Casa dos Contos Eróticos

Um príncipe? Capitulo 6 - o caminho até a fazenda

Autor: FelipeA
Categoria: Homossexual
Data: 19/05/2017 00:37:34
Nota 10.00
Assuntos: Gay, Homossexual
Ler comentários (6) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

O telefone me tirou do transe e quando vi estava escrito o nome dele...

Eu – Alô

Iago – Felipe, já confirmou com sua família, quero só a confirmação para começar os preparativos da casa...

Eu – sim meus tios liberaram, mas querem o endereço para “ficarem mais seguros”

Iago – eu lhe passo amanhã, mas pode dizer aos seus tios que eu vou cuidar muito bem de você.

Eu – sim sr, não posso dizer que não, até porque já fui salvo por você, não é?!

Iago – lhe comprei um presente, mas só vou te mostrar na fazenda.

Eu – obrigado?

Iago – não me agradeça, acho que você não vai gostar, mas vai ser bem útil.

Eu – ok, ahn, meio que conheci seu irmão hoje...

Iago – como assim?

Eu – Jess me mostrou uma foto dele e me contou algumas coisas...

Iago – você ia adora-lo, ele tem uma habilidade de fazer as pessoas se sentirem realmente importantes...

Conversamos mais coisas triviais e desligamos fui pro msn conversar com Jessica e mais algumas pessoas e dormi ainda com a imagem de mais cedo na mente.

(Bem essa parte é um pouco irrelevante, escola, casa, conversas e trivialidades que não adicionam em muita coisa a leitura de vocês)

Na sexta passei a manhã todo nervoso, parte porque ia visitar uma fazenda e veria animais e estaria perto de coisas que eu me interessava e por mais ainda ficaria um final de semana inteiro com Iago e não sabia como eu reagia e nem ele, vale ressaltar que ao longo da semana todo mundo já estava mais entrosado e já tínhamos uma amizade quase formada.

Iago – vamos fazer assim, vai para casa faz as malas e daqui a uma hora Rafael vai lhe buscar, você vai lá pra casa e de lá vamos pra fazenda.

Eu – ok, isso foi um pedido ou uma ordem?

Iago – foi uma constatação, quer desistir?

Eu - não, não é isso é que...deixa pra la...

Era estranho como aquele tom autoritário dele era irritante e cativante, será que ele fazia isso conscientemente? Ou era eu que achava isso e para o resto ele estava falando normalmente.

Cheguei em casa passei o endereço para os meus Tios e fiz as malas, meu tio conhecia a fazenda por ser arquiteto e já ter visto a planta (e blablabla).

Tio – Lipe, você vai pra essa fazenda mesmo?

Eu – sim, porque tio?

Tio – ela é enorme, pertence a uma família muito tradicional e Riquíssima...

Eu – não tão tradicional assim pelo jeito...

Tio – que?

Eu – nada

Tio – se puder por favor tire algumas fotos para mim...

Eu – ok, até segunda...

Tio – até...

Me despedi de todo mundo e na hora marcada o Audi estava lá a minha espera e dessa vez era uma prata, mas Rafael o Dirigia...

Eu – olá Rafael, o que aconteceu com o preto?

Rafael – está em revisão, esse é o reserva...

Quando ele disse isso a minha cara foi ao chão, não entendia muito de carros mas sabia que audis eram muito caros, eu sabia que Iago era Rico, mas ter dois assim a sua disposição era muito “exorbitante”.

Aproveitei para conversar com Rafael sobre Iago, ele diferente do patrão era uma pessoa Fácil de conversar...

Eu – então Rafael, ele é assim mandão e difícil de lidar ou é só comigo?

Rafael – acho que é porque você ainda não se acostumou, Sr. Iago é uma pessoa com um coração muito Grande, ele só tem muita pressão em cima dele...

Eu – como assim?

Rafael – acho melhor ele te contar depois, mas ele não é ruim, você vai perceber...

Chegamos a uma rua muito bonita tinah casas enormes e eu fiquei muito maravilhado, não havia casas, aquelas eram mansões e paramos em uma de estilo Romano ENORME.

