Casa dos Contos Eróticos

REENCONTRO EMOCIONANTE

Categoria: Heterossexual
Data: 14/02/2016 14:06:58
Última revisão: 19/06/2017 07:10:03
Nota 9.85
Ler comentários (33) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

- Karen, tem certeza de que vai se encontrar com o casadinho de Vitória novamente?

- Certeza absoluta, amiga; não sei explicar, mas o Afonso mexeu de uma maneira impressionante comigo...

- Ai, ai... Isso não vai prestar. Desde que te conheço nunca a vi se envolver sentimentalmente com ninguém; como você vai lidar com essa situação, sabendo que tem esposa e filha no meio disso tudo?

De certa forma a Sabrina tinha razão. Eu e ela somos amigas desde a adolescência, temos a mesma idade (faço 36 anos em abril e ela em junho) e aprontamos muito! Claro que em épocas passadas nunca tivemos envolvimento sério com homem algum, mas a situação mudou: Minha amiga atualmente está namorando um de meus primos e eu me sentindo atraída por um homem comprometido e residente no estado vizinho; mesmo com esta situação complicada resolvi me arriscar.

Liguei para o Afonso avisando que iria ao seu encontro... Desembarquei na quarta-feira de cinzas no Aeroporto de Vitória por volta das 08h30min; mal cheguei no saguão o Afonso me aguardando com um buquê de rosas vermelhas e sorriso encantador... Imediatamente corri ao seu encontro e o abracei fortemente.

- "Se você vê estrelas demais, lembre que um sonho não volta atrás; chega perto e diz: Anjo... Se você sente o corpo colar, solte o seu medo bem devagar; chega perto e diz: Anjo..."...

Se eu já estava sensível antes desabei de vez. Ouvindo o Afonso recitando esse trecho da música do "Roupa Nova" ao pé do meu ouvido me tocou de tal maneira que comecei a chorar. Ele percebeu e perguntou se estava tudo bem comigo e eu disse não foi nada, saudades de encontrá-lo... Pedi para irmos ao hotel com o intuito de ficarmos à vontade.

Afonso levou minhas malas até ao táxi que nos conduziu a um dos hotéis situados na orla da Praia de Camburi e, já instalados na suíte colocamos os assuntos em dia.

- Meu lindo, desta vez você me surpreendeu! Nunca imaginei ser recebida aqui com direito a flores, amei demais!

- Você merece mais que isso, Karen; mais linda do que o nosso encontro anterior.

- Obrigada, você continua o mesmo homem gentil e agora mostra explicitamente o estilo romântico que carrega consigo; cantando "Anjo" no meu ouvido foi o máximo para mim.

Dentre os diversos assuntos conversados Afonso me disse que depois de nosso primeiro encontro ele saiu com outra leitora do site e que eu conhecia os escritos da mesma; encarei como fato normal e por minha vez citei a minha relação com os meus irmãos que acabou resultando numa transa deliciosa, a qual relatei aqui... À medida em que conversávamos eu fitava-o profundamente e havia reciprocidade nisso. Tomei a iniciativa sentando em seu colo e de frente para ele, encarando-o. Afonso acariciando os meus cabelos e envolvidos em abraços e carícias começamos a nos beijar... Nossos lábios se encontrando mas parecendo um só; se antes eu estava fragilizada, agora me sentia protegida em seus braços, coisa que eu ansiava ardentemente.

Ficamos por um bom tempo nos beijando até que ele me fez deitar no sofá, vindo por cima dando leves mordidas em meu pescoço enquanto com as mãos alisando o meu corpo... Abriu os botões de minha blusa e meteu a mão por dentro do sutiã apalpando suavemente as minhas fartas mamas, arrancando-me gemidos de prazer; Afonso as libertou, mamando feito bezerro... Em determinado momento parava as mamadas vindo me beijar e com a outra mão por baixo de minha saia encontrando a calcinha extremamente molhada, afastando-a de lado e brincando com a minha buceta; apertando o grelinho e penetrando um, dois dedos na minha racha deixando-me maluca, quase subindo pelas paredes... Enfim, ao terminar de me despir ele caiu de boca entre minhas pernas dizendo que agora a sua língua vai "trabalhar".

Amo ser chupada e Afonso sabe disso. Movimentos circulares, de cima para baixo e vice-versa, a língua trabalhando freneticamente; cruzei as pernas em volta de sua cabeça puxando-o para dentro de mim; não resisti à surra de língua e acabei gozando em sua boca... Ele se assentou e de joelhos passei a mamar o seu cacete, indo da cabeça até a base, parando por um instante nas bolas e depois continuando a chupar e enfim deixando-o em ponto de bala.

Coloquei a camisinha no seu pau e fui por cima descendo devagar e antes de encostar no batente (gosto desta palavra, quem leu meus contos anteriores deve ter percebido) subi para continuar o processo; Afonso por sua vez mamando os meus seios, apertando a minha bunda e com o dedo médio alisando o meu cuzinho, que ao ser tocado tratou de absorver o toque permitindo a penetração... Isso me deixou mais excitada e comecei a pular na sua pica, deixando o meu fofinho maluco.

Trocamos de posições durante a transa sem deixar cair a intensidade, porém não queria gozar e nem ele, como se faltasse algo; então eu fui até à minha bolsa e peguei o frasco de lubrificante, entregando nas mãos de um Afonso perplexo e ao mesmo tempo eufórico com a minha atitude, que chegou manhosamente aos seus ouvidos...

- Meu lindo, prepare o meu cuzinho e coma ele bem gostoso...

Fiquei de quatro no sofá e ele começou a preparar o "terreno". Ao invés do lubrificante Afonso abriu as polpas da bunda e caiu de língua no meu cu, lambendo, beijando e sugando feito aspirador... Fiquei arrepiada com a sessão de chupadas dele, fazendo o meu cu piscar de tesão e implorando por rola.

- Põe sem camisinha agora, amor... Quero sentir seu pau na pele, é mais gostoso...

Pedido atendido, caralho sem "borracha"... Afonso derramou o lubrificante no meu rego e penetrou um, dois e até um terceiro dedo achou espaço para massagear meu buraquinho que, mesmo habituado a levar pica fica apertadinho. Lambuzou a vara e se posicionou atrás de mim e aos poucos foi enterrando, sentia meu esfíncter abrindo e dando passagem para seu caralho, ele com muito carinho enterrou repetidas vezes no meu rabinho me fazendo delirar de prazer.

Ele se deitou e pediu para eu ir por cima. Subi em cima dele, ajeitei seu pau, fui rebolando aos poucos, sua glande foi deslizando aos pouquinhos, ele com as mãos alisava meu quadril, meu ânus engoliu a cabeça de seu pau, deitei meu corpo sobre o dele e procurei sua boca, beijava-o apaixonadamente com a cabeça de seu pênis enterrada em meu rabo, só rebolava em sua pica, ele com suas mãos macias agora alisava as minhas costas e me beijava muito gostoso, sentia seus pentelhos esfregarem em minha bucetinha, aquilo excitava-me mais ainda, os minutos foram passando e meu calor cada vez maior, meu corpo queimava, fui sentindo meu cuzinho castigado por aquela vara inchada, meu cu dilatando e engolindo ele por completo, estiquei minha perna para trás e fiquei totalmente deitada sobre ele, dai comecei a rebolar freneticamente, meu tesão aumentava cada vez mais ouvindo seus gemidos, estava dando prazer aquele homem e senti lá no fundo de meu cuzinho algo que se acendeu dentro de mim, alcançando meu primeiro orgasmo anal do dia, em seguida fui inundada por seu esperma, continuei rebolando até que ele soltasse a ultima gotinha, fiquei engatada nele descansando depois daquela foda alucinante, nossa respiração muito acelerada, estávamos exaustos, tomamos uma ducha juntos e pedi algo para comermos.

No período da tarde Afonso me levou a um shopping da capital, onde na praça de alimentação conversamos assuntos variados enquanto degustamos uma cerveja. Disse a ele que desejei muito este encontro e que lamentei muito não tê-lo visto quando estive em Vitória em setembro passado a negócios; ele me disse que na ocasião estava de plantão no trabalho e desta vez foi possível me ver porque a esposa viajou para casa de parentes carregando a filha junto, só retornando ao final da semana... Aproveitei a estada no shopping para comprar alguns presentes e fiz menção de oferecer uma lembrança para ele, mas recusou argumentando que não poderia chegar com tal coisa em casa e ter que justificar à mulher...

