Casa dos Contos Eróticos

Uma Moto na Vida de Um Garoto

Autor: William
Categoria: Heterossexual
Data: 10/01/2017 23:17:04
Última revisão: 11/01/2017 20:43:00
Nota 10.00
Ler comentários (2) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá Pessoal! Sou eu, William novamente para dar continuidade sobre minha vida! Quem não me conhece sou o autor de “Boqueteira da escola “e agora por último o “No banheiro da escola”! Quem ainda não visitou esses contos e todos os já publicados leia, pois isso e minha vida e estou compartilhando com vocês minha vida sexual, e os contos estão começando a ser ligados uns nos outros e se você deixou algum sem ler vai ficar boiando em algumas partes!

Como todos sabem, eu era pedreiro nesse tempo da minha vida! E pela graça de Deus eu estava pegando muitas obras! Esse mercado de reformas estava em alta e a mão de obra dos pedreiros era bem caro e mal feito! Eu cobrava um preço justo e tinha um serviço de qualidade, o que me permitia ter inúmeros clientes! Eu tinha obra por toda região onde eu morava e regiões vizinhas, era triste recusar obras pelo grande volume!!

Mas nessa época eu ainda tinha meus 16 anos quase 17! E recebi uma proposta um pouco diferente das que eu estava acostumado e gostei! Um rapaz tinha um lote mas morava com a sogra e queria sair de lá de qualquer jeito! Então ele foi comprando materiais aos poucos, e me chamou para fazer um levantamento do material que ele tinha e do espaço e tal! Como eu tinha costume de trabalhar com todo tipo de obra, tinha uma boa noção e ele tinha uma boa quantidade de material, e daria pra fazer pra ele 3 cômodos, ele concordou e eu dei meu preço!

Ele me fez uma proposta inusitada para mim! Ele disse que não tinha dinheiro pra me pagar e o preço que eu cobrei ele foi justo e então ele ofereceu a moto dele para pagar o serviço! Eu disse que não poderia pois o preço que cobrei era muito abaixo do valor da moto, então ele disse que ficaria de crédito para mim continuar a obra dele aos poucos conforme ele fosse comprando o material e eu gostei da ideia! Aquele mês ele estava de férias e tinha um filho desempregado na faixa dos 18/19, ele disse que os dois seriam meus ajudantes, melhor ainda para mim!

Como não tinha como ele me dá o sinal de 50%, ele me deu a moto e os documentos logo de cara e disse que iria transferir pro meu nome assim que acabasse a obra! Eu pedi ele pra me ensinar a andar de moto pois não sabia, eu andava apenas de bicicleta e ele me ensinou na maior boa vontade, aprendi rapidinho! Fiquei muito feliz com minha conquista, estávamos no ano de 2011 e aquela moto era do ano decc, vermelha e bem conservada! Agora imagine vocês um garoto de 16 anos com uma moto, mesmo não sendo das melhores do mundo mas era uma moto! Ninguém da minha idade tinha, apenas eu!

Combinamos de começar no dia seguinte e fui direto para escola com minha moto nova, mas ainda era de tarde, fui conversar com a diretora, pois sempre observei um espaço vago dentro da escola no estacionamento e fui pedir ela pra deixar eu colocar a minha moto lá dentro nesse espaço! Ela concordou numa boa, e disse que eu não teria desculpas para chegar mais atrasado por agora estava motorizado e riu! Fui em uma loja e comprei um capacete muito legal e fui direto para casa da minha namorada chamar ela pra dar uma volta! Quando cheguei na casa dela ela ficou assustada, e já fomos logo passear, mas eu estava com medo de andar com alguém na garupa pois ainda não tinha experiência, mas não foi difícil e rapidinho já estava tranquilo, era muito parecido com andar de bicicleta!

Depois disso fui pra casa e minha mãe e irmã também queriam dar uma volta, e andei com as duas, e os vizinhos todos de olho! Quem diria heim? Aquele menino que todos achou que iria virar bandido, morava em um barracão mal acabado e só andava desleixado, estava com uma casa digna e bem reformada, pagava a van da minha mãe e da minha irmã para estudarem, pagava a auto escola da minha mãe, andava bem vestido e deixava minha família também bem vestidos e agora estava andando de moto com apenas 16 anos! Tudo com dinheiro honesto e suado, eu estava dando um tapa na cara da sociedade e principalmente: Dos vizinhos!

