Casa dos Contos Eróticos

MINHA MÃE E MINHA NAMORADA SÃO PUTAS DO MEU TIO CARALHUDO! 2/3 (Conto do TETE)

Autor: TETE
Categoria: Grupal
Data: 24/12/2016 13:00:40
Última revisão: 26/03/2017 08:09:56
Nota 9.91
Ler comentários (13) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Meu tio trouxe uma boa quantidade de euros que economizou durante sua permanência jogando nos times europeus e logo após mamãe o convidar pra morar definitivamente nossa casa, ele comprou alguns terrenos na cidade e passou a construir quitinetes pra alugar e garantir um rendimento seguro pro futuro e nessas construções a putaria passou a rolar solta.

Na verdade meu tio, minha mãe, eu e a minha futura esposa somos completamente pervertidos e com a cumplicidade total que reinava entre nos dava pra perceber que não existia limites no sexo e cada vez mais a safadeza tomava conta de tudo.

Tanto minha mãe quanto Eva eram putas extremamente fáceis quando sentiam tesão em seus belos corpos e como isso parecia ser inesgotável a sacanagem rolava facinho.

Tio Jorge além de tarado era outro exibicionista adorando desfilar pela casa com o seu pauzão cavalar quase sempre duro como aço.

Mamãe era uma puta viciada em pauzão e minha futura esposa putinha também não ficava atrás e quando as duas estavam na cozinha ou fazendo algo como sempre completamente nuas, apenas com tamanquinhos nos pés fazendo seus bumbuns maravilhosos ficarem ainda mais empinados meu tio taradão chegava por trás e encochava as duas fazendo seu pauzão deslizar entre as coxas das putas e na maioria das vezes as taradas se abriam toda e logo eram colocadas de 4 sobre a mesa ou no sofá e eram devoradas pelo meu tio caralhudo.

Aquele habito de não usar roupas dentro de nossa casa fazia com que tudo se tornasse mais permissivo e completamente natural fazendo com o que tesão se potencializasse ainda mais.

Meu tio Jorge era tão safado que de vez em quando também resolvia me zoar e todo safado quando me encontrava na frente da geladeira ou na pia ele também me encochava só de sacanagem e brincava dizendo que tinha se enganado achando que era minha mãe porque minha bunda era bem parecida com a dela. Nas primeiras vezes que o taradão fez isso fiquei bravo xingando ele dizendo que não era viado pra ele ficar esfregando aquele caralhão cabeçudo na minha bunda, porém o safado não tava nem ai e caia em risos e todo sacana dizia que qualquer noite quando eu estivesse dormindo ia me pegar na cama e colocar só a cabecinha no meu cuzinho pra eu experimentar... se eu desse uma gemidinha e empinasse a bundinha ele ia enfiar tudo até o talo. Depois de algumas vezes que meu tio fez esse tipo de sacanagem comigo parei de reclamar achando que com isso ele deixasse de me importunar com aquele tipo de safadeza, mas ele sempre muito gozador e sacana sempre que tinha uma chance repetia aquelas brincadeiras me agarrando pelos quadris esfregando aquele caralhão enorme no rego do meu bumbum e até colocando-o entre minhas coxas. Como ele era bem forte ele só me soltava depois de me zoar bastante e percebi que esse tipo de brincadeira do meu tio não iria parar e deixava rolar só reclamando pra ele não achar que eu estava gostando.

Logo que começaram as construções de suas quitinetes tio Jorge quase todo dia passava pelos locais pra ver o andamento das obras e de vez em quando levava minha mãe e minha noiva junto com ele. Logicamente que as duas safadas iam nesses lugares com roupinhas bem curtinhas e sem nada por baixo e tio Jorge as mandava dar a buceta e o cu para os pedreiros e ele ficava assistindo. Quando os pedreiros perguntavam sobre minha mãe e minha noiva tio Jorge não falava quem eram elas de verdade, só dizia que eram putas de rua que pegava para divertir os pedreiros e fazerem a obra andar mais rápido e bem feita. Meu tio era um tremendo safado usando minha mãe e minha noiva pra levar vantagem nas construções.

Minha mãe adorava esse tipo de sacanagem dizendo que adorava trepar com homens rudes que a tratavam como puta e minha noiva toda safada vivia se oferecendo pra ir junto e também viciou nesse tipo de putaria. Eu adorava quando minha futura esposa linda e gostosa chegava em casa toda suada e cheirando a sexo tendo sido devorada por vários machos e tinha até sofrido dupla penetração. A safada me contava como tudo tinha acontecido sabendo que eu ficava louco de tesão e então a puta abria as pernas e toda safada dizia que queria minha boca lambendo a buceta dela toda gozada de porra e não demorava pra tarada se mijar todinha com meus 4 dedos socados no cu da putinha. Por diversas vezes tentei colocar meu punho no cuzinho da minha noiva como sempre fazia na minha mãe... mas... ainda não tinha conseguido.

Tio Jorge era um taradão sádico porque depois que as safadas levavam rolas de outros machos ele enchia elas de tapas deixando as putas cheias de manchas roxas, mas as vadias não reclamavam de nada e sempre queriam mais e ele adorava comer o cu das duas putas com força, meu tio realmente era um sádico viciado em cu.

Não era toda noite que Eva dormia em casa, apesar de estarmos noivos quando seu pai não estava viajando porque ele era um homem muito severo.

Já tinham se passado 3 meses da chegada do meu tio e tudo continuava cada vez melhor, mamãe e minha futura esposa putinha estavam cada vez mais felizes safadas e taradas. Outra coisa que não diminuía também era meu tio Jorge com suas encochadas no meu bumbum e o safado não deixava passar em branco toda vez que tinha chance me fazia sentir aquele pauzão cavalar deslizando na minha bunda e também no meu rego. E foi naquela tarde que não tinha ninguém por perto o taradão além de me agarrar e colar seu corpão forte atrás de mim todo sacana esfregou sua barba por fazer na minha nuca me fazendo arrepiar por inteiro e sussurrar no meu ouvido:

-qualquer dia você não vai conseguir resistir e vai rebolar no pauzão do tio... sou louco vontade de te iniciar... adoro um cuzinho virgem... ainda mais esse bumbum empinado e durinho que você tem... você ia adorar dar pra mim... imagine você de bruços... com um travesseiro debaixo do teu ventre... seu pintinho esfregando no travesseiro... eu te enrabando gostoso... prometo que vou colocar bem devagarinho... você quase nem vai sentir dor... mas tenho certeza que meu sobrinho vai adorar ser comido por mim... eu prometo que te faço gozar como nunca... seu safadinho gostoso!

