Casa dos Contos Eróticos

MINHA ESPOSA VIROU MODELO DE SEXY SHOP 2

Autor: Roberto
Categoria: Heterossexual
Data: 12/08/2017 18:14:53
Nota 9.40
Ler comentários (8) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

MINHA ESPOSA VIROU MODELO DE SEXY SHOP 2

Esse é a continuação do nosso primeiro conto. Depois daquela tarde de fotos da minha esposa com nosso amigo Renato para um catalogo de sexy shop, fomos pra casa descansar, ainda mais que minha esposa tinha bebido além da conta. Renato tinha me dado um envelope com o dinheiro combinado e ao abri-lo em casa pra minha surpresa tinha o dobro do combinado , 2 mil reais. Falei com a Camilla que ficou felicíssima. Minha esposa depois daquele dia passou a se cuidar ainda mais, inclusive comprou um biquíni bem pequeno e começou a pegar sol no nosso quintal porque queria tirar a marquinha do biquíni anterior que era bem maior. Numa tarde nossa campanha tocou fui atender e era o Renato . O convidei pra entrar e chamei minha mulher dizendo que tínhamos uma visita. Ela demorou um pouco, quando veio estava com um short jeans curto e apertado e um camisa branca. Achei estranho que ela não estava vestida assim e eu nunca tinha visto aquele short curtíssimo. Ela cumprimentou o Renato e fomos pra sala. Ele abriu sua pasta e tirou as revistas pra qual a minha esposa tinha tirado as fotos. Ele disse que as vendas estavam um sucesso e que nossos clientes e fornecedores gostaram muito da nossa modelo, no caso a minha esposa. Pra quem não leu nosso primeiro conto, minha esposa tirou umas fotos de lingerie e maio pra a loja de sex shop desse meu Amigo Renato. Camila, minha esposa é loira, tem 34 anos, 1.57, branca, faz academia , colocou silicone nos seios e um bunda muito deliciosa que me deixa louco Eu tenho 38 anos, branco , magro, 1,75 e cabelos castanhos Enfim, Renato mostrava as fotos e minha mulher ficava um pouco acanhada devido a sua timidez. Renato disse que tinha uma nova proposta para fazer . Semana que vem iria ter uma festa fechada numa casa na Barra da tijuca financiada por empresas norte americanas de roupas intimas e produtos de sexy shop e perguntou se a Camila podia ser umas das modelas da empresa. Disse que pagaria um bom cache e precisavam também de seguranças e me chamou para o serviço assim poderia acompanhar minha esposa. Minha mulher deu um sorriso e acho que só ali já aceitou o convite. Eu perguntei a Renato quanto era o cache da Camila, ele me disse 3 mil reais. Na hora gelei com aquele valor afinal era muita grana. Renato disse que a festa seria estilo baile de carnaval seria montado uns camarotes e sua empresa teria um . Perguntei a Camila se ela aceitava e ela prontamente disse que sim. Quando fomos pra cama ela estava muito fogosa , nunca a tinha visto assim. Tirou toda a sua roupa e mostrou a nova maquinha de biquíni. Fui pra cima dela já procurando sua buceta pra chupar e ela disse , - vai amor, chupa a buceta da sua vadia, da sua modelo gostosa... Eu meio que travei afinal, minha esposinha do interior nunca tinha falado assim . Perguntei do porque ela ter usado aquele shortinho tão pequeno na presença do Renato e ela desconversou afirmando que estava em sua casa e não era tão pequeno assim, e perguntou se eu tinha ficado com ciúmes do Renato, eu disse que não mas que ela não podia usar aqueles trajes com pessoas em nossa casa. transamos e fomos dormir. No dia da festa muito mulher estava muito empolgada, iam mandar uma van nos buscar as 21 horas, então minha mulher aproveitou pra por o bronzeado em dia, fez o cabelo, depilação e as unhas. Eu vesti um terno como Renato tinha mandado e minha mulher usou um vestido tomara que caia não tão curto preto e saltos altos. Estava ao mesmo tempo gostosa e elegante. As 21 horas a companhia tocou e era o Renato , quando ele viu a Camila ele falou que tínhamos um problema, que as meninas teriam que usar as fantasias eróticas do sexy shop , usariam mascaras e nós não poderíamos nos comportar como casados. Comentei que ele não tinha comentado nada disso e até a Camilla fez um cara de reprovação. Ele propôs o seguinte, Camila usaria então espartilho com um shortinho de lycra, porem o cache teria que ser diminuído pela metade. Eu concordei com esses termos afinal não queria ver minha mulher desfilando numa festa semi nua. Renato pediu pra não falar com ninguém que éramos casados e sim conhecidos. Quanto entramos tinha mais duas meninas lindíssimas vestidas de roupão, Claudia uma loira tipo minha esposa só que mais alta e Ana uma morena linda baixinha , e mais um segurança , Carlos que era moreno e devia ter 1,90 tinha uns 25. Nós cumprimentamos e começamos a conversar. Tinha whisky na van e começamos a beber. Carlos então perguntou para Camila do porque ela não estar de fantasia, e ela respondeu que colocaria na festa. E ele perguntou se sua fantasia seria tão sexy como das outras meninas. Todos riram. Claro que não gostei, minha vontade era sair dali. Minha mulher respondeu que sua fantasia seria de uma menina comportada e todos riram. A van era essa de 16 lugares . As meninas foram atrás, nós seguranças no meio e Renato ao lado do