Casa dos Contos Eróticos

a primeira trição da casadinha

Autor: coelho
Categoria: Heterossexual
Data: 17/07/2017 16:40:17
Nota 10.00
Ler comentários (4) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

ola amigos, quero contar pra vocês como realizei o desejo de marcia, uma linda morena de cabelos longos, a trair seu marido pela primeira vez.

conheci marcia em uma sala de bate papo, ela trabalhava em uma casa noturna como promoter, logo me passou seu skype e passamos a conversar, como amigos apenas no começo, mas como tinha de ser a conversa foi esquentando dia após dia, ela me disse que era casada, que nunca tinha traído seu marido, apesar das várias cantadas que recebia no seu trabalho, ela era uma morena de parar o transito, 1,70 58k cabelos negros lisos até a cintura, coxas grossas trabalhadas na academia, lindos seios, perguntei se algumas cantadas, ou alguns homens não lhe davam tezão, me confessou que sim, que as vezes fantasiava estar transando com alguns deles, enquanto transava com seu marido, mas nunca falava pra ele, era muito ciumento, e ele a satisfazia muito, mas tinha vontade de sair com outro homem, mas tinha medo, a medida que fomos conversando ela foi se abrindo mais e mais, e a conversa só esquentava, até o dia que ela topou em sairmos juntos, só pra conversar, rs. marcamos um dia a tarde, a pequei no centro fomos direto a um motel, ela estava linda, toda cheirosa, com uma blusa branca de botão e uma calça jeans, cabelos recém lavados, salto alto, fiquei de pau na hora que a vi, entramos no quarto de mãos dadas com ela, sua mão estava suada, ela tremia o corpo todo, dava pra ouvir seu coração batendo forte no peito, pequei ela pela cintura, abracei ela, falei bem baixinho no seu ouvido, relaxa hoje você é todinha minha, dei-lhe um beijo bem demorado, que boca macia marcia tinha, comecei a apertá-la contra meu corpo, senti seus seios, os biquinhos deles já estavam me espetando, aos poucos ela foi se acalmando, pude sentir seu corpo com as mãos, tinha uma bunda durinha e bem redonda, cintura fina, meu pau estava latejando de vontade de sair da calça, e esfregava ele contra o corpo dela, tenho um pau normal 17cm mas é bem grosso, após um longo beijo sentei ela na cama, fui pegar algo para bebermos, quando voltei meus olhos pra ela, já estava desabotoando a blusa, mandei que ela fechasse novamente, pois eu iria despila totalmente,queria sentir cada centímetro do seu corpo, e assim fiz, comecei tirando sua blusa, deixando apenas de soutien, beijei sua barriga seu umbigo, retirei seu soutien comecei a chupar seus seis em volta dos mamilos pra só depois engolilos, marcia tremia, gemia, gritava, suava, não dizia nada com nada, beijei novamente seus lábio, e fui tirar sua calça, bem devagar, pude sentir o aroma delicioso do seu sexo, comecei pelos seus pés, e fui subindo, até chegar na sua bucetinha, a mordi primeiro por cima de sua calcinha minúscula, ela se contorcia, retirei ela e passei a chupar sua bucetinha, ela gritava, tentava me tirar, dizia que não estava aguentando de tezão, segurei ela forte, e foi me arrastando pela cama tentando se soltar de mim, fiquei ali fodendo ela com a língua, e ela gritando, até que não aguentou mais e gozou na minha boca feito uma louca, pude sentir seu gozo, subi em seu corpo, ainda vestido, e fui beija-la novamente, ela veio a me ajudou a despir, quando viu o estado do meu pau seus olhos brilharam, começou a me masturbar e engoliu todinho meu pau, parecia uma bezerra mamando, chupava feito uma louca, dizia que eu iria arrombar ela, que o pau do marido dela era fino, mas queria sentir tudo aquilo dentro dela, fizemos um 69 ela ficou ainda mais enlouquecida, parecia que iria arrancar meu pau, cada vez que socava a língua na sua buceta e no seu cuzinho, ela gozou novamente, pedi pra ela se virar que queria socar meu pau nela, não estava mais aguentando de tezão, ela se virou abriu as pernas seu olhos brilhavam, e me pedia vem me fode, comecei esfregar meu pau na portinha da bucetinha dela, ela estava totalmente ensopada, apesar disto meu pau encontrou uma certa dificuldade pra entrar, fui esfregando ele e comecei a empurrar, ela fechou os olhos, mordeu os lábios, e conforme eu ia enfiando ela gemia e se agarrava no lençol, e pedia vai me fode, fode essa vagabunda, ela tinha uma bucetinha bem apertada mesmo, podia sentir ela todinha com meu pau, o que me deu mais tezão ainda, meu pau latejava, coloquei ele todinho pra dentro e comecei a bombar bem gostoso, marcia rebolava feito loca e pedia mais e mais, dizia, vai soca gostoso vai, quero sentir essa pau bem no fundo, ele ta me arrombando, coloquei ela d4, com aquela bunda maravilhosa virada pra mim, ela socava a buceta no meu pau feito louca, , depois veio por cima de mim e cavalgou até eu gozar e encher a bucetinha dela com minha porra, ela ficou em cima até ele amolecer, ficamos deitados namorando, depois tomamos um banho, disse que foi muito bom e queria repetir a dose, que não iria transar com seu marido naquele dia, se não ele sentiria que sua bucetinha tava toda esfolada, levei ela e embora e saimos outras vezes, mas isso conto um outro dia.

sou de londrina, se tiver alguma mulher ou casal afim de realizar fantasia entre em contato, atletadealcova2010@hotmail.com

Comentários

23/07/2017 08:38:17
Hummm, me encheu de vontade... A primeira traição é sempre complicada. Fica martelando na cabeça. Vc possuindo essa Marcia me deixou toda molhada. E comigo não teria problema de ficar com a perseguida esfolada, já que meu marido só usa ela uma vez no mês. Rs. Venha me conhecer lendo o meu. Um beijo!
21/07/2017 09:07:27
Muito bom o conto, excitante ao extremo. Se ela estava em salas de bate papo, estava procurando e achou. Apesar de ser baiana, já morei aí e meus primeiros amassos foram a beira do lago Igapó. Rsss. Fica aqui meu comentário e nota. Sem dúvida dez. Te convido a ler os meus. Desde já agradeço. Bezitos.
18/07/2017 11:30:31
Delícia, quase gozei
17/07/2017 23:05:54
Estimado escritor Coelho: por motivos óbvios, de alguém tempo para cá tenho me interessado por leituras de contos sobre mulheres que traem. Antes eu lia tudo, mas agora passei um filtro e tenho selecionado mais esse tipo de texto. Achei o seu fascinante, me envolvi do princípio ao fim e ao terminar a leitura estava leve e em estado de graça. Muito obrigada por esse brinde a nós leitores (dê uma olhada em meu conto para me entender melhor). Você é ótimo. Beijos. DEZ.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.