Casa dos Contos Eróticos

Descobri que minha mãe tinha um amante e ele tirou meu cabacinho!

Categoria: Sadomasoquismo
Data: 06/07/2015 10:34:52
Última revisão: 10/08/2015 07:23:48
Nota 9.92
Ler comentários (12) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Desde a adolescência tive a consciência de que mulheres de personalidade forte iriam fazer parte constante em minha vida.

Vera minha mãe era uma polaca de 1.80m., 35 anos, seios enormes, coxas grossas, bunda grande e braços fortes que adquiriu trabalhando pesado em seu restaurante de beira de uma estrada onde paravam caminhões para comer e também pernoitar no amplo estacionamento que havia no local.

Meu pai trabalhava como motorista na prefeitura da nossa pequena cidade e era um sujeito bem tranqüilo.

Ele era um pouco mais baixo que minha mãe e pelo jeito era completamente dominado por ela porque se fazia algo que mamãe não gostava levava umas duras e ficava bem quietinho sem reclamar de nada.

Já havia escutado alguns comentários maldosos dos conhecidos que mamãe era o “macho” da casa.

Na verdade eu também tinha medo da reação dela quando tirava alguma nota ruim no colégio ou fazia alguma coisa errada. Por varias vezes ela já tinha enchido minha bunda de tapas bem dados e mamãe tinha uma mão bem pesada. No começo até chorava apanhando dela, mas depois acho que acabei me acostumando e nem sentia muita dor, só ardia um pouco.

Quando mamãe percebeu que eu já não se importava de levar uns tapas na bunda até comentou:

-que garoto mais safado... até parece que gosta de apanhar na bunda... não sai uma lagrima do olho... só finge que ta doendo... qualquer dia vou pegar um cinto de couro e estalar de verdade nessa bunda branca pra deixar ela bem vermelha!

Apesar de ser bastante brava quando eu ficava no sofá com mamãe assistindo TV adorava me deitar com a cabeça em suas coxas grossas e ela toda carinhosa alisava devagarinho meus cabelos loiros lisos e também minhas costas.

Mamãe odorava usar uns vestidos rodados de tecidos bem finos com uma leve transparência um pouco acima dos joelhos e os homens ficavam cheios de más intenções principalmente quando se deparavam com ela debruçada sobre o balcão com seus seios enormes sempre a mostra por causa de seus decotes extremamente generosos!

Eu era um adolescente bem taradinho em matéria de sexo e apesar de ainda não ter tido nenhuma relação sexual com as garotas nada passava despercebido aos meus olhos atentos e não desgrudava das minhas revistas pornôs onde me acabava nas punhetas constantes que batia sempre que sentia meu pinto endurecer de tesão.

Como todo garoto saindo da adolescência ficava comparando o tamanho do pinto quando ficávamos pelados no vestiário depois de uma partida de futebol e o meu era de tamanho normal como também da maioria dos garotos, só dois garotos do nosso time é que tinham pintos bem avantajados. Um desses garotos que tinha pintão era um negro um ano mais velho que vivia me assediando dizendo que era louco de vontade de fazer “troca-troca” comigo. Sandro era o nome dele e sempre tomava banho no chuveiro do meu lado todo safado cochichava no meu ouvido que minha bunda branca era gostosa e ele vivia se exibindo deixando seu pintão bem duro e quando bobeava ele me encoxava rapidinho se esfregando em mim. Lógico que pra não dar bandeira eu brigava e xingava ele, mas acho que não topei fazer “troca-troca” com ele mais por medo de surgir algum comentário “maldoso” porque na verdade eu tinha vontade de experimentar tudo.

Por duas vezes vi mamãe transando com meu pai, mas não consegui ver com perfeição como eu queria porque quando isso aconteceu somente à luz de um abajur na beira da cama estava acessa e tudo foi muito rápido, mas deu pra ver rapidamente que ela tinha uma bucetona toda lisinha e o pinto do meu pai não era grandão como imaginei e até achei bem pequeno.