motorista. Renato perguntou se elas estavam animadas e todos disseram sim. Quando olhei pra trás vi que Camila ja estava de bate papo com as meninas e bebendo wysky também, coisa que ela não faz com frequência. Carlos olhou pra tras e perguntou o que as meninas escondiam debaixo dos roupões. Claudia perguntou se ele queria ver, e ele disse que sim, nisso abriu o roupão e tive que me virar. Estava vestida de diabinha com uma micro saia vermelha , a calcinha era muito pequena eu quase sem querer esquecendo que minha mulher estava ali perguntei sobre o rabinho da diabinha, ela simplesmente se virou e ficou de quadro na van mostrando aquele bundão com o rabinho. Todos vibraram e até o motorista diminuiu pra olhar. Carlos disse que agora era a vez da Claudia, ela abriu o roupão e mostrou uma fantasia de empregadinha, a calcinha preta muito pequena também. . Como não podíamos conversar ali mandei um zap pra Camilla pedindo desculpas pela gracinha com a Claudia. Ela me respondeu, sem problemas, E me perguntou se eu tinha gostado do Rabinho da diabinha, falei pra ela parar de bobeira que era só brincadeira. Chegamos a festa as 22:30 . Renato deu as marcaras as meninas entramos na casa. Era uma mansão e no salão de festa uma replica de um salão de carnaval com camarotes em volta. No salão tinha mesas e cadeiras. Estava cheio com algumas meninas mascaradas e outras não. Todas muito bem a vontade , uma mais gostosa que a outra. Os rapazes também eram bonitos. Renato nos guiou até nosso camarote, subimos a escada e entramos. No camarote fomos apresentado ao Sr Mark, era dono de varias marcas de produtos de sexy shop nos EUA e sócio de uma produtora de filmes pornôs. Ele era negro , tinha uns 40 anos mas depois descobri que tinha 50, era alto e forte. Falava muito bem o português . Disse que estava se sentindo só na festa e ficou alegre com a nossa chegada. Nisso o Renato chamou as meninas pra conhecer melhor o “patrão”. Chamou as meninas e disse que poderiam tirar o roupão . Sr Mark perguntou por que Camila estava sem fantasia e o Renato respondeu que esqueceu de levar a fantasia dela. Sr Mark disse não ter problemas que ali tinha muitas mas disse que ele mesmo escolheria . Ele pegou uma sacola e deu pra Camila por. Não consegui ver qual era, Camila entrou numa sala reservada e na volta pra minha surpresa era um vestido preto que mal cobria seus seis porem era ate comportado em relação as outras meninas , o Sr MarK mandou ela dar uma voltinha, minha mulher olhou pra mim num misto de receio e medo e se virou, atrás era totalmente transparente da cintura pra baixa e as costas era preso através de um laço , dava pra ver sua micro calcinha vermelha e com aquele salto alto estava espetacular. Todos deram um assobio e falaram de como ela estava linda. Olhei pro Renato e Carlos e eles não paravam de olhar para minha esposa. sr Mark soltou um “very good”. Ficou olhando um tempo pra bunda minha mulher , colocou a mão no queixo “big butt ,bumbum”... Não gostei da safadeza mas afinal eram 3 mil reais e o que um coroa ira fazer com minha mulher além de olhar? Renato se aproximou e disse que Camilla era a nossa modelo de fotos de produtos eróticos da ultima edição. Ele disse que sabia que conhecia aquela bunda “big butt”, e todos riram.. Camila ficou muito vermelha e sr Mark lhe ofereceu uma bebida pra relaxar. Ela aceitou e todos começaram a beber. Ele chamou as meninas e Renato e disse que ali era uma festa mas principalmente uma feira de negócios que movimenta muita grana ao ano e o importante era se divertir e vender os produtos. Recebemos uma pulseira vip. Renato sumiu um tempo e apareceu vestido de policial militar, de sunga , algema , quepe e coturno. As meninas começaram a olhar e ver o quanto Renato era musculoso e bonito. Ele chamou as Camila e Claudia para dar uma volta no salão, quando disse que iria acompanha-los o sr Mark me chamou pra conversar e o Carlos se ofereceu pra acompanhar as meninas. Ele só falou bobagens, me pergunto do Rio da mulheres e perguntou se eu ja tinha tido um caso com a Camila e eu disse que não afinal podia melar nosso cache. ELE disse que ela era maravilhosa e estava vendendo muito bem seus produtos e que a bunda das brasileiras eram as melhores do mundo. Meu deu ciúmes mas tudo bem pensei afinal ele não sabia que eu era seu marido. Nisso ja tinha passado uns 30 minutos que o Renato e Carlos tinham saído com a minha esposa e a Claudia. Falei que ia no banheiro e fui atrás deles, ja no salão para aproveitar melhor a festa, tirei a parte de cima do terno e coloquei uma mascara. A festa tava mutio cheia e pegando fogo , mas dava pra andar tranquilamente. Tinha muito agarra agarra com varias, vi algumas meninas com os seios de fora dançando nas mesas. Numa mesa no canto vi camila e Claudia sambando em cima de uma mesa, ja estavam sem sapatos e além de renato e carlos hava mais dois homens as comendo com os olhos. Uns dos caras ofereceu uma bebida as duas que aceitaram . Nisso um dos caras falou algo no ouvido do Renato. Ele fez sinal com a cabeça e disse as duas . – Virem de costas, nossos amigos querem ver suas bundas .