Tio Jorge já tinha feito esse tipo assedio muitas vezes, mas sempre levando na esportiva, porem daquela vez sentindo aquele pauzão com a cabeça babada... deslizando no meu rego... encaixando de leve no meu anelzinho totalmente virgem... aquela barba roçando na minha nuca e o safado falando daquele jeito no meu ouvido... pela primeira vez senti tesão de verdade naquela “brincadeira”... e meu pau ficou duro no ato... e apesar de ficar um pouco sem ação com que estava acontecendo... desvencilhei-me dele e sai rapidinho indo para meu quarto sem deixar que o taradão visse que meu pau tinha ficado duro... ainda bem que logo em seguida escutei a voz da minha mãe chamando meu tio e pude ficar tranqüilo.

Meu tio realmente estava decidido a me seduzir e pelo jeito se eu não tomasse uma atitude, que eu nem sabia qual seria, iria acabar cedendo!

No meu quarto entrei debaixo do chuveiro e só de lembrar daquele pauzão com a cabeça babada tocando meu cuzinho e a voz dele no meu ouvido dizendo que queria me iniciar... que iria me fazer gozar como nunca... peguei no meu pau e bastaram duas punhetadas pra gozar tremendo que nem vara verde. Depois de ter gozado fiquei bem mais calmo. RSS.

Assim que sai do banho me enxuguei e saindo do meu quarto encontrei mamãe que tinha acabado de fechar a loja e sorrindo beijou meu rosto dizendo que ia tirar a roupa e tomar um banho para se refrescar e como não vi meu tio perguntei dele, ela disse que havia pedido pra ele ir até o super mercado comprar várias coisas que estavam faltando em casa e quando comentei que ele podia ter me chamado que teria ido junto mamãe sorrindo disse:

-nada disso filhão... teu tio queria te chamar... eu é que não deixei... com sua correria dos preparativos de teu casamento já faz 3 dias que quase nem te vejo direito... como hoje a tua futura esposa puta não vai dormir em nossa casa... meu filhão é todinho meu... e to vendo que você acabou de tomar banho... mas vai voltar pra debaixo do chuveiro comigo... quero você ajudando a dar um banho bem gostoso em mim... ou será que vai recusar?

-mamãe... você nem devia falar isso... você pode me pedir ou mandar fazer tudo que tiver vontade... eu faço na hora... sem reclamar... alias... minha namorada de vez em quando comenta que se fosse pra morar em outra casa depois de nos casarmos era perigoso eu desistir do casamento... Eva diz também que quando a gente ta fazendo putaria na nossa cama grande... se bobear eu fico mais tempo chupando tua buceta do que a dela. RSS.

Mamãe entrou no quarto e rapidinho ficou pelada e me puxando pra dentro do Box caiu em risos dizendo:

-minha futura nora é uma putinha tarada que gosta de chorar carência... ela também já reclamou comigo que tanto teu tio quanto meu filhão dão mais atenção pra mim do que pra ela... acho que a putinha ta precisando levar uma surra de cinto pra aprender a respeitar a sogra... não vou me esquecer disso da próxima vez que ela estiver transando conosco na nossa cama! Tem que domesticar a vagabunda antes de casar com meu filhão... pra não botar as asinhas de fora! Mas... vamos ao que interessa querido... adorei a tua resposta filhão... dizendo que topa fazer tudo o que eu mandar!

Com o sabonete na mão comecei a ensaboar bem devagar o corpo maravilhoso da minha linda mãe e não tinha como não ficar de pau mole perto dela e todo safado disse:

-mamãe... pensa comigo... se eu chupo a tua buceta e teu cu completamente melecado de porra do tio e também quando você chega depois de ser comida por um monte de pedreiros... você acha que vou recusar fazer alguma coisa que minha mãe deliciosa me pedir pra fazer... alias... eu adoraria que você também mijasse na minha boca pra sentir o teu gosto do teu xixi igual a Eva faz comigo depois que ela goza eu continuo chupando seu grelão até ela tremer inteirinha e se mijar toda!

-Hummmm... filhão... eu já vi isso acontecer com a tua noiva puta... ela sempre comenta que você é maravilhoso fazendo isso... que a faz gozar que nem louca desse jeito... eu já tentei, mas não consigo fazer isso... mas... toda vez que eu tomo banho eu faço xixi e com certeza daqui a pouquinho vou fazer... se quiser enfiar essa carinha linda na minha buceta pode ter certeza que dou um banho de xixi no meu filhão pervertido... gosta de uma “chuva dourada” né seu safado!

Eu ensaboava aqueles seios enormes deslumbrantes e todo tarado respondi:

-se quiser fazer isso... vou adorar... eu confesso... adoro sentir o calor do xixi da minha namorada escorrendo pelos meus lábios e minha língua... quando quiser é só dizer mamãe... minha boquinha está prontinha pra receber “chuva dourada” da minha mãe tarada!

Mamãe toda safada pegava no meu pau e nos meu saquinho só atiçando ainda mais meu tesão e então ela sorrindo sacana disse:

-meu filhão realmente mostrou que não tem nenhum tipo de preconceito no sexo... eu adoro sentir sua boca gulosa chupando minha buceta toda gozada... escorrendo porra do teu tio... e também dos pedreiros... a Eva também diz que ser chupada por você depois de ter sido comida por um caralho enorme e grosso é tudo de bom... mas tem uma coisa que você ainda não fez e eu gostaria muito que você fizesse meu pervertido favorito.

-mamãe... já te falei... pode pedir que eu farei... me fala o que você quer que eu ainda não fiz?

Mamãe saiu debaixo do chuveiro se encostando-se ao canto do Box com as pernas arreganhadas toda safada disse:

-não to aguentando mais segurar... o xixi ta na portinha... se quiser... é so colocar essa boquinha gulosa... que ta chegando... vem filhão... vou te dar o que você ta querendo meu taradinho pervertido.

Em segundos me ajoelhei entre as coxas grossas da minha mãe e colei minha boca naquela buceta lisinha tesuda... e o xixi começou a escorrer como um riacho de dentro dela... era muito quente... uma delicia... mamãe segurava minha cabeça pelos cabelos e toda sacana rebolava fazendo o xixi escorrer por todo meu rosto... engoli tudo que caia em minha boca e só não gozei porque não relei no meu pau!

Mamãe toda tarada rebolando na minha boca sussurrou:

-não para taradinho que depois do xixi... quero gozar... mijar na tua boca me deixou mais tarada... chupa meu grelo com força... enfia os dedos no meu cu seu safado... faz o que você mais sabe fazer... chupador de buceta... safado... gostoso... ahhhh... deliciaaaaaa!

Minha mão estava cheia de sabonete e todo tarado enfiei meu punho no cu arrombado da safada que rapidinho se convulsionando por inteira gozou copiosamente em minha língua esperta.

Em seguida foi minha vez de sentir prazer com a boca da minha mãe... a safada trocou de lugar comigo se ajoelhando diante de mim e pegando meu pau entre seus lábios sedentos sussurrou cheia de tesão:

-me da teu leitinho filhão pervertido... goza na minha boquinha... enche a garganta da mamãe de porra... adoro chupar teu pintinho... engulo ele inteiro!

