Casa dos Contos Eróticos

Irresistível e Gostoso

Autor: Nanda0594
Categoria: Heterossexual
Data: 09/09/2017 10:22:50
Nota 10.00
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (7) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Depois de um tempo sendo apenas uma leitora, decidi compartilhar um pouco das loucuras da minha vida.

Me chamo Fernanda, tenho 1,50m de altura, branquinha, qualquer 'contato' mais forte já fico vermelha, cabelos compridos preto, aptos para que sejam puxados com gosto, olhos castanhos famintos de desejos, coxas grossas, bunda muito gostosa e apetitosa, seios durinhos, perfeitos quando ficam bem eriçados, uma boca que tira bastante suspiros e a bucetinha que em segundos já está totalmente molhada e pronta pra ser fodida!!!

Tenho uma sede por sexo inexplicável, digamos que seja insaciável.

Conheci o Miguel em uma das empresas parceiras da qual trabalho, um homem muito interessante, com 1,67m, cabelos pretos, olhos escuros, ora com barba/ora sem (irresistível nos dois), um corpo forte bonito, que quando fixo meu olhar sinto vontade de devorá-lo, tem os lábios vermelhos e um beijo gostoso que faz delirar (me refiro até quando beija os lábios de baixo), seus dedos são perfeitos instrumentos de prazer, tem um pênis que me leva a loucura (quando vejo endurecendo e pulsando, sinto vontade de abocanhá-lo na mesma hora). É um homem que tem pegada, sabe como dá prazer a uma mulher, e fazê-la pedir muito mais..

Acabamos por nos relacionar há um tempo e cometemos cada loucura que sou incapaz de pegar apenas um dia e relatar.. Então contarei sobre a mais recente.

Era uma segunda feira, amanheci com um fogo percorrendo meu corpo e uma vontade louca de transar. Havia dias que mantinha o controle.

Trabalhamos na mesma sala mas evitamos contato direto, pra não ter problemas e pq a empresa é quase um BBB, câmeras para todo lado. Trocamos emails por ser a forma mais segura de continuar a relação de uma amizade colorida. Neste dia, ao chegar na empresa o observava, atentamente, lhe querendo, desejando, expirando tesão. Aguardava sua resposta ansiosa de uns contos que havia enviado, com uma vontade enorme dele relacionar-nos com um deles, e poder mais uma vez começar as loucuras diárias, não que eu precisasse do conto, mas não queria ultrapassar a linha da permissão dele, rs. Sempre cautelosa.

No meio da manhã, ainda sem sua reposta, Miguel estava concentrado na frente do computador, não tinha ideia se já teria visto meus emails. Tudo pra mim foi confirmado quando o vi levantar para responder a um chamado, estava de pau duro, cheio de tesão e desejo. Tentava disfarçar, mas eu adoro observá-lo atentamente, quando o vi daquele jeito, meu corpo vibrou, minha buceta pulsou e sentir minha calcinha molhar instantaneamente, estava louca pra senti-lo, minha vontade era de tê-lo pra mim e aliviar todo aquele tesão. Queria poder sentar a sua frente, sem roupa, e sentir suas mãos passearem pelo meu corpo, enquanto me observava tocar-me. Queria seu pau em minha mãos, para senti-lo quente e logo após engoli-lo pra mim, todo pra mim, mas meus desvaneios foram interrompidos por uma ligação.

Enfim, recebi sua resposta, positiva por sinal. Era tudo que eu queria pra atacar, rs. Havia saído para almoço e trocávamos emails, relembrando algumas loucuras e expressando os desejos 'encubados'. Quando retornei ao escritório, ao entrar na sala, desejava ele pra mim, estava com muita fome, fome de ser fodida por ele, com força, desejava o sexo selvagem que ele proporcionava, queria receber suas palmadas deliciosas que me faziam molhar, seus beijos e mordidas pelo corpo, seus chupões que me deixavam marcadas durante dias. Toda vez que seu corpo se movimentava, suas mãos passavam pelo seu abdômem, por suas coxas, e direcionavam para o seu pau, meu corpo se contorcia. A cada movimento de seus dedos na boca, imaginava ele os chupando após tocar minha buceta e ficar com todo meu líquido em seus dedos, coisa que ele fazia maravilhosamente bem, isso me deixara louca como nunca.

