Casa dos Contos Eróticos

SOU CASADO COM UMA PUTA E ESTOU ADORANDO! Parte 2 Final!

Autor: NUBER
Categoria: Grupal
Data: 18/05/2015 09:05:26
Última revisão: 27/03/2016 10:56:57
Nota 9.67
Ler comentários (8) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

A cafeteira terminou de coar o café e então disse:

-vc é louca de pedra...mas...fazer o que...na verdade...to gostando muito dessas loucuras...mas...e ai...vai ficar assim pelada aqui na cozinha...ja já

teu hospede tá aqui...pra tomar café!

-Acho que o garotão também está um pouco cansado...fiz ele me comer à noite inteira! E o banho dele é bem demorado. RSS. Mas...vou te falar a verdade meu maridinho...ele é muito lindo e gostosinho...tem um pau grande...mas se fosse mais grosso...eu ia gostar mais ainda...mas ele é muito novinho...falta pegada...queria um macho daqueles que te pegam e te tratam como uma puta vadia...sem dó! Vou te contar bem rápido uma coisa que aconteceu comigo quando tinha 19 anos. Eu estava em uma pousada na praia...acordei de madrugada e sai pra varanda só de camiseta sem calcinha...um moreno forte estava lá...só de sunga...logo vi que o homem tinha uma mala enorme entre as coxas...ele viu que eu olhei e então tirou o pau pra fora e bem macho disse: gostou né puta...pega na minha rola...sua vadia! Apesar de bem safadinha fiquei sem reação na hora mas o safado me pegou pelos cabelos e me deu um tapa na cara e disse: pega logo sua puta...não gosto de puta fresca...pega e chupa minha rola vadia ...senão vou te encher de porrada! Meu maridinho...aquele tapa na cara fez minha bucetinha ensopar na hora e em vez de pegar...me agachei e cai de boca na pica do cara...ele tinha uma pica maior e mais grossa que a do Bruno...fudeu minha boca como se fosse uma buceta. Em seguida me colocou de 4 na cerca e meteu na minha bucetinha sem dó...minha buceta parecia que ia pegar fogo de tanto que ficou ardendo...o safado encheu minha bunda de tapas...fiquei uns 3 dias toda cheia de marcas da mão pesada do tarado...mas gozei como nunca...até hj foi a melhor trepada da minha vida! Nem fiquei sabendo o nome do sujeito! RSS. Depois vou te contar um segredo do nosso hospede! Antes vou escovar os dentes...tirar o gosto de porra da boca...e vestir alguma coisa...antes de tomar o café!

Josi voltou se mostrando ainda mais gostosa...veio pra cozinha vestia com uma micro saia de babados e um top tão pequeno que seus seios enormes pareciam que iam saltar pra fora e toda safada disse:

-ai meu maridinho...to me sentindo tão putinha hj...vc acha que fiquei bem...vestida assim desse jeito?

Ela deu uma rodada e mostrou que continuava sem calcinha e então eu sorri dizendo:

-Josi...vc fica bem vestida de qualquer jeito...agora que vc tá parecendo uma putinha que faz ponto nas avenidas...isso tá...e da dando pra ver que vc é uma putinha que trabalhou a noite inteira...a bucetinha tá bem inchadinha...até o grelinho...tá aparecendo!

Ela sorriu toda feliz e juntos arrumávamos a mesa do café e então nosso hospede apareceu na cozinha só de short dando um bom dia todo alegre e tomamos nosso café conversando animadamente.

Bruno sem querer derrubou uma colher no chão e minha esposa putinha do jeito que era safada ficou de quatro pra pegar o talher e sua bucetinha se mostrou nos mínimos detalhes e então brinquei e disse:

-Josi...fala uma coisa pra mim...algum ladrãozinho safado entrou aqui no AP e roubou todas suas calcinhas...faz dias que vc não coloca nenhuma! RSS. Cuidado hein...vai que um tarado com um pau bem grande te pega...e estupra a nenezinha safada!

Josi além de um senso de humor fantástico era muito esperta quando o assunto era safadeza e então ela ficou de pé ao lado da mesa da cozinha e levantando a saia mostrou a bucetinha e disse:

-meu maridinho...então acho que isso aconteceu essa noite...vc sabe que eu sou um pouco sonâmbula...achei que estava sonhando...e que alguém bateu na porta...eu tava peladinha...quando abri a porta um homem com um pauzão grosso e duro me catou e me jogou de 4 no sofá...e meteu aquele pintão na minha bucetinha apertada...me comeu a noite inteira...será que não foi sonho então...quando fui tomar banho agora a pouco...achei que minha bucetinha tava bem inchada!

-bem...se alguém te comeu...não fui eu...dormi a noite inteira! Só se vc teve uma ataque de sonambulismo e foi parar no quarto do Bruno!

Bruno deu um sorrisinho safado e bem espertinho disse:

-bem...eu tomei duas cervejas e não me lembro de nada!

Caímos em gargalhadas e fomos pra sala e a conversa continuou com tranqüilidade...e logo depois Bruno foi arrumar suas mochilas pra viajar e como o horário do seu ônibus seria 13. h...resolvi buscar comida em um restaurante ali perto pra que ele pudesse almoçar antes de ir.

Enquanto fui buscar a comida fiquei imaginando se minha esposa putinha estaria dando uma metidinha de despedida com o nosso hospede e quando cheguei notando que ele não estava por perto perguntei:

-e ai putinha tarada...deu uma trepada gostosa de despedida com o garoto pauzudo?

-que corninho curioso hein...infelizmente não...o garotão disse que estava esgotado!

Rapidamente almoçamos e então fomos levar Bruno na rodoviária e enquanto voltávamos pra casa conversamos bem animados.

-mas...me fala logo sua maluca tarada...qual o segredo sobre o garotão?

-Abel...cada vez mais começo a achar que a gente mesmo com essas sacanagens...somos menos safados que os outros! Vc acredita que quem tirou o cabaço do Bruno foi a própria irmã...desde que ele tinha 14 anos ela trepa com ele! RSS. E morre de ciúmes dele...não deixa o garotão comer outras garotas de jeito nenhum. Vc acredita que fui a terceira mulher que ele transou...sem ser a irmã.! Na faculdade fizemos algumas farras juntas...ele era bem safadinha...e muitas vezes fizemos sexo oral uma na outra...eu adorava chupar a buceta dela!

-é Josi...tua amiga é uma tarada hein! Mas é verdade isso que vc falou...a gente é até santinho perto dos tarados que andam por ai...e começamos tarde...com 25 anos. RSS. Bem...isso só se aplica a mim... porque minha esposa putinha é uma vadia há muito tempo! Depois do que vc me contou aquela transa da praia...garanto que deve ter mais algumas loucuras que vc fez...do jeito que vc é uma tarada insaciável!

-Abel...se vc continuar se comportando direitinho igual fez esses dias...um corninho maravilhoso que toda puta casada precisa...vou te revelar vários segredos de sua esposa putinha! Mas tem um que já vou te contar já...quase todo dia bato siririca...tanto na minha mesa no escritório...quanto na cama do nosso quarto...com a janela aberta...tem um advogado que tem um escritório no ultimo andar daquele prédio em frente...que adora olhar eu gozar me masturbando...e ele goza junto comigo...ele descobriu meu telefone com o porteiro...de vez em quando ele liga pra mim...e fazemos sexo pelo telefone... mas...nunca nos encontramos!

-sua safada...garanto que depois do que aconteceu...ja já vc vai chamá-lo pra vir em nosso AP! Vou ganhar mais um par de chifres!

-Abel...deixa de frescura...vc já mostrou que adora ver outro macho pauzudo me comendo...se o Bruno não tivesse ido embora...ia fazer vc chupar meu grelo com aquele pauzão enterrado na minha bucetinha tesuda...e quando o pauzão escapasse da minha bucetinha vc ia pegar e enfiar dentro de mim novamente! Daqui pra frente...vc vai ter que ser um corninho bem submisso...pra sua esposinha puta...e depois que vc chupou minha buceta cheia de porra de outro macho...e gostou...vc sabe muito bem...como vai ser! Mas...esse advogado do prédio da frente nunca vai me comer de verdade...ja tem mais de 50 anos e não tem um pinto do tamanho que eu gosto!