Não demorou quase nada pra eu desse um grito alto gozando gostoso... mamãe como sempre quando me chupava e sentia meu primeiro jato de porra na sua garganta cravava suas unhas enormes no meu bumbum sem um pingo de dó!

O tesão deu uma acalmada e quando deslizei o sabonete na minha bunda senti arder bastante... a unha da mamãe tinha penetrado fundo... que tarada sádica e quando reclamei dizendo que a safada tinha me machucado ela sorrindo disse:

-deixa de frescura seu taradinho pervertido... eu sei que você adora que eu faça isso em você... você goza mais gostoso... safado!

Voltamos ao banho normal e então tornei a perguntar o que mamãe queria que eu fizesse nela que ainda não tinha feito e ela então me abraçando disse:

-filhão... você já chupou e lambeu minha buceta gozada um monte de vezes... só que eu queria que meu tarado pervertido fizesse isso com o tio Jorge socando aquele pauzão na minha buceta... nossa... ia ser uma delicia... o pauzão enorme do taradão e a boquinha gulosa do meu filhão ao mesmo tempo... era isso que eu to querendo... eu ia te pedir outro dia... mas achei melhor deixar pra fazer isso sem a sua noivinha puta estar junto... ela também me disse que queria que você fizesse isso!

Em vários filmes pornôs que assisti sempre rolava bastante esse tipo de putaria só que quase sempre com duas mulheres e um homem... com dois homens ou mais normalmente o que acontecia era dupla ou tripla penetração e então sorrindo disse:

-mamãe... eu imaginava que você já tivesse feito isso nas orgias que participou... mas... pode deixar que eu faço do jeito que você quiser... se eu engulo o porra do meu tio taradão não tem porque lamber e chupar seu grelão com o pauzão enorme dele entrando e saindo da tua buceta... vou fazer bem gostoso... pode ter certeza!

-filhão... eu já fiz todo tipo de putaria... já participei de festinhas muito loucas... já fiz dupla, tripla penetração... isso que eu quero que você faça já fiz varias vezes, mas com outra mulher me chupando... alias a tua noiva putinha fez isso varias vezes comigo... a safada gosta muito de lamber outra buceta... mas... com outro homem me lambendo enquanto estou sendo comida não... e eu quero fazer isso com meu irmão pauzudo e a boca gulosa do meu filhão... nossa... vai ser uma delicia!

Terminamos o banho e fomos pra sala assistir TV, peladinhos como sempre, enquanto aguardávamos tio Jorge voltar com as compras.

Quando tio Jorge chegou ele entrou e rapidamente foi até o quarto pra tirar sua roupa e ficar peladão e então fui até a garagem ajudar a pegar as compras no carro e mamãe mandou colocá-las em cima da pia e da mesa da cozinha que assim que terminasse o programa que estava assistindo na TV iria guardar tudo.

Cheguei ao carro e tive que esperar tio Jorge voltar com as chaves pra abrir o porta-malas e assim que ele fez isso comecei a carregar as sacolas pra dentro de casa e na segunda “viagem” ao me debruçar pra pegar algumas sacolas mais no fundo do porta malas meu bumbum ficou todo exposto e em segundos senti meu tio me segurando firme pelos quadris esfregando com vontade seu pauzão ainda mole no meu rego e então reclamei dizendo:

-para tio... como você é tarado... hoje você ta terrível hein... é a segunda vez que me agarra desse jeito... me solta seu taradão safado!

Tio Jorge nem se importou e em segundos senti seu pauzão cavalar crescendo no meu rego e ele todo ousado colou seu corpo no meu e todo safado voltou a roçar sua barba por fazer na minha nuca me arrepiando por inteiro e bem sacana sussurrou no meu ouvido:

-Não consigo resistir a esse bumbum delicioso que meu sobrinho tem... ainda mais assim do jeito que você tava... deu pra ver seu cuzinho todo a mostra... e parece que tem todas as preguinhas ainda... me deu uma vontade de enfiar a língua nele e deixá-lo bem molhadinho e encaixar a cabeça da minha rola grossa e ir enfiando... enfiando... bem devagar... pra não machucar esse cuzinho virgem... eu sei que você ia adorar... teu pintinho ta ficando durinho sentindo meu pauzão grosso deslizando no teu reguinho... quando te agarrei antes de ir ao supermercado e você saiu correndo... vi perfeitamente que você ficou de pau duro... sentiu tesão no cuzinho né seu safado... tenho certeza que não vai demorar pra você me pedir pra te comer... e quando isso acontecer vou te comer de um jeito que você vai adorar e vai querer repetir muitas e muitas vezes. Agora vamos parar com a brincadeira porque senão eu perco a cabeça e resolvo te comer aqui mesmo... vamos guardar as compras meninão virgem gostoso!

Tesão é foda... eu tinha gozado duas vezes quase em seguida e não consegui me controlar, meu pau estava trincando de duro ouvindo e sentindo meu tio taradão me bolinando na garagem de casa. Só de imaginar meu tio pauzudo dizendo que ia enfiar a língua no meu cuzinho pra me deixar molhadinho e enfiar seu pauzão no meu cuzinho virgem senti meu corpo se arrepiar até a alma.

Tive certeza absoluta que meu tio taradão iria tirar o cabaço do meu cuzinho na hora que quisesse... o safado sabia como seduzir um rapaz louco de vontade de experimentar novos prazeres e o safado tinha conseguido isso com extrema facilidade.

Meu tio foi passar uma água no corpo dizendo que era pra refrescar e fiquei ajudando minha mãe a guardar as compras no armário e ela toda safada ao reparar que meu pau não abaixava brincou dizendo:

-nessa casa os paus estão sempre duros e as bucetinhas sempre molhadinhas... a minha então ta pegando fogo... depois que meu filhão pervertido prometeu que vai chupar bem gostoso minha buceta com o pauzão do meu irmão socando com força... nossa... que assim que terminamos de guardar as compras vamos brincar gostoso!

Rapidinho mamãe guardou tudo e saiu em direção ao quarto e fiquei na cozinha tomando um suco e pensando no que iria rolar em seguida.

Meu pau não ficava mole e minha mente só pensava na cabeçona do pauzão do meu tio deslizando deliciosamente no rego do meu bumbum tesudo me deixando mais tarado ainda.

Fui atrás de minha mãe e do meu tio e quando entrei no quarto eles já se pegavam com vontade... meu tio socava forte na bucetona dela de 4 na beira da cama e já fui chegando do lado ficando bem pertinho e então toda safada me olhou dizendo:

-meu filhão pervertido já chegou com o pintinho duro pronto pra entrar na brincadeira né safadinho... acabei de contar pro teu tio o que pedi para meu filhão fazer comigo... ahhh... vai ser uma loucura!