Compreendi perfeitamente a posição dele e voltamos ao hotel, onde na suíte voltamos à carga e transamos loucamente até ao cair da noite; dormimos agarradinhos e na quinta fomos à praia e retornamos no fim da tarde... Tivemos mais uma noite alucinante de sexo e amor, onde prazer e satisfação deram as cartas; enfim, quando acordei na sexta pela manhã não o encontrei ao meu lado na cama... Olhei no meu celular uma mensagem dele recém-chegada no WhatsApp com os seguintes dizeres:

- "Minha doce Karen Júlia, bom dia. Agora estou em meu local de trabalho para o meu plantão. Espero que esteja tudo bem contigo neste momento; amei ter passado esses dias com você, foram excitantes e uma mulher formidável como você é o sonho de consumo de todo homem que se preze, não só na intimidade como também na inteireza de seu caráter... Vou sentir saudades no seu retorno para Belo Horizonte e por isso te desejo uma ótima viagem e num futuro vindouro voltaremos a nos encontrar. Beijos do seu fofinho, mineiraça tesuda.".

Lágrimas desciam pela minha face, emocionada com as palavras do Afonso... Assim como um sentimento de vazio momentâneo devido à sua ausência, já que foi trabalhar; porém, feliz e satisfeita por reencontrá-lo e termos passado grandes momentos juntos com muita entrega e ternura... Volto para casa realizada e com a auto-estima elevada.

