Casa dos Contos Eróticos

Morando juntos Pt.1

Autor: Christopher
Categoria: Homossexual
Data: 12/08/2017 23:30:32
Nota 9.67
Assuntos: Gay, Homossexual
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Me chamo Christopher e moro com meu amigo Leonardo, que é meu amigo há mais de 16 anos. Eu sou bissexual e Leonardo é hetero, nós dois tínhamos quase o mesmo corpo mas ele era um pouco mais claro e um pouco mais forte com cabelos enrolados castanhos claro e eu com cabelos negros bem bagunçados. Certo dia eu tinha acabado de sair da academia, era um dia que tinha treinado glúteos e estavam mais chamativos do que o normal e cheguei em casa e fui conversar um pouco com ele, ele logo percebeu o cheiro de suor e me disse para tomar banho num tom brincalhão. Obedeci e fui para o banheiro. Como nós moramos sozinhos eu nunca vi problema em deixar a porta do banheiro aberta, sabendo que ele era hetero eu não me importava mas nunca deixei de espiar quando tinha chance e não me arrependia, já que tínhamos algo em comum, a higiene e depilação e mesmo achando que seu pau era gostoso eu nunca tentei nada. Mas durante o banho eu senti que alguém estava me olhando, eu estava de costas e olhei no espelho que ficava logo acima mas tentando disfarçar mantendo os olhos entre - abertos. Lá estava ele, olhando como um cão sedento e eu adorando aquilo, comecei a ensaboar a minha bunda lentamente e deixava a água quente provocar o vapor que deixava as coisas ainda mais sexys, até que eu resolvi virar e ele saiu correndo. Passando os dias eu percebi Leonardo me olhando um pouco diferente e sempre acompanhando meus banhos,sempre roçando em mim quando estávamos na cozinha e eu me perguntava pra onde isso estava indo. Até que tomei uma atitude bem louca de me exibir ainda mais, trouxe um rapaz para casa para ter uma boa diversão se é que me entendem... Leonardo não ligou muito mas eu deixei a porta entre - aberta sabendo que ele viria. O rapaz tinha 1,90 e era bem forte, pelos seus nudes eu vi que daria trabalho mas comecei tirando seu cinto e beijando o seu pescoço e ele pondo a mão na minha bunda com a intenção de enfiar os dedos, fui tirando sua camisa e seu peitoral chamava minha língua e assim fui viajando com minha língua em seu abdômen até chegar no mais esperado, tirei o cinto dele e marcava bastante na cueca e parecia delicioso, tirei lentamente sua cueca e era de um bom tamanho. Fui começando com a língua na parte de baixo e senti as veias bem duras e ele já gemia me pedindo uma garganta profunda, dito e feito, me posicionei e fui abocanhando cada centímetro daquele pau que já estourava de tesão e sempre que podia eu verificava a porta para ver se Leonardo não estava olhando, confesso que estava louco para ele ver o que eu era capaz de fazer. Continuando com o rapaz, ele me puxou pra cima e me virou de costas na cama e batia em minha bunda e pedi para ele bater mais forte e com mais barulho. Ele não entendeu mas continuava com a sessão de tapas e eu adorava sentir dor então era a melhor sensação, quando ele enfiou seu pau em mim eu senti minhas pernas tremerem de tão profundo que era enfiado, ele fazia movimentos brutos de vai e vem e complementava com alguns insultos que eu amava (podem fazer isso nos comentários <3 ), eu ouvi a porta sendo levemente aberta e percebi que era hora do show rs. Leonardo estava espionando muito bem escondido, eu me ajoelhei na frente do rapaz e fiz uma garganta profunda que durou bastante tempo, ele gemia um tanto alto e enfiava seu pau em minha boca que já estava toda molhada de saliva, logo depois ele me colocou de lado com seu corpo e encaixou perfeitamente na minha bunda que ele metia sem o menor pudor e no final de tudo ele me colocou deitado na cama e finalizou o trabalho gozando na minha boca que se encheu de porra, ele me pediu pra engolir e eu obedeci sem hesitar. Leonardo ainda estava lá e eu podia ouvir o barulho de sua masturbação, o que era muito estranho pra um hétero, então resolvi brincar com os desejos sadomasoquistas dele. Pedi para que o rapaz me amarrasse e me desse tapas e ele fez muito bem me deixando marcado até que ouvi um gemido que parecia ser de Leonardo mas fingi que não ouvi, me levantei, vesti a roupa e fui deixar o rapaz no elevador do prédio... e por um puxão ele me trouxe pra dentro do elevador que estava fechando, aproveitando o vazio e o vigia de câmeras sempre dormindo, ele abaixou sua calça e me puxou pelo cabelo até seu pau que novamente explodia de tesão, chupei até ele gozar novamente me fazendo beber como na primeira vez....

Voltando para casa eu deixei uma gota de porra no canto da boca para provocar Leonardo que estava sentado lendo, e continua...

Comentários

14/08/2017 00:39:16
Uau!!! Esperando pela continuação.
13/08/2017 22:59:48
Que exibido! Amei e já quero continuação
13/08/2017 00:44:36
MUITO INTERESSANTE. CONTINUE. LEONARDO É UM VOYER? VC É MASOQUISTA?

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.