, passava sua boca por meu ombro e mordia, e com seus dedos entrelaçados no meu cabelo puxava num ato de repente, me fazendo excitar. Suas mãos desceram até minha bunda e apertavam com vontade.

Durante o pequeno trajeto, vários passageiros entravam no ônibus, e víamos os mesmos se acomodando, cada vez mais próximos de nós..

Ele abriu o zíper e puxou seu pau pra fora, comecei tocá-lo, estava quente, pulsante, e não pude resistir, minha boca encontrou sua pica deliciosa. Havia dificuldades de manter minha concentração, ônibus subia e descia ao passar pelos buracos da cidade, o que me impedia de apreciar 100% aquele momento.

De repente senti Miguel puxando minha saia e tocando minha bucetinha por cima da calcinha.. movimentos leves e circulares que me faziam contorcer de desejo..

- Tira sua calcinha!

Não pude conter meu espanto..

- Sério?

- É, tira sua calcinha!

Obedeci ao HOMEM que me dá prazer, tirei a calcinha e guardei na bolsa..

Seus dedos de imediato encontraram minha buceta, livre e molhada. Eu apenas teria que conter minhas feições, meus gemidos, que insistiam em sair, isso sim era missão quase impossível..

Me debrucei e voltei a chupar seu cacete delicioso que me fazia molhar ainda mais.. e enquanto lhe chupava, minha pequena menina escorria em seus dedos, tendo os movimentos de vai e vem, e diversas remexidas dentro, eu adoro suas dedadinhas, sempre me relaxam.. Ele tirou seus dedos e chupou todo meu líquido que havia ficado ali.. Não sei pra outras mulheres, mas pra mim, vê-lo me tocar e logo após chupar os dedos me deixa excitada, muito!!

Nosso momento foi interrompido por um passageiro que sentou bem próximo de nós.. Ainda assim sentia suas mãos passarem pela minha bunda, minhas coxas, apertando-as bem forte, e não me deixando perder o clímax.

Resolvi sentar do lado oposto a ele no ônibus, abri minhas pernas e comecei a me tocar, levemente.. Minha buceta molhada, quente, escorrendo, e aquele homem olhando pra mim, seu olhar sempre me causa um êxtase extremo. Sua língua passando pelos lábios e chupando-os, como quem queria, desejava sentir o gosto de minha bucetinha na boca, só me desconcertava. O cheiro dela exalava na parte traseira daquele ônibus (deve ter sido isto que fez o passageiro à nossa frente sentar em um lugar mais afastado, rs)

Miguel foi pra perto de mim, eu coloquei minha perna por cima da sua, e ele voltou a me tocar.. toques leves, gostoso. Dessa vez ele não chupou os dedos sozinho, levou até minha boca pra eu sentisse o gosto de minha buceta, e depois chupou o que restava em seus dedos..

Trocamos de lugar, e ao abrir o zíper de sua bermuda, me permitindo lhe proporcionar prazer, seu pau estava todo melado, e com minha boca fui lambendo todo pra mim. Comecei a chupa-lo, e seu pau foi endurecendo mais, e eu desejando sentar..

Ele leu meus pensamentos..

Mesmo com tantos passageiros, me pediu..

- Vem, senta!!

Sem demora, me levantei e sentei naquela pica gostosa, sentir ele entrando, grosso, quente, pele na pele..

O ônibus, subindo e descendo, proporcionou um prazer perfeito a nós.

Ele pedia para que eu olhasse pra frente..

Mas, e minhas feições?? E meus gemidos??

Mordia minha mão pra que não saísse um sequer burburinho..

Gozamos, eu sair de cima dele.. e limpando me dava pelos dedos as últimas gotas de seu gozo. Perfeito!

Nos beijamos, e não demorou muito pra que o ponto da sua descida chegasse.

Foi um inicio de tarde perfeito..

Agr estou aqui, finalizando este conto com minha buceta molhada ao relembrar cada sensação sentida ontem.

Olhando pra esse homem, lhe desejando mais uma vez, sem ao menos ele perceber.

Comentários

22/09/2017 14:10:17
Nanda, minha querida, que adrenalina! Meu coração foi a mil e meu clitóris quase explodiu de tanto pulsar! Sabe, eu sempre tive a fantasia de transar em ônibus, desde o tempo que era estudante e via casais se "pegarem" lá no fundo - sexo mesmo nunca vi mas sempre achei que era possível - Agora você me conta essa aventura e me faz voltar ao meu tempo de faculdade em que viajava de ônibus para a cidade vizinha à minha sempre idealizando um "príncipe encantado" que me pudesse comer lá no último banco... Ah, que delícia, minha amiga querida. Obrigada por este prazer. Você é muito mais que dez. Te adoro!
22/09/2017 13:06:01
Hummm, Nandinha, sem palavras pra descrever o tesão que estou sentindo! Parece que vivi tudo isso... que vontade de você, amor!!! Se puder, leia o meu tb. Bjs.
22/09/2017 11:51:28
Meu bem sou fã... Adoro seus contos tenho alguns contos legais olha la... E leia Mande fotos adoratia conversar xom vc meu bem Emails jopgcluis@gmail.com joao_paulo.santos85@hotmail.com Whats Publiquei novo conto olha la por favo vc é especial pra mim bjs te adoro
22/09/2017 11:34:07
Que delícia de conto, Nanda. Nota 10. Por favor, leia os nossos também e deixe seu comentário.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.