Eis que chega um momento esperado, ir para escola! Me arrumei muito bem esse dia e fui pra aula! Cheguei na escola o portão tinha acabado de abrir e estava a escola em peso do lado de fora ainda! Cheguei bem devagar e todo mundo foi abrindo caminho para mim passar, o porteiro já sabia do meu combinado com a diretora e não se opôs a minha chegada! TODO MUNDO ESTAVA ME OLHANDO! Sem exceção. Como a sala dos professores era ali perto, até eles me viram chegando e fui entrando devagarinho para não atropelar ninguém até chegar no meu lugar combinado! Foi ai que pude tirar o capacete com toda a escola me olhando e comecei a ouvir vários cochichos! Agora eu era popular!

Fui indo devagarinho para sala com o capacete na mão e as meninas todas me olhavam, e os meninos? Tentavam puxar assunto comigo do tipo “ Essa moto e sua ? “, “ Sua moto e bonita heim cara?”, “ Depois me empresta para dar um role?” e etc... Não me iludo com isso, eu sabia que era muitos falsos, pois nunca conversaram comigo, porque logo agora iriam? Agora as meninas eu me interessava!

Na sala de aula eu era o centro das atenções, todo mundo queria saber, queria dar uma volta e tudo mais! Eu apenas ria e prestava atenção na aula! Chegou o intervalo e eis que tive minha primeira surpresa da noite! Digamos que a mulher mais gostosa da escola, isso mesmo, MULHER! Porque ela apesar dos 17 anos tinha nada de menina, era um verdadeiro avião! Muito por conta da academia, ela tinha minha altura, uma cintura bem curvada, coxas grossas, peitos médios para grande e um rosto lindo com seus cabelos loiros! Era a menina mais desejada de toda escola, eu nem imaginava que ela sabia que eu existia e ela veio puxar assunto comigo no intervalo:

- Oi William, linda sua moto viu?

- Obrigado Michelle, mas e só uma moto! Linda aqui e só você!

- Você poderia me levar pra casa hoje heim? Moro um pouco longe e ficar esperando van e um saco!

- Eu amaria te levar, mas tenho uma namorada que mataria nós dois se soubesse disso!

Claro que eu não ia dar mole, apesar de querer aquela mulher mais do que tudo, eu tinha namorada e ali estava recheadas de testemunhas a favor dela! Me controlei, mas a Michelle logo disse:

- E só ninguém saber que vai me levar, a gente sai mais cedo um pouco!

- Até ai eu concordo, mas minha moto não vai ficar satisfeita em só te levar pra casa!

Ela gargalhou e disse com um olhar bem safado!

- Vou amar satisfazer a vontade dela, deixa eu pegar seu número pra te mandar mensagem!

Fiquei incrédulo com aquilo, a mais gostosa da escola estava me dando mole! E não e costume alunos saírem antes da hora, mas como eu era uns dos que trabalhavam eu tinha esse privilégio e a Michelle pelo visto também!

Deu a hora de pegar ela e foi do jeito que combinamos, ninguém viu (Pensei isso na hora) ela sentando na minha garupa do lado de fora e fui dar uma volta com ela! Eu logo perguntei a ela se ela estava realmente afim de satisfazer a moto, ela com aqueles peitos durinhos em minhas costas passou a mão em meu pau e disse:

- Ainda tem dúvida?

Eu era um frequentador assíduo de motel com dona Márcia, então eu já sabia quais motéis não pedia identidade e além disso era confortável e com preço em conta! Parti rumo a ele! Chegamos lá e tudo normal, entramos pro quarto já agarrando ela com vontade e ela correspondia a altura! Ela era muito gostosa e eu estava cego de tesão! Ela cedeu um pouco os amassos pra reparar no quarto! Ela disse que nunca tinha ido no motel, então puxo ela pra mim e falo que ela precisava lembrar com carinho da primeira vez dela no motel e fui beijando e tirando a roupa dela toda! Sério pessoal, aquela menina não existe! Corpo maravilhoso, quase gozei só de olhar! Não perdi tempo e comecei a chupar ela bem gostoso e ela logo tratou de mandar eu foder a boceta dela e eu obedeci com muita alegria!

Comecei a comer aquela buceta bem gostoso e com muita intensidade, estava maravilhoso e o resultado disso? Gozei em menos de 7 minutos! Frustrante para ambos, pedi desculpas e disse que não ia deixar ela ir embora em branco e comecei a chupar a buceta dela com minha gigante língua, então ela se entregou e começou a gemer gostoso e até o gemido dela me dava tesão então minha rola deu sinal de vida e ela gozou na minha boca, mas não deu tempo dela respirar pois logo após a gozada a vara entrou de novo e ela se assustou pois tinha acabado de me fazer gozar, mas eu não perdoei a distração dela e comi ela com gosto! Com vontade, ela não teve chance dessa vez e dei uma linda surra de pica nela!