No quarto além da cama enorme tinha uma poltrona de couro preta sem braços do lado que meu tio taradão tinha comprado em um sex-shop um mês antes que era perfeita pra trepar cavalgando tanto de frente quanto de costas no colo dele e então ele foi até la com seu pauzão cavalar duro como uma rocha e mamãe toda tarada foi junto e se sentando de costas engoliu até o talo aquele mastro espetacular com sua bucetona lisinha e toda tesuda começou a rebolar espetada no pauzão do meu tio taradão que com suas mãos enormes apertava os seios espetaculares da minha mãe dizendo:

-isso cachorra safada... rebola esse corpo na rola do teu macho sua puta de rua... cadela... safada... gostosa... que bucetão gostoso... rebola vadia!

Minha mãe sorrindo bem safada olhou pra mim ainda de pé diante deles e disse:

-vem filhão... vem fazer o que a sua mãe puta ta louca pra sentir... quero sua boca deliciosa lambendo e sugando meu grelo e o pauzão enorme do teu tio me comendo... vem safadinho chupador de buceta gozada... não me faça esperar mais... quero agora seu pervertido!

Em segundos me ajoelhei no tapete em frente daquela poltrona caindo de boca naquela bucetona tesuda e colei meus lábios sugando e lambendo aquele grelo com uma volúpia incrível... dava pra sentir as bolas enormes do saco do tio Jorge batendo no meu queijo quando ele socava seu pauzão dentro da buceta da minha mãe puta. O tesão tomou conta do corpo de mamãe que rebolando como uma louca logo teve seu primeiro orgasmo gemendo espetada naquela rola magnífica e com meus lábios sedentos chupando seu grelo teso e inchado.

Minha mãe parecia ligada em 220 v, realmente ela estava se deliciando e gozando como desejava.

Como ela se contorcia e rebolava tomanda pelo tesão logo começou a acontecer do pauzão do meu tio escapar de dentro da buceta toda molhada da safada deslizando pelos meus lábios e no rosto. Mamãe rapidamente pegava o pauzão e enfiava de volta na bucetona, mas nem me surpreendi quando depois de isso acontecer algumas vezes ela toda sacana olhou pra mim dizendo:

-filhão... quando o pauzão do tio escapar coloca de volta na minha buceta, por favor... faz isso pra tua mãe puta... faz meu taradinho gostoso... não para de chupar meu grelo... quero gozar muito hoje... que boca gostosa tem meu filhão... ahhhh... que deliciaaaaaaaaa!

Meu tio safado ao extremo também se aproveitava do que estava acontecendo e rapidamente passou a deixar seu pauzão escapar da bucetona da mamãe e aquela cabeçona a todo o momento deslizava pelos meus lábios. Quando peguei pela primeira vez naquele mastro cabeçudo pra enfiar de volta na buceta da minha mãe puta e senti o calor daquela rola na minha mão meu cuzinho piscou mais uma vez e deixei a safadeza rolar solta e não demorou pra que meu tio percebendo que eu estava gostando muito daquela safadeza ele então tirou seu pauzão pra fora e esticando seu braço comprido segurou minha nuca e forçou minha boca me fazendo lamber todo o corpo do seu pauzão melecado do gozo de minha mãe.

Mamãe completamente tarada tinha um gozo atrás do outro gemendo alto e eu sabia o que meu tiozão tarado queria e quando aquele pauzão escapou novamente deixei a cabeçona entrar entre meus lábios e sem um pingo de preconceito dei umas mamadas deliciosas nele e enfiei-o de volta. Isso aconteceu varias vezes e não demorou pra que meu tio Jorge desse um berro e começasse a gozar como um cavalo. Os dois primeiros jatos foram dentro da bucetona da mamãe, mas o safado tirou pra fora e os outros jatos de porra fervente foram na minha boca gulosa e engoli tudo e voltei a lamber a porra que escorria de dentro da minha mãe tarada.

Gozei no tapete debaixo dos meus joelhos e sem nenhum pudor continuei ajoelhado e lambendo a bucetona e a cabeça do pauzão do meu tio todo gozada e meu corpo parecia tomado de uma onda intensa de calor que pensei que estava com febre e então me levantei e fui passar uma água no corpo. Após ligar o chuveiro mamãe entrou atrás e toda carinhosa me abraçou dizendo:

-meu filhão... você foi maravilhoso... eu achava que ia ser gostoso fazer esse tipo de putaria... mas foi muito melhor do que pensei... e se foi bom na primeira vez imagina nas próximas... agora vou te falar uma coisa seu safadinho tarado... se eu soubesse que você era tão pervertido e sem um pingo de preconceito já tinha feito isso bem antes... quando contei pro teu tio que iriamos fazer esse tipo de safadeza ele achou que talvez não iria rolar como devia... porque você poderia achar ruim... mas você foi maravilhoso e um tremendo taradinho... chupou e lambeu tudo sem frescuras... adorei!

Todo sacana sorri dizendo:

-mamãe... você não fala que aqui nessa casa pode tudo... já engoli tanta porra da tua buceta... e também da minha noiva putinha que não ia achar ruim de pegar no pauzão do tio e enfiar de volta na tua bucetona deliciosa... até pensei que não iria gostar de sentir o pauzão do tio a todo o momento deslizando pelos meus lábios e entrando na minha boca... mas... deixei o tesão falar mais alto... você estava adorando... o tio Jorge também... ninguém vai ficar sabendo mesmo... então... tá tudo perfeito... só não sei se teria feito isso se minha noiva putinha estivesse junto. RSS.

Saímos do banho juntos e então foi a vez do tio Jorge entrar e ao passar do meu lado ele todo safado me deu um tapinha no bumbum dizendo:

-meu sobrinho... vou te dizer uma coisa... adorei nosso ménage... quase perfeito!

Dei um sorriso e perguntei o que tinha faltado pra ser perfeito e ele dando uma piscada disse que depois me falava, com certeza era sacanagem.

Depois daquela safadeza deliciosa tio Jorge disse que queria comer comida japonesa e saímos pra jantar fora naquela noite e dava pra notar que estávamos completamente felizes.

Durante o jantar mamãe quis experimentar saquê e tomou algumas doses e como não estava acostumada com bebida alcoólica logo notei que seu rosto ficou todo vermelhinho e começou a rir mais do que de costume e então brinquei dizendo:

-tio... acho melhor não deixar minha mãe tomar mais nenhuma dose de saquê... senão daqui a pouco ela vai tirar o vestido no meio do restaurante e como nunca usa nada por baixo vai ficar peladinha e vamos ser expulsos do restaurante por atentado ao pudor! RSS.

