Casa dos Contos Eróticos

Minha primeira Gordinha: Nosso segundo Encontro Início dr namoro

Autor: Erostantos
Categoria: Heterossexual
Data: 17/07/2017 13:34:33
Nota -
Ler comentários (0) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Boa tarde, Sou o Erostanatos para quem não leu o primeiro conto aconselho que leia, para entender a história.

Sou negro 1,70 de altura,100kg,atualmente nao estou usando óculos, tenho cavanhaque e cara de safado, tenho uma rola de 16cm grossa do tipo que você chupa até o talo sem engasgar.

Logo após aquele encontro com a Lina(ler minha primeira gordinha),

Fui para casa totalmente relaxado pensando na foda deliciosa que tive com Lina, ja no outro dia sábado de carnaval acordei com o telefone tocando, era Lina querendo repetir a dose.

Lina: oi preto, dormiu bem?

Eu: Bom dia meu amor dormi sim, to com o saco leve.kkk

Lina:humm que bom.kkk, e bom saber qud você gostou, mudando de assunto, peguei um dinheiro com minha mãe ontem, ta afim de ir hoje de novo pro mesmo motel? Eu pago.

Na hora não penseo duas vezes disse que sim, levantei tomei um banho, coloquei bermuda tênis e uma camisa regata e fui ao encontro da minha deusa rabuda.

Chegado ao mesmo lugar de antes ela ja estava a minha espera, nos comprimentamos com um beijo delicioso de lingua e fomos para o motel.

Como da primeira vez ja fomos arrancando as nossas roupas e indo para cama, quando ela riu e disae que hoje ela queria algo diferente, e foi tirando da bolsa uma caixa de leite condensado.

Lina então começou a derramar o leite condensado pelo corpo e me olhou com cara de pidona me chamando pra limpar ela com a lingua.

Nisso fui chupando todo o seu corpo, sugando seus peitos grandes com auréolas escuras e bico com gosto enquanto ela me chamava de bebê, logo fui descendo e mais uma vez provei aquele néctar dos deuses. Nossa como amava o cheiro que saia daquela buceta, logo eu mordia seu grelo e lambia sua buceta como se nao houvesse amanhã. Ela gemia e gozava varias vezes pedindo mais.

Entao ela ficou de 4 e me pediu pra chupar o cuzinho dela que até entao era virgem, nossa como lambi aquele buraco apertando e gostoso a cada linguada ela esfregava o rabo na minha cara, meu rosto ja. Brilhava de saliva e baba enquanto lambia como se minha vida depende se disso.

Lina então começa a se masturbar gemendo pedindo rola.

Levantei e segurei ela pelos cabelos fazendo a boca dela de Buceta enquanto ela arranhava minhas coxas e bundas me deixando com um tesao imenso, ela entao com cara de puta começou a pedir leite na boca, porém expliquei pra ela que nao gozo com oral só com penetração.

Ela aceitou, porem disse que queria algo novo, e ficou de 4 na cama abrindo o rabo, nessa hora fiquei doido pois nunca tinha feito anal com nenhuma mulher, porém não contei a ela isso.

Mantive a postura e lembrei de todos os pornos que tinha visto, comecei lambendo e deixando o cu o mais babado possível enquanto ela gemia e rebolava, nessa hora enfiei o dedo indicador e fui brincando com aquelas pregas que logo seriam minhas.

Lina gemia em um misto de tesao e dor que me deixava doido, logp ela pediu.

"Negão fode meu rabo agora!"

Nessa hora posicionei a piroca na entrada daquele cu virgem e fui metendo bem devagar ela gemi e chorava dizendo que tava doendo, em um momneto ela tentou sair mais segurei e meti um pouco mais, nessa hora fui acalmando ela e dizendo que iria bem devagar, ela se acalmou e disse: vai mete logo porra! Na hora empurrei tudo arrancando gritos e lágrimas dela.

Ficamos um tempo ali parados até que ela mesmo começou a rebolar primeiro de forma lenta depois mais rapido gemendo e dizendo que tava dando um tesao violento.

Logo eu bombava aquele cu grande como um cavalo cobrindo uma égua no cio,lambia as costas dela enquanto ela xingava puto,vai mete no meu rabo, arranca as pregas dessa puta negao, vem me da leite no rabo enche meu cu de porra. Nessa hora meti mais fundo e gozei ao mesmo tempo que ela gozava e se mijava toda gemendo.

Ficamos engatados como cao e cadela. Ate que a piroca saiu .

Ela entao levantou e fui pro banho me deixando na cama, conversamos um pouco e ela me disse que estava apaixonada, porem tinha medo de começar um relacionamento comigo, pois tinha medo do preconceito, por ela ser muito gorda.

Eu então disse que não tinha problema, que tambem estava apaixonado por ela e que seu peso nao seria problema.

Ela então me beijou e logo eu ja estava de piroca dura!

Ela entao disse que sempre teve uma tara em bunda de macho, e me perguntou se podia beijar?

Eu disse que sim ,logo em seguida la estava eu deitado de bruços enquanto a safada da agora então minha namorada Lina lambendo minha bunda e mordendo.

Logo ela chupava minha bunda saco e cu me deixando louco de tesão, nao aguentei e enverti a posição cravando a piroca ns Buceta dela que nessa altura ja estava escorrendo de tesão.

Soquei fundo enquanto ela me arranhava as costas e gritava pedindo mais.

Depois de meia hora socando ela gemeu tendo um orgamos fortr ao ponto de começar a chorar dizendo que nao aguentava mais gozar, nessa hora ela mordeu meu ombro e desfaleceu.

Dei dois tapas na cara dela e continuei socando ela abriu os olhos e me beijou dizendo que nunca tinha experimentando algo nesse nivel.

Ela entao apertou o bico do meu peito causando uma descarga eletrica no meu corpo que me fez gozar na hora.

Nos beijamos apaixonadamente curtindo o tempo que faltava.

Bem galera essa é a segunda parte das minhas aventuras, logo vou contar das aventuras que tivemos Na casa da Lina em cima do sofá, e na varanda com minha sogra na cozinha. Abraços, não esqueça de votar.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.