Comentários

13/06/2017 17:09:17
Apaixonada por esse conto. Relendo e ficando cheia de tesao.
10/05/2017 19:21:22
Amei!!!! Principalmente a narração do anal. Muito bem descrito. Fiquei excitadíssima. Não deixe de ler e deixar o comentário sobre a experiência que eu fiz minha mãe ter com meu ex-noivo bem dotado. Sua nota é 10.
27/04/2017 20:57:42
Karen Julia, você é minha convidada especial ,para bvisitar meu conto de estreia neste site. bjs.
21/04/2017 10:26:27
Esta Karen Júlia leva muito jeito para elaborar um texto que flui de maneira natural. Seu encontro em Vitória demonstrou que entre os dois havia uma paixão maior e isso os motivou a nos brindar com maravilhosas cenas de sexo. Foi como estar assistindo esta mulher meter e gozar tamanho o realismo de seu jeito gostoso de contar. Quero ler outros contos e me tornar seu fã. Dez: de mineiro para mineira, parabéns. Quero brevemente publicar meu primeiro conto aqui no site e vim tomar umas lições. fernandodoctor16@gmail.com
02/03/2017 08:40:47
De fato este reencontro deu o que falar, cheio de tesão e sexo excitante! Show!
20/12/2016 17:55:37
¨Linda. Só você me fascina. Te desejo, muito além do prazer. Vista meu futuro em teu c...teus 1,78m¨... Se é música do Roupa Nova, já está na ponta de língua. Ah, eu posso aceitar tua lembrancinha. Em casa digo pra minha esposa que foi presente de um cliente. Rs. No sério, Karen, outro conto com muito erotismo, refinado com um ¨que¨ de romântico. Deixou eu e toda torcida do Galo e do Corinthians morrendo de inveja do Samir. Na parte do anal, meu ¨secretário¨ até pulsou. Que nota dar para um texto tão excitante? Beijão!
14/09/2016 07:31:06
Parabéns por mais esse relato, vc é demais, sua forma de escrever prende o leitor e eleva o tesao a níveis altos, parabéns mais uma vez. Bjo molhado. Obrigado pelo comentário e pela visita!!!
11/09/2016 16:56:01
Não existe uma palavra capaz de definir as sensações que experimentei ao ler o seu conto ..., tive uma experiência similar com uma pessoa que, até hoje, toca meu corpo e meu coração e compreendo o que você sente. Um homem que é desejado assim não sabe o que está perdendo, pois nesse instante o casamento torna-se uma prisão com cela solitária. Adorei! Nota mil!!!!!
17/06/2016 13:30:45
Muito bom. Queria estar no lugar do Afonso. Rs. Parabens.
01/06/2016 10:37:05
Karen, acho que devo concordar com o Samir. Mulher apaixonada é mesmo um perigo. Será que vou também viajar até Vitória? Rs. Por indicação dele vim ler a tua versão dos fatos. Além da qualidade do texto, me chamou atenção a pitada romântica para esse reencontro excitante. Beijos.
31/05/2016 19:20:31
Meninaaaaa...intenso! Muito bom! Que encontro hein?
07/05/2016 03:04:26
Bom demais!
06/04/2016 08:53:52
Ah, Karen, Karen, da hora o seu conto, baby. Li o Samir e agora este. Além de ficar com a barraca armada por vc, aumentou a vontade de ter um rolê contigo também. Arrumo chocolate, flores e aprendo a cantar todas suas músicas preferidas. Rs. Do seu fã, beijo, beijo e beijo.
28/03/2016 01:11:34
Karen, como você comentou em meu conto, eu já tinha lido o seu mas fiz questão de ler de novo e te dar os parabéns, foi muito bom esse conto e tome minha nota 10! Obrigado por ler o meu conto e ter comentado!
24/03/2016 17:36:11
Top!
19/03/2016 22:47:01
Oi, grata por ler meu conto e comentar. A narrativa cai como uma luva em minha pessoa. Adorei. Bjus
07/03/2016 09:34:36
Delicia de conto, Karen. Talvez por ser mulher, gostei mais da tua versão (fica em off pro Samir). Rs. Realmente, mais do que a transa, as atitudes do parceiro é que marca, tanto para o bom como para o ruim. E neste reencontro pelo jeito jeito foi tudo de bom. Parabéns. Beijos da Vanessa.
06/03/2016 08:58:54
Depois de ler e me deliciar com a versão contada pelo Samir Afonso vim conhecer a narrativa da Karen Júlia... Como relatei lá, uma mulher motivada por uma paixão faz "loucuras" ao ponto de enfrentar uma viagem aérea para conseguir o que pretende de seu eventual parceiro; loucura que valeu a pena, dada a intensidade da transa, deliciosa e excitante. Beijos.
25/02/2016 10:49:15
A canção-tema deste emocionante encontro pode ser ouvida e vista através do link https://www.youtube.com/watch?v=IKVLJOO4h70; abraços a todos.
24/02/2016 12:21:37
Incrível, Karen Júlia! Sua versão do encontro é maravilhosa (e a do Samir Afonso, também). O sentimento que rolou dá o toque especial ao relato. Romântico que sou, adorei, achei o máximo! Grande beijo!
24/02/2016 01:39:17
Que delícia teus contos, Karen. Adoraria te enviar uma foto de omo me deixasse, rs. Podes me chamar no email? gatocomcamrj@hotmail.com, Beijos.
22/02/2016 11:55:00
É, realmente você tem disposição mesmo... Sair de BH para um encontro em terras capixabas não é para qualquer uma! Encontro apaixonante e de tirar o fôlego, menina! Beijos.
22/02/2016 11:45:15
Uma delícia de conto. Nota dez.
21/02/2016 20:29:42
Parabéns pelo conto Karen mulher tem isso mesmo.. Sempre tem um que mexe de forma diferencial.adorei sua coragem. Belo conto!
16/02/2016 18:50:56
Desse jeito eu vou acabar chorando de novo, rsrs... Você soube mexer comigo de uma forma profunda ao me receber no aeroporto, meu lindo; criei uma expectativa muito grande em relação a este nosso encontro e fomos recompensados... Cada instante que passei contigo foi sublime e uma pena não ter durado mais. Espero ainda neste ano retornar à Vitória para continuarmos onde paramos, certo? Beijinhos doces da sua Karen.
16/02/2016 18:37:53
"Se uma coisa louca sai do seu olhar... Fique em silêncio, deixe o amor entrar, pra que tanta pressa de chegar? Se eu sei o jeito e o lugar, se eu sei o jeito e o lugar..."... Tive que continuar a canção, minha doce Karen; de fato foi um emocionante encontro, não queria que findasse... Infelizmente nem tudo é perfeito, você tinha que voltar para BH e eu com os meus compromissos de trabalho, enfim... Feliz em saber que curtiu os nossos momentos passados juntos. Beijos do seu "fofinho".
16/02/2016 16:14:11
Mais um magnífico conto, Karen. Que cara sortudo esse Afonso. O mais delicioso foi esse anal, que me levou à loucura. Pena que eu esteja tão longe, no outro lado do mundo. Rs. Nota dez com louvor. Beijos.
15/02/2016 16:22:08
Acho que você está ficando apaixonada. Mas, é gostoso sentir tesão dessa maneira, fazendo loucuras para chegar até seu bem amado. Adoro o que você escreve. Nota 10
14/02/2016 23:16:01
Como sempre arransando nos contos,caraca então vc de coração a miil pelo nosso amigo Afonso que coisa heim só qero saber do fim dessa história bjs
14/02/2016 22:28:05
Poxaaa... que inveja do Afonso em poder possuir uma dlc como vc, que ta mais romantica do q nunca se viu.. ate imagino como isso vai terminar. no mais seu conto esta incrivel gostaria de dar uma nota maior ao seu conto... bjaozaooo...
14/02/2016 18:28:30
Altamente top
14/02/2016 16:01:48
Simplesmente sensacional!!!! Mas confesso que morrendo de inveja do Afonso rs Beijos e parabéns pelo conto!
14/02/2016 14:42:20
muito top

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.