Foi então que faltando um mês pra completar 17 anos fiz amizade com Jerusa, uma mulatinha de 22 anos que vivia perambulado no estacionamento fazendo programas com os caminhoneiros que passavam a noite por ali e ela disse que me achava um gatinho e quando confessei que ainda era virgem ela logo mostrou que era bem putinha porque abaixou meu short e chupou meu pinto me fazendo gozar em poucos segundos. Ela me carregou para o meio de umas arvores e logo meu pinto ficou duro novamente e fodi uma bucetinha pela primeira vez. O calor da buceta da Jerusa era tanto que não consegui controlar meu tesão e gozei tão rápido quanto na boca tesuda da mulatinha safada. Sempre que tinha uma chance ia atrás da Jerusa querendo foder sua bucetinha e a safadinha dava facinho apesar de reclamar que eu gozava muito rápido que era pra aprender a segurar o gozo pra ela também gozar gostoso.

Na verdade eu já tinha percebido que tinha uma ejaculação muito rápida mesmo nas punhetas não conseguindo me controlar.

E foi por causa dessa mulatinha que iria acontecer uma coisa muito louca que iria me fazer ver as coisas de uma maneira bem diferente.

Jussara toda safada disse que não queria mais transar no meio das arvores comigo e “sugeriu” que devia levá-la em minha casa e todo taradinho aceitei e logo que chegamos ela deu uma olhada nos cômodos e quando chegou no quarto da minha mãe disse que queria dar pra mim naquela cama e já de pinto duro topei no ato.

Rapidinho a putinha tirou o vestidinho e eu também fiquei nu e em segundos estávamos nos beijando em cima da cama da mamãe e logo soquei meu pinto na bucetinha quente da safada socando com vontade. Como sempre logo senti que iria gozar rapidinho e já sentia aquele calor que antecedia meu gozo e ai que a coisa desandou de vez.

Senti uma mão puxando meu braço e quando olhei de relance vi que era mamãe que tinha chegado e me pegado no meio das pernas da mulatinha e toda brava já foi dizendo:

-Carlinhos... seu moleque safado... fica trazendo puta de rua pra casa e pra piorar ainda trepando em cima da minha cama... vou te dar uma surra seu moleque pra você aprender a não fazer mais isso... seu cachorro!

Jussara rapidinho pegou seu vestido e saiu vazada do quarto e então minha mãe do jeito que era forte torceu meu braço e me fez deitar de bruços em cima de suas pernas ficando com a bunda completamente a mostra e senti que dessa vez ia apanhar de verdade e todo sacana tentei argumentar dizendo:

-não mãe... por favor... não me bate... juro que foi a primeira vez que fiz isso... prometo que não vou fazer de novo... é que a Jussara queria transar na cama... eu só pegava ela no meio das arvores... não me bate... por favor!

Mamãe me segurava firme e nem se importou com minhas lamurias e já me deu dois tapões na bunda que estalaram bem alto e disse:

-seu cachorro safado... vai apanhar pra aprender de uma vez por todas a não fazer esse tipo de safadeza... agora trata de ficar bem quietinho porque se reclamar e começar a gritar vou bater o dobro... seu moleque safado!

Foi incrível perceber que depois de levar dois tapas fortes na bunda senti que meu pinto continuava duro como aço.

Do jeito que ela havia me subjugado passei a roçar com força meu pinto em suas coxas e quando levei mais alguns tapas perdi o controle do meu corpo e tremendo que nem vara verdade comecei a gozar melecando as coxas da minha mãe que depois de dar pelo menos uns 10 tapões na minha bunda branca me tirou de cima de suas coxas e então disse:

-que filho mais tarado que eu tenho... além de trazer uma putinha de rua pra trepar na minha cama... ainda gozou nas minhas coxas enquanto apanhava na bunda... o safado nem apanhando perde o tesão! Eu devia era fazer você limpar tua porra com sua lingua seu safado... agora trata de ir tomar banho pra tirar esse cheiro de puta de rua do corpo!

Quando fiquei em pé ao lado da cama meu pinto continuava quase duro, mesmo com a bunda ardendo de verdade, e então dei um sorrisinho sacana e disse:

-mamãe... desculpa... juro que não queria fazer nada pra você ficar brava comigo... prometo que nunca mais faço isso!