Elas obedecem e viraram e começaram a sambar ao ritmo de um samba. Sambavam muito iam até o chão . O caras ficaram malucos. A medida que Camila sabava seu vestido subia mas todo mundo ja tava vendo sua calcinha vermelha, quando chegava perto da polpinha ela baixava o vestido. Renato disse que assim não vale, se subir o vestido não podia descer, então ela começou a sambar mais rápido e o vestido começou a subir subir, nisso claudia veio por tras e puxou seu vestido pra cima deixando sua bunda todinha de fora. Que raiva daquela mulher, mas para meu espanto Camila não esboçou reação e disse que Claudia era doida. Um dos caras puxou uma nota de 100 reais e pos na dentro da calcinha da camila pela parte do lado. Ele deu meio que uma travada , olhou em volta como se quisesse me achar , mas voltou a sambar e riu, pegou a nota e guardou no sutiã. O Outro cara colocou uma outra de 100 reais na Calcinha da Claudia. As duas riram e começaram a sambar ainda mais, nisso o ritmo mudou para o funk e as meninas se soltaram ainda mais. Ficaram ali por uns 20 minutos, os caras se despediram das meninas , um dos caras quis beijar a boca da minha mulher mas ela se recusou o que me deixou tranquilo, ele falou algo no ouvido dela e ela sorriu. Renato as chamou pra voltarem . Estava muito cheio e varias pessoas tentavam se aproveitar das meninas, nisso Renato ficou atrás da minha esposa e o Carlos atrás da Claudia. Vi que de inicio o Renato tentava manter uma distancia de Camilla mas teve uma hora que não deu e ele deu uma sarrada em Camila. Não tinha mais como andar. Nisso tocou um funk que minha mulher adorava e ela começou a dançar sem se importar com Renato atrás, rebolava muito sexy até o chão colocando as mãos pra cima enquanto Renato ficava meio sem jeito atras. Eu estava muito próximo deles mas eles não perceberam. Nisso ouvi renato falar pra ela que não podia fazer nada pois estava lotado. Ela disse sem problemas , melhor ele que outro desconhecido. Mas ela continua a rebolar muito no pau do cara . Nisso ela deu uma olhada pro Renato e olhou pra sua sunga e viu um volume enorme, Renato disse que era homem e não pode evitar . Os dois riram e continuaram assim. Até dava pra ir mais rápido mas parece que eles queriam ficar naquela posição. Nisso eles se afastaram pois ja estava próximo do camarote, peguei um caminho e subi antes deles, coloquei o terno e tirei a mascara . Eles entraram e minha mulher veio em minha direção com uma cara de alegre e safada. Disse que a festa estava muito legal só que muito cheia. Perguntei o que tinha acontecido la embaixo. Ela disse nada, conhecendo o clube e ainda teve a sorte de achar 100 reais no salão e me deu. Ela falou que ia no banheiro e falou pra 5 minutos depois eu ir também. Entrei no banheiro , ela me deu um beijo , virou de costas e me pediu pra comer ela ali mesmo, não pude resistir, puxei sua calcinha do lado e comecei a meter. Sua buceta estava muito melada. Chamei ela de vadia, nisso ela me chamou de corno, coisa que nunca ela nunca tinha feito antes. Como disse em meu primeiro conto sempre imaginávamos uma terceira pessoa mas era eu sempre que tomava as iniciativas e mandava ela me chamar assim, e ela me chamava de corno mas muito acanhadamente mas naquele instante ela chamou com vontade. Me pedia pra meter direito, que não tava bom. Eu socava com mais força num misto de raiva e tesão. Então eu gozei dentro de sua buceta mas ela não, perguntei por que mas ela disse que não queria gozar agora. Saímos um de cada vez do banheiro sem ninguém perceber. As meninas tinham saído com o Renato e o Carlos. Ficamos só eu , Camilla e o sr Mark no camarote. Ele a mandou subir na mesa e fazer um showzinho pra ele. Mandou eu servir as bebidas. Fiquei meio puto com aquilo mas até ai tudo bem. Ele mandou ela sambar pra ele, ele não fazia nada apenas fumava e bebia, ele dizia : -very good, mais perto, rebola sua safada .

