Casa dos Contos Eróticos

O Playboy Hétero e o Traficante Marrento 3

Autor: Felipe
Categoria: Homossexual
Data: 17/07/2017 00:47:08
Nota 10.00
Ler comentários (18) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá a todos,eu fico muito feliz que estejam gostando da trama.

Tavinho567: Tô feliz que esteja gostando do conto.

Nayarah: É pra deixar vocês anciosos.

Nikolas V.! : Veremos kkk.

Atheno: Com o tempo o Felipe vai descobrir quem são os amigos de verdade dele e aprenderá a ser mais humilde.

Rah: Voltei, fico feliz que esteja gostando.

Guilwinsk: A intenção é essa kkk.

Arrow: Verdade.

Edward Cullen 220: Não vai ser nada fácil.

Geomateus: O Felipe ficará mais humilde com o tempo.

Gabriel.floripa: Fico feliz que esteja gostando.

Ru/Ruanito: Agora o bicho pega kkk.

Marcos Costa: Que bom que gostou.

Sonicpascoa: A história ainda terá muitos acontecimentos e reviravoltas,aguarde.

Eu fiquei puto ao ouvir aquilo,aquele pobretão tá pensando que eu sou quem.

Eu: Eu não sou viado e mesmo se eu fosse eu não ficaria com um pobre imundo igual você.

Douglas: Qual foi branquelo quem é pobre imundo aqui!

Ele estava visivelmente drogado e começou a gritar.

Douglas: Tá pensando que só por que tu mora no asfalto tu é melhor que alguém!

Derepente formou se uma roda a nossa volta e começaram a gritar por briga.

Eu nunca cheguei a brigar de verdade com alguém e aquele cara concerteza tinha mais força do que eu.

Derepente eu ouço uma voz gritando.

Ele: Que porra é essa aqui.

Quando ele chegou todos que estavam na roda se afastaram,era o cara da tatuagem que estava me encarando no bar.

Ele: Que merda é essa aqui? Perguntou ele gritando.

Nessa hora eu e o outro cara ficamos mudos.

Ele: E ai,ninguém vai falar não!

Douglas: Pô Rodrigo,esse playboy veio se achando pra cima de mim.

Eu: Ele tava dando em cima de mim,me chamou de viado e tudo!

Rodrigo: Escuta aqui Douglas,eu já tô cansado de ouvir reclamação sua e você playboy se liga da próxima vez.

Eu: Não vai ter próxima vez,até porque eu não pretendo voltar nessa espelunca nunca mais!

Rodrigo: Ótimo,a gente não precisa de gente igual você aqui.

Derepente eu começo a ouvir uns barulhos de tiro e o Rodrigo disse.

Rodrigo: Caralho,era só o que faltava!

Então ele tirou uma arma da cintura e saiu correndo em direção aos tiros,e todos que estavam na rua começaram a correr e se esconder e eu fiquei ali paralisado,eu estava morrendo de medo,pois nunca tinha passado por uma situação daquelas.

Depois de ter ficado paralisado de medo por um tempo eu cai em mim e comecei a procurar um lugar pra me esconder.

Eu: Caramba pra quê eu fui me meter nesse lugar.

Eu achei um beco que estava fazio e me escondi atrás de uma lata de lixo que tinha lá.

Derepente os barulhos dos tiros começaram a ficar mais altos e eu ouvi um barulho de passos na minha direção.

Rodrigo: Caralho playboy,tá fazendo o que aqui,quer levar um tiro na testa é isso!

Eu: Eu tô tentando me esconder.

Ele parecia estar muito nervoso,mas eu não entendi o porque de estar se preocupando comigo.

Rodrigo: Vão bora me segue.

Eu: Pra onde?

Rodrigo: Não interessa vamo!

Eu segui ele até a subida do morro até que paramos em frente a uma mansão imensa e em frente haviam dois caraas armados fazendo a segurança,então ele abriu a porta e me mandou entrar.

Rodrigo: Entra ai playboy.

Então ele abriu o armário da sala e recarregou a arma dele.

Rodrigo: Só sai daqui quando eu voltar.

Então ele saiu e eu fiquei plantado lá,enquanto isso o tiroteio ainda acontecia lá fora.

Depois de um tempo os tiros pararam e o Ridrigo adentrou pela com a camisa cheia de sangue.

Eu: Caramba cara o que aconteceu?

Ele não me respondeu apenas tirou a camisa expondo aquele físico perfeito dele e eu vi que ele tinha levado um tiro de raspão no braço direito.

Rodrigo: Vai ficar olhando?

Eu: Eu fiz primeiros socorros eu posso dar uma olhada nisso.

Rodrigo: Tem uns curativos lá na cozinha.

Eu fui até a cozinha e peguei a caixa de primeiros socorros e ao voltar pra sala,eu limpei o braço dele e comecei a fazer um curativo.

Enquanto eu fazia o curativo nele eu não eu não pude deixar de reparar nos braços fortes e na barriga trincada dele e eu acho que ele percebeu.

Rodrigo: Qual é o seu nome playboy?

Eu: Felipe.

Rodrigo: Meu nome é Rodrigo,você já deve saber.

Eu: Pronto o curativo tá feito,agora eu tenho que ir.

Rodrigo: Já são 2 da madrugada,não é seguro andar por esse morro a essa hora não.

Eu: Eu me viro.

Rodrigo: Fica aqui eu já disse,amanhã de manhã você vai.

Ele insistiu tanto que eu acabei dormindo lá,no quarto de hóspedes.

Eu fui tomar um banho e sai enrolado na toalha pro quarto e teve um momento em que eu tirei a toalha ficando pelado e de costas pra porta,quando eu já tinha vestido a cueca eu olhei para a porta e o Rodrigo estava lá parado me olhando e eu levei um susto.

Rodrigo: Se você precisar de cobertor é só pegar na armário,a chave ta na janela.

Eu dormi ali naquela noite,porém no dia seguinte ás 6 da manhã eu levantei e fui embora.

Narração do Rodrigo

Eu sai pra ver que gritaria era aquela do lado de fora do baile e era o playboy e o noiado do Douglas quase caindo no pau e eu tive que botar moral naquela merda e enquanto eu falava com eles outra facção tentou invadir e eu tive que correr pro combate.

Depois que o tiroteio ficou mais pesado eu fui em direção a minha casa pra recarregar a arna e vi o playboy se escondendo no beco,eu nem sei porque eu fiz aquilo,mas eu levei ele pra minha casa.

Durante o tiroteio eu levei um tiro de raspão no braço e o playboy fez um curativo em mim e eu percebi que ele não parava de olhar meu corpo,eu acabei insistindo pra que ele dormisse lá em casa.

Antes de dormir eu fui até o quarto que ele estava pra falar com ele e me assustei com o que vi,o muleque tava pelado com aquele rabão de puta de fora,ao me ver ele levou um susto e eu inventei uma desculpa pra sair dali.

Antes de dormir eu tive que ir no banheiro bater uma punheta pensando na bunda do playboy e depois acabei me culpando por estar desejando um homem e durmi com aquilo na cabeça.

No dia seguinte eu procurei por ele,mas o filho da mãe já tinha ido embora.

Narraçãp do Felipe

Ao chegar em casa a primeira coisa que eu fiz foi tomar um banho,pra tirar aquele cheiro favela de mim,porém eu não conseguia tirar aquela droga daquele traficante da minha cabeça.

Depois do banho eu fui dormir e acordei com a Isabel e o Gustavo no meu quarto.

Eu: Belos amigos vocês são,me deixaram sozinho naquela porra de tiroteio.

Isabel: E você queria que a gente fizesse o que,nós estávamos tentando nos esconder.

Eu: É mas vocês poderiam ter me mandado pelo menos uma mensagem,nem isso vocês fizeram.

Gustavo: Poxa foi mal Felipe.

Eu: Eu quero ficar sozinho.

Gustavo: Você tá expulsando a gente é isso?

Eu: Entendam como quiser

Depois disso eles foram embora e eu voltei a durmir.

Mais tarde naquele mesmo dia o Hugo veio me visitar e eu desabafei com ele tudo que tinha acontecido no Morro da Raposa.

Hugo: Caramba que barra você enfrentou hein.

Eu: Nem me fale.

Hugo: E a Isabel e o Gustavo,ondem estavam?

Eu: Eu não quero nem ouvir o nome daqueles dois ingratos.

Hugo: Porque?

Eu: Eles me abandonaram lá e nem se deu ao tralho mandar uma mensage.

Durante a tarde eu estava caminhando na orla da praia,quando eu slu abordado por um garoto que devia ter uns.

Garoto: O Rodrigo tá te chamando pra ir na casa dele.

Eu estranhei isso,mas não falei nada e nem apareci lá.

As 2 da manhã eu estava no meu quarto e como estava muito calor eu estava durmindo de cueca,mesmo tenso ar condicionado.

As 2 da manhã eu ouvi umas batidas na porta e ao abrir eu tive uma surpresa.

Rodrigo: E aê playboy

CONTINUA...

Obrigado por lerem e tudo de bom,tenham uma boa semana

Beijos

Comentários

14/08/2017 16:48:08
MUITO BOM ESSE CONTO.
17/07/2017 22:59:50
Só achei curto rs
17/07/2017 22:59:31
Muito bom, cada vez melhor e obrigado pela interação
17/07/2017 22:58:15
muito bom esse conto. Permita-me lhe dedicar uma crítica construtiva? e não, não sou escritor, metido ou algo assim, kkkk. Eu acho que você deve acrescentar mais conteúdo nas narrativas, mais vocabulário, mais história. Mas não está ruim, muito pelo contrário. O enredo está ótimo. Deixe-me explicar minha percepção de minha crítica. Eu sou deficiente visual total, ou seja, não enxergo. Então a escrita, o vocabulário,o formato da narrativa, tudo me vem com muita intensidade, rs. No mais, abraços e continue!
17/07/2017 22:07:48
oi? babado. adorei.
17/07/2017 21:06:13
Adorei!!! Acho que o Felipe é Leonino hahah
17/07/2017 18:24:31
Adorei o capítulo! O que será que Rodrigo vai fazer agr?
17/07/2017 17:19:13
Clima de paixão no ar
17/07/2017 13:12:29
Muito bom .....não some
17/07/2017 12:43:29
Rodrigo e Isabel são dois interesseiros. O Felipe mora sozinho? Como o Rodrigo entrou ?
17/07/2017 08:29:10
O mundo esta cheio de amigos como a izabela e o rodrigo. Acho que o hugo tem uma paixonite por vc. Mano nao demora postar seu conto esta cada vez melhor.
17/07/2017 08:26:04
Agora fiquei curioso. Esse conto me prendeu. Gosto do tema..
17/07/2017 07:49:14
Interessante muito bom
17/07/2017 07:43:05
rodrigo curioso e felipe medroso....
17/07/2017 03:44:13
Já li algo muuuiiiito parecido aqui na casa...
17/07/2017 01:41:08
Etaa. Ele foi lá na casa do outro. Quanto tempo hein, com qual frequência vai estar por aquim
17/07/2017 01:32:58
muito bom
17/07/2017 01:26:34
Cada vez melhor.Continua 😊

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.