Foi então que mamãe tirou aquele semblante de braveza do rosto e sorrindo me deu dois tapinhas de leve na bunda e disse:

-tá bom... moleque safadinho... não faça mais mesmo hein... trazer puta de rua na minha cama... de jeito nenhum... porque se eu te pegar fazendo isso de novo... a próxima surra vai ser de cinto de couro... alias... tenho certeza que meu filho safado tem um lado masô bem acentuado... porque já notei que você gosta de apanhar de mim nessa bunda empinada!

Peguei meu short e a camiseta jogada no chão do quarto e fui tomar banho e ao me olhar no espelho vi que todos os dedos da mamãe estavam marcados no meu bumbum branco e sem saber bem o porquê achei que tudo que havia acontecido foi muito louco, porém no fundo eu tinha adorado. Tudo voltou ao normal naquela noite e pelo jeito mamãe não contara nada para meu pai.

Depois disso Jussara a mulatinha sumiu do estacionamento e tive que ficar apenas nas punhetas.

Tudo na vida acontece de uma forma quase imprevisível e foi então que aconteceu uma loucura completamente que mudou tudo.

Na parte da tarde eu estava ajudando minha mãe no restaurante como sempre fazia quando papai telefonou dizendo que teria que levar na ambulância da prefeitura uma idosa que precisava de cuidados especiais que só existia em um hospital de uma cidade bem maior que a nossa distante 180 km dali e que só iria voltar no outro dia.

Até ai tudo bem, papai quase sempre era o motorista que levava os pacientes de nossa pequena cidade pra se tratar na cidade grande, só que logo em seguida do telefonema mamãe chamou um sujeito que atendia por Macedão que estava sempre por ali que de vez em quando ajudava a arrumar o deposito do restaurante e escutei-a dizendo que pra ele dar uma mão pra ela depois que fechasse.

Na hora senti que tinha algo no ar pelos sorrisos e cochichos entre mamãe e o tal de Macedão que logo saiu dizendo que a noite voltava.

Macedão era um mulato alto e forte de 26 anos que fazia serviço de “chapa” para os caminhoneiros ali da região e na hora resolvi que iria estar a noite ali pra ver se tinha alguma coisa a mais do que apenas serviço.

Sem deixar minha mãe saber que estava por perto entrei no deposito e fiquei escondidinho esperando e logo depois que fechou mamãe entrou pela porta acompanhada do tal de Macedão e em segundos vi estarrecido que os dois se beijando e se pegando com vontade.

Mamãe tirou o vestido e jogou-o em cima de umas caixas e seu corpão lindo se mostrou todinho, a luz era bem forte no deposito e dava pra ver tudo perfeitamente e em seguida Macedão ficou nu e então levei um susto quando vi o que aquele mulato forte tinha entre as pernas. O cara tinha uma pica enorme e muito grossa parecendo aqueles atores pornôs super dotados e quando ele abraçou mamãe seu pauzão quase negro entrou entre as coxas brancas dela e deu pra ver a cabeçona por trás. Fiquei até com vergonha do tamanho do meu pintinho.

Mamãe então se mostrou sem pudor ao segurar no pescoço dele dizendo toda safada:

-ahhh... meu macho pauzudo... tava louca de vontade dar pra você... esses dias tava menstruada... mas hoje quero ser arregaçada por esse pauzão gostoso... me pega do jeito que eu gosto... pode judiar da tua puta que tô louca pra gozar com meu macho!

Tinha uma poltrona velha no canto e foi la que Macedão se sentou e puxando mamãe fez com ela sentasse em seu colo de frete pra ele e quando vi aquele pauzão entrando com força dentro da bucetona meu pinto ficou completamente duro e o safado disse:

-vem sua cachorra vadia... engole minha rola com essa buceta branca gostosa... quero você cavalgando na rola do teu macho sua vagabunda safada... puta... dá gostoso... vou saciar tua sede de pau sua puta de beira de estrada... isso... rebola na minha rola vadia safada!

Mamãe quando tava com aquele pauzão enorme dentro dela começou a cavalgar como uma louca e logo estava urrando de prazer gozando deliciosamente dizendo:

-ahhhh... que pauzão gostoso... ahhh vou me matar de tanto gozar... quero dar pra você até me acabar... o corno do meu marido só deve voltar amanhã... me come... me fode... seu tarado FDP... gostoso... me fode do jeito que a tua puta gosta... meu macho gostoso!

