Casa dos Contos Eróticos

Vizinha putinha.

Autor: DocecomoMel
Categoria: Heterossexual
Data: 15/05/2015 13:09:59
Nota 9.67
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Aventura com a vizinha putinha.

Olá eu sou o Paulo casado trabalho em uma indústria pelo turno da noite. Sempre quando vou visitar minha mãe que mora em um bairro um pouco distante do meu ,eu vou sozinha,pois minha esposa trabalha e é em finais de semana que saímos juntos.Então para todos os efeitos tenho os dias livre para ir para onde eu quero.

Quando eu tive esta aventura que vou relatar abaixo foi em um dia que fui visitar minha mãe.

Quando passava próximo ao ponto de ônibus avistei a filha da vizinha de minha mãe a Adriana.

Moça linda morena de cabelos longos, olhos pretos boca carnuda e um par de seios que me deixavam louco de tesão. Eu babava de tesão quando a via na casa da minha mãe,mais como sou casado não podia dá bandeira.Parei ela veio até o carro ofereci carona,ela aceitou pois estava atrasada para o trabalho.

Ia dirigindo sem deixar de olhar suas coxas grossas, pois seu vestido teimava em subir, parecia que era para me provocar.

Conversávamos coisas amenas, ela com 23 anos solteiros um pitéu de gostosa.

Sem namorado foi o que ela me disse quando perguntei que horas iria sair do trabalho, ela me disse as 14.30 perguntei se poderia vim busca-la ia ficar o dia todo de bobeira na casa da coroa.

Ela disse que sim, foi que falei depois podemos sair comer algo?

Ela rindo falou sem problemas.

Uau delicia mais a única coisa que eu queria comer mesmo era ela a xoxota deliciosa dela.

Voltei para casa de minha mãe fiquei de boa conversando vendo TV almocei e falei que já iria embora, às 14 horas em ponto estava estacionado perto do trabalho.

Logo avistei Adriana, ela veio até o carro liguei o carro e sai andando a esmo pelo centro, claro que queria leva-la a um lugar bem aconchegante.

Quando passava perto de um motel reduzir a velocidade e fiz sinal de entrar, mais parei na portaria olhei para ela e dizendo e ai aceita ficar comigo por algumas horas?

-Ela disse você é louco eu conheço tua esposa!

O que tem eu conheço ela há muito tempo e como ela sempre.

-Engraçadinho!

-Sem dizer mais nada entrei pedi um apartamento estacionei o carro. Abri a porta e vim busca-la no carro,peguei-a no colo deixando em cima da cama.

-Ela toda melosa disse você é muito galante?

Mulher tem que ser tratada com uma flor.

-E rimos. Logo que entramos ela disse que ia tomar um banho deixa ela entrar no banheiro e logo fui atrás já estava super excitado ela estava de costas se ensaboando abracei-a por trás e meu cacete ficou roçando em sua bunda linda;Ela toda arrepiada eu com cacete duraço esfregava-me nela ,apertava seus seios,sua bunda gostosa e durinha.Comecei passar a língua pelo seu ouvido,e ia descendo pelo pescoço,ela tremia de tesão.Virei de frente para mim e comecei a beijar sua boca,chupar sua língua e com uma das mãos apertava o biquinho dos seios.Ela gemia ronronava parecia uma gata no cio.

Esfregava-a embaixo do chuveiro delirando de tesão, ai sai do boxe senão iria não aguentava e logo gozava. Ela se enxugou lentamente eu com os olhos vidrados em sua xoxotinha lisinha.Ela terminou de se enxugar peguei-a no coloco levando até a cama, comecei beijando seus lindos pezinho e fui subindo roçando a barba em toda extensão de suas pernas logo estava esfregando a barba d eleve entre suas coxas roliças e em segundos fui abrindