Casa dos Contos Eróticos

24 HORAS PRA FICAR NA MINHA HISTÓRIA

Autor: SACIADA
Categoria: Heterossexual
Data: 17/07/2017 12:57:53
Última revisão: 17/07/2017 16:05:59
Nota 10.00
Ler comentários (5) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Estou usando o perfil de meu amigo só para relatar uma experência inacreditável que se deu comigo de ontem, domingo de manhã, para hoje. Conto, porque preciso contar ou alguma coisa explode dentro de mim. Preciso contar, mesmo que seja para estranhos, pois não consigo guardar comigo - e infelizmente, não posso contar para ninguém. Preciso desse anonimato.

Tenho 34 anos, sou casada a 10 anos, meu marido foi apenas meu segundo namorado e foi com ele que perdi a virgindade quando tinha 20 anos. Somos um bom casal, temos duas filhas. Ele trabalha como gerente de vendas de uma grande rede de lojas, passa a maior parte do tempo viajando. temos vida sexual regular e tenho reputação intocável: todos admiram minha fidelidade e dedicação ao lar.

O que ninguém pode imaginar é que tenho um caso com o irmão caçula de, hoje com 28 anos. Tudo começou quando completei 30 anos, houve uma festa, ele não pôde comparecer - estava fazendo vestibular. Minha festa de aniversário foi desastrosa porque meu marido se esqueceu, foi pescar com amigos e já viu. Meu cunhado, então com 22 anos, foi me levar um presentinho no outro dia, se desculpando do atraso e o recebi aos prantos, ainda sob o efeito da briga com meu marido na noite passada.

Meu cunhado se espantou quando caí nos braços dele e não soltei mais, ficamos abraçados e acabamos nos beijando e transando no tapete da sala, quando então ele se declarou que sepre gostara de mim mas achava impossivel e pra encurtar a história, tornamo-nos amantes. Nem ele e nem eu pensamos em separação, seria um trauma terrivel, pois ele não aceita magoar o irmão. Nem eu saberia lidar com a situação de destruição de lar. Então, transamos, sempre que possivel. Como ele é "de casa", tem chave da porta e tudo, vem sempre que pode, quando minhas filhas estão na escola e seu irmão não está... Estou contando isso, sem detalhes, apenas para situar a questão sobre o acontecido ontem, domingo:

- meu marido viajou para o interior, tinha uma reunião de gerentes (segundo ele! Pode ser mentira ou não, não sei, pois, sobretudo, como haverão de notar, não tenho motivo pra crise de ciúme, pois me vingo adequadamente). Mal ele saiu, as 7 horas, meia hora depois meu cunhado - que mora perto - entrou. Minhas filhas estavam dormindo no quarto delas e para prevenir, trancamos e fomos transar na minha cama, eu ainda de camisola. Nossas fodas são boas, amorosas, carinhosas. Transamos, ficamos uma meia hora nos curtimos e ele foi embora, poudo depois das 8 horas.

As meninas acordaram, dei-lhes café e por volta das 11 horas passa a madrinha de uma delas nos convidando para um passeio no gastronomico. Eu não podia ir, pois tinha uns afazeres domésticos e assim elas foram com a madrinha.

mal elas saíram e meu cunhadinho retorna:

- Ah, cunhada! Não resisti! Voce está tão gostosa! - E transamos no sofá, ele meteu gostoso por trás, apalpando meios seios como ele tanto gosta, a gente se beijando enroscado. Almocei sozinha e depois do almoço, umas 15 horas, liguei meu tablet e o tal não funcionou. Fui na casa de minha sogra ( e do cunhado) e olha que tentação: na hora que cheguei ela estava saindo para fazer compras e ele não podia ir com ela, pois tinha de terminar um trabalho no computador.

- Entra, o Juca está aí, ele vê isso rapidinho pra voce! - disse minha inocente sogra, sem cismar nada de nada (e nem tinha como).

Entrei, ele nem me viu chegar e se surpreendei quando o abracei por tras, diante de seu PC.

- Oi, disse ele sorrindo. Mostrei o tablet, ele o reconfigurou e me olhou com aqueles olhos pidões. Mirou minhas pernas, eu sentada na cama dele.

- Nossa!, ele falou e nos agarramos loucamente. Ouvi-o dizer:

- Quem garante que vamos ter tanta oportunidade como hoje?

E transamos pela terceira vez no dia! Fui para casa sentindo um ardume gostoso na xoxota. Em casa mirei-me no espelho, ver se não tinha marcas de seus beijos. Felizmente não tinha - mas eu deixei uma marca em seu pescoço!

