Casa dos Contos Eróticos

Feed

O amigo do meu marido

Autor: ALinda
Categoria: Heterossexual
Data: 03/06/2015 22:37:02
Última revisão: 24/07/2015 16:17:19
Nota 9.88
Ler comentários (9) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Confesso que esse é uma das aventuras mais excitantes que vivi desde que comecei a relatar meus casos, acho que é porque este é carregado de tesão, algo que me fugiu o controle e me deixou completamente desnorteada.

Eu tenho 31 anos, sou alta, um pouquinho acima do peso, mas isso nunca incomodou nenhum de meus amantes até agora, olhos verdes, cabelos ondulados, ruivos... O Rodrigo, amigo do meu marido, deve ter minha altura, normalmente prefiro os mais altos, tem um corpo mediano, cabelos negros e olhos castanhos escuros.

Quando eu conheci o Rodrigo era carnaval, eu estava alta de tanto que havia bebido e ele passou por mim sem que notasse ou reparasse. Naquele instante ainda não havia percebido que poderia viver uma paixonite por ele.

Meu relacionamento com o marido é estável e de um jeito que me deixa ansiosa por uma aventura, já que na cama ele não costuma comparecer muito... até que deu uma esforçada, como relatei no último conto, mas no geral é uma luta incrível para conseguir que ele compareça e, até quando ele comparece nem sempre é aquelas coisas! Quando a gente tem a oportunidade de experimentar durante o casamento é inevitável não haver comparações de como se saem na cama...

Rodrigo foi se aproximar de verdade de mim alguns meses após eu tê-lo conhecido, era uma noite de sexta-feira e encontrei ele no bar, quando eu cheguei ele estava conversando com o meu marido, naquele instante ainda eu não havia percebido o quanto ele era interessante... mas ao longo da noite conversando e bebendo fui reparando que ele era mais do que só um garoto charmoso... garoto, pois sou alguns anos mais velha do que ele e ainda tem uma carrinha de bebê atrás da barba rala.

Papo vai, papo vem, eu bebendo cerveja e cachaça ao mesmo tempo, fiquei elétrica, doidona mesmo, quando bebo só cerveja eu costumo apagar, mas quando tem algum aditivo eu acabo fazendo algumas loucuras antes de bater a moleza... estava morrendo de calor, meu cabelo na época batia na cintura e eu havia ido ao bar com uma trança, no calor do momento, da bebedeira, soltei os meus cabelos para curtir melhor todo aquele ambiente. O Rodrigo veio se juntando para perto de mim, não sei se com segundas intenções ou movido pelo álcool também... só sei que naquele dia eu fiquei muito a fim dele, algo que não conseguia explicar, algo que era de pele, desejo!

Como era amigo do marido tentei não me envolver, mas acabamos começando a conversar por chats, rapidamente estávamos envolvidos em algo um pouco além da amizade comum, em alguns trechos do que ele escrevia pra mim parecia que queria algo, noutras vezes ficava distante... até que por algum motivo que não me recordo, paramos de trocar mensagens.

Eu ainda o vi em algumas outras situações, sempre com o marido ao lado, eu tentava não deixar o Rodrigo perceber que eu estava a fim dele e sempre que eu sentia que ia vacilar eu me aproximava do marido para me lembrar com quem eu estava, tentando a todo custo não me deixar cair na tentação...

Isso foi a pouco mais de dois anos atrás, antes do amante, antes de testar meus novos limites... mas que agora está prestes a tomar um rumo novo, que não sei se vai ser um caso de um dia só ou se vai ter uma duração, não quero pensar em tempo agora...

Depois que conheci meu amante eu fiquei um tanto mais tarada, mais a vontade para experimentar novas coisas... mais filha da mãe mesmo... então num dia que eu bebi demais acabei dando uma escorregada, estava usando meu e-mail sigiloso para escrever uns contos, quando dei por mim estava escrevendo uma mensagem diretamente para o e-mail pessoal dele, tentei não enviar, mas o desejo pra tudo aquilo estava explodindo, eu queria, eu precisava falar com ele e protegida pelo anonimato escrevi um e-mail curto e direto onde eu dizia "Quero te chupar!"

Aí foi meu erro, foi meu tropeço, foi minha pista, peguei ele online e fiquei conversando por e-mails com ele e quando ele ameaçou parar de escrever por não saber quem era eu acabei dando uma pista... Quando ele me descobriu quase caí dura, mas não queria mentir, confessei que era eu mesma que estava escrevendo as mensagens, que eu queria tudo aquilo mesmo, mas no fim, acabamos nos afastando, ficando uns dias sem nos falar.

Alguns dias depois ele me mandou uma foto nu, mais uma vez fiquei em choque, pois não havia mandado nada para ele até aquele momento, quando eu o vi sem nada cobrindo o corpo senti um arrepio percorrer minha espinha, se vestido eu já o desejava, nu me deixava com mais vontade ainda de experimentar o seu corpo... ele pediu uma foto minha e eu enviei, foi um avanço, mas tudo aquilo estava mexendo com ele também, mexendo com o proibido e novamente acabamos ficando uns dias sem nos falar...

Comecei a dar curto, num jogo de querer e não poder, de desejar e ser desejada mas de um jeito que não saia nada... e eu já tinha meu amante, já estava disposta a loucuras e queria uma com o Rodrigo a qualquer custo, estava disposta a falar com meu marido, pedir autorização, mas sem ter certeza de que íamos ficar juntos no final eu acabava só pedindo desesperadamente para o marido abrir o relacionamento.