Nisso ela olhou pra mim como se esperasse alguma reação minha, o sr mark perguntou e me chamou o que ele achava da Camilla. Como ele achava que nós não nos conhecíamos disse tinha acabado de a conhecer e que a achava maravilhosa. Sr Mark me chamou pra sentar a sua mesa. Me ofereceu um bebida. Minhas esposa continuou a sambar de costas pra gente como se não estivéssemos ai. As vezes ele passava as mãos em seus pezinhos lindos e suas panturrilhas , ela apenas olhava pra ele e sorria . Ele perguntou a Camila se ela malhava, e ela respondeu que sim. Sr Mark se virou pra mim e disse:

- sei que ta trabalhando mas se quiser aproveitar pode pegar nela.

Pensei, como assim como pegar nela, será que ele a achava sua mercadoria ?.

Disse: - vamos lá, coloca a mão na bunda dela, sente a carne. Camila, rebola sua “big butt” procomo é mesmo seu nome? :

Disse – Roberto.

- Vai Camila, desce , faz um show pra ele. Só vou ficar apreciando.

- Pode coloca a mão , Roberto, estamos aqui pra se divertir. ( disse camila pra mim)

Seu Mark meteu a mão no bolso e meu deu um maço de dólares. Não sei quanto tinha .

- Robert, de pra essa vadia, vamos, coloca na calcinha dela, ela merece esse presentinho. Mulheres gostam de dinheiro. fazem tudo por isso, ficam sem pudores.

Novamente aquele misto de raiva e tesão com aquela situação e acho que camila também ela olhou pra mim e falou com ar de safada.

- Vai , me paga, vou fazer tudo que você quiserem, tudinho mesmo.

Acho que estávamos perdendo o controle da situação.