Macedão era um macho que sabia como foder uma tarada que nem a mamãe se mostrava e logo trocou de posição colocando-a de 4 na poltrona e aquele bundão maravilhoso dela ficou todo arreganhado e o mulato pauzudo cravou aquele monstro dentro dela e socou tudo até o talo e ela gemendo tesuda sussurrou:

-isso... assim... seu tarado FDP... soca... soca tudo... me fode... arregaça minha buceta seu cachorro... fode sua puta... sem dó... ahhh!

Macedão metia na buceta da mamãe como um louco segurando-a pelos cabelos loiros presos em um rabo de cavalo e logo passou a dar uns tapas bem fortes na bunda branca dela que rebolando como uma doida sussurrava:

-ahhh... que delicia de macho... bate... bate com força... deixa a bunda da tua puta bem vermelha... fode minha buceta e espanca com força minha bunda... adoro apanhar de macho safado... ahhh... ahhh... mais... aiiiiiii... to gozando... não para meu gostoso... fodeeeeeeeeeee!

Meu pau estava tão duro espetando meu short só que eu nem relava nele pra não gozar tão depressa, queria aproveitar aquela loucura que eu estava assistindo ali bem diante de meus olhos sedentos de sacanagem e Macedão todo macho dizia:

-toma sua puta... já que o marido corno ta viajando vou deixar a puta toda marcada... só pra saber que essa bucetona tem dono... sua cachorra vadia... vagabunda... puta safada... vou deixar essa buceta arrombada... goza na minha rola cadela de rua... vagabunda... ahhhhh!

Depois que Macedão passou a bater na bunda grande da mamãe a safada passou a gozar mais gostoso ainda mostrando que era uma puta que gostava de ser dominada por aquele tipo de macho e sem conseguir me controlar toquei no meu pinto e gozei em segundos melecando minha cuequinha e o short.

Quando imaginei que eles iriam parar de transar vi que a coisa ia longe porque Macedão voltou a se sentar na poltrona e todo safado disse:

-chega de foder essa buceta sua cadela de rua... quero que faça o que você mais sabe fazer... chupa o pau do teu macho sua vadia... mama ... lambe meu saco... me deixa com mais tesão... vadiaaaaaaaa!

Mamãe se ajoelhou entre as coxas daquele mulato macho e começou a dar um banho de língua no safado que todo tarado tirava o pauzão da boca dela e batia no seu rosto dizendo:

-vagabunda chupadora de pau... assimmm... isso... vadiaaaaaa... engole bem fundo... ahhhhh!

O taradão pauzudo segurava a nuca da mamãe e ia enfiando o máximo que podia no fundo da garganta dela que tomada de tesão dava umas engasgadas, mas continuava deixando que ele fodesse sua boca sem dó.

Meu pau continuava completamente duro todo melecado do gozo anterior e fiquei brincando com ele deslizando os dedos em cima da cabecinha toda babada.

Depois de foder a boca da mamãe mais de 10 minutos ele fez a mamãe se levantar e fez com que ela sentasse em seu pauzão de costas pra ele e então pude me deliciar com a visão incrivelmente tesuda em assistir aquele monstro grosso cabeçudo penetrando centímetro por centímetro na bucetona lisinha da mamãe que gemia muito alto de prazer e dava pra ver que a safada tinha um gozo atrás do outro.

Macedão deu um urro dizendo que ia gozar e mamãe se contorcendo toda urrou junto e gozou loucamente.

Depois de algum tempo eles se acalmaram e mamãe se levantou e então vi uma cena que me deixou completamente tarado.

Da bucetona lisinha da mamãe pingava um monte de porra branquinha que escorria pelas suas coxas e ela toda tesuda passou as mãos e pegando com as pontas dos dedos enfiou na boca sussurrando:

-adoro sua porra dentro da minha buceta seu tarado safado... nunca tive um macho como você que enche minha buceta de porra... adoro ser lavada de porra por dentro quentinha... ahhh... que deliciaaaaaaa!