Depois desse tempo sem nos falarmos eu passei a ignorar a presença dele, bloqueando no celular e nas redes sociais, eu precisava parar com a tentação. Mas então ele veio novamente, ele voltou ao assunto, pediu desculpas e novamente a chama do tesão voltou, só que desta vez eu não iria deixar apagar e ele também não queria...

Contido e devagar, fomos nos inteirando dos assuntos em comum novamente, fomos deixando para segundo plano os desejos e focando no trabalho, pelo menos eu estava fazendo desta maneira, até que ele me convidou para ir em sua casa, mostrar um de meus trabalhos.

Relutante, neguei a primeira investida, mas já estava em posse de seus dados residenciais, agora era questão de tempo mudar o rumo daquela tórrido caso!

A data foi marcada, era só esperar para ver se era só o trabalho ou algo mais que ele queria ver...

Quando a hora chega não tem como desviar, evitei ao máximo voltar ao assunto com ele, talvez desistisse, mas desta vez não desistiu. E eu não desistiria também, queria muito, precisava, foi por causa dele que traí meu marido a primeira vez... Tinha que ver como era com ele!

Rodrigo... Teus olhos amáveis cruzaram com os meus, nunca mais conseguiria esquecê-lo... Quando te vi de novo mal pude acreditar na minha sorte e só te vendo pra perceber que não era barba rala, não tinha barba! Senti uma pedófila mas não perdi o tesão.

Entrei e ele me esperava semi nu, respirei ofegante e ele percebeu, estava nervosa como em dia de prova, mas livre de culpa por ter ido com segundas intenções, lamentei não ir com o vestido! Era pra ter usado o vestido que escolhi! Mas achei que calça seria mais confortável e foi mesmo.

Adentrei suando frio, temerosa, mas ficamos perto, ele foi me puxando cada vez mais de encontro ao seu corpo, passando as mãos pelas minhas coxas, estava doida de tesão!

Passei minhas mãos pelas pernas dele, senti sua excitação... Não tinha mais volta! Ele me puxou pra um beijo e não resisti... Eu consigo evitar os beijos do amante, não gosto de beijar, mas ali, com o Rodrigo eu queria! Tocava sua face carinhosamente, enquanto buscava teus lábios para mais um beijo, uma corrente de eletricidade me percorria, me deixando com mais e mais vontade de continuar.

Em pé nos abraçamos, foi mágico, não ia me despir mas ele conseguiu me deixar nua... Senti quando tirou o short mas não ia deixar que tirasse minha calça, suas mãos passeavam no meu corpo e as minhas também exploravam, seu volume deixava claro o que viria a seguir.

Me sentei no sofá e caí de boca, delicia de pau, caralho gostoso demais, chupei como conseguia, pau grande é gostoso, não cabia inteiro em minha boca, lágrimas saíram de meus olhos quando o pau chegou na garganta, tinha que masturbar e chupar pra fazer direito, tirava da boca, colocava meus lábios em sua virilha, lambia as bolas e voltava pro principal, o pau tão desejado, tão cobiçado...

Fiquei doida quando começou a falar baixinho... "engole tudo, você consegue!" Não tinha tanta certeza daquilo era grande demais pra mim, mas tentei, o máximo que consegui ate que ele começou a socar na minha boca... Não gosto nenhum pouco disso, me lembra uma das vezes que fui violentada ainda adolescente e virgem... Pedi pra parar, me senti estuprada!

Ele me pediu que tirasse a calça, tirei e voltei pra chupar, mas a brincadeira tinha ido pra outro nível, ele me queria e eu também o desejava muito...

Ainda no sofá eu sentei em seu colo, e ele começou a me fuder, no vai e vem aproveitava pra sentir os fios de seu cabelo entre os dedos, sentir aquele rosto macio de encontro ao meu, era o que queria e precisava! Ele me convidava a me mexer mais forte em seu corpo e sentava cada vez com mais vontade, escutando aqueles sons gostosos de pertinho. Ganhei uns dois ou três tapas na cara, mas fraquinhos demais, deveria ter pedido com mais força! Ele anunciou o gozo e eu senti quando foi perdendo as forças... Não gozei com ele, acho que a tensão não ajudou, mas foi bom, foi muito bom!

Ele me banhou, acho que querendo encerrar o ato, mas durante o banho ainda assediei bastante, tocando seu corpo, sentindo aquele pau já mole e desejando deixar rijo novamente para a brincadeira continuar... mas ele não me permitiu, encerrando assim aquele dia de intensas loucuras...

Minha boca ainda deseja aquele corpo, minhas mãos ainda querem tocar mais um pouco, mas talvez ele não me queira novamente, mas eu vou tentar, quem sabe, num dia desses qualquer ele queira descobrir mais como sou uma putinha safada na cama!

Comentários

16/07/2015 12:08:45
Também quero ser seu amigo, principalmente vc sendo alta branquinha e ruiva!! E faz uma coisa que eu adoro também!! Banjos394@gmail.com
dmm
15/06/2015 13:35:29
ALinda sus safada muito bom. dmm0607@gmail.com
04/06/2015 18:11:15
Obirgada pelos comentários <3
04/06/2015 15:36:12
pu7gid e meu skype
04/06/2015 07:31:39
Excitante vc sabe conduzir um homem ao apice do prazer. Bjs
04/06/2015 01:17:07
gato27.casadoscontos@gmail.com
04/06/2015 01:16:12
Eu quero é ser o seu amante pra fazer melhor que o outro. Adorei...gato27.casadoscontos@gmail.com
03/06/2015 23:39:31
Adorei, adoraria ser o amigo do seu marido, se precisar de um amigo me escreve: vermelho_1988@hotmail.com
03/06/2015 23:29:11
Delicia!!!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.