E dessa vez não decepcionei, estava mais tranquilo e pude apreciar melhor aquele monumento, ela era muito safada, comecei comendo ela na cama e comecei a girar ela pelo quarto, primeira parada foi na poltrona erótica, coloquei ela em uma posição que Dona Márcia me ensinou e parece que meu pau atinge melhor o ponto G dela, e difícil explicar para vocês como e essa posição, mas quem usa frequentemente essas cadeiras sabe do que estou falando e nisso, essa menina arrumou uma gritaria, dizia que estava maravilhoso, para não parar e mais uma gozada dela!

Não perdi tempo e me sentei na cama de novo e mandei ela vim sentar no meu pau e ela veio com vontade, sentava gostoso demais e percebi que ia gozar de novo, mandei ela parar e levei ela para escada da entradinha do quarto e a rola comeu solto lá, era cada metida forte e cada tapa naquela bunda maravilhosa, eu não queria que aquilo acabasse, então prestes a gozar de novo levei ela para uma espécie de bancada bem pertinho da janela de pagar a conta! E até escutava as funcionárias escutando e aquilo nós deu ainda mais tesão e ali eu meti com vontade e ela gritava com mais vontade ainda e os meus tapas dava cada estralo! E ela ia recebendo rola e rebolando no meu pau, não deu outra! Gozei junto com ela!

Agora sim, essa foi a foda de verdade e não aqueles míseros 7 minutos! Tomamos banho, enquanto ela se vestia eu fui pagar a conta e vendo ela se vestindo devagarinho deixou meu pau duro de novo, mas ele estava esfolado, não iria dar conta de tirar mais uma, mas a menina que foi receber meu pagamento abriu demais a janela e acabou vendo meu pau e a metade do meu rosto, ela riu e pediu desculpas, não me importei e paguei e depois a Michelle ainda brincou comigo dizendo que eu era safado e estava doido para comer a menina do motel! Apenas sorri e levei ela pra casa!

Na porta da casa dela ela ainda voltou e me beijou muito gostoso, e quando ela se virou de costas dei mais um tapa na bunda dela! Que mulher era aquela? Eu que sou um cara discreto, mas se fosse para ostentar para os amigos alguma história para me gabar, seria essa sem dúvida! Pois por mais que as mulheres que me envolvo sejam bonitas, até mesmo minha namorada da época, ela era linda e tinha corpão, mas essa Michelle tinha total vocação para ser Panicat além de ser linda, cheirosa, vozinha doce, gemido gostoso!

Primeiro dia de moto e já tinha faturado essa delícia, fui embora satisfeito da vida, cheguei em casa só pensando naquilo e conversando com ela por sms! Ela me dizia que foi incrível e queria andar mais vezes de moto comigo, eu concordei mas lembrei a ela para manter tudo em segredo para não atrapalhar meu namoro e ela foi de acordo dizendo que não queria relacionamento mesmo, e eu por ter namorada não ficaria no pé dela! Entendi o recado!

Comecei a levantar a casa para o antigo dono da moto e foi muito produtivo, eu gostava de trabalhar com rapidez e eficiência e os dois por serem interessados na casa pronta tinham o mesmo ritmo que o meu! Acabou a massa e até a gente fazer outra iria dar o horário de ir embora, resolvi então acabar por ali um pouco mais cedo tomei um banho em casa e já fui arrumado pra escola, mas passei na minha namorada antes que estava sozinha para transar gostoso com ela! Tomei outro banho e fui pra escola!

Cheguei na aula e todos ainda continuavam me olhando e um olhar especial: Michele! Aquela mulher era tudo de bom, acenou e piscou pra mim e eu fiquei lá todo bobo! Meu pau endureceu na hora, mas a participação dela nesse conto acabou, em breve ela voltará em um conto só dela! Entrei pra sala e estudei normalmente, eu era um bom aluno mesmo tendo essa vida adulta precoce!

Segunda aula e lá foi eu pro banheiro como receber aquele famoso boquete da Débora, mas fui surpreendido com a presença da Ana, então Débora disse que chuparia minhas bolas enquanto eu metia na Ana e gozaria na boca dela! Eu vou reclamar? Obedeci elas e comi gostoso aquela bucetinha apertadinha e a Débora com sua habitual habilidade com sua boquinha de veludo chupava minhas bolas tão gostoso, que rapidinho eu despejei porra na boca dela! Voltamos para a sala e recebo uma mensagem de Marcela minha namorada pedindo pra dar carona para Jade, uma amiga dela que morou muito tempo perto dela e estava em outro bairro! O pai de Jade buscava ela, mas esse dia ele teve que levar a mãe pro hospital (Avó de Jade) e não poderia busca-la, não vi problemas, ela morava um pouco longe de mim e de minha namorada mas de moto eu não gastava quase nada!

