Casa dos Contos Eróticos

July&Jenny - 16

Autor: Forever
Categoria: Homossexual
Data: 17/08/2017 18:32:56
Nota 10.00
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

~Por Jenny

~Eu: Vamos entrar e amanhã eu converso e conto tudo pra July.

~Vitor: Ta bom.

~Dia Seguinte~

Acordei bem cedo e decidi ir a Praça onde eu e a Bia íamos, tinha uma árvore que eu e ela costumávamos subir, na verdade ela me ajudava ne, estava tentando subir até que escito aquela voz, aquela voz que nunca saiu da minha cabeça.

~Bia: Quer ajuda moça?

Eu me virei assustada, o Vitor tinha razão.

~Eu: Você está morta.

~Bia: Eu acho que não kkkk, sobe e conversamos lá em cima ta bom.

Ela me ajudou a subir e lá tinha uma caixa, com um cadeado com segredo estava preso a árvore, coloque no cadeado o ano que nos conhecemos e consegui abri, lá tinha uma carta dentro de uma plástico transparente, peguei com cuidado e enquanto eu lia ela subia a árvore e está escrito assim.

~Carta de Bia on~

~Para Minha Coração de Gelo ou Para Minha Jenny.

Sei que nos conhecemos faz tempo, mas esse tempo de amizade fez surgir algo dentro de mim que eu não consigo mais guardar, sei que to arriscando perder você, a sua amizade, mas eu preciso dizer, não sou boa escrevendo e você sabe disso, mas eu não consigo mais guardar que eu fico louca quando dormimos juntas e eu sinto o cheiro do seu cabelo, quando você me abraça e o seu perfum se mistura com o meu e eu percebo que seu cheiro ficou colado na minha roupa, eu enlouqueço quando você dar aquele sorriso que eu sei que vai ser difícil ve-lo novamente porque você não tem o costume de sorrir, eu enlouqueço quando você me olha, eu amo você Jenny, eu me apaixonei e cutivei e guardei esse amor por muito tempo e agora não consigo mais guardar, sei que você tá com o André, mas eu não posso mais viver vendo você com ele e não comigo, eu amo você Jenny, gostaria de escrever coisas bonitas, mas você sabe que não sou de escrever, beijos da sua BBia.

~Carta de Bia off~

Eu já estava chorando quando acabei de ler.

~Eu: essa era a carta que tinha pra mim que você falou no dia do acidente?

~Bia: Sim, eu vim aqui todos os dias desde o acidente, minha mãe disse que você tinha morrido, eu vinha aqui todos os dias pedir perdão pelo o que eu fiz como se você pudesse me ouvir RS.

~Eu: sua mãe também me disse que você tinha morrido, eu não consegui mais vim aqui.

~Bia: Então por isso ela fez eu me mudar pra longe, mas eu dava um jeito de todos os dias vim aqui.

~Eu: Eu preciso ir, o Vitor e a minha namorada devem ta preocupados comigo, eu não avisei pra onde eu ia.

~Bia: namorada?

~Eu: Sim RS, é uma longa história, agora tenho que ir.

Desci da árvore com a carta na mão e fui correndo pra casa, quando cheguei tava o Vitor e a July na sala, pensei essa é hora de conversar com ela.

~Por July

Eu acordei e não vi a Jenny, desci o Vitor tava na sala e pergunto dela pra ele.

~Eu: sabe da Jenny?

~Vitor: Não

Ela entra pela porta e o Vitor sai deixando a gente sozinha.

~Jenny: precisamos conversar.

~Eu: diga.

~Jenny: a alguns anos eu sofri um acidente de carro, estava eu, Bia que era minha melhor amiga, André que era meu namorado, Marina que era namorada da Bia, a Bia e o André era usuário de drogas e ela estava dirigindo enquanto eu e a Marina estávamos bebadas enquanto o André e a Bia além de bêbados estavam drogados, do nada sofremos um acidente e paramos no hospital, isso do que lembro, até ontem eu so acha que eu e o André tinha sobrevivido, mas o Vitor vou a Bia no shopping, eu fui até a pracinha que tem aqui perto e quando ia subi na árvore ela apareceu perguntando se eu queria ajuda, antes de sofrer o acidente no carro ela disse que tinha uma carta pra mim, eu nao sabia onde até que eu subo a árvore com a ajuda dela e vi uma caixa e tal abri e tinha essa carta, conversamos um pouco eu desci da árvore e vim pra cá, mas quero que leia essa carta, não quero esconder nada de você July.

~Eu: Ta bom, deixa eu ler.

Comecei ler a carta e minha garganta fechou, meus olhos se encheram de água, era uma carta de amor, o que será que a Jenny sentiu ao ler? Será que a Jenny gosta dela? Quando acabei de ler fiquei em silêncio, chorando eu não sabia o que dizer.

~Eu: Não chore, deve ta pensando besteira, mas saiba que eu gosto muito de você, muito mesmo, essa carta não me deixou balançada, saiba que eu gosto de você e não é pouco, é muito.

E-mail: Contos13@hotmail.com

Comentários

18/08/2017 06:51:24
Wow perfeito,já pode postar outro só acho esse *.*
17/08/2017 23:18:28
muito bom não demora a postar beijos.
17/08/2017 23:17:43

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.