Mamãe sorrindo sacana disse:

-não se preocupe filhão que não vou fazer isso... apesar de que ficar nua no meio de um restaurante e depois ser colocada em cima de uma mesa e todos foderem minha buceta e meu cu... nossa... eu iria adorar... com certeza... essa bebida japonesa é forte... nossa... to sentindo meu corpo mais quente do que o normal... vou ao banheiro passar uma água no rosto... só não vou passar água na buceta porque gosto dela sempre quente! RSS!

Como ficamos eu e meu tio na mesa resolvi perguntar a ele o que tinha faltado para que o nosso ménage fosse perfeito e ele todo sacana disse:

-não faltou nada meu querido... só falei aquilo pra te deixar curioso e vejo que consegui... na verdade o que falta acontecer é eu te comer bem gostoso... mas isso não vai demorar a acontecer... tenho certeza que depois do nosso ménage onde mostrou que sabe mamar numa rola de macho do jeito que eu gosto... você vai dar esse cuzinho virgem do jeito que eu adoro comer... seu safadinho!

Ainda bem que ao lado de nossa mesa não tinha ninguém sentado pra escutar aquela conversa muito louca e todo safado respondi:

-tio... você é o culpado disso... fica me agarrando e esfregando esse pauzão enorme no meu bumbum... começou a me deixar com tesão... juro que nunca brinquei com nenhum garoto na adolescência... até tinha um amigo que era bem viadinho... vivia dizendo que queria dar pra mim... mas... eu não quis não... lógico que tomei banho junto com vários amigos e até reparava no pau deles... tinha alguns bem maiores que o meu... eu ficava com um pouco de inveja... queria que o meu fosse grandão... tipo o do tio! RSS.

Todo sacana tio Jorge colocou sua mão sobre a minha e sorrindo bem sacana disse baixinho:

-você vai ter ele bem grande... inteirinho dentro do teu cuzinho seu safadinho... antes de tua mãe voltar queria te falar uma coisa... você realmente bem uma boca deliciosa... minha rola adorou sentindo o calor da tua boca e da tua língua lambendo meu pau... quase não da pra acreditar que você nunca chupou uma rola Daniel... você mama muito gostoso seu safadinho!

Nem dava pra acreditar que meu pau mesmo depois de ter gozado 3 vezes seguidas voltou a ficar duro como uma rocha ouvindo aquelas safadezas que meu tio taradão dizia e mamãe logo em seguida voltou pra mesa e sorrindo disse:

-pela carinha vermelha do meu filhão taradinho... e pelo sorriso sacana no rosto do teu tio... vocês estavam falando de putaria né? Quero saber sobre o que estavam falando... adoro papo sobre safadeza!

Nem deu tempo de abrir a boca porque chegaram dois casais com crianças e se se sentaram à mesa bem ao lado e sorrindo falei que no carro voltando pra casa contaria sobre o que eu e meu tio estávamos conversando.

Terminamos o jantar e fomos embora pra casa e assim que entramos no carro mamãe toda alegrinha pelos drinques de saquê tornou a perguntar sobre a conversa que estava rolando na mesa e achei que devia contar sobre a conversa “picante” entre eu e tio Jorge e todo safado disse:

-Mamãe... o tio Jorge tava falando pra mim... que eu tinha uma boca muito gostosa e que eu sabia chupar pau tão bem quando uma buceta... e quando contei pra ele que nunca tinha feito isso na vida... ele achou que era conversa fiada... que eu tinha transado com outros garotos na adolescência... e depois do que conversamos... acho que ele agora tem certeza que sou completamente virgem de “brincar” com outro homem! RSS.

Minha mãe caiu em gargalhadas e toda safada disse:

-meu filhão pervertido... não vá ficar bravo comigo... mas... sempre achei que você já tinha feito troca-troca com seus amigos... vivia dormindo na casa deles... você tem uma bunda linda empinada... puxou a minha... tem pau pequeno... era meio tímido... eu jurava que você já tinha transado com vários garotos... e, além disso... você adora lamber a minha buceta e a da tua noiva puta cheia de porra... lambe e engole tudo sem frescura... realmente achava que além de ter transado com muitos garotos... também já tinha chupado muitas rolas... você adora porra seu safadinho... hoje mesmo quando estávamos brincando com teu tio... eu vi você mamando no pauzão dele como se fizesse isso há muito tempo... mas... já que você ta dizendo que não... claro que acredito em você... depois de tudo que já fizemos juntos... tenho certeza que não teria motivo pra você não assumir esse tipo de brincadeiras!

Dei um sorriso e fingindo estar bravo disse:

-nossa... então minha mãe putinha pensava que tinha um filho viadinho... não acredito nisso!

-filhão... deixa de tolice... você seria apenas mais um bi-sexual delicioso... eu adoro pau... mas adoro que outra mulher chupe minha buceta... a mulher que você escolheu pra esposa também é uma putinha bi-sexual... gosta de lamber uma buceta igual você... então tá tudo certo meu querido!

Chegamos em casa e logo estávamos na sala completamente nus e mamãe toda tarada fez meu tio se sentar na poltrona de couro e ela então se ajoelhou entre as coxas e começou a mamar naquele pauzão grosso e cabeçudo e eu fiquei de pé ao lado só olhando com meu pau durinho cheio de tesão e logo em seguida minha mãe levantou o rosto e olhando pra mim tirou o pauzão do tio da boca e sussurrou:

-vem taradinho... já que você nunca tinha feito isso... ta na hora de recuperar o tempo perdido... vem seu safadinho... vem mamar com a mamãe no pauzão do teu tio... eu sei que você ta doidinho pra sentir a cabeçona dele no fundo da garganta... seu chupador safado!

Ajoelhei-me do lado de minha mãe puta e como não tinha mais porque ficar com frescura cai de boca naquele pauzão imponente e enquanto eu mamava mamãe chupava as bolas do saco dele... tio Jorge todo tesudo... de vez em quando segurava minha nuca e forçava aquela rola bem fundo na minha garganta... eu babava em cima daquela cabeçona, mas não fugia daquela safadeza e ele taradão dizia:

-que delicia... uma puta gostosa e um viadinho boqueteiro mamando no meu pau... chupem seus safados... ahhh... deliciaaaaaa de boca tem meu sobrinho viadinho! Hummm...

Ser chamado de viadinho fez meus pelinhos do corpo se eriçar, e todo safado troquei de lugar com mamãe e passei a sugar as bolas do seu sacão com minha boca quente e depois de alguns minutos naquela brincadeira, mamãe toda tesuda se levantou e já foi espetando aquela bucetona lisinha naquele pauzão cavalar e sussurrou:

-agora é a vez da mamãe filhão... chupa minha buceta comigo rebolando nessa rola gostosa... quero gozar nesse pauzão e na tua boquinha deliciosa... chupa seu safadinho... ahhh... delicia de boca que meu filhão tem... chupa e lambe tudo seu safado!