O escritório sempre estava cheio de pessoas, funcionários/clientes, então esperei o momento em que estávamos a sós, e como precisava lhe pedir algumas informações, me levantei da cadeira, e fui até sua direção. Ao ficar em pé ao seu lado, olhava pra ele fixamente, eu queria o seu sexo, Miguel passou as mãos pelas pernas, bem devagar, me fazendo arrepiar, tinha os olhos fixos ao meu, e quando menos esperei fui surpreendida por um tapa no bumbum que despertou muito mais meu desejo. Ele sabe como eu adoro suas palmadas, como adoro todas suas malícias, das mais selvagens, naquele momento passava milhares de coisas na minha cabeça, como adoraria sentar nele, como adoraria ficar de quatro e sentir suas palmadas pela 'minha' bunda, como adoraria fuder bem gostoso ali msm. Meu corpo estava começando a corresponder a minhas imaginações e antes de perder o controle me afastei..

Estava molhada, muito molhada, queria o toque dos seus dedos em minha buceta, queria até msm gozar sentindo-o assim.. eu só queria aquele homem.

Retornei a minha mesa, tentando me controlar, sem sucesso.. Só havia um lugar que poderíamos nos 'esconder', mas em minha imaginação ele não seria capaz de concordar (seu chefe ainda estava por ali). Já não aguentava mais, a gente se olhava, e queríamos nos sentir, minha buceta encharcando e eu ali..

Por e-mail falei a ele que não aguentava mais e que ia ao banheiro de cima me enxugar, então sugeriu que eu usasse o de baixo que ele talvez entrasse cmg (este é o único lugar que 'não veem' se entramos ou não).

Por certo momento me contive, era muita loucura, mas desde o início somos movidos a isso.

Entrei no banheiro e o esperei, ele entrou e mergulhamos num beijo delicioso, daqueles que a cada segundo te faz querer ir rasgando a roupa e sentindo pele na pele. Aqueles suspiros, os pequenos gemidos contidos, aquele emaranhado de tesão, desejo e loucura.

Miguel desabotoou minha blusa e foi chupando meus seios, tendo todinhos pra ele, adorava quando ele abria bem a boca e mamava gostoso em mim, sentia meu corpo vibrando por dentro. Desabotoou minha calça e sem tirá-la, enfiou suas mãos pra dentro e passou seus dedos por cima da minha buceta, estava macia, molhada, quente, ele foi enfiando um dedo, depois outro, e trabalhava num vai e vem perfeito, uma simetria espetacular que fazia apertar-lhe o corpo.. Tirou os óculos, e quando ele fazia isso era na certa, estava prestes a receber sua boca em minha buceta. Deslizou minha calça e calcinha até o meio de minhas pernas, suas mãos passearam pelo meu corpo, beijou e mordeu tão forte que me excitava ainda mais, até que ele tocou seus lábios no meu, aquele beijo que minha buceta se contraía tentando controlar meu gozo, estava prestes a chegar lá, sentia sua língua passeando entre minhas pernas, meu corpo contorcia, meus olhos reviraram, meus gemidos desejando ser liberados. Até que ...

Não irei mencionar das interrupções que o fez parar, pq não vale a pena.