Mamãe se sentou do lado arreganhando as pernas e pude ver em detalhes aquele filete de porra branca escorrendo entre os lábios de sua bucetona lisinha e inchada de tanto levar pauzão. Parecia que ela fazia xixi de tanto que saia de dentro dela que toda safada ficava passando os dedos sentindo e de vez em quando pegava algumas gotas e colocava na boca engolindo tudo.

Foi então que dei uma apertadinha no meu pinto e gozei novamente, só que foi um gozo muito mais intenso que o primeiro e quase gritei de prazer.

Devagar fui me acalmando e em seguida Macedão saiu pelas portas dos fundos e foi então que mamãe peladona veio andando em minha direção já dizendo alto:

-pode se levantar seu safado... eu sei que você tá ai me espiando... que moleque mais tarado... assistindo a própria mãe transando!

Completamente sem graça por ter sido descoberto me levantei pedindo desculpas e comecei a choramingar achando que ia apanhar muito e foi com surpresa que quando mamãe chegou perto de mim me abraçou e passando a mão nos meus cabelos disse:

-não precisa chorar que eu não vou te bater... apesar de que você merecia uma surra bem dada pra aprender a não ser tão xereta... mas eu entendo sua curiosidade... também fui uma adolescente safadinha e muito curiosa... mas... é bom ficar sabendo desde já que o que você viu aqui é pra ficar só pra você... se comentar com alguém ou estiver pensando em me dedurar pro teu pai... pode ter certeza que vou te moer na pancada sem um pingo de dó!

Contente por não apanhar abracei mamãe adorando o contado de seu corpo nu no meu e dando um sorrisinho sacana disse:

-juro que nem pensei em fazer nada disso mamãe... eu te adoro... é que realmente sou super curioso... ainda mais quando se trata de sexo... nossa... eu fico taradinho... mas... dessa vez eu adorei ter assistido você e o Macedão... muito louco... eu já tinha visto você e o papai... nada a ver... o Macedão te pegou gostoso... nossa achei que você ia morrer de tanto gozar... adoreiiiiiii!

Mamãe deu um sorriso e bem safada disse:

-é... pelo jeito meu filho é um garoto muito tarado mesmo... adora ver a mãe dando a buceta né seu safado... e pela mancha que de porra no teu short o safadinho gozou gostoso né?

-sim... não tem como negar... nossa... gozei 2 vezes... nossa... nunca senti tanto tesão... nem quando peguei a Jussara... adorei ver o Macedão te pegando de 4 e dando uns tapão na tua bunda... lembrei de quando você fala que gosto de levar tapas na bunda... agora eu vi que puxei você... nossa... ele bateu bem forte... você deve ta com a bunda bem vermelha!

-garoto tarado... vou ter que fechar a porta direito do deposito antes de começar a dar pro Macedão... do jeito que meu filho é curioso vai querer assistir de novo... nem tinha percebido que você tava assistindo... foi o Macedão que viu que tinha gente espiando... quando vi que era você... nem me importei... eu não ia parar de dar no meio da foda... com o tesão que eu tava! Agora vamos embora que precisamos de um banho... tanto eu quanto você... seu safadinho!

O mais incrível foi que mamãe me chamou pra entrar no chuveiro junto com ela e durante o tempo que durou o banho a conversa ficou completamente aberta e ela acabou confessando que já fazia mais de ano que o Macedão era seu amante e que realmente ele a fazia gozar do jeito que ela gostava. Também disse que sempre teve muitos amantes e que meu pai sempre foi corno não dando conta do tesão que ela sentia. Já que mamãe estava se abrindo por completo comigo todo sacana brinquei dizendo:

-mamãe... da próxima vez que você for dar pro Macedão me deixa assistir bem de pertinho... juro que não vou atrapalhar... nossa... ele tem um pintão muito grande... nossa... pensei que não ia entrar na tua buceta... muito grossão... mas... você adora grandão né?

-RSS... safadinho... vou pensar no teu pedido... pelo Macedão tenho certeza que ele não se importa... ele é completamente tarado... tem um monte putas atrás dele... ele diz que come só eu... mas não acredito... mas... cuidado com ele hein... dizem que ele gosta de pegar meninos bem jovens... adora tirar cabaço do cu dos garotos e ele sempre comenta que meu filho é um loirinho muito bonito que tem uma bunda parecida com a minha!