Voltamos e então fomos assistir TV e quando olhei pra Josi ao meu lado ela já cochilava tranqüila.

Nem dava pra acreditar que aquela loirinha linda que parecia um anjo começava a se revelar uma ninfomaníaca incrível. Acabei adormecendo ao seu lado...as emoções tinham sido intensas naquele fim de semana!

Na segunda feira após o banho fui me vestir pra ir trabalhar mas na hora que fui escolher uma cueca pra vestir...me passou uma maluquice pela cabeça: Se minha esposa putinha podia sair sem calcinha eu ia trabalhar aquele dia sem cueca só pra sentir como era.

Como o calor continuava intenso coloquei uma calca de algodão bem fina bege de elástico na cintura...uma camisa de cambraia e um tênis e como Josi teria que ir ao cartório novamente pra terminar de resolver os problemas com documentos fui sozinho pegar o metrô.

Quando desci as escadas um trem estava saindo e fiquei na plataforma aguardando o próximo e foi então que escutei um voz forte ao meu lado dizendo:

-bom dia Abel...to vendo que minha semana vai começar bem...vou ter companhia na viagem! Não te vi mais...e aí...tudo bem com vc?

Me arrepiei todo com aquela foz grave bem perto dos meus ouvidos e um pouco surpreso disse:

-oi...tá...tá sim...vc me assustou chegando assim por trás! RSS. E com vc...tudo bem Paulão?

-tudo beleza! Mas...acho que tá mentindo um pouquinho...pra mim!

-eu? Não entendi! Por quê?

-vc disse que se assustou comigo...chegando por trás! É mentira isso...aquele dia...vc não ficou nem um pouquinho assustado...só se foi por causa do tamanho da minha pica...mas tenho certeza que nem isso te assustou tanto...vc gostou... e muito!

-eu...eu...vc é louco tarado...para com isso...seu maluco! RSS. Nunca...fiz...isso!

-Abel...se isso for verdade...que vc nunca deu esse rabo gostoso...então...ja demorou demais...tá perdendo tempo...porque eu senti perfeitamente que vc ficou louco de tesão...sentindo minha pica nessa bunda tesuda! Relaxa...seu safado...pra mim vc pode confessar...que tá louco de vontade de sentir isso de novo!

Não consegui dizer nada e quando o trem estava chegando à estação Paulão então disse todo safado:

-vou ficar encostado na parede do trem...pra poder ficar melhor...vem comigo...vai ser demais!

Como um cachorrinho obediente fui acompanhando aquele negro tarado safado e depois de muito empurra-empurra naquele vagão superlotado ele estava perfeitamente colado nas minhas costas já com aquela pica enorme praticamente dura entre minhas nádegas...e ele todo safado sussurrou em meus ouvidos:

-pronto...relaxa...vc vai viajar gostoso...igual aquele dia...com teu macho grudado nessa bunda gostosa...pode mostrar...que vc tá gostando... porque eu sei que tá!

Minha bunda queimava sentindo o calor daquela pica enorme encaixada no meu rego e como estava sem cueca a sensação era ainda maior e ele todo sensual continuou:

-que rabo gostoso...vc tem Abel...faz uma coisa pra deixar seu macho com mais tesão...mexe os músculos desse bundão...morde minha pica...vc sabe...como fazer...gosto de viado que sabe agradar o macho dele...faz...viado!

Quando ouvi a palavra viado da boca dele...qualquer resquício de medo ou pudor despareceu da minha mente e comecei a movimentar os músculos da minha bunda musculosa e aquela pica se movimentava no meu rego...meu pintinho estava completamente duro. Sem cueca o calor daquela pica enorme era muito intenso e foi então que quando parou em uma estação naquele entra e sai senti a mão do Paulão entrar pelo cós da minha calça e em segundos minha bunda era apertada com força e em seguida um dedo grosso deslizou no meu rego e penetrou de uma vez no meu cuzinho. Mordi os lábios pra não gemer e sem controle...gozei na hora! Meu cuzinho piscava que nem louco naquele dedo grosso que se mexia sem parar enterrado profundamente dentro de mim. Até soltei o corpo pra trás me escorando naquele negro enorme com medo de cair...porque minhas pernas tremiam depois de ter gozado no dedo daquele safado! Ele toda safado tirou o dedo do meu cuzinho e segurou meu quadril bem firme.

Devagar fui me acalmando e quando estávamos chegando perto da estação onde eu ia descer ele pegou minha mão e levou-a pra trás entre nossos corpos e sussurrou:

-pega...aperta o pau do teu macho...viado!

Aquilo era um ordem que executei em milésimos de segundos e quando minha mão segurou naquela pica grossa e extremamente dura...meu corpo parecia que queimava por inteiro de desejo e quando o trem começou a parar tentei me recuperar rapidamente de todas aquelas emoções loucas e quando estava pra sair dali Paulão me entregou um cartão de visitas e sorrindo disse:

-liga...pra mim...quando quiser!

Sai daquele vagão meio cambaleante como se estivesse bêbado...minha calça toda molhada da minha porra...ainda bem que era de cor clara e não estava aparecendo muito...logo cheguei à repartição e então fui ao banheiro me limpar! Ainda bem que eu não tinha muito sêmen quando gozava.

Sentado na cadeira de minha sala fiquei pensando preocupado com tudo que estava acontecendo...mas foi então que analisando com um pouco mais de calma percebi que minhas duvidas eram apenas medo do desconhecido e preconceitos. Na verdade estava louco de vontade de ter minha primeira experiência homossexual. Desejava aquele negro metendo no meu cuzinho com aquela pica grossa enorme. Só de lembrar meu pintinho estava duro novamente. A todo instante voltava na minha mente o calor daquela pica encaixada gostosamente entre minhas nádegas e em seguida o dedo dele brincando no meu cuzinho virgem. O cartão da loja com o nome Paulão vendedor estava ao lado do teclado e de 5 em 5 minutos eu olhava pra ele...alias nem precisava mais...pois já tinha decorado o numero!

Pensamentos safados rondavam minha mente e minha única duvida era como tudo isso ia acontecer. Minha esposa logicamente teria que saber...pois do jeito que nosso relacionamento caminhava não tinha motivo pra esconder nada dela.

Sem contar que do jeito que Josi estava demonstrando ser durante esses últimos dias...uma puta insaciável e completamente maluca...acho que ela toparia qualquer safadeza.

Era quase 13 h quando minha esposa me ligou dizendo que tinha acabado de chegar pra trabalhar e me chamou pra almoçarmos no refeitório da fabrica como quase sempre fazíamos.

A fabrica ficava a dois quarteirões do meu serviço e rapidamente cheguei. Nos sentamos em uma mesa afastada do barulho dos funcionários e começamos a conversar:

-Abel querido...tenho uma novidade maravilhosa pra nós...só to contando agora porque vc sabe que sou supersticiosa quanto aos negócios! Gosto de falar só depois que dá tudo certo. RSS. Hoje quando fui ao cartório foi para receber a escritura de um apartamento de cobertura na praia que o vovô nos presenteou! Alem de valer muita grana...agora quando formos pra praia poderemos fazer nossas festinhas com privacidade total!

-nossa...vc é fogo hein Josi...vc tinha comentado que ia pedir isso pra ele...mesmo com sua irmã botando gosto ruim na coisa...vc acabou conseguindo! Vc é uma mulher muito esperta em tudo...tanto nos negócios quanto na safadeza! Que bom que deu certo do jeito que vc queria! Também tenho novidades!.

Quando ia começar a contar minha nova aventura sexual no metro o avô de Josi chegou ali no refeitório se sentou em nossa mesa e almoçou junto conosco! Aí não pude falar nada e logo deu a hora e tive que voltar para a repartição!

