Casa dos Contos Eróticos

ADOREI SER FUDIDA EM PÚBLICO

Categoria: Heterossexual
Data: 21/06/2015 18:36:00
Nota 10.00
Ler comentários (8) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Oláa galera, tive um retorno muito positivo no meu outro conto (provocando o padastro) então resolvi contar outra história minha rsrs..

Apenas relembrando, sou morena, baixinha, com um corpão com o cabelo longo até a bunda.

Sempre fiquei muito excitada lendo contos de fodas em público, principalmente em ônibus ou metrô, mas sempre fiquei com receio por alguém perceber, amo sexo e amo fazer em publico, mas tinha um pouco de medo sobre como seria, até o dia que aconteceu comigo e eu não resisti.

Certo dia acordei, me arrumei para ir pra faculdade, coloquei uma sainha jeans com uma calcinha bem pequena, uma blusa regata que destacava bastante meus seios, e uma sapatilha. Parti para a estação, como era cedo, o metro estava lotadoooo (Como sempre) então logo fui para o fundo do metro, quando escuto um: "Licença" , um homem e muito cheiroso alto se encaixou atrás de mim, dei espaço pro cara ficar atrás. Pra quem leu meu outro conto sabe que eu sou uma provocadora nata!! adoro provocar os homens, então logo me empinei, e joguei meu cabelo pra trás.

Foi quando eu senti uma mão puxando meu cabelo de leve, para eu ir mais para trás, me encostando no sujeito, olhei pra trás com a maior cara de inocente e falei:

- Desculpa, estou te incomodando?

- De maneira nenhuma, pode vir um pouco mais pra trás se quiser, sabe como são essas caras no metrô eles se aproveitam mesmo se deixar.

- É mesmo, um absurdo isso!! e dei um risadinha de leve, virando para frente de novo.

De repente começo a sentir uma mão mexendo na minha bunda devagarinho, e na hora minha xaninha já deu sinal, ele foi mexendo e subindo minha saia, como eu estava com a bolsa, coloquei na frente para as pessoas não verem o que estava acontecendo ali, o sujeito percebeu minha atitude e entendeu como um sinal positivo, e colocou minha calcinha de lado vendo o quanto eu já estava molhadinha, com o clitóris inchado e começou a me bolinar e eu me segurando pra não gemer alto, então ele colocou dois dedos e foi entrando e saindo, eu já delirava de prazer sentindo aquele pauzão na minha bunda e aqueles dedos dentro de mim, foi quando eu virei um pouco e falei:

- Me fode por favor

- Com maior prazer sua putinha gostosa

E ele foi tirando seu pau e colocando dentro da minha bucetinha, eu gemia muito no ouvido dele, falando que era pra me fuder gostoso, que queria gozar.

Ele foi bombando, cada vez mais forte, eu já não conseguia mais prestar atenção nas pessoas ao redor, já tinha gozado duas vezes, minha vontade mesmo era de chupar aquele pau com muita força, sugar aquele mastro, e o desconhecido continuando seu trabalho me chamando de tudo: vagabunda, putinha, ninfetinha e eu adorando cada vez mais aquilo.

Foi quando eu senti o líquido escorrendo nas minhas pernas, o filho da mãe tinha gozado dentro de mim, não me levem a mal eu adoro sentir aquela gozada dentro mas de um estranho é complicado, perguntei se ele estava limpo ele disse que sim.

Infelizmente tinha chegado minha parada, me despedi do estranho alto e cheiroso. Quem sabe nos encontramos novamente e eu tenho a oportunidade de chupar aquele pau que me levou a loucura.

Beijos da Dani!!!

Comentários

30/07/2015 15:34:52
Show de bola, cara de sorte esse ai.
22/06/2015 01:03:45
Putinha tesuda...chama no whats..bjs
21/06/2015 21:46:28
Me chama no zap gata
21/06/2015 20:25:20
fonolliver@hotmail.com chama lá que te passo meu whats
21/06/2015 20:20:36
21/06/2015 20:19:41
Muito bommmm. Chama no whats gostosoa.
21/06/2015 18:56:14
Ops e williandonizetti93@gmail.com vlww
21/06/2015 18:52:45
Danni me mande um email williandonizetti83@gmail.com vlw gata otimo conto

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.