E lá pelas 21 horas, meu marido chega.

Não sei o que ele viu, o que o excitou, pois ele quis transar mal entrou em casa. Estava taradíssmo! Chupou-me como nunca o fizera antes, inclusive enfiando a lingua em meu anus, o que nunca tinha feito! Ficou uma meia hora chupando minha xoxota, me fez gozar umas duas vezes e cada vez que ele punha a boca ali, eu lembrava que só naquele dia seu irmão tinha metido ali tres vezes... ele devia estar sentindo um restinho do gosto do esperma do próprio irmão, que louco! Ele estava tão excitado, que quis fazer anal, coisa raríssima - não fazemos com frequencia, só em ocasiões especiais. Transamos duas vezes, até dormirmos esgotados...

No outro dia, ou seja, hoje, segunda de manhã, ele foi trabalhar. Adivinha quem entra em casa logo depois??/ O cunhadinho.

E ele contou que na noite anterior tinha vindo em casa para falar com o irmão, mas assim que entrou ouviu nossos gemidos e assim voltou. Segundo ele, foi tremendamente dificil, ficou excitado. Em casa teve de se masturbar para aliviar...

- Ah, cunhada! Preciso de voce...

E transamos com vontade, como se fosse a primeira vez. Ele meteu, e antes de gozar me chupou. Me virou, fez-me empinar a bunda e chupou meu cu demorado - nunca tinha feito isso, só chupava e de leve a precheca. Chupava o cú e manipulava o critoris, eu estava a ponto de desmaiar de tanto gozar. Estava tonta!

E aconteceu: aproveitou meu cu relaxado e se pôs a estocar com o pau, primeiro de leve, depois mais forte, até que enfiou tudo: pedi pra ir com calma, ele não parece ter muita prática em anal, mas fiquei admirada com meu cunhado comendo meu cu, gozou dentro e tudo! E como seu pau continuava duro (deve ter tomado viagra, apesar de jovem!), limpei com cuidado e ele me fez gozar na xoxota. Como ele demorava a gozar, nos masturmamos mutuamente até gozarmos loucamente os dois! Ele saiu quando minhas filhas acordaram e me chamaram, pouco depois das 9 da manhã!

Então, fiz as contas: trepei com ele na manha de ontem, ao meiodia e a tarde (3 vezes);

trepei com meu marido duas vezes, a noite;

e voltei a trepar com meu cunhado hoje de manhã. Total: 6 vezes em 24 horas. E todas gozando intensamente com meus dois homens: um me dá segurança e o outro prazer! E os dois tão próximos de mim, tão juntos! Mal sabe quem nos vê unidos a razão de porquê nos damos tão bem! Só podia, né?

Meus dois homens: um seriedade/responsabilidade, o outro também é sério e responsável, mas adora trepar comigo, sua cunhada. Nunca falamos, mas o gostinho do proíbido deve ser demais.

Cunhado, irmãozinho... melhor amigo do casal... hum... estremeço quando vejo isso nas outras familias. Pra mim, o que rola mesmo é sexo. Ou pelo menos, esse é o interesse principal, pois já houve amigos de meu marido que me cantaram discretamente, mesmo eu tendo minha reputação de fiel infalível.

Querem saber uma coisa? Esse meu cunhadinho veio a calhar. Pois como eu gosto de sexo pra caramba, não sei a quantas iria resistir cantada de outros homens.... Meu cunhado querido quebra o nosso galho. Tem transito livre, trepamos e gosamos adoidado, sem perigo de escandalo. E fica tudo em familia! Ah, familia! Quanto segredo contém!

As vezes fico vendo as fotos de festinhas de aniversário, natal, simples almoço de domingo e fico a meditar: o que vale mesmo é ser feliz! E sou feliz, meu cunhadinho tem tudo a ver!

Tinha ou não tinha de contar isso? Deve ter sido o meu recorde, pois dificilmente vai acontecer de encaixar tudo certinho como desta vez! Estou saciada, cansada e feliz! Ah, cunhado, queria tanto que voce lesse esse relato! Mas nunca vou ter coragem de mostrar!

Comentários

20/07/2017 10:51:16
Muito bom, excitante. Nota 10. Se o marido não dá a assistência devida, tem que o faça, não é?? rs
17/07/2017 23:36:56
Parece que não é real mas é muito gostoso de ler.
17/07/2017 15:01:36
Muito bom e exitante, te espero marcosvol14@gmail.com conversar ou algo a mais
17/07/2017 14:16:59
maravilhoso
17/07/2017 13:45:37

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.