Quando era umas 4.00 h da tarde deixei o escrúpulo de lado e peguei o telefone e liguei para o Paulão e quando ouvi sua voz grave meu pintinho começou a endurecer e meu cuzinho piscou e então ele disse:

-oi...Abel...que bom que vc ligou...só que agora não posso falar...mas...tenho uma idéia...vc sabe onde é a loja né? Qualquer coisa no cartão tem o endereço! Na esquina de cima tem uma farmácia e logo depois tem um barzinho bem pequeno...é de um grande amigo meu o Jorjão...vem pra ca depois do serviço...pra gente conversar...e tomar uma cerveja. Vou te esperar...é pra vir hein!

Percebi que ele não podia falar muita coisa pois tinha gente ao seu lado e talvez atendendo algum cliente e quase sem pensar respondi que iria sim.

Depois que desliguei o telefone comecei a achar que não devia ir ao tal barzinho...mas essa indecisão durou muito pouco pois quando deu 5.00 h e meu expediente se encerrou peguei minha mochila e rumei para o tal barzinho. Depois de meia hora eu estava lá e logo que entrei vi um negro forte que se parecia de corpo com o Paulão e ele disse:

-e ai patrão...o que manda...vai tomar o que?

Eu dei um sorriso meio sem jeito e disse:

-bem...acho que uma cerveja...vim encontrar o Paulão...ele disse que era pra esperá-lo aqui...que é seu amigo!

Notei que ele deu um sorriso safado e disse:

-beleza...fique a vontade...senta ai e fica tranqüilo...ele não vai demorar...faltam uns 15 minutos pra ele sair do serviço! Qual teu nome?

-é Abel...e o seu é Jorjão né?

-sim. Ele me ligou agora a pouco e que iria vir um amigo tomar cerveja junto com ele!

O bar era bem pequeno com apenas 2 mesas ao lado de um balcão onde tinha 5 banquetas e vendia basicamente bebidas e salgados. Atrás da mesa onde sentei tinha um banheiro e uma pequena divisória que separava o mini-deposito de engradados de cerveja e refrigerantes.

Ele me trouxe a cerveja e acho que pra tentar me descontrair tomei dois copos em seguida e como não tinha movimento Jorjão se recostou na banqueta do lado e puxou conversa dizendo:

-to vendo que tava com sede hein...também com esse calor né?

-sim...sim...e a cerveja...está boa...bem gelada!

Jorjão estava de camiseta apertada que realçava seu peito e seus braços musculosos com uma bermuda de brim um pouco apertada e de uma forma quase acintosa deu uma ajeitada no pau e percebi claramente que ali entre suas coxas também teria uma pica bem volumosa e então disse:

-Paulão sempre toma uma ou duas cervejas antes de ir embora aqui comigo...pra relaxar!

-Vcs são amigos...há muito tempo? Pelo jeito parece que sim!

-sim...servimos juntos no exercito e depois trabalhamos de seguranças em boates e casas de show!

Logo entrou fregueses e ele foi atender e em seguida entrou Paulão sentou-se à mesa e com um sorriso safado disse:

-Gosto assim...de viado obediente...veio ver teu macho né?

Fiquei sem reação com o jeito que ele já veio falando comigo e então ele disse todo macho me apertando a perna com sua mão enorme:

-quando teu macho fala...é pra responder logo...viado que quer dar pra mim...tem que assumir de vez que gosta de macho...virar uma putinha...vc já sabe que vou te comer...quando eu quiser...então deixa de frescura...seu viado safado!

Todo e qualquer resquício de macho que pudesse existir desapareceu ouvindo o que aquele negro safado dizia e então percebi que teria que me submeter a todas as vontades daquele macho e disse:

-eu...sim...eu...nunca fiz nada com um homem...mas...depois que vc apareceu...não consigo mais pensar em mais nada...a não ser em sentir sua pica enorme em minha bunda...quando vc encosta em mim parece que queima meu corpo...vc é um louco tarado...que fez despertar isso em mim!

-isso...vc já tá aprendendo...e já fique sabendo...se desobedecer teu macho...vou adorar bater nessa bunda gostosa que vc tem...adoro bater em viadinhos...safados...mas...fala uma coisa...vc nunca fez nem troca-troca quando era adolescente?

-não...nunca...juro! Sempre fui um pouco retraído...tive muito poucas experiências antes de me casar...só depois que me casei com Josi é que ela por ser bem tarada...me fez ter uma vida sexual mais ativa!

-é...quase nem dá pra acreditar nisso! Hoje quando meti o dedo nesse cuzinho tesudo...é que pude perceber o tamanho do tesão que vc tem para sentir um macho engatado nesse rabo...quando vc gozou...seu cuzinho mordeu tanto meu dedo que pensei que vc ia arrancar ele!

-Paulão...nem eu sabia tinha esse desejo...vc que despertou isso em mim! Nossa...que loucura...até tentei não te encontrar mais...mas hj...vc acabou de vez...com qualquer chance de escapar! Nem sei como...mas estou louco de tesão...por vc seu safado tarado! Mas...como vc sabia que eu gostava de homem...quando fez aquela primeira safadeza dentro do trem...me encoxando daquela maneira...acho que nunca demonstrei isso!

-Abel...claro que mostrou...e muito! Bem...eu sabia que vc era corno...pois a sua esposa é uma putinha muito safada que quando viaja sozinha deixa os machos se esfregarem nela. Tem dois conhecidos meus que dizem que ela quando é encoxada pelos caras e gosta...a puta até põe a mão pra trás e pega no pau deles. Ela deixa os caras doidos de tesão...com aquela bunda gostosa. Mas é lógico que vc deve saber disso! Mas eu tive certeza que vc gostava de macho quando da primeira vez...na plataforma vc deixou cair sua pasta no chão e quando ficou de 4 pra pegá-la deu pra ver que vc tava usando calcinha...toda enfiada no rabo...quando eu vi aquilo...adoro viado que usa calcinha de mulher...foi ai que já entrei no vagão e já fui te encoxando bem gostoso...e vc demonstrou que gostava e muito!

E hj então foi mais fácil ainda...o viadinho estava com uma calça de elástico na cintura sem nada por baixo...pronto pra sentir o macho!

Sorri um pouco descontraído com os comentários dele e então disse:

-Paulão...na verdade nunca vesti nenhuma calcinha de mulher...é que tenho várias cuecas de seda que minha esposa compra pra mim...são pequenas e acabam entrando no rego da minha bunda grande! RSS. E hj foi a primeira vez que sai sem cueca...e na verdade fiz isso porque minha esposa tem mania de sair sempre sem calcinha...quis experimentar como era ficar sem nada também...e vc estava na plataforma!

-acho...que então dei sorte! Mas apesar de ser uma puta vadia me fala como vc conseguiu casar com uma mulher tão linda e tão gostosa quanto a sua esposa!

-bem...acho que dei sorte demais! Foi bom demais...em todos os sentidos! Mas acho que ela queria arrumar um marido...por causa da família...porque na verdade...ela é muito tarada...tem tesão demais...e está mostrando que é uma puta safada...esses dias mesmo recebemos a visita de um garoto de 18 anos irmão de uma amiga dela...ela deu pra ele os 3 dias que ele ficou no AP. Mas a verdade é que pra mim tá tudo bem...eu não ligo...ela tem muita grana...se me separar quem vai perder é só eu...isso eu não quero! E Josi também não tá nem ai...não esconde nada! Gosta de transar comigo olhando.

-seu safado...agora to entendendo...vc gosta de ver macho comendo a puta da sua esposa...e na verdade...vc queria estar no lugar dela...sei como é...ja comi um viado que era assim...chamava machos pra comer a esposa...e ficava olhando...teve um dia que peguei o safado escondido...dei uns tapas no viado botei ele de 4 no sofá e meti minha pica sem dó...o viado gritou...mas logo deu gostoso pra mim!