Rafael – Chegamos sr.Felipe, o Sr.Iago está lhe aguardando no quarto pode entrar.

Eu – não precisa me chamar de senhor...

Entrei e parece que o espaço estava me comprimindo, era enorme, parecia um palácio, se eu tinha alguma dúvida de o quanto ele era Rico, ela se esvaiu naquele momento, uma moça que assumi sendo a governanta apareceu e me conduziu pela escada até uma ala no primeiro andar e falou, o Quarto do do Sr.Iago é a primeira porta a direita, agradeci e ela desceu as escadas.

Entrei e como toda pessoa anormal fui bisbilhotar as coisas, era um quarto muito grande tinha 3 portas além da porta de entrada, uma TV que assumi ser de 60” porque ela muito grande, uma mesa com um notebook da alienware, uma cama kingzise enorme e um guarda roupa com um hall cheio de fotos, vi várias fotos, uma de Uma moça muito bonita de cabeços Longos e loiros, varias de Iago e três no centro me chamaram a atenção, uma estava Iago e mais quatro meninos que reconheci da escola menos um deles que deveria ser o Gabriel, na outra tinha Iago e Jess, que na foto tinha um pouco de azul na ponta dos cabelos, e a última que estava no centro era de Iago com seu irmão sentados numa espreguiçadeira com sorrisos tão lindos que você até sentia vontade de sorrir junto.

Iago – Felipe, chegou?

Eu – sim, estou aqui...

Iago – já estou saindo do banho, pode ficar à-vontade.

Minha vontade era de entrar naquele banheiro, mas, não sabia o que ele acharia...

3 minutos depois ele sai enrolado numa toalha e eu não conseguia desviar o olhar dele, era muito bonito.

Iago – só vou me trocar e já vamos ok?

Ele abriu uma das portas e abriu um Closet muito bonito e grande, com um espelho enorme e não sei se ele percebeu, mas de onde eu estava podia ver tudo, quando ele jogou a toalha no chão eu pude ver ele pelado de novo, e aquele pau era muito bonito, ele se vestiu rapidamente, estava com uma bermuda da nike e uma camisa Armani, a bermuda marcava muito bem o seu volume pesado, e eu não parava de olha-lo.

Iago – se concentra Lipe, você vai ter muito tempo pra isso depois.

Eu – que?

Iago – meu pai está com o helicóptero, então vamos ter que ir de carro mesmo...

Eu – você tem um helicóptero?

Iago – haha, vou parar de te surpreender...

Pegamos o carro Rafael foi nos levar e lá no carro, ele me deu o “presente”

Iago – está aqui o seu presente

Eu – obrigado

Quando abri eram duas boias, daquelas que as crianças colocam nos braços, para flutuar na piscina.

Eu – isso é uma piada?

Iago – não, eu vou te ensinar a nadar também.

Iago – e se sair como eu estou planejando, você vai ganhar bem mais do que técnicas de nado(falou apertando a rola pela bermuda).

Comentários

20/05/2017 00:20:58
Caracaaaaaaaa que conto foda, só deixa ele mais longo.
19/05/2017 23:41:20
Deixe os capítulos mais longos, por exemplo, pega mais 6 capítulos e transforme-o em apenas 1. Deixe a leitura mais longa, agradecemos. ❤️
19/05/2017 23:39:47
Olá, tudo bom?Então... Eu adorei seu conto. Só tem um certo problema.O tamanho dos capítulo.Esses 6 capítulos daria pra juntar em 1 só. Faça isso, diminua o número de capítulos e aumente a escrita.Seu conto pode ter 50 capítulos. Reduza pra 15, porque fica cansativo. Faça capítulos maiores, reduza a história e faça os leitores te amar, amar a sua história que nem eu estou amando. É uma crítica construtiva, mas só isso. De resto esta tudo ótimo.
19/05/2017 05:17:24
bom.
19/05/2017 01:17:13
Nao entendi, vai ser um Romance ou só putaria? Pois não vi indícios do Iago pra romance.
19/05/2017 01:10:53
PUTS kkkkkkkkkkk, viajem a fazenda vai render ein kkkkkk

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.