Deu a hora e fui ao encontro dela e todo mundo olhando pra gente indo embora, e claro que as amigas delas avisaram ela, mas foi um pedido dela mesmo então estava tranquilo, Jade sentou na garupa dentro do estacionamento mesmo e já foi abraçando morrendo de medo dizendo que nunca andou de moto, eu ri e disse pra ela ficar tranquila, ela me passou o mapa da casa dela pois não sabia chegar e nessa época não existia GPS, pelo menos não pra mim, mas com o mapa que ela desenhou ficou fácil, pois era difícil conversar enquanto estava pilotando!

Chegamos rapidinho na casa dela e ela convidou para entrar, eu recusei dizendo que precisava ir embora mas ela insistiu dizendo que tinha feito um bolo mais cedo e que queria me dar pra agradecer a carona, ai meus amigos, ela me ganhou pela fome! Aceitei e entrei e logo estranhei a casa estava vazia e perguntei da mãe dela e ela disse que estava com o pai no hospital junto com o irmão mais velho! Achei nada demais comi o bolo, tomei um suco e conversamos um pouco! Então acabei e chamei ela pra dar um abraço pois já estava indo embora, ela veio e me abraçou forte, ela era baixinha por volta de seus 1,52, cabelos castanhos claros, longos e encaracolados mas ainda sim liso! Ela era uma quase gorda, tinha uma bundinha redondinha, coxas grossas e uma barriga quase gorda, e tinha um belo rosto, ela era clara dos olhos verdes! Era bonita e devia ter seus 14 anos, acabaram de entrar no ensino médio e tinha lá seu charme e por ser baixinha ela encostou a cabeça no meu peito!

Depois do abraço ela vem e me diz bem de perto que tinha me visto ir embora com a Michelle no dia anterior e viu a forma que ela me cumprimentou na escola hoje e disse que tinha certeza que tinha rolado alguma coisa, eu comecei a negar e tudo mais e ela disse que só contou para Marcela porquê ela queria experimentar o meu beijo também e ela logo pulou em meu colo e me roubou um delicioso beijo! Como eu poderia recusar? Além de estar encurralado pela situação, aquela baixinha beijava bem e então tratei de corresponder aquele beijo e foi esquentando e acabei levando ela pra sala e cai por cima dela e aquele beijo foi ficando cada vez mais saliente e ela já foi tirando minha camisa e eu a dela, ela abriu o zíper da minha calça e foi logo libertando meu pau da cueca e parou de me beijar para chupar minha rola já dura como pedra! Mas eu percebi que ela não gostava muito e eu estava apressado e fui logo tirando a roupa dela e ela já estava encharcada então foi a deixa para mim simplesmente abrir as pernas dela e por meu pau pra dentro! Meu pau entrou gostoso demais naquela buceta, ela era bem apertadinha e ela deu um grito que só não foi mais alto que eu abafei em um beijo mas eu não perdoei a buceta dela, fui logo metendo cada vez mais forte e ela apesar das lágrimas começou a acostumar com minha rola e foi se comportando!

Eu comia ela gostoso e ia mordendo a orelha dela, parecia que ela estava em um momento de transe pois ela só gemia e não conseguia falar nada e para mim era melhor assim, fui metendo gostoso naquela gruta, naquela baixinha, então coloquei ela de bruços no braço da cama e comecei a meter nela empinada daquele jeito, o sofá ia se movendo a cada estocada que dava nela e quando assustei o sofá estava na parede quase na cozinha, mas eu nem ligava, metia com vontade naquela chantagista barata! Gozei!

Que gozada gostosa, pedi ela para tomar um banho porque estava muito soado e tomamos banho juntos, ela disse que agora sabia o porquê Marcela ser tão apaixonada por mim e gostaria de mais caronas como aquela e que era pra mim ficar tranquilo que o caso com Michelle era nosso segredinho!

E você acha que acabou por ai? Essa fase da minha vida foi fogo meus amigos! Era muita buceta para administrar e agora com a moto essa situação piorou ainda mais e irei contar com maiores detalhes essa situação no próximo conto!

Mais uma vez, obrigado pelos e-mails, isso e muito importante para o autor! E para quem dúvida os contos são todos reais! Só mudei os nomes e ocultei bairros e nome da escola pois poderia ser facilmente identificado pelos mineiros de plantão!

William.mineiro.bh13@gmail.com

Comentários

Mks
23/02/2017 09:23:03
Muito bom seus contos, continua ae...
11/01/2017 10:55:29
Muito bom. .. mas ainda sinto falta fas irmãs... continua adorei a entrada da mivchelli

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.