Eu adorava sugar o grelão inchado de minha mãe fazendo a puta tarada rebolar gostoso e aproveitei pra apertar os bicos enormes de seus seios... tio Jorge logo passou a fazer safadeza que era fazer o pau escapar da bucetona da mamãe e cair nos meus lábios me fazendo mamar como um bebe esfomeado. O sabor e o calor daquele pau dentro da minha boca me fazia sentir um prazer que ainda não tinha sentido em sua plenitude e percebi que aquilo iria se repetir muitas e muitas vezes. Mamãe rebolava tesuda e seus gozos chegaram intensos... só faltei arrancar seu grelão com meus lábios sedentos e com certeza meu tio tarado estava adorando abusar de mim e da mamãe porque ele todo safado mandou mamãe se levantar do colo dele e todo tesudo disse:

-quero gozar na boca da puta vadia e do viadinho gostoso... chupem seus boqueteiros!

Mamãe deslizava seus lábios por um lado daquele pauzão enorme e meus labios pelo outro lado e quando chegava na cabeçona nossos lábios se encontravam e se beijavam rapidamente. Meu tio todo tarado segurava nossas cabeças fazendo com que nossas bocas se transformassem numa buceta onde seu pauzão penetrava deliciosamente e logo ele deu um urro e quando senti seu sacão se enrugar todo tarado puxei a cabeçona pro meu lado colocando-a na minha boca e recebi os primeiros jatos fortes de porra na minha garganta... meu pau parecia que ia explodir sentindo a porra quente do meu tio inundando minha boca... tirei o pauzão da minha boca e entreguei pra mamãe que deu o trato final e tio Jorge devagar foi se acalmando até sair a ultima gota de sêmen.

Levantei-me com meu pau durinho... não queria gozar... queria curtir aquele tesão louco... mamãe deslizou sua mão pela minha coxa e disse safada:

-quer gozar com a mamãe filhão... é só pedir onde quer... na boca... no cu ou na buceta... você escolhe querido?

Sorri e passando a mão em seu rosto disse:

-não... já gozei 3 vezes... acho que meu saquinho ta vazio... quero continuar com o pau duro... sentindo tesão... vou tomar um banho bem demorado no meu quarto... depois eu volto!

Liguei o chuveiro, fechei os olhos deixando a água escorrer pelo meu corpo e fiquei pensando em tudo que estava acontecendo... faltavam menos de 2 meses para o meu casamento e descobri que gostava muito de pau de outro macho... e apesar de ainda não ter perdido o cabaço do meu cuzinho não tinha como negar que estava louco de vontade que isso acontecesse e queria o pauzão cavalar do meu tio que havia me seduzido me fazendo perceber que minha parte feminina era bem mais acentuada do que imaginei durante meus 19 aninhos de punheteiro. Realmente gostar de lamber buceta da minha mãe e da minha noiva puta cheia de porra de outros machos não era uma atitude condizente com um cara hetero.

Voltei pro quarto da minha mãe e encontrei-a abraçadinha com meu tio que estava com o pauzão em repouso e me deitei ao lado dela como normalmente acontecia quando dormíamos em três, minha mãe sempre no meio da cama, quando minha noiva putinha dormia em casa ela então ficava do meu lado ou quando tava afim de putaria ela ficava do lado do meu tio.

Dei um beijo de boa noite no rosto do meu tio e um selinho na mamãe e me deitei de ladinho e peguei no sono rapidinho.

Comecei a despertar no outro dia com uma sensação muito gostosa e quando percebi meu tio estava de conchinha comigo e o safado beijava e mordiscava minha nuca com seu hálito quente me fazendo arrepiar todinho e logo notei que aquele arrepio aumentou de intensidade quando senti a cabeçona do pauzão toda babada perfeitamente encaixada na portinha do meu cuzinho virgem e pra coisa ficar ainda mais quente as mãos fortes do meu tio deslizavam pelo meu corpo apertando os biquinhos dos meus mamilos e desciam pela minha barriga até minhas coxas me puxando contra o corpão forte dele e então me dei conta que não ia demorar a perder minha virgindade e disse:

-nossa tio... como você é tarado... me agarrando enquanto estou dormindo e completamente indefeso... eu... eu... cadê minha mãe?

Meu tio brincava com aquele pauzão cabeçudo no meu anelzinho virgem e continuava beijando minha nuca me levando a loucura e disse:

-não se preocupe com sua mãe... ela já foi pra loja... chegou bastante mercadoria ontem... ela foi colocar preços... mas... deixa de fazer doce porque você sabe que você agora é todinho meu... vai ser meu viadinho e vai dar pra mim bem gostoso... da pra sentir seu cuzinho beijando a cabeça do meu pauzão... teu cuzinho tá louco pra levar uma rola grossa como a minha... hoje o Daniel vai virar Daniela e vai ser a minha putinha igual tua noiva e tua mãe... põe a mão pra trás seu safado... pega na rola do teu macho e fica segurando na portinha desse cuzinho guloso... rebola bem devagarinho... vamos brincar bastante antes de tirar teu cabaço... rebola na cabeça do pauzão do tio seu safado... mostra o viadinho que você é pra mim... só tem nos dois aqui... assume a sua parte feminina sem frescuras... gosto de viadinho bem feminino... grita... pede... rebola... pro teu macho seu safado!

Meu pau estava tão duro como nunca esteve e o tesão tomou conta de todo meu corpo e decidi ser a putinha do meu tio e sussurrei:

-aiiii tio... que tesão... que vontade dar pra você... meu cuzinho tá louco de vontade sentir esse caralho grossão socando no meu bumbum... ahhh... tio... que delicia sentir esse pauzão assim na portinha... ahhh... gostoso... você vai me comer bem gostoso... ahhh... to rebolando na rua rola... ahhh tioooo!

A cabeçona da rola grossa do tio Jorge toda babada a todo o momento dava uma fincadinha no meu cuzinho e meu corpo não tinha mais nenhum pingo de receio ou medo de sentir dor e até empinava o bumbum pra sentir algum milímetro a mais naquela safadeza deliciosa... tio Jorge não tinha pressa em me enrabar... o safado queria minha total entrega e suas mãos percorriam todo meu corpo e o safado beijava minha nuca dizendo:

-isso... assim... mesmo... rebola no pau do teu macho que daqui a pouco você vai virar a Daniela... vai ser a fêmea do tio... rebola... e me diz safadinha... qual é o teu nome da menina... fala e pede o que você tá querendo... quero ouvir dessa boquinha gostosa!

-Ahhh... tio safado... tarado gostoso... eu falo sim... meu nome é Daniela... putinha do tio... me come tio... eu não agüento mais de vontade sentir você todo dentro de mim... seja meu macho tio... come a Daniela... come... ahhhhh!