-nossa mamãe... agora você me deixou com medo... já não basta o Sandro... um garoto negro pintudo do time de futebol que vive me assediando querendo fazer troca-troca comigo... se do pinto do Sandro eu já achava grande... imagine o do Macedão... grosso do jeito que é... nem ia entrar no meu cuzinho virgem!

-seu safadinho... então os garotos ficam te chamando pra fazer troca-troca... é eu até achava que você do jeito que é taradinho já tinha feito isso como os amiguinhos... ainda mais sendo loiro, lindo e com uma bunda bem empinada... achei que você já tinha feito essas experiências... a maioria dos garotos fazem isso na adolescência!

-bem mamãe... vou confessar... eu quase fiz mesmo... fiquei com vontade... mas fiquei com medo deles comentarem com os outros... me chamarem de viadinho... os garotos do futebol são muito linguarudos!

No outro dia depois do almoço fiquei ajudando mamãe no restaurante e não demorou pra que Macedão aparecesse por la e depois de conversar com ela ele disse que mais a tarde iria terminar a arrumação do deposito que não tinha terminado na noite anterior.

Mamãe então disse que se meu pai não voltasse de viagem ela iria trepar de novo com o mulato pauzudo dela e todo safado disse que queria assistir novamente e que só de pensar na noite anterior eu estava morrendo de tesão. Bem safada ela disse que já tinha trocado idéias com o Macedão e que por ele estava tudo bem, eu podia assistir eles metendo. Pelo sorriso sacana da mamãe percebi que ela e o Macedão eram completamente safados.

Aquele fim de tarde estava muito quente e então tomei um banho e coloquei só um shortinho com uma camisetinha e voltei para o restaurante e assim que entrei vi que a porta do deposito estava entreaberta e resolvi ir até la e logo que entrei vi o Macedão com um short jeans bem apertado e sem camisa e deu pra ver seus músculos brilhando por causa do suor que escorria pelo seu corpo.

Falei um oi meio tímido e ele sorrindo perguntou se eu tinha ido ajudá-lo e então brinquei dizendo:

-eu não Macedão... acabei de tomar um banho... to limpinho... se eu carregar alguns pacotes vou ficar todo suado igual você!

Ele deu um sorriso safado e deslizando a mão pelo seu peito disse:

-é né... mas... ontem você não se importou de ficar suado né seu safado... tua mãe me contou que você ficou todo melado e que hoje ta querendo de novo né seu safadinho!

Dei um sorrisinho sem graça com a conversa tão direta daquele mulato forte que depois de falar comigo deu uma apertada na volume enorme que tinha na frente de seu short jeans e então disse:

-é... verdade... eu... eu... gostei muito do que vi... já que mamãe me entregou... não tem como negar... eu quero assistir de novo... você comendo a minha mãe... nossa... adoreiiiiii!

Macedão foi chegando perto de mim e todo safado não parava de alisar seu pauzão por cima do short e já percebi que aquilo estava ficando enorme e então ele ficou bem do meu lado e chegando sua boca perto do meu ouvido sussurrou:

-fala pra mim... seu taradinho... voce... gostou de ver meu pauzão entrando na buceta da tua mãe é seu safado... acho que você gosta de pau grande igual tua mãe né... acho que você ta querendo bem mais que só assistir... acho que você ta querendo participar né?

Fiquei todo sem graça com o que o Macedão estava dizendo e sem dizer nada com nada comecei a gaguejar:

-eu... eu... nossa... eu... nem sei... acho que vou embora... eu... eu...

Quando vi o Macedão estava me abraçando por trás e em segundos meu short estava no chão e quando me dei conta ele também estava completamente nu e seu pauzão enorme e grosso estava deslizando em minha bunda empinada e pra denunciar de vez o meu tesão meu pinto estava duro como aço.