-Paulão...vc é bem louco e tarado...dá até medo...ouvindo vc falar assim...onde será que vim parar!

Sentado perto de mim...ele estava com a mão em minha coxa dando umas apertadas de leve...e todo safado disse:

-faz tempo que não pego um viado virgem...adoro iniciantes...e vc tem uma coisa que eu gosto...bunda grande...tenho certeza que vc vai virar uma putinha gostosa na minha pica! Vc viciar na minha rola grossa...seu safado! Vai rebolar na minha pica...bem gostoso não vai...viadinho?

-eu...eu...assim vc me deixa...sem jeito...nossa como vc é tarado! Eu...

-Fala...do jeito que eu quero ouvir...viado safado...senão vou te dar um tapa na cara...ja te avisei...não gosto de frescura!

-sim...vou...vou dar do jeito que vc quiser...vou...rebolar...bem gostoso...igual vi minha esposa dar pro garotão!

-assim...tá vendo...é só vc pensar como uma puta...viado tem que pensar igual mulher...sempre querendo agradar seu macho...e já que estamos falando na sua esposa puta...vc vai dar um jeito de fazer a vagabunda dar pra mim também né?

-bem...se depender de mim...claro que sim...por mim...vc pode arregaçar a vadia! Só tem que pensar num jeito de como fazer isso!

Foi então que ele se levantou e todo macho disse:

-Assim que eu gosto...tenho certeza que vc vai fazer tudo pra satisfazer teu macho...agora que a gente ja tá começando a se entender...vem comigo...ali no deposito...vou deixar o viado feliz! Vem viadinho!

Ele seguiu na frente e entrou naquele cubículo ao lado do banheiro...no canto tinha uma caixa grande de madeira e então ele abriu a fivela do cinto e abrindo o zíper da calça vi saltar pra fora uma pica negra grossa e cabeçuda. Paulão deu uma balançada naquela vara magnífica e disse todo macho:

-vem viado...mamar na pica do teu macho...chupa gostoso...o que vc vai sentir nesse rabo!

Foi incrível perceber que eu sabia exatamente como devia fazer e cai de boca naquela vara negra que mal cabia na minha boca. Paulão todo tarado me segurou pela nuca e passou a enfiar até o fundo da minha garganta...me fazendo engasgar. Mas ele nem se importava e sussurrava:

-chupa viado...chupa direito...engole tudo...sua bichinha safada...vou foder tua boca...seu safado!

O gosto daquele pau na minha boca era inebriante e eu mamava como nunca imaginei fazer um dia...e foi então que acho que só pra mostrar que ele gostava de dominar ele tirou o pau da minha boca e então de meu dois tapas fortes no rosto dizendo:

-chupa direito...viado...não deixa os dentes...abre essa boca...viado...engole...safado!

Aqueles tapas fizeram com que meu pintinho desse uma ejaculada rápida e então passei a chupar aquela vara com mais prazer ainda...e foi então que ele sussurrou tarado:

-vou gozar...engole...engole a porra do teu macho viado...engole tudo...ahhhh.

Ele segurou minha cabeça e com a cabeça no fundo da minha garganta começou a esguichar porra aos litros na minha boca...engoli tudo com sofreguidão...mas algumas gotas escorreram pelos cantos da minha boca e então ele todo tesudo...pegava a porra que escorria pelo meu queixo e com os dedos a empurrava entre meus lábios. Tomado de desejo eu lambia tudo...quase nenhuma gota se perdeu. Quando imaginei o que viria depois escutei uma voz atrás de mim dizendo:

-Paulão...to vendo que o viado...apesar de um pouco inexperiente...aprende rápido o safado!

Jorjão estava na porta do banheiro cuidando do barzinho e ao mesmo tempo assistindo eu chupar a pica do amigo e então Paulão sorrindo todo safado disse:

-Jorjão...a bichinha gosta muito de porra...tomou tudo...nasceu pra chupar pau...vc vai experimentar meu amigo...vou ficar no bar pra vc...pro viadinho chupar vc também!

Nem deu tempo de pensar naquela loucura que estava acontecendo. Paulão guardou o pau e saiu e então Jorjão disse tarado:

-abaixa a calça...viado...quero ver esse rabo...mostra pra mim...seu puto!

Fiquei de costas e em segundos minhas calça estava nos tornozelos e então ele me segurou pela cintura e senti uma pica grossa e igualmente quente deslizar entre minhas nádegas. O tesão aflorou e minha pele se eriçou completamente...e ele todo tesudo me encoxava como se tivesse metendo em mim e disse todo tesudo:

-que rabo gostoso...bem que Paulão disse...vou querer te comer inteirinho...seu viado...mas...vou ter que esperar...um pouco...seu cabaço...quem vai tirar é ele...apesar de que acho ele vai ter que te comer rapidinho...pois do jeito que vc tem tesão nesse rabo...qualquer um que te encoxar...te come...seu puto safado...ja ta rebolando na minha vara...se eu encaixar a cabeça da rola na portinha do teu cu...vc dá gostoso...na hora!

Eu não conseguia mais raciocinar...o tesão tomava conta do meu corpo...e quando a cabeça daquela pica enorme tocava meu anelzinho virgem...eu gemia e dizendo:

-ahh...que delicia...sentir um pau...no meu reguinho...ahh...que tesão...não para...não para...continua!

Foi então que ele me deu um tapa forte na bunda e disse todo tarado:

-bicha gulosa...louco pra levar vara...mas vai ter que esperar...agora chupa minha pica...seu viado...faz eu gozar...vou encher essa boca de porra...chupa meu pau...safado!

Quando aquele pau ficou diante dos meus olhos notei que até pareciam ser irmãos gêmeos...o pau do Jorjão parecia ser um pouco mais comprido e com um saco maior! Ele fez a mesma coisa e socava forte na minha garganta...fodia minha boca...como se tivesse fodendo uma buceta e todo tarado dizia:

-engole...viado...engole tudo...chupa...gostoso...vou...vou...gozar...toma minha porra...viadinho!

Era muita porra que saia daquele mastro negro e me engasguei todo...mas isso não impediu que engolisse tudo e lambesse o que tinha escorrido! Gozei junto dessa vez pegando de leve no meu pinto.

Jorjão guardou a pica e fiquei ali me recuperando daquela loucura e logo em seguida me vesti e quando sai daquele cubículo encontrei os dois negros safados conversando animadamente.

Tomei um gole de cerveja pra limpar a garganta e pegando a carteira tirei uma nota de 50 reais pra pagar a cerveja...e então Paulão pegou o dinheiro e disse:

-Guarda ai Jorjão...tá certo...cerveja com leite...é mais caro...alias...não está certo não...leite foi em dobro. Dá mais 50...viadinho!

Paguei sem reclamar e então quando disse que ia embora Paulão disse sorrindo:

-não esquece...quero comer...a putinha vadia também...dá um jeito...tá...viadinho safado!

Sai dali com a cabeça a mil...o tesão tomava conta do meu cuzinho...que piscava loucamente...que loucura eu tinha feito! Deixei dois negros pauzudos tarados gozarem na minha boca...levei tapa na cara...na bunda...e ainda paguei por isso! Tinha sido tudo incrivelmente muito louco. Mas apesar de tudo ser tão irresponsável e quase inacreditável...eu tinha adorado...e quando aquele negro quisesse faria tudo de novo como um cachorrinho adestrado.

Durante a volta para casa no metro fui pensando como iria contar pra minha esposa o que acontecera e de uma maneira que eu ficasse bem não parecendo uma bichinha desvairada que na verdade tinha sido.

Quando entrei no AP fui para o quarto e já ouvi a voz de Josi cantarolando como sempre fazia enquanto tomava banho e quando me viu sorrindo disse:

-meu maridinho demorou hj...o que aconteceu...por acaso encontrou o bicho-papão?