Ainda naquele banheiro pequeno, ele abaixou suas calças e comecei tocá-lo, minha boca queria seu pênis todo pra mim, então o enfiei na boca e comecei a lhe chupar, bem devagar, foi quando sentir suas mãos pegando minha cabeça e empurrando mais, me fazendo engolir, ao msm tempo em que me engasgava me fazia molhar e entrar em êxtase, meu desejo por lhe chupar só aumentava e se pudesse ficaria ali, seu pau na minha boca, tendo seu olhar de tesão, aquela vontade percorrendo o corpo, o desejo de me querer mais.. (pelo menos o que passa na cabeça).

Miguel me pedia as coisas no olhar, como não tínhamos muito tempo ali trancados, quando levantei das chupadas em sua ereção deliciosa, me pediu pra virar de costas e me debrucei sobre a parede, eu sabia o que ele queria, e eu desejava satisfazer aquele homem, queria gozar sentindo-o. De costas para ele, sentia enfiando seus dedos novamente em mim, seu vai e vem perfeito, suas paradas e mexidas de dedos dentro de minha buceta me faziam gemer. Miguel começou a lubrificar meu cuzinho com meu líquido, me fazendo relaxar .. Estava louca pra recebê-lo, me debrucei mais um pouco e empinei 'minha' bunda, puxei-as para o lado, do modo que facilitava a sua entrada em mim, bem devagar sentir Miguel enfiando seu pau no meu cuzinho, ao mesmo tempo que doía, me fazia sentir um prazer enorme. Ele me fudeu ali por alguns minutos, entre estocadas e delicadeza, me fez gozar gostoso, e sentir derramando todo seu gozo dentro de mim..

Nos vestimos e ele saiu do banheiro (msm diante dos riscos). Eu fiquei ali, com as pernas trêmulas, tentando me recompor.

Mesmo assim eu queria mais, ele sabia.. Mas não tínhamos tempo..

E lá estava eu... louca, gozada, aliviada, realizada... depois de ser fudida pelo homem irresistível da minha vida..

Comentários

08/10/2017 00:59:24
Meus amigos, muito obrigada!! Tenho mais histórias, espero que leiam e se deliciem com eles.. Me escrevam, adorarei ler o que acham.. bjs pra vcs!
05/10/2017 11:11:20
Delícia de conto, nota 10! Parabéns!!!
24/09/2017 09:43:16
Nanda, Nandinha. Que delicia de estreia aqui na casa! Quando era apenas leitora, você leu um conto meu. E agora estou tendo a chance de retribuir. Foi mesmo um prazer ler tua história e saber um pouco de você. Quando se está com tesão e impedido de transar, o desejo só aumenta e enlouquece. Isso torna o parceiro ainda mais irresistível e gostoso. Que inveja desse sortudo, que inveja... Beijão do seu novo fã.
22/09/2017 14:20:16
Querida, é uma delícia viver perigosamente, ou melhor, transar perigosamente, não é mesmo? Essa "rapidinha" com o Miguel no banheiro de baixo me deu um tesão enorme. Gosto dessas aventuras perigosas, acho que você já leu meu conto em que transei com um amigo no parque, é uma sensação indescritível, mas a sua foi mais incrível pois, num ambiente de trabalho fechado como é o seu, cheio de câmeras e com todos os olhos voltatos para a gente, transar assim é quase uma loucura. Só que nesse caso o gozo é maior. O orgasmo é proporcional ao grau de adrenalina. Adorei, te adoro, sou sua amiga e fã. Mais um dez. E sempre que postar contos novos me avise tá? Posso demorar um pouco mas sempre virei ler você. Beijo, amiga querida.
22/09/2017 12:50:21
Ola nanda outro conto legal obg por ler o meu tem outros 2 contos leia e comente por favor deixe seu email ora gente conversar manter contato por favor
10/09/2017 02:28:12
Maravilha Nandinha, ñ tinha como ñ ficar de pau duro! Estou batendo uma em homenagem a ti... negro.afro@hotmail.com
09/09/2017 18:52:33
Delicia Nandinha, me escreve e vamos conversar rodrigobb1983@hotmail.com

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.