Casa dos Contos Eróticos

Feed

Como tudo aconteceu! Amor a primeira vista

Categoria: Heterossexual
Data: 10/01/2017 20:51:58
Nota 9.00
Ler comentários (1) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá meus queridos e queridas da casa dos contos, sou leitor assíduo da CDC e resolvi começar contar minha aventuras aqui e compartilhar com todos e todas.

Meu nome é Eduardo, tenho 25 anos, tenho 180 de altura e peso 75 kg. O que vou contar agora aconteceu realmente, assim como todos meus relatos que estão por vim daqui pra frente.

Era o ano de 2012 e eu cursava o último ano do ensino médio, tinha acabado de mudar para uma cidade do interior, uma cidade pequena, começou o ano e assim que cheguei na sala de aula começaram a chegar meus colegas de classe, eu não conhecia ninguém na cidade ainda e por isso fiquei sozinho no cantinho da sala, muitos meninos e meninas conversavam afinal eles tinham estudado muitos anos juntos já. Lembro que chegou uma menina a mais gata da turma, um mulherão mais ou menos minha altura, branca, olhos verdes e um corpão, parecia ter uns 20 anos a mais gata de todo o colégio, chegou e sentou bem do lado da porta, eu olhei e fiquei na minha só imaginando aquela menina. As aulas se passaram e no intervalo eu sai um pouco da sala e vi ela sentada sozinha no pátio, até então não tinha falado com ninguém além da apresentação chata na hora que os professores chegavam, tinha prestado atenção que o nome dela era Vanessa por que fiquei ligado na chamada rsrs.

Cheguei perto dela e falei um oi, ela respondeu e eu falei que era novato e perguntei se ela era também, ela respondeu que não, então falei que achei que ela seria novata por que todos estavam conversando e ela não assim como eu, ela foi grossa, falou que não dava moral por que aquele colégio todo mundo se importava com a vida dos outros, perguntei se podia sentar e ela falou que se eu não fosse igual a todos eles dali eu poderia, eu falei que ela só iria descobrir se sou igual ela me conhecendo, ela sorrio e falou que eu podia sentar. Conversa vai e conversa vem eu falei um pouco da minha vida pra ela e ela até que se abriu comigo, falou que o nome dela era Vanessa, que tinha 17 anos, que morava só com a mãe e que tinha um irmão especial, basicamente tudo que consegui arrancar dela, o sinal bateu e voltamos pra sala, perguntei se podia sentar mais perto dela e ela falou que não.