Sr Mark nesse momento se levantou e pegou camila pelos cabelos e disse que quem mandava era ele e que todos faziam o que ele mandava. Pensei em pular no pescoço do fdp, mas me assustei e o dinheiro que o sr mark tinha me dado caiu pelo chão . Vi que deviam ter umas 6 notas de 100 dólares. Olhei pra Camila pra ver sua reação e para minha surpresa ela estava rindo com cara de vadia e disse :

- sim, patrãozinho , o senhor manda.

Sr Mark mandou eu pegar o dinheiro espalhando pela mesa e por na calcinha da camila.

- faz o que to mandando, coloca na calcinha da vadia. ( ele disse)

Coloquei o dinheiro na calcinha dela e começou a dançar ao ritmo de funk, com a bunda quase na minha casa. Seu mark veio e empurrou a minha cara na bunda de camilla. Mandou eu lamber aquela bunda gostosa. Sr Mark segurou uma das coxas da camila com uma das mãos e a outra esfregava minha cabeça na bunda dela. Pude ver que um dos seus dedos alcançava a buceta da camila. Ficamos nisso um bom tempo. Depois sr Mark nos mandou entrar num quartinho que tinha no fundo do Camarote. Ele mandou nos beijarmos. Camila me beijava com vontade se esfregando em meu corpo. Levantei todo seu vestido deixando ela com a bunda de fora. Abri os olhos e vi que ela olhava paralisada em direção ao sr mark. Quando olhei vi que estava com o pau pra fora e se masturbando. Nunca tinha visto um pau preto antes, era grosso e devia ter uns 23 cm e acho que minha mulher também não. Minha mulher , parou de me beijar e começou a olhar aquele pau enorme que praticamente era o dobro do meu. Ele disse pra não se incomodarem com a presença dele . Tive que puxar Camila pra minha direção de novo, Comecei a tirar sua calcinha e o sr Mark disse que esse trabalho era dele. Com aquela jeba descomunal se aproximou de nós e arrancou a calcinha da camila com uma puxada só . Ela ficou meio sem ação e eu me afastei um pouco já sabendo ali qual seria a minha função. Sr Mark agarrou a camila pelas costas e começou a esfregar seu pau na bunda dela, ela rebolava e mandava Sr Mark parar, pedia para ir embora que ela era casada. Sr Mark disse que então qu seu marido hoje seria um corno . Ela olhou pra mim como se esperasse uma reação minha mas eu estava paralisado com a situação. Nesse exato momento ele a virou e lhe deu um beijo , de inicio ela tentou recusar mas depois se entregou, com as duas mãos ele apalpava a bunda de camila enfiando um dos dedos em seu cuzinho . Ela gemia de prazer. Ele guiou sua mão até seu pau e ela começou a punhetar .. Suas mãos quase não conseguiam pegar no pau do dr Mark. Ela começou a se abaixar e ficou com aquele pau na sua frente, tocava punheta e observava o tamanho. Ela se virou, olhou pra mim esperando um “não” meu, mas fiquei quieto, ela se virou e começou a lamber aquele tronco. Sr Mark pegou ela pela cabeça e empurrou sua cara contra seu pau. Ela deu uma engasgada, ele fazia ela engolir quase tudo e vi que os olhinhos de camila encheram-se de lagrimas. Mas ele continuou, tirava e colocava o pau em sua boquinha como se tivesse comendo uma buceta. Batia com o pau em sua cara e mandava ela chupas as bolas que pareciam bolas de tenis. Nisso sr mark mandou eu meter por tras, minha esposa empinou a bunda pra receber meu pau, mas para minha surpresa meu pau não ficava duro, acho que pelo nervosismo. Tentava me concentrar e nada. Sr Mark vendo meu problema mandou Camila me chupar , ela se virou e começou a me boquetar. Num dado momento ela deu um sorriso e falou que tava molinho. Minha raiva foi tanta que dei uma tapa em sua cara, ela olhou pra mim e me chamou de brocha e corno. Nisso sr Mark riu e falou que brocha sim, mas corno ela o marido que estava em casa. Sr Mark a colocou de quatro começou a chupar deu cu e buceta por tras. Falava algumas palvras em ingles e mandava ela rebolar. Nisso ele levantou, tirou uma camisinha do bolso, colocou e seu pau e começou a introduzir seu penis na buceta de Camila. Ela rebolava e abria as pernas, ela a puxou pelo Cabelo e dava tapinhas em sua bunda e disse pra mim – Robert, voce bater muito forte, na cara de vadias se bate com carinho mas na bunda se bate forte.