Tio Jorge todo tesudo com meu jeitinho de putinha me virou de bruços enfiando um travesseiro por baixo do meu ventre e se deitou sobre minhas costas... seu pauzão como um passe de mágica se posicionou perfeitamente no meu anelzinho virgem e ele todo tarado mordeu minha nuca e todo macho disse:

-ahhh... adoro comer viadinho assim... de bruços... com um travesseiro por baixo pro bumbum ficar bem alto e a penetração ser total... põe as mãos pra trás... abre bem a bunda viadinho... que ta chegando o momento do meu sobrinha virar minha sobrinha... a putinha do tio... continua rebolando que vou colocar metade da cabeça da minha rola nesse cuzinho gostoso... pro viadinho se acostumar... ahhh... que delicia saber que esse cabaço é meu!

Aquela safadeza já rolava a vários minutos e tio Jorge com certeza deve não tinha um pingo de pressa... ele me queria totalmente dominado e eu estava adorando... ele então forçou a cabeçona do seu pauzão no meu anelzinho prestes a deixar de ser virgem e apesar de sentir um pouco de dor ela penetrou até com certa facilidade e roçando meu pau duro no travesseiro senti que não ia mais conseguir me controlar e dei um gritinho de dor misturado com prazer e sussurrei:

-aiiiiii tio... como é grossooo... aiii... eu... vo... gozar... aiiii... que deliciaaaaaaaaaaaaaa!

Meu bumbum não era mais meu, era do meu tio porque comecei a rebolar esfregando meu pau no travesseiro debaixo de mim e gemendo alto gozei e foi então que tio Jorge todo safado e taradão foi enfiando todo aquele pauzão cavalar no meu rabo... gritei de dor... mas o calor daquele mastro penetrando inexoravelmente no meu cuzinho sendo arrombado me levou a loucura e como uma donzela sendo desvirginada sussurrei:

-aiiii... tira tio... tira... ahhhh... é muito grossooo... aiiiiiii... tiooooooooooo!

Tio Jorge todo tesudo foi enfiando tudo até não sobrar um centímetro daquele pauzão fora do meu cuzinho... senti os pelos do seu púbis roçando no meu bumbum e seu sacão entre minhas coxas... meu cu estava totalmente preenchido e eu gemia de dor debaixo dele e o safado então disse:

-calma... viadinho... ele já ta todinho dentro de você... relaxa que já já você não vai mais sentir dor... teu macho vai te transformar em menina do jeito que você vai adorar... relaxa e mexe esse rabo maravilhoso no pauzão do tio... vou te comer muito gostoso... Daniela... putinha gostosa... deliciaaaaaaa!

Meu tio me mantinha subjugado com seu corpão colado sobre minhas costas e seu pauzão cavalar cravado até o talo no meu cuzinho arrombado... meu corpo era incendiado por aquele macho e todo submisso comecei timidamente a rebolar meu bumbum e nem acreditei que não demorou nenhum minuto pra meu cuzinho tesudo emitir sinais que estava adorando ser sodomizado e todo safado sussurrei:

-aiiii tio... que pauzão grosso... meu cuzinho ta pegando fogo... aiiiii... ta doendo só um pouquinho agora... aiii... tio... faz eu gostar mais... faz... eu quero ser tua putinha de verdade... me come bem gostoso... aiiiiii tio... que pauzão gostoso no meu cu... ahhh... fode a Daniela... fode... a sua putinha!

Tio Jorge todo taradão passou a foder meu cu rebolando e socando até o talo aquela rola grossa cabeçuda e meu pau voltou a endurecer e todo tesudo passei a meter no travesseiro enquanto meu tio me comia sem dó sussurrando nos meus ouvidos:

-ahhh... que cuzinho apertadinho... ahhhh... isso... da pra mim putinho... dá gostoso... da esse cu seu safadinho... meu viadinho... eu era louco pra te enrabar desde que te vi a primeira vez deitado de bruços... esse bumbum de menina me deixa louco... rebola viadinho... rebola na rola do teu macho que vou encher teu cuzinho de porra... ahhhh... minha Danielaaaaaaaa!

Quando senti o primeiro jato de porra fervente inundando meu cuzinho comecei a tremer e me convulsionar sem controle e gozei junto... meu tio urrava de prazer e parecia que não parava de sair porra daquele pauzão e ele todo tarado socava forte gemendo de prazer.

Aqueles segundos pareciam durar uma eternidade e tio Jorge ficou engatado no meu rabo até seu pau começar a amolecer e então saiu de dentro de mim e me senti vazio... eu queria que ele tivesse continuado me penetrando... eu tinha adorado ser comido por ele e queria mais.

Quando ele se deitou do meu lado fiz menção de levantar e ele todo safado me deu um tapa carinhoso no bumbum e sorrindo disse:

-continua deitadinho de bruços viadinho... deixa teu cuzinho absorver a porra do teu macho... pra continuar sendo minha menina... Daniela! Adorei te chamar assim... quando estivermos sozinhos vou te chamar sempre assim!

-tudo bem tio... vou confessar uma coisa... eu adorei ser comido você me chamando de menina... putinha... e também de Daniela... nossa... eu nunca imaginei que dar o cu fosse tão bom... gozei duas vezes só roçando no travesseiro com seu pauzão gostoso me comendo!

-eu tinha certeza que você ia dar gostoso pra mim... você foi o viadinho mais tesudo que comi na minha vida... e olha que já comi muitos... adoro enrabar garotos tipo você... jovens... com o tesão sempre a flor da pele... e além de um cuzinho apertadinho guloso você também tem uma boca deliciosa... nasceu pra mamar numa rola!

-tio... eu também adorei tudo que você fez comigo... adoro chupar teu pauzão... é só mandar que faço a hora que você quiser! Mas... eu queria perguntar uma coisa... porque você não deu nenhum tapa em mim... na mamãe e na minha noiva putinha você enche elas de tapas... bate sem dó!

-vai me dizer que o viadinho quer apanhar também... se pedir eu encho essa bunda linda de tapas... mas... eu gosto de bater em putas... em meninos não... as putas tipo a tua mãe e a vagabunda da tua noiva... quanto mais apanham mais gozam gostoso! RSS.

Meu tio se levantou da cama dizendo que ia tomar banho pra sair e ver o andamento das suas obras que estavam em fase de acabamento e continuei deitadinho com o bumbum pra cima e acho que depois de tantas emoções que passei acabei adormecendo novamente.

Fui acordado pela minha mãe dando uns tapinhas na minha bunda dizendo:

-trata de levantar seu safadinho... você tem que fazer uns pagamentos e uns recebimentos... só porque perdeu o cabacinho da bundinha... acha que vai ficar na cama o dia inteiro é?

-pelo jeito meu tio além de tarado também é linguarudo... já te contou que me comeu é?