Aquele safado tarado alisava meu corpo e logo seu pauzão quente como fogo deslizava no meu rego e se enfiava no meio das minhas coxas. Ele beijava minha nuca e todo tarado dizia:

-hoje vou te dar o que ta querendo meu loirinho safado... vou te comer... tua mãe me contou que você ainda é virgem... mas hoje vai deixar de ser... sempre tive tesão nessa bundinha empinada gostosa... hoje vou ser teu macho... ontem quando eu tava comendo a puta da tua mãe... tenho certeza que você queria ta no lugar dela... agora mostra que você vai ser um viadinho bem obediente... se ajoelha e chupa minha rola... quero tua boquinha mamando nela!

Macedão não era de ficar com frescuras porque como fiquei completamente atônito com o que estava acontecendo ele já me puxou pelo braço e foi me levando até a poltrona onde ele comia minha mãe, se sentou e me fazendo ajoelhar entre suas coxas disse todo macho:

-se demorar a fazer o que tô mandando... vou te bater seu viadinho safado... chupa minha rola... agora... teu macho ta mandando!

Quando me deparei com aquela pica enorme quase negra diante de meus olhos fiquei de queixo caído com o tamanho e meio sem jeito peguei-a entre as mãos e comecei timidamente a lamber a cabeçona já toda babada.

Macedão todo tarado já me pegou pela nuca e forçou-a pra dentro da minha boca dizendo:

-engole viadinho... eu sei que você sabe o que tem que fazer... mostra que você sabe mamar gostoso igual a tua mãe... chupa de verdade!

Ele forçava até no fundo da minha garganta me deixando sem ar, mas quando comecei a sentir o gosto daquela baba que saia de dentro da rola enorme daquele macho o tesão tomou conta de mim e tive a certeza que queria fazer aquilo e segurando seu saco enorme com uma das mãos eu punhetava seu pauzão e lambia como um bebe esfomeado aquela cabeçona enorme.

Aquele mulato tarado sabia como dominar um viadinho iniciante como eu e sussurrava:

-isso... chupa assim... que viadinho gostoso... isso... mama na rola do teu macho... hummm... que deliciaaa... não para que já já você vai sentir essa rola dentro desse cuzinho virgem... vou te transformar na minha putinha loira... ahhhh... deliciaaaa!

Macedão com seus braços longos já dedava meu cuzinho que piscava que nem louco sendo laceado por aquele macho tarado e quando ele me colocou de 4 na poltrona e começou a lamber meu cuzinho por trás senti que estava pronto pra dar pra aquele macho. Logo levei o primeiro tapa no meu bumbum e dei um gritinho assustado mas ele sem deixar de linguar meu cuzinho sussurrou dizendo:

-rebola na minha lingua viadinho... rebola bem gostoso que você vai apanhar igual a mamãe... ela adora e você vai gostar também... ahhhh!

As linguadas quentes no meu cuzinho junto com os tapas fortes no meu bumbum que gostava de apanhar me fizeram rebolar na língua daquele tarado pauzudo e me entreguei ao prazer gemendo e sussurrando:

-aiiiiii Macedão... to adorando sua língua no meu cuzinho... que deliciaaaaaaa... nossa... aiiii... assimmm... vou gozar... aiiiiii... me come!

Quando senti que no lugar da língua do Macedão tinha uma cabeçona quente e babada pincelando meu cuzinho fiquei com medo do tamanho daquela jeba e tentei sair fora mas ele todo macho não deixou e deu uma cravada firme e senti meu anelzinho sendo arrombado e dei um grito alto e o safado tampou minha boca com sua mão enorme e todo macho sussurrou:

-aguenta o tranco viadinho safado... que vou enfiar até o talo... e você vai adorar seu safado... agora calma que já já você acostuma com a minha jeba seu viadinho safado... quero você rebolando igual à puta da tua mãe... ahhh... cuzinho apertadinho gostoso!

Ao sentir o calor daquele pauzão desvirginando meu cuzinho não consegui me controlar e meu gozo chegou intenso conforme aquele pauzão ia me penetrando eu ia gozando e meu cuzinho se contraindo sem controle e Macedão como um macho experiente sentiu isso e nem teve muito trabalho pra continuar enfiando sua rola enorme e grossa no meu rabo e quando senti os pelos do seu púbis roçando no meu bumbum o pude sentir que ter um macho pauzudo me comendo era tudo que eu mais desejava e logo passei a gemer de prazer.