Tocou o sinal da saída e ela saiu logo na frente, tentei alcançar ela para desejar boa noite mais não consegui, ela foi muito rápida, parecia está com medo de algo, na saída tinha um cara esperando ela de moto. Fui pra casa e não tirei aquela menina, aqueles olhos da minha mente, no outro dia fiquei imaginando ela o dia inteiro, chegou a noite fui a aula e ela não apareceu, poxa faltar já no segundo dia de aula? Essa foi minha pergunta, novamente fui pra casa mais não conseguia tirar aquela menina da minha cabeça, voltei a escola na quarta feira e fiquei esperando ela no portão, demorou um pouco e ela chegou sozinha, falei com ela e ela não falou comigo, eu mal conhecia a menina, mais ela não precisava ser tão grossa. Fui atrás dela e bem no meio do pátio ela virou pra mim e falou que não queria falar comigo, foi ai que percebi um machucado no seu rosto, perguntei o que tinha acontecido mais ela falou que não era da minha conta. Ela foi andando para a sala e eu voltei até o portão da escola, tentei falar com o porteiro mais ele nem deu ideia, tinha 50 reais no bolso e subordinei o cara, acabei descobrindo que ela tinha um namorado que era muito violento, e o endereço dela. No outro dia cedo fui até o endereço e fiquei escondido olhando o movimento, parece loucura mais aquela menina tinha mexido comigo, vi que ela saiu umas 07 da manhã, esperei mais um pouco e fui até lá, toquei a campainha e saiu uma senhora, perguntei se ela era a mãe da Vanessa, ela falou que sim e foi muito simpática diferente da filha. Ficamos conversando na frente da casa e quando toquei no assunto do machucado da Vanessa ela me convidou para entrar, para conversar dentro da casa. Foi ai que ela falou do cara, que ele é um playboy que vive a machucar a Vanessa, que ela mesmo não gosta dele mais ele ameaçava ela e me pediu ajuda quando falei que estudava com a Vanessa e que estava apaixonado por ela. Quando estávamos terminando o assunto chegou o tal, um tampinha que acho não medir um metro e meio e já veio perguntando o que eu queria, por que tinha ficado o intervalo inteiro na segunda conversando com ela e o que eu estava fazendo lá na casa dela. Respondi que não queria nada e fui saindo, o cara me cuspiu na face, limpei e sai da casa, ele gritou pra mim nunca mais voltar e para ficar longe dela se não iria apanhar eu e ela, mal sabia ele que eu estava saindo por respeito a casa da Vanessa. Fiquei mais uma vez esperando a noite chegar para falar com ela, só que mais uma vez ela não apareceu. Chegou a sexta feira e lá fui eu pra aula só que dessa vez fui na intenção de falar com aquele tampinha, chegando la fiquei esperando uns 5 minutos na frente da escola e lá vem ele na sua nave, só esperei ela descer e dei uma voadora na moto do cara que caiu por cima dele, levantou e ai eu já estava esperando para descontar aquela cuspida na minha face, quebrei o cara no pau, a polícia chegou e fomos todos para a delegacia. O cara já tinha um monte de B.O e só se fudeu com as queixas da Vanessa, saímos de lá e o cara terminou o namoro la mesmo, só estava faltando apanhar para virar homem. Bem o cara sumiu e a Vanessa se transformou em outra mulher, vivia comigo 24 horas, sempre estava comigo. Até que um mês depois em uma noite um carro bateu em um poste e faltou luz bem na hora que saímos da aula, fui levar ela em casa e chegando la ela me falou que sua mãe estava viajando a um semana, e que aquela noite pela falta da luz ela estava com medo de dormir sozinha, me ofereci par dormir la e ela concordou desde que eu dormisse na sala, aceitei e conversamos um pouco e ela falou que estava cansada e iria dormir eu fique na sala e acabei dormindo, acordei 2 da manhã com uma batida em uma porta e com uma baita vontade de mijar, como não estava em casa eu peguei meu celular e fui clareando o caminho, cheguei na porta do banheiro quando abri a vanessa estava lá e deu um baita grito, me assustei e ela me abraçou, ela tinha ido ao banheiro e com o susto achou que era o ex. Vanessa estava com uma camiseta branca, sem sutiã seus seios encostados em mim meu deixou louco de tesão eu sentia sua respiração ofegante junto a mim e sentia seu corpo junto ao meu, sem falar nada nossas bocas se encontraram e foi o melhor beijo da minha vida, minhas mãos começaram a percorrer suas costas e desceram ate seu bumbum durinho e sem calcinha, ela ficou com respiração mais ofegante e eu beijava com mais vontade, comecei descendo mordendo o seu pescoço, foi beijando entre seus seios e comecei a mordiscar seus mamilos enquanto apertava forte sua bunda ajoelhei e comecei a chupar sua bucetinha lisinha, chupando e segurando seus mamilos senti seu melzinho escorrer na minha boca, levantei e foi a vez dela abaixar e chupar meu pau, foi colocando a cabecinha na boca, lambendo aos lados e tentando colocar todinho na boca so que como tem 25 cm ela teve dificuldades, continuou e chupava ora lambendo ora colocando na boca o que dava e deslizando ate minhas bolas, estava mega excitada enquanto massageava seu grelinho chupando meu pau, ficou de quatro apoiou suas mãos no vaso sanitário e me pediu ´para meter naquela bucetinha gostosa, nem precisou pedir novamente já fui metendo a cabeça bem devagar e ela pedindo mais, atolei tudo e ela gozou feito louca pedindo mais, pedindo para meter com força, continuei metendo ate que ela gozou esguichando, melando todo meu pau, continuei a meter e falei que iria gozar ela pediu que desse na boca o leitinho para ela e isso eu fiz, enchi sua boquinha gostosa de porra, ela engoliu tudo e quando achei que tinha acabado ela pediu para fuder seu cuzinho que fiz muito gostoso e contarei no próximo para não ficar muito extenso. Comentem que posto todas nossas loucuras conto verdadeiro

Duduzinho331@hotmail.com

Comentários

10/01/2017 22:23:25
Muito bom. ! veja este, bem legal também http://www.casadoscontos.com.br/texto/

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.