-na verdade eu ia te contar na hora do almoço...mas ai teu avô resolveu almoçar com a gente! Na verdade o bicho-papão que encontrei foi o negão tarado pauzudo daquele dia...ele me pegou de novo no metrô...e dessa vez...eu deixei...e gostei! O safado só faltou me comer!

-Abel...seu safadinho...me conta tudo...quero todos os detalhes!

Contei quase tudo e Josi então disse toda safada:

-nossa...que maridinho mais safado hein...que tesão vc tem no cuzinho...gozou no dedo do negão! Que meu maridinho adora ser corno mansoeu sabia e agora também tá louco pra virar viadinho!

-vai ficar me tirando é sua putinha...vc também já chupou muita buceta das amiguinhas!. Também hj fiquei sabendo que a putinha quando viaja sozinha no metro...é uma vadia safada...deixa os machos se esfregarem...e vive pegando no pau dos caras...sua putinha tarada! Acho que sempre fui corno!

-Quem mandou casar com uma puta tão gostosa como eu...todos querem me comer...e vc sabe que minha bucetinha tesuda...tá sentindo falta de pau de macho de verdade...pau grande!

-Mas a culpa pelo negão me encoxar e me chamar de viado é tua...me faz vestir essas cuecas de seda pequenas que entravam toda no rego...o negão tarado...me viu abaixado pegando minha pasta que caiu...ele achou que eu usava calcinha...e tinha certeza que eu era viado!

-Nossa...que povo maldoso...dizendo isso de mim...nem foi tanto assim...foram só uns 30 machos...que ficaram esfregando os paus na minha bunda...e teve até alguns que passou a mão na minha bucetinha...mas meter em mim...nenhum...mas que peguei no pau de um monte peguei mesmo!. Mas Abelzinho...deixa de querer se justificar...se vc não quisesse mesmo ser encoxado pelo negão...era só dar um jeito e sair da frente dele...mas vc gostou e muito...assume logo...e deixa rolar...seu safado!

-sua putinha louca! Mas...a verdade é que a gente pode aprontar mas tem que ter mais cuidado...tá cheio de malucos por ai! Qualquer dia algum pode te agarrar...te estuprar e te encher de tapas!

-bem...isso é verdade...apesar de que uns tapinhas bem dados até me deixa muito mais excitada! Mas...me fala uma coisa que to louca pra saber...e o pau do negão tarado...é muito grande mesmo?

-Bem...acho que sim...tenho quase certeza que é maior do Bruno...e tem um saco grande que parece de cavalo. Nossa...acho que não tenho coragem...de deixar ele enfiar aquilo tudo no meu cuzinho virgem! Eu gostei de sentir aquele pauzão se esfregando na minha bunda...mas...penetrar...não sei não!

-hummm...então tem uma pica bem grossa o safado é? Pensei uma coisa Abelzinho...porque vc não chama o Paulão pra fazer uma visita aqui no nosso AP? Podemos brincar juntos...o que eu queria ter feito com o Bruno...e o tonto não quis! Vamos fazer isso...meu corninho...vai ser uma delicia!

Eu tinha quase certeza que a putinha da Josi ia acabar dando essa idéia safada do jeito que era e só pra deixar a coisa mais gostosa eu disse:

-Josi...sua maluca...tem certeza? Ele é daqueles tipos metidos a machão...gosta de mandar. Quando comentou sobre vc...te chamou de vagabunda...vadia tarada...de puta safada...e até disse que se vc tivesse se esfregado nele do jeito que vc já se esfregou em outros homens no trem...ele teria metido a vara na tua buceta! Vc não vai fazer com ele o que fez com o Bruno hein! Quer mesmo...putinha?

-Abel...o que temos a perder? Nada...só um pouco de vergonha...e isso nos já estamos deixando de ter! RSS. Mas...só pra criar um clima...a gente podia inventar alguma coisa pra trazer ele até aqui!

-Bem...ele trabalha com matérias de construção...posso pedir que ele venha até aqui pra ver se dá pra instalar uma banheira de hidromassagem no nosso banheiro! Vc...como uma putinha vadia e tarada...coloca aquela micro-saia de babados sem calcinha do domingo...que tal?

-hummm...Abel...adorei a idéia...vai ser ótimo! Nossa...minha bucetinha até piscou de tesão só de imaginar o que vou aprontar! Vou adorar dar para um negro...igual dos filmes...uma pica grossa enorme!

-sua puta tarada...então tá decidido! Amanhã...vou ligar...na loja e conversar...com ele! Mas acho que essa brincadeira safada pode ser bem dolorida...pensa direitinho sua maluca...depois não vai adiantar reclamar!

No outro dia Josi e eu saímos juntos pra trabalhar e quando estávamos entrando na estação fiquei torcendo para que o negão pauzudo tarado viajasse conosco! Seria muito bom começar o dia com uma safadeza gostosa...mas isso não aconteceu! RSS. Mas logo vi que minha esposa putinha tinha acordado com tesão pois quando fui abraçá-la por trás para protegê-la como sempre fazia sorrindo ela disse:

-Abelzinho...deixa disso...querido...agora vc já sabe que sua esposa é uma putinha que gosta de ser encoxada no trem...fica ao lado...quem sabe algum gostoso pauzudo...me pega!

Como não estava tão lotado a viagem foi tranqüila e sem sacanagem.

Antes do almoço liguei para o Paulão e disse que queria que ele fosse ao meu AP à noite e já tinha conversado com minha esposa e ele todo safado disse:

-o viadinho...foi rápido hein...tá louco pra dar esse cuzinho né...seu safado! Mas...me fala uma coisa viadinho...e a esposa putinha topou logo ou ficou com frescura?

Expliquei pra ele como tinha sido minha conversa com minha esposa putinha e ele então disse:

-to vendo que a vagabunda tá precisando ser tratada como uma puta vadia...vou pegar ela de jeito! RSS. E acho que vou fazer ainda melhor...ja que a putinha loira gosta de ser puta...vou levar meu amigo Jorjão junto comigo! O que vc acha viadinho safado?

Meu pintinho estava duro só ouvindo a voz daquele macho safado e quando ele deu a idéia de levar junto o Jorjão meu cu piscou lembrando o tarado esfregando aquele pauzão entre minhas nádegas no dia anterior no cubículo estreito do bar e então todo tesudo disse:

-bem...por mim tudo bem...eu adorei ontem...chupar teu pauzão...e o dele também...acho que não tem problema não! Qualquer coisa na hora se ela estranhar...vc fala que ele é seu ajudante!

-assim que eu gosto...viadinho que tem iniciativa...tenho certeza que com Jorjão a coisa vai ficar mais quente ainda...ele gostou de vc viadinho...disse que vc tem uma bunda muito tesuda...quer te enrabar muito...me disse que se eu demorar pra tirar teu cabaço...ele tira primeiro!

-então tá bom...seu safado! Vou te passar o endereço...mas já que vc vai levar o Jorjão junto avisa que não é pra falar que eu estive no bar ontem...ainda não contei...o que aconteceu lá!

-então tá bem...mais uma coisa viadinho...quero que vc de calcinha esta noite...hj vc vai ser minha putinha! Entendeu?

-tá bom seu tarado...vou pegar uma emprestada da minha esposa putinha! RSS.

Fui almoçar com minha esposa e quando disse que tinha deixado combinado com Paulão pra ir em nosso AP a putinha já ficou toda excitada e disse que queria gozar muito...ja tinha acordado cheia de tesão.

Eram 8.00 h da noite quando o interfone tocou e era o porteiro do prédio dizendo que tinha 2 homens dizendo que vieram ver um serviço em nosso apartamento e então autorizei que eles subissem e então minha esposa toda excitada saiu do quarto com sua mini-saia curtíssima de babados e uma blusinha curtinha sem soutien...uma sandália de salto completava seu uniforme de putinha e disse:

-Abel...ele já chegou? Achei que vc tinha combinado 8.30 h...apressadinho o negão hein!

Foi então que fiz a surpresa dizendo:

-Josi...só pra vc saber...ele trouxe um ajudante com ele! Tá subindo 2 negões...e agora?