El disse – Isso Patrão, ensima esse brocha comose come uma vadia..

Ele deu uma palmada na bunda de camila que soltou um grito misto de dor e prazer. Por mais que eu punhetava meu pau continuava mole mas estava com muito tesão. Nisso ele se deitou no chão e mandou ela sentar , ela foi sentando e rebolando , dava gritos enquanto a rola negra entrava , gemidos e dizia

- Come essa puta, me come seu negão pirocudo, quero chegar em casa toda arrombada pro meu corno me comer lambuzada de porra.

Aquilo me deixou furioso, fui em sua direção e mandei ela calar a boca e coloquei meu pau mole em sua boca, ela chupava e ria ao mesmo tempo. Ela parou de sentar, sr Mark se levantou e mandou ela chupar seu pau. Ela chupava o tronco duro do sr Mark e meu pau mole. Sr Mark disse: - Seu corno em casa sem saber de nada e você aqui mamando duas rolas, sua piranha .

Minha mulher nem se importava apenas chupava e me olhava. Sr Mark falou que ia gozar, a segurou pelos cabelos e mandou abrir a boquinha eu sai de perto e ele começou a soltar jatos de porra em sua boca testa e olhos, Ela se engasgou um pouco e engolir. pegou com os dedos a porra pelo rosto e começou a lamber. Vendo aquela cena deplorável meu pau não sei por que motivo ficou duro e me deu uma vontade de gozar.

Minha mulher disse que agora não queria mais fuder comigo porque já tinha gozado com o patrão. Ei disse que iria gozar na sua cara mas ela disse que não, que a cara era só do patrão. Sr Mark olhou pra mim e riu, ela se virou e mandou em gozar no seu pé. Ela sentou, toquei uma punheta e gozei naqueles pés lindos. Gozava com vontade, parecia que era eu que tinha comido. Ela se virou e me tascou um beijo na boca, que delicia de beijo e só depois percebi que um cara tinha acabado de gozar em sua boca. Me afastei e falei que ela era uma piranha fdp. Saímos no quartinho e fomos pro camarote. O resto do pessoal já estava de volta. Ficamos sem nos falar pelo resto da festa e ela continuou a se divertir em cima da mesa como se nada tivesse acontecido. Sr Mark se aproximou de mim e meu deu um envelope para entregar a Camila. A festa acabou nos despedimos. O van nos deixou em casa , peguei ela pelo braço e perguntei o que foi aquilo. E ela ficou sem ação. Começou a chorar e me pedir desculpas mas que a culpa era minha também por ter aceitado tudo aquilo. Entreguei o envelope para ela, tinha um cartão pessoal do Sr Mark e 6 mil reais. Ela pegou o dinheiro e o cartão da minha mão dizendo ser dela, entrou no quarto chorando e trancou a porta. continua.....

Comentários

16/08/2017 15:52:58
Nota 1000 Parabéns. admiradordamel@yahoo.com.br
15/08/2017 08:41:21
Perfeito conto e se foi Real melhor ainda. Parabéns amigos
13/08/2017 23:23:03
Saio com casais há uns 15 anos, pelo menos, e adoro ser um amigo especial de um casal. Neste tempo, já iniciei muitos casais assim como também já fui fixo de casais. Posso viajar e adoro estar com um casal nos finais de semana. Tenho 47 anos, olhos verdes, sem barba ou bigode, quase pelos, 1,79m, 75kg, bem-dotado, cabelos curtos e grisalhos. Meu Skype é marcorealcrs@uol.com.br. Vamos conversar?
13/08/2017 20:18:23
na verdade, os contos são reais. nossa relação ta estremecida.
13/08/2017 20:17:47
aconteceu de verdade. ainda estamos analisando a situação. nossa relação ta estremecida.
13/08/2017 18:11:11
Gostei gostei lendo seu conto nota 10
13/08/2017 11:55:17
Pela primeira parte, essa segunda teria acontecimentos mais quentes. Apesar das atitudes suas e de sua esposa serem confusas e a festa um tanto estranha, a sequência foi boa. Deixou um mote para a terceira parte. No aguardo
13/08/2017 09:46:05
O primeiro foi melhor

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.