Macedão todo tarado com minha entrega total passou a me foder com força e todo tesudo sussurrava:

-isso... assim mesmo viadinho... eu sabia que você gostava de macho... ahhh... que cuzinho gostoso... rebola viadinho safado... da gostoso... vou fazer você viciar na minha rola... igual a puta da tua mãe... vou comer os dois... ahhhhhh... vou encher esse rabo de porra... seu safado... ahhh... delicia de cu tem o viadinho... ahhhhhhh!

Aquele pauzudo tarado deu um gemido bem alto e fincou sua rola enorme e grossa com força até o talo e me segurando firme pelos quadris começou a rebolar sem tirar nenhum milímetro dentro do meu cuzinho e senti o safado despejando sua porra fervente dentro do meu cuzinho e aquela sensação incrível me fez gemer alto e gozei novamente espetado na jeba descomunal daquele macho tarado.

Quando depois de alguns minutos Macedão desengatou do meu cuzinho arrombado até fez um barulhinho delicioso quando a cabeça pulou pra fora do meu anelzinho e todo safado sussurrei:

-nossa Macedão... que delicia dar pra você... ahhh... eu sempre tive vontade de dar... mas eu não achava que ia ser tão bom assim... nossa... tá ardendo muito... mas... adorei... logo... vou querer de novo... ahhh se vou!

Mamãe logo depois que fechou o restaurante foi pro deposito onde Macedão já a estava esperando completamente nu com seu pauzão enorme e ele já foi pegando e dando um trato nela e socando sem dó na bucetona dela que gemia e gozava como uma louca. Eu estava ali no deposito e devagar fui chegando perto deles e não demorou pra que o Macedão já me puxasse bem pertinho e começasse a dedar meu cuzinho enquanto fodia minha mãe e quando o safado tirou o pau da buceta dela e me mandou chupar nem pestanejei e cai de boca naquela jeba que me levava a loucura.

O taradão me colocou de 4 ao lado da mamãe e comeu meu cu e a buceta dela alternadamente e bateu nas nossas bundas com vontade deixando completamente vermelha. Gozei mais gostoso que na primeira vez e o mais louco foi quando o taradão gozou na buceta da mamãe e me pegando pelos cabelos enfiou meu rosto entre as coxas dela e me fez lamber toda porra branca que saia do bucetão tesudo da minha mãe. A puta da minha mãe adorou ter feito isso e a safada gozou na minha boca sem nenhum pudor.

Macedão era um tarado muito louco e também fez minha mãe mamar no meu pinto enquanto ele comia meu cuzinho e nem preciso dizer que gozei tão gostoso que achei que ia ter um treco de tanta sensação maravilhosa que senti.

A vida ficou muito melhor depois dessa primeira aventura com Macedão e mamãe e continuou por muito tempo.

Relato sacana confidenciado pelo meu amigo Carlinhos.

Skype: vanessinha-pst

kkkkkkkkkkkkkkk8787

Comentários

03/08/2016 20:39:22
Que delícia de contot.tesão hein
04/01/2016 11:11:08
Parabéns
02/09/2015 11:37:55
Achei legal com muitos detalhes
Lx
27/08/2015 01:54:38
Adorei!! Também tive boas experiencias na minha infância com amiguinhos mais velhos. Leia os meus relatos.
19/08/2015 10:02:08
Gostaria de conhece la .. leia um dos meus tambem Vc vai gostar Sou neto neuer  Bjo Ate logo Djnetomanoel@gmail.com
15/07/2015 17:51:58
Q delicia.... marcy_40.2009@hotmail.com Skype
13/07/2015 15:59:48
Delícia!!
06/07/2015 19:08:02
Bárbaro, muito lega!
06/07/2015 18:35:26
tambem quero te comer gostoso me add rogerbaiano22cm@hotmail.com
06/07/2015 18:00:31
muito tesudo!
06/07/2015 16:58:26
vamos manter contato, rafael-mendes_@hotmail.com
06/07/2015 11:22:11
Oi me manda um email meu email é nandosouza207@gmail.com

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.