-Tudo bem...ja que vc mandou subir...daqui a pouquinho vamos ver!

A campainha tocou e fui abrir a porta e então Paulão e Jorjão entraram sorridentes e então fingindo estar surpreso com a presença do Jorjão disse:

-Paulão...to vendo que vc já trouxe ajudante...era só pra ver o serviço...ou vc já quer começar hj?

-bem...esse é o Jorjão...ele sempre me ajuda nesse tipo de serviço...achei melhor trazer ele comigo!

-ah bom...entrem e fiquem a vontade...vamos pra sala...antes de ver o serviço...vou pedir pra minha esposa Josi servir cerveja...pra vcs...pra refrescar...tá muito calor! Como vcs chegaram um pouco antes...vou tomar um banho rápido e já volto. Josi querida pega duas latinhas na geladeira...por favor e sirva nossos amigos!

Eles se sentaram no sofá e Josi toda safada saiu rebolando sua bunda enorme com aquela mini-saia que não cobria quase nada e piscando safado para os dois segui atrás dela e na cozinha quando ela pegou as cervejas eu disse todo safado levantando sua saia e passando os dedos em sua bucetinha depilada:

-gostou da surpresa...vadia? Será...que vc dá conta...sua puta tarada!

-Abelzinho...adorei...nossa...que negros enormes...até fiquei um pouco assustada!

-vou fingir que vou passar uma água no corpo...não demoro...aproveita vagabunda...por que vc não mostra que é uma puta vadia de uma vez...leva as cervejas completamente nua...Paulão sabe que vc é uma vagabunda...e o outro negão deve saber também! Assuma...vou adorar te encontrar sendo comida pelos dois!

Foi incrível ver que em segundos a putinha arrancou a blusa e tirou a saia e seguiu só de salto com as latinhas de cerveja na mão e fiquei ali na cozinha esperando pra ver o que ia acontecer...e logo fui atrás e quando cheguei na porta da sala...vi que os dois negros já estavam sentados nus no sofá e minha esposa estava de joelhos chupando aqueles paus enormes e já sendo tratada como puta:

-engole vagabunda...chupa gostoso...vadia...safada...vamos arrombar essa vagabunda...safada!

Josi chupava Jorjão como uma louca tarada até se engasgando com aquela rola enorme e então Paulão veio por trás dela e sem frescura encaixou sua pica enorme na entrada da bucetinha dela e meteu tudo de uma vez. Josi deu um grito quando aquilo foi fundo na sua bucetinha e então ele já mostrou que a vadia ia ser comida por macho de verdade e então ele deu uns tapas fortes em sua bunda dizendo:

-pode gritar vadia...grita que adoro comer vagabunda...fresca...rebola vagabunda...vou arrombar essa buceta apertada...rebola puta...na minha pica...vagabunda tesuda...dá gostoso...safada!

Paulão metia como um cavalo aquela vara grossa cabeçuda na bucetinha branquinha de Josi que logo rebolava toda submissa e Jorjão a segurava pelos cabelos e socava fundo na boca da putinha sua rola enorme e grossa.

Josi gemia pouco...sua boca era preenchida totalmente pela rola imensa de Jorjão e Paulão enfiava e tirava com força sua vara da bucetinha dela. Sua bunda enorme era estapeada sem parar...e já estava vermelha. Parado na soleira assisti aquilo completamente extasiado com o pintinho duro que parecia que ia furar a calcinha de lycra fio-dental que eu tinha colocado. Sem pudor nenhum deixei a bermuda cair ao chão e ao saber que me mostrava daquela maneira quase gozei.

Paulão a me ver...sorriu todo safado e depois de meter mais um pouco na minha esposa putinha saiu de dentro dela e foi a vez de Jorjão pegá-la e também sem frescura a fez sentar-se em seu colo e sua buceta passou a ser preenchida pela sua rola enorme e grossa. Josi começou a cavalgar como uma louca naquele mastro negro e ele dizia todo tarado:

-que bucetinha gostosa...tem essa puta branca...vou te comer até vc não agüentar mais...rebola na minha rola...vagabunda branca...dá gostoso pro negão...vagabunda...adoro comer loira vadia...goza vagabunda...goza!

Josi gemia sem pudor sussurrando tesuda:

-aiii...que delicia de pau...adoro pica negra...me come seu filho da puta...ahhh...faz a putinha gozar...eu...vou gozar...negão filho da puta...ahhh.

Dessa vez Josi sentiu que ia sofrer bastante quando Jorjão deu dois tapas fortes em seu rosto e disse:

-vai apanhar...muito vagabunda branquela...toda vez que me chamar de filho da puta...vai apanhar na cara...sua vagabunda...goza...sua puta...vadia...goza...vagabunda!

Josi era uma ninfomaníaca insaciável e completamente tesuda sussurrou:

-ahhh...to gozando...ahhh...quero gozar...muito...bate...pode bater...seu negro filho da puta...gosta de bater em puta...bate...eu gosto...de apanhar de macho...me come...me estupra...mete...com força!

Jorjão a jogou no sofá...levantou suas pernas colocando-as em seu peito e enfiou sua pica grossa enorme de uma vez e passou a foder sua buceta sem dó...e seu rosto levava tapas sem dó e então Paulão veio até mim e me abraçando por trás disse todo tesudo:

-adorei essa calcinha que vc colocou pra me esperar...hj vou fazer vc se sentir uma menina...vc vai adorar ser minha fêmea...vai gozar...muito gostoso...vamos pro teu quarto...quero te fazer...na tua cama!

Paulão me deitou de bruços na cama com um travesseiro por baixo de meu ventre...minha bunda enorme ficou completamente empinada e em segundos a calcinha foi puxada de lado e pela primeira vez senti uma língua quente no meu cuzinho virgem. Gozei gemendo alto quase gritando.

Foi então que aquele macho safado sabendo que eu estava relaxado depois de ter gozado em sua língua deitou-se em minhas costas e em segundos aquela pica grossa e quente deslizava pelo meu reguinho todo molhada. Ele sabia o que fazia e logo a cabeça enorme estava encaixada perfeitamente no meu anelzinho virgem e então ele forçou de uma vez e aquela pica cabeçuda pulou pra dentro do meu cuzinho...dei um grito sendo desvirginado mas ele me segurando firme começou a me morder de leve minha nuca e beijar meu pescoço passou a sussurrar em meus ouvidos todo sensual:

-pronto...ja entrou a cabeça...relaxa...que vc vai dar gostoso...vc vai ser minha putinha...virar menina...relaxa...viadinho...teu macho vai te comer...do jeito que vc sonhou...quero sentir esse cuzinho morder minha pica...seu safado...vai doer...um pouco...mas vc vai gostar muito...dá pro teu macho...menina safada!

Foi incrível ouvir aquela voz grossa me seduzindo daquela maneira e quando ele me penetrou firme até o talo...gemi de dor de prazer...e quando senti aquele saco enorme bater em minhas coxas e nas popas da minha bunda...foi o maior prazer de minha vida...eu sabia que tinha um macho de verdade me comendo e então o tesão tomou conta de meu corpo e me entreguei todo sussurrando tesudo:

-aiii...que delicia...Paulão...to adorando ser teu viadinho...me come...quero ser sua putinha...ahhh!

Ele logo metia como um macho tem que comer um viadinho tesudo como eu...com força e profundo e eu rebolava sem pudor naquela vara grossa e em segundos gritei de tesão e gozei novamente...meu corpo tremia sem controle e Paulão dizia todo tarado:

-que tesão o viadinho tem nesse rabo...seu safado...como vc conseguiu ficar 25 anos sem dar...vc adora um macho dentro de vc...que cuzinho apertado...como morde minha pica...viadinho gostoso!

Ele tirou aquele monstro de dentro de mim e me senti vazio e todo safado já reclamei dizendo:

-aiii...Paulão...porque tirou...estava tão gostoso...meu macho...quero dar...mais!

