Casa dos Contos Eróticos

Sou punheteiro assumido de mão cheia

Autor: KsallsapeK
Categoria: Heterossexual
Data: 18/06/2017 17:59:18
Última revisão: 22/06/2017 09:34:24
Nota 10.00
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá, para todos mais uma história dos nossos amigos que nos enviou e vamos compartilhar com vcs então vamos para a história. Olá me chamo Luan, sou muito tarado por cheirar calcinhas e sou punheteiro assumido. Eu como um bom punheteiro adoro prestar atenção em situações que podem realizar minha fantasia como nas bundas com aquelas tanguinhas minúsculas enfiadas nos rabos das safadas, aqueles decotes que deixam os peitos a amostra principalmente aqueles grandes e não pode deixar de falar dos capô de fuscas, os pacotes ou pata de camelo adoro fica olhando o tamanho deles pra imaginar como será aquela bucetinha principalmente quando eles ficam marcados humm é uma delicia. Eu tenho uma vizinha chamada Nádia, Nádia é uma mulher de seus 20 poucos anos.

Bato muita punheta pensando nessa gostosa, sempre que a vejo passar pela frente da casa dos meus pais eu já fico cheio de tesão, imagino várias situações em que eu metia muito no rabo dela em que chupava aquela bucetinha e aqueles peitos gostosos em que gozava na cara dela na boca na bucetinha no rabinho.

Certa vez acordei cedo e fui na garagem da casa dos meus pais, os meus pais tem uma casa de esquina e a garagem fica de fundo para a casa da vizinha Nádia. A casa de Nádia era murada e tinha apenas um portão pequeno que dava vista para o local onde ela lavava roupa, nessa manhã que acordei cedo pude observar que Nádia dava banho na sua filha justamente no local onde se lavava roupa, ela estava de toalha pequena, resolvi me posicionar e ficar olhando aquela vizinha maravilhosa dando banho em sua filha.

A principio a ideia era bater punheta rápida olhando aquela gostosa, mas com o tempo Nádia começou a abaixar para dar um banho melhor na sua filha, nessas abaixadas aparecia bem as poupas daquela bunda que estava desejando na minha punheta humm delicia.

A punheta estava maravilhosa, quando Nádia dá uma abaixada para pegar o sabonete que caiu. Puta que o pariu! Apareceu o seu cuzinho com a calcinha enfiada no seu rabao bem apertada e que bucetinha, deu pra ver como era grande aquele pacotão, até então pensava que eu iria aguentar mas um pouco vendo ela com aquela calcinha enfiada no rabo então aumentei a velocidade da punheta, agora poderia comer aquela vizinha rabuda com os olhos, como era lindo o cuzinho e sua bucetinha, ela abaixa novamente, caralho! Que punheta gostosa que Delicia não estava aguentando mais não estava conseguindo segurar aquela vontade de gozar pra ela estava muito gostoso não queria gozar rápido na terceira abaixada ainda estava me segurando para não gozar, queria muito aproveitar aquele momento, na quarta vez humm ahhh ohhh ahhh não resisti gozei mas gozei mesmo com fartura vendo aquela cena, aquele rabo aquele pacotão de agora em diante o meu pau só anda esfolado. Foi a primeira gozada de várias que tive vendo a vizinha Nádia! Agora vendo os vídeos de vc safadinha do ksallsapek meu pau nunca será o mesmo sempre imagino vcs duas nas minhas Fantasias. Aposto que os vizinhos punheteiros batem bastante punhetas para vc safadinha.

Se quiser nos enviar fotos, vídeos ou comentários nosso e-mail e Skype

ksallsapek@hotmail.com

Comentários

19/06/2017 14:07:51
Você deve ter visto o paraíso, amigo... excelente.
18/06/2017 19:14:21
Porra parça vc eh doidão. Huahuahua... Eu tive uma fase em q batia 5,6 pueta por dia, hj em dia bato 2 ou 3 por semana. Mas o caso eh q a procura da galera por rola eh grande, ai trepo mais do q lasco uma bronha. Mas mow pai, tem certas foda por ai q mais antes uma pueta bem batida. Paradinha ai tah bem contada.
18/06/2017 18:02:53
Adoro bater uma gostoso para o homem que estiver comigo. Que Tesao...

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.