Mamãe caiu em risos e toda safada disse:

-claro que eu não me contou nada... quando ele saiu a loja tava cheia de freguesas... mas... quando eu sai da cama hoje de manhã pra ir pra trabalhar você ficou de conchinha com o teu tio e ele tava com o pauzão duro dele no meio das suas coxas e teu pintinho também durinho... teu tio passava a mão pelo seu corpo e você mesmo dormindo se deliciava... teu tio todo sacana ontem antes de dormir comentou comigo que ia tirar teu cabaço hoje... e pelo jeito tirou mesmo... né seu taradinho safado... e pelo teu sorriso sacana... acho que gostou muito de levar rola grande no cuzinho e vai viciar igual a mamãe e a tua noiva puta... né seu safado!

-mãe... juro que antes do tio aparecer nunca pensei em dar a bundinha... nossa... mas o tio é muito safado e tarado... me seduziu e me comeu facinho!

-querido... aqui nessa casa tudo pode... acho que meu filhão vai descontar o tempo perdido... é difícil de acreditar que com esse tesão que você tem... do jeito que vi você chupando o pauzão do teu tio... engole porra de macho como se fosse nectar dos deuses... você ter chegado virgem no cuzinho até os 19 anos é inacreditável... tenho certeza que você nem deve ter sentido dor quando teu tio tirou teu cabaço... deve ter gozado gostoso né?

Todo safado me levantei saindo de cima do travesseiro e disse:

-mamãe... gozei duas vezes sendo comido pelo tio... olha como ficou o travesseiro que o tio colocou por baixo de mim... foi uma delicia! Só não sei como vou contar isso pra minha noiva... será que ela vai achar ruim de eu ter dado o cuzinho pro tio?

-filhão... acho que não... ela é uma vadia também... da pra um bando de machos, vive chupando buceta e não é só a minha... você aceita numa boa... não tem porque ela achar ruim, mas... trata de contar logo... e se ela por acaso ficar com frescura por causa disso... cancela o casamento com a vagabunda!

Mamãe realmente era uma mulher decidida que não deixava as coisas pra depois, gostava de resolver no ato e então me levantei e fui tomar banho pra sair e fazer os pagamentos e recebimentos da loja.

Durante o banho a água fria escorreu pelo rego do meu bumbum e ao deslizar meus dedos pra me lavar direitinho enfiei um dedo no meu cuzinho e dava pra sentir que a temperatura ali era ainda muito alta, mas apesar de dolorido não tinha ficado arrombado... estava fechadinho e todo safado me lavei bem devagar aproveitando a espuma do sabonete pra facilitar a penetração dos dedos e não teve como controlar a safadeza, foi só me lembrar daquele pauzão cabeçudo entrando e saindo do meu rabo guloso que meu pau ficou duro como uma pedra. Como mamãe tinha comentado a poucos minutos... eu já tinha viciado na rola grossa do meu tio.

Depois de fazer os serviços de rua passei no salão de beleza onde minha noiva trabalhava e convidei-a pra almoçar e seguindo a recomendação de minha mãe durante o almoço contei pra ela o que tinha acontecido com meu tio e ela então sorrindo sacana disse:

-é... teu tio taradão sempre fala que adora comer cuzinho... tanto de garotas quanto de garotas... ele tinha comentado que comeu alguns garotões na Europa... os viadinhos ficavam loucos quando olhavam pro seu pauzão enorme... o safado dizia que a tua bunda era linda e gostosa como a da tua mãe... um dia me falou que se você desse mole... te enrabava sem dó... pelo jeito não demorou muito né seu safadinho... quis experimentar o caralhão do teu tio né seu guloso... tenho certeza do jeito que você é tarado... deve ter gostado... uma pena eu não ter dormido na tua casa pra ter assistido! RSS.

Foi um alivio ouvir minha futura esposa conversar sobre o acontecido numa boa sem nenhum tipo de cobrança e todo safado contei em detalhes sem esconder nada e a única coisa que Eva reclamou é que também não teria como dormir em minha casa naquela noite... seu pai bravo só viajaria no dia seguinte e todo safado brinquei com ela dizendo que depois contaria toda a putaria pra ela.

O casamento estava chegando e tudo estava maravilhoso e principalmente com a perspectiva de tudo ficar ainda melhor e com muito mais sacanagem, mas isso vocês só iria saber na continuação desse relato muito louco.

Acessem meu perfil e divirtam-se com outros contos sacanas:

http://www.casadoscontos.com.br/perfil/150463

skype: tete-cp1

e-mail: tete-cp1@r7.com

mmmnmnmnnnuh

Comentários

09/02/2017 02:06:02
Superou o primeiro, está muito bom, não para de gozar com esse conto
06/02/2017 15:56:53
27/01/2017 15:07:08
escrevam para mim meninas qu tenham fantasias de incestomeu email anakin1939@gmail.com eu passo meu watsaap e realizamos fantasias bjss
29/12/2016 19:54:05
Que delícia!!!
28/12/2016 01:35:42
Sou casada, mas nos tempos de solteira e nem hoje, jamais tive a oportunidade de pegar um bem caralhudo, fiz anal apenas depois de casada, mas o pau de meu marido não assim uma BRASTEMP, o conto foi longo e repetitivo, empolgou mais no momento em que ele passou a se chamar DANIELA...Rsssssss...
28/12/2016 01:27:28
Interessante como o relato me fez lembrar de fevereiro de 1973, recem havia feito 12, assim como Daniel, eu tinha uma bunda bem gordinha que chamava atenção e naquela tarde chuvosa, um velho aposentado que treinava a molecada inclusive eu, me convidou para ir á sua casa, quando o cara me mostrou sua rôla me assustei, o pau do cara era enorme e a ponta era bem rombuda, minha mão era pequena , mas não conseguia abraça-la, ele cuspiu por inúmeras vezes na cabeçona, não me forçou a nada, fui sentando devagar, a dor foi horrivel, mas não recuei, parecia que era aquilo que desejava, mas até aquele momento não sabia, cada centimetro que aquele coisa arrombava as paredes de meu reto, a dor continuava mais forte, até que sentei até o talo, em questão de segundos ele começou a urrar em meu ouvidos e me lavar de porra por dentro, devagar foi amolecendo até me suspender e me desatolar, fiquei com o cu dolorido por uns 10 dias, quando começou a sarar, não tive receio, era aquilo que desejava...
26/12/2016 01:52:25
Muito bom, continua logo
25/12/2016 04:42:29
Só espero que haja beijos entre vocês dois e seu tio também te chupe e dê.
25/12/2016 04:40:48
24/12/2016 17:56:07
adoro contos de incesto onde a sacanagem seja total como nesse!gozei gozei gozei e esperto gozar mais na terceira parte!muiiiiiiitooooo booooom!
24/12/2016 15:42:05
Muito bem escrito.
24/12/2016 15:29:18
QUERIA UM TIO ASSIM... TO DE PAU DURO E CUZINHO PISCANDO SEM PARAR DEPOIS DE GOZAR GOSTOSO COM ESSE CONTO DELICIOSO... CONTINUE POR FAVOR!
24/12/2016 13:47:59
Maravilhoso! Continua

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.