Ele todo safado sentou ao meu lado na cama e me dando um tapa forte na minha bunda disse:

-vc vai dar mais...seu safado tarado...fica assim...com esse rabo pra cima...que agora quem vai te comer vai ser o Jorjão...ele tá louco de tesão de meter nesse cuzinho...vou mandar ele aqui...agora vou comer o rabo aquela vagabunda loira...vou deixar ela toda roxa...tá precisando apanhar bastante pra gozar mais gostoso!

Em instantes Jorjão estava ali do meu lado com aquele pauzão negro super duro com aquele saco enorme que parecia de um cavalo e todo tesudo disse:

-fica de 4 na beira da cama viado...gosto de comer viado assim...entra tudo até o talo...vamos viadinho!

Todo submisso enfiei a cara no travesseiro e minha bunda ficou no alto com aquela calcinha enfiada inteira no rego...e então Jorjão pegou a calcinha pelos lados deu um puxão forte arrancou-a do meu corpo...e disse:

-gosto de comer cu de viado...assim...pelado...que bunda gostosa que tu tem...seu viado corno!

Ele colocou na portinha inchada do meu cu e meteu tudo de uma vez...vi estrelas e gritei de dor...e então ele mostrou que não era de ficar com frescura e passou a me comer sem dó...e minha bunda era estapeada com força...o saco enorme dele batia entre minhas pernas e o tesão com aquele macho era diferente e em instantes eu rebolava como uma putinha naquela rola enorme gemendo tesudo:

-aiii...Jorjão...come...assim....ahhh...que delicia...mete...meu macho...gostoso...come...vou...vou gozar...

Jorjão então todo tarado disse:

-goza...goza na minha rola...viado safado...vou arregaçar esse cuzinho...rebola...que vou gozar...também...vou encher o cu do viadinho de porra...ahhhh!

Quando senti aquele liquido fervente inundando meu cuzinho gritei de prazer e gozei junto com ele me contorcendo inteiro. Devagar meu corpo foi se acalmando...Jorjão me empurrou na cama e gozou deitado em minhas costas...aquela pica grossa e enorme devagar foi ficando mole dentro de mim e quando escapou do meu cuzinho até fez um barulhinho e então ele disse todo satisfeito:

-Paulão tinha razão...que vc era um viadinho que merecia ser comido...tem um cuzinho delicioso! Nossa fazia tempos que eu não gozava tão gostoso. Adoro bunda de macho...gosto de sentir viado rebolando na minha pica! Agora to precisando de um banho!

Tomamos banho juntos...quando a água gelada tocou meu cuzinho todo inchado disse:

-nossa...Jorjão...meu cuzinho tá todo arrombado...vou ficar uma semana sem poder sentar direito na minha cadeira...é muito grande pau de negão!

Ele sorriu e dando uma balançada naquela vara que mesmo mole era ameaçadora disse:

-larga de frescura...sua bicha gulosa...do jeito que esse cuzinho gosta de vara...é perigoso vc ir la no barzinho todo dia à tardezinha...querendo ser enrabado...conheço viadinhos safados! No exercito eu e Paulão comemos muitos recrutas...tiramos alguns cabaços...mas dar gostoso do jeito que vc deu na primeira vez...é difícil! Agora...vamos ver o que o Paulão tá fazendo com a putinha tarada!

Quando chegamos à sala Josi estava de 4 no sofá gemendo como uma louca e quando chegamos perto vi abismado que Paulão estava metendo com força no seu cuzinho e a safada rebolava sem parar. Quando Jorjão viu aquilo...foi por trás do sofá e pegando-a pelos cabelos enfiou a pica ainda mole em sua boca. Fiquei ali em pé assistindo aquele sexo selvagem. A bunda branca de Josi estava completamente vermelha como também seu rosto. Mas dava pra ver perfeitamente que ela estava em transe...seus orgasmos múltiplos eram intensos e dava a impressão que se enfiasse uma faca na vagabunda...nem sentiria dor...de tanto tesão!

E do jeito que aqueles negros tarados eram safados iriam se aproveitar ainda mais da putinha e então Jorjão se sentou no sofá e Josi foi colocada de frente no colo dele...sua pica estava completamente dura de novo. Ela passou a cavalgar enterrada naquela pica e Paulão ali em pé esperou que ela embalasse no tesão e quando Jorjão puxou-a de encontro a ele fazendo com que sua bunda ficasse toda exposta percebi o que ia acontecer. Paulão encaixou sua pica enorme no cuzinho de Josi e foi enfiando firme até o talo. Josi gritou de dor sentindo aquela dupla penetração daqueles tarados pauzudos mas eles nem se importaram e passar a fodê-la com força. A vadia gritava de dor e de prazer e logo gozava como nunca. Sua buceta e seu cu foram eram penetrados ao mesmo tempo sem dó.

Seus urros de prazer eram incríveis. E logo quem gritou de prazer foi o macho que tirou meu cabaço. Paulão encheu o cuzinho da minha esposa puta de porra fervente. Após alguns minutos o silencio tomou conta daquela sala e em seguida Jorjão e Paulão foram para um banheiro e então peguei Josi pelo braço e levei-a para o banho em nosso quarto.

A maluca estava completamente cheia de manchas roxas, de tanto que tinha apanhado. As mãos daqueles negros eram enormes e pesadas. Seu grelo estava tão inchado que parecia um pintinho de criança...quando ela começou a se ensaboar dava gemidos de dor ao apertar algum lugar que estava mais roxo e eu na porta do Box nu brinquei todo safado dizendo:

-nem adianta reclamar sua puta...eu te avisei...que ia ser desse jeito...eles são uns animais...metem e batem sem dó...agora...acho que vai levar uma semana pra sumir essas manchas...com certeza amanhã ...não vai dar pra ir trabalhar...o rosto tá to inchado...sua tarada maluca!

Josi deu um sorriso safado e disse:

-Abelzinho...meu maridinho viado...não se preocupe...adorei...esse presente que vc me deu...eu queria muito uma loucura como essa...gozei como imaginei...adorei esses negros safados...queria dar assim...pra macho pauzudo que sabe domar uma vadia que nem eu...agora...mande-os embora querido...senão já já vou dar pros dois de novo...e vou ficar mais moída do que já estou!

-tá bom sua putinha tarada...pode deixar que vou mandar nossos machos embora...pensei uma coisa agora...será que eles vão cobrar pela visita? Eles fizeram muito bem o serviço...só foi um serviço diferente do que era combinado!

Ela até gargalhou sobre meu comentário e sai do banheiro deixando-a tomar seu banho reconfortante com tranqüilidade e quando cheguei à sala Paulão e Jorjão já estavam vestidos pra irem embora e então sorri dizendo que tinha sido tudo maravilhoso e Paulão disse:

-quando quiser...é só chamar...que a gente vem novamente! RSS.

Ficamos ali conversando mais um pouco bem à vontade sem nenhum tipo de constrangimento.

Depois que eles saíram fui até o quarto e encontrei Josi de bruços na cama completamente nua toda cheia de manchas roxas dormindo tranquilamente. Como ela estava com uma das pernas em cima de uma almofada deu pra ver sua bucetinha totalmente exposta e como estava toda vermelha e inchada...seu cuzinho então estava como uma flor...todo aberto!

Antes de me deitar liguei a ducha higiênica e passei uma água no meu cuzinho que também estava todo ardido pra refrescar...e quando passei o sabonete e enfiei um dedo...até me arrepiei lembrando aqueles paus enormes que tinham entrado dentro do meu cuzinho.

Deitei-me igual Josi com a bunda pra cima e tive a certeza que ter um macho pauzudo enterrado profundamente dentro do meu cuzinho era tudo que eu mais queria dali pra frente.

No outro dia acordei pra ir trabalhar e como Josi dormia tranqüila e nem tentei acordá-la e fui tomar meu banho. Quando fui fazer minha higiene ao enfiar o dedo no cuzinho pra ensaboar e limpar direitinho vi que continuava bem inchado. Perder o cabaço foi uma delicia...mas tinha sido bem dolorido!

