Casa dos Contos Eróticos

Um grisalho encantador 2

Autor: Alexia
Categoria: Heterossexual
Data: 23/03/2016 14:54:00
Nota 9.60
Ler comentários (6) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Oi de novo rs, me chamo Alexia e vou continuar a história a respeito de um homem que conheci chamado Marcelo, um grisalho realmente encantador.

Bom, terminei dizendo que foi com ele que dei o primeiro beijo da minha vida, e que depois disso passei a falar com ele frequentemente pelo celular, depois de algum tempo passamos a ter conversas mais quentes, confesso que minha imaginação voava, e as vezes eu pensava que estava louca, porque não era possível que isso estivesse acontecendo, eu que sempre fui muito desejada pelos meninos da minha idade, estava agora tendo algo com um homem mais velho que meu pai.

Em um determinado dia, minha mãe queria ligar para a minha avó,e estava sem crédito no celular e me pediu o meu, e me esqueci completamente de que Marcelo havia colocado o contato dele com o nome de amor no meu celular, e minha mão ao fuçar em meu celular, viu o nome de um contato escrito amor, e me perguntou quem seria, que eu deveria apresentar ele para a família, e até disse, gente, minha menininha está apaixonada, mal sabe ela rs, eu prontamente disse que não, que não sabia se era algo real ainda, e disse que iria esperar um tempo, meu pai logo soube e veio me perguntar, respondi que não tive nada com ele, que era só sentimento por enquanto, (não gosto de mentir, mais era necessario).

No outro dia no colégio, Lucas veio me procurar e me perguntar o que houve, fui bem realista com ele, disse que já estava gostando de um outro, mais não falei quem era, por causa, sei lá, para não bater um "depre" nele, ficou triste mais entendeu, Gaby por várias vezes me perguntava, o que vi naquele homem, por eu ser uma menina muito bonita podia ter qualquer garoto, eu ficava calada mesmo, concordando com tudo rs.

Um pouco depois Marcelo me ligou, queria me encontrar mais tarde e me perguntou a que horas eu saia do colégio, respondi, e pela primeira vez ele me perguntou a cor da minha calcinha, realmente me assustei, eu nunca tinha falado disso antes, mais respondi que era branca.

Ele me disse: - Fala é branca amor

Eu disse: - É branca amor

Falei para ele que não dava para ser depois do colégio pois minha mãe iria me buscar, mais disse que teria treino do time de vôlei na parte da tarde, e que eu iria vir sozinha, ele me disse que eu ia falar para meus pais que ia no treino e me esperaria em rua perto de casa, e enquanto isso, recebia uma carta de mais um apaixonado por mim.

Na parte da tarde, vesti minha roupa de treino, short lycra curto azul escuro e unifome branco coladinho e tênis obvio e fui, minha mãe me perguntou de eu não queria que ela me levasse, disse que não, que iria gastar um último vale de ônibus que eu tinha, ela concordou, ele me ligou e me informou onde ele estava, e cheguei, ele estava em um carro, Corolla prata, quando me viu, disse que não acredita o quanto eu estava uma menina linda e sensual com aquela roupa, e ali mesmo nos beijamos, e me perguntou se os meninos do colégio, continuavam dando de cima de mim, respondi que sim, ele me perguntou minha reação e eu respondi que dava fora neles, ele sorriu como satisfeito e me disse: - Hoje iremos ficar em um lugar mais reservado.

Fomos em um lugar um pouco longe da cidade, bem deserto mesmo, e ele parou o carro perto de uma arvore e começamos a conversar dentro do carro ainda, ele me disse que eu era um sonho para ele, e que não acreditou que foi o primeiro a me beijar e que sempre quis uma menina como eu, e logo começamos a nos beijar, depois parou e disse: - Quero que você me beije pra me ver se aprendeu direitinho e comecei a beija-lo e ele dizia que delicia.

Depois me puxou para o banco de trás do carro e me colocou no seu colo me beijando sem parar, e mão entrou por baixo da minha blusa, segurei ela, e ele desistiu e me beijava e mordia meu pescoço, quando de repente senti algo nos meu seios, era a mão dele, nem percebi quando entrou pela minha blusa, me sutiã estava solto, e ele começou a acariciar meu seios sem parar, eu estava louca da vida, quando dei por mim ele estava levantando minha blusa e pela primeira vez na vida alguém viu meus seios, tentei tapar com uma das mãos mais ele segurou minha mão para trás, e ele ficou adimirando meus seios durinhos que seguravam a blusa por cima deles, e ele me dizia: - peitinhos de adolecentes são uma delicia, olha pra isso, adimirado.

Eu morria de vergonha.

E ele continuava olhando para meus seios, passando um dos dedos no meu umbigo e a outra mão segurando minha mão: - Intocáveis até agora, tão novinhos, prontos para serem degustados, uma verdadeira ninfetinha em meus braços e ria.

Quando percebi, sua boca já estava lá me tocando, lambendo e beijando meus seios, foi uma das sensações mais deliciosas que eu tive me toda minha vida, eu estava totalmente desfalecida em seus braços, sua outra mão entrou dentro do meu shortinho, eu gozava direto, ele tirava a mão do meu shortinho e lambia as pontas dos dedos e depois enfiava lá dentro do meu short de novo, tentava fechar minhas pernas mais não dava, eu fiquei totalmente entregue para aquele homem, uma das meninas mais populares e lindas do colégio, agora estava nas mãos de um homem mais velho que meu pai.

Depois, tirou minha blusa e meu short e meu tênis, me deixando de calcinha e meia, me deitou e veio por cima de mim, me beijava muito, e senti quando puxou minha calcinha para baixo, e eu disse que era virgem, ele disse que sabia e riu, logo depois me jogou para cima e cai nos seu colo de novo, agora completamente nua e dizendo ao pé do ouvido que minha virgindade seria dele.

Depois, abriu o ziper e vi algo que nunca tinha visto na vida, aquele pinto enorme e muito duro ali na frente, me arrepiei toda, quando ele disse para pegar nele, já estava molinha fiquei mais ainda, aquele trem babado e duro, pela primeira vez punhetei um pau na vida, eu não sabia, ele me orientou em tudo.

Logo depois, de pau durissimo passando a mão nos meu cabelos me pediu um boquete, sua mão foi até minha nuca e ficava meio que forçando minha cabeça para baixo, dizendo, vem, mama nele, eu disse que não sabia fazer, ele disse que era igual picolé, ele disse que me amava e gostaria que eu soubesse como é gostoso, então cai de boca, chupei toda inexperiente, ele me orientava, colocava ele dentro bem no canto da minha boca, e dava palmadinha na minha buchecha, batia ele no meu rosto, passou ele em todo rosto, no meu queixo, perto dos meus olhos e voltava a enfiar ele na minha boca, e depois tirava e batia com ele no meu rosto, teve um momento que ele enrolou meu cabelo no pinto dele e se masturbou com meu cabelo, eu achei muito estranho mais como nunca tinha feito achei que seria normal, e no fim, encheu minha boca de leite, e tapou minha boca me pedindo para engolir, engoli, ele se masturbou e segurou meu rosto e jogou um monte ainda no meu rosto, me limpei depois, ele me deitou e começou a me chupar, eu gritava muito, nunca tinha sentido isso na vida, gozei varias vezes, e por vezes travava a cabeça dele com minhas pernas, me virava e passava a língua no meu bumbum, meu deus, quase morria, e meu celular tocava, era meu pai, infelizmente pai, não posso te atender, sua menina está na boca de um outro homem.

Eu estava entregue, pronta para virar mulher nos braços daquele homem grisalho e gostoso, quando ele me disse, que quer minha virgindade, da frente e atrás, mais que seria para outro dia em um lugar especial, um fetiche dele.

Aguardem a continuação ... bjs

Comentários

25/03/2016 16:05:16
Fantástico!!!
25/03/2016 13:32:37
Otimo
24/03/2016 11:20:01
porra vc me deixou de pau duro na mao louco pra sentir sua boca me add rogerbaiano22cm@hotmail.com
24/03/2016 08:23:28
Que delicia Alexia, tbm aguardo a continuação! Bjs
23/03/2016 17:51:04
Muito bom.
23/03/2016 16:53:04
menina virgem quando baixa o tesão ninguem segura..... kkkkk depois de sentir uma lingua na buceta e no cusinho... ja era amorzinho e nada como um coroa experiente para fazer tudo.. barba cabelo e bigode... lindo conto.. continua que estou aguardando

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.