Casa dos Contos Eróticos

Senzala III

Autor: Tcuo
Categoria: Homossexual
Data: 18/06/2017 18:10:41
Nota 10.00
Ler comentários (5) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Senzala III

Tomei banho e coloquei minhas roupas e fui tomar café. A Zefa, cozinheira da casa, me olhou e disse: Ta conseguindo sentá, Não respondi e sentei na mesa. Ela me trouxe o café e perguntou: vai morar na casa grande agora? Respondi que sim. Ela voltou a me olhar e disse: vai ficar alargado, e saiu.

Eu pensei comigo: Já estou alargado pelo Betão e isso me fez lembrar como foi meu desvirginamento com ele e fiquei de pau duro. Tomei café e sai no quintal. A primeira pessoa que vejo é Betão. Ele olha pra mim e dá um sorriso amarelo e vai para o celeiro fazer sua obrigação. Fui para o celeiro fazer a minha obrigação também e lá chegando o Betão me pergunta: Deu muito essa noite? Respondi: Seu Felipe me comeu duas vezes e também tive que chupar. Betão perguntou: Gostou? Respondi: Não tanto quando foi com você. Nisso o mastro do Betão ficou um posto e a tanga armou um enorme circo. Foi até a porta e passou a tramela, se virou já tirando a tanga e disse: Tira logo essas roupas que eu já estou a ponto de bala.

Tirei minha roupa e ele me pegou no colo e me acomodou sobre um reio que estava no canto. Abriu minha bunda e olhou o meu cú e falou: O estrago não foi muito, mas te deixou alargado um pouco. Betão me surpreendeu colocando a boca na minha bunda e a língua no meu cu. Deixou bem molhado e veio com a tora me possuir novamente.

Parecia que eu nunca havia dado e senti novamente sendo arrombado. Aquele naco de carne preta cheio de veias estava pulsando dentro de mim. Foi entrando e abrindo cominho sem muita preocupação e em pouco tempo estava sentindo o saco do Betão bater na minha bunda. Eu estava gemendo e chorando baixinho mas parece que Betão nem ouvia e começou a me foder com força. Seu pau saia quase todo e voltava a entrar todinho como um pistão e foi acelerando. Meu cu estava em chamas e de repente sinto ele esguichar porra dentro de mim. Deitou sobre mim e deixou seu pau amolecer e sair vagarosamente, sabendo que tinha feito mais uma vez meu cu se esfacelar e estar todo arrombado.

Betão colocou a tanga, me abraçou e perguntou: vai morar na casa grande? Respondi: Seu Felipe quer que eu more lá, mas durante o dia a gente se vê. Betão abriu um sorriso e disse então capricha a noite para eu não te machucar muito durante o dia.

Fiz a minha tarefa no celeiro e fui para a Casa Grande. Cheguei lá e Zefa me falou: Se vai continuar indo no Celeiro com o Betão esse seu cu não vai aguentar, pois seu Jorge já já vai querer também entrar no meio, pois dona Vera tá indo pra capital fazer tratamento e ele vai ficar e português não fica dois dias sem mulher. Acho até que dona Vera está indo para tirar umas férias, pois tem chorado muito todos os inícios de noite. Falei admirado, mas seu Jorge já tem idade e Zefa respondeu é desses que você tem que tomar cuidado, não se satisfazem com pouco.

Meu cu estava ardendo e sabia que a noite iria ser visitado pelo seu Felipe, pois era terça feira e ele ia para a vila só no final de semana.

Comentários

14/10/2017 20:34:49
GOSTEI DA SÉRIE!
08/07/2017 22:13:16
Ah, inveja desse moleque....
19/06/2017 19:33:14
Seu Felipe e Seu Jorge são a mesma pessoa? Não Diminui o tamanho dos contos não, conto assim tem que longos para serem bem apreciados e punhetados.
19/06/2017 13:58:08
Nossa q delicia
19/06/2017 01:51:39
MUITO BOM, DE DIA UM E DE NOITE OUTRO. MARAVILHA.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.