Na hora do almoço liguei pra casa pra saber se minha esposa putinha tarada estava bem e quando ela atendeu e disse que tinha acordado legal fiquei tranqüilo. Ela disse que ia fazer uma comidinha leve e ia descansar mais um pouco na parte da tarde e passar uns cremes pra amenizar as marcas da batalha sexual da noite passada!

Naquele dia como tinha muito pouco serviço fiquei na minha sala sentado na minha confortável cadeira e sempre que cruzava minhas pernas ou me virava pra atender ao telefone aqueles movimentos provocavam um dorzinha gostosa no meu cuzinho inchado e a todo o momento vinham as lembranças do que tinha acontecido naquela noite deliciosa e então percebi que meu pintinho estava completamente duro e percebi que não ia amolecer tão fácil!

O incrível é que quando chegou umas 4.00 da tarde até pensei em bater uma punhetinha pra acalmar meu pintinho antes de voltar pra casa...mas o que aconteceu foi que quando percebi meus dedos estavam discando o numero do telefone do Paulão e quando a atendente da loja disse que ele não tinha trabalhado na parte da tarde...fiquei chateado...queria ter ouvido a voz do meu macho negro pauzudo!

Em seguida quis ligar no barzinho do Jorjão...mas ai eu não tinha o numero e então percebi que a ansiedade tomava conta do meu corpo e quando deu 5.00 h e terminou meu expediente...quase como um viciado em drogas peguei o metrô quando faltavam uns 15 minutos pras 6.00 h cheguei ao bar e Jorjão sorrindo safado disse:

-to vendo que o viadinho...ja tá com saudade...de vara no cuzinho né...acho que viciou...né seu safado!

Senta ai...toma uma cerveja...daqui a pouco a gente conversa...direitinho!

-fiquei ali sentado na mesa...tomando cerveja e de vez em quando Jorjão vinha ao meu lado e todo tarado dava uma pegada no pau por cima da bermuda bem perto de mim...e sorrindo dizia baixinho:

-tá querendo minha vara...né safado...daqui a pouco vou fechar...e vou te dar o que vc quer!

Eram 6.30 h e já estava quase escurecendo quando o ultimo cliente saiu e Jorjão abaixou a porta e já foi tirando aquele pauzão enorme pra fora quase completamente duro e foi enfiando na minha boca dizendo:

-chupa viado...mama...bicha gulosa...eu achava que vc ia demorar pelo menos uns 2 dias pra aparecer por aqui...viadinho tarado...hj vc vai ser enrabado...bem gostoso...tira a roupa viado!

Em instantes eu estava nu...então ele me deitou na mesa e abriu minhas pernas me expondo por completo e logo passava a língua no meu cuzinho me fazendo gemer todo tarado:

-ahhh...Jorjão...que delicia...de língua...ahhh...gostoso...seu safado tarado...ahhh!

Ele então passou a enfiar a língua bem fundo no meu cuzinho me deixando todo molhado e logo senti o peso da mão do negro tarado...ele batia forte na minha bunda grande toda empinada e tomado de tesão sussurrei dizendo:

-ahhh...que macho bravo...aiii...que delicia...apanhar do meu macho...bate...ahh!

Logo em seguida senti a cabeça enorme encaixada no meu anelzinho e de uma vez ele enfiou tudo no meu cuzinho...gritei sem pudor e ele me deu vários tapas mais fortes ainda dizendo todo macho:

-não grita viado...é só pra gemer...veio dar...e agora vai querer ficar com frescura...da esse cu bem gostoso...rebola...esse rabo...rebola igual à vadia loira...dá gostoso seu corno viado!

Ele metia como um cavalo enfiando e tirando com força do meu cuzinho me fazendo gemer de dor e de prazer e gemendo alto comecei a gozar na vara daquele negro tarado e rebolava como uma puta...ele me segurava forte pelos quadris e metia profundamente. Eu sentia as paredes do meu cuzinho serem alargadas pra permitir a penetração profunda daquele mastro negro enorme.

Depois de me comer por trás Jorjão então me virou e me colocou de costas em cima daquela mesa.

Todo tarado ele me olhava nos olhos e depois de colocar minhas pernas uma de cada lado se seu peito ele encaixou a rola negra na portinha do meu cuzinho e ficou brincando ali e todo tesudo disse:

-assim...agora...vc vai ser minha putinha...vou te comer como se come puta...de frente...quero ver seu rosto...sentindo minha vara inteirinha...nesse cuzinho que vai virar uma buceta...quero vc rebolando...bem gostoso...viadinho safado!

Ele foi metendo sua pica enorme até o talo daquela maneira...ele segurava meus tornozelos um em cada mão e passou a meter com força...me senti sendo partido ao meio...ele metia fundo...e logo o tesão tomou conta do meu corpo...naquela posição entrava tudo...nada ficava pra fora...e sentir aquele saco enorme batendo na minha bunda...me levava à loucura e todo tarado sussurrei:

-aiii...que delicia...meu macho gostoso...mete...quero ser sua putinha...que pau...delicioso...me fode...me come...ahhh...to...quase...gozando ...mete... meu macho tarado...me fode!

Ele acelerou os movimentos e então ele gemendo todo tesudo dizia:

-rebola viado...vou encher esse cu de porra...rebola bicha...dá gostoso...pro teu macho!

Quando estava quase gozando senti que o prazer ia ser mais intenso e ele então começou a me dar uns tapas no rosto e completamente tesudo dizia:

-goza...viado...goza com teu macho...vou te encher de tapas...viado safado...ahhh...

Gozei copiosamente...dessa vez com o pintinho completamente mole...era um gozo intenso pelo cu...completamente diferente da noite anterior...meu cuzinho era inundado de porra fervente...e ele metia como um louco até o talo...deliciosamente...e quando senti que a ultima gota de porra saiu daquela vara imensa negra...ele disse todo sensual:

-viado tesudo...que delicia de cu...tem a bichinha...safada!

Quando me levantei da mesa me deu até tontura e todo safado brinquei:

-nossa Jorjão...seu tarado...seus tapas me deixaram tonto...quase não consegui me levantar!

Sai dali com o cu e o rosto ardendo depois de pagar a cerveja...com uma excelente gorjeta!

Cheguei em casa e me dirigi ao banheiro rapidinho...e nem contei pra minha esposa putinha que tinha ido dar a bundinha novamente no bar.

Só sei dizer que no fim de semana repetimos aquela orgia novamente e minha esposa putinha se mostrou uma masoquista incrível...gozava apanhando como uma cadela de rua...e eu dava pros dois negros pelo menos duas vezes por semana...viciei em rola grande de negro...e aquela safadeza continua já faz mais de ano...e não tem data pra acabar. RSS.

crisnuber@outlook.com ---- acessem a primeira parte e outros relatos que publiquei clicando em cima do meu nome no começo dos contos: NUBER

sssssssssssssssssssssss5vf

Comentários

26/11/2015 23:34:21
excelente conto
11/08/2015 18:30:29
Adoro a cumplicidade do casal!!!! Morro de vontade de ter uma companheira assim, que compartilhe momentos maravilhosos como esses!!!
21/06/2015 12:09:38
cara que tesão de conto
22/05/2015 17:34:21
Não te largo nunca, teus contos são ótimos...
19/05/2015 12:25:11
Até que gostaria duma Pika mas no momento nao tenho,entao o jeito é me virar sozinha 8-) #GostosinhoSc
19/05/2015 09:20:56
morena do pará por que o grelo sofreu é melhor vc sentar em uma pica a e pelo conto muito bom adorrei.
19/05/2015 03:27:53
Nossa senhoraaaa seus contos me proporcionaram deliciosos orgasmos ,passei o dia e a noite lembrando dos detalhes, meu grelinho sofreu kkparabens PERFEITO!
18/05/2015 20:25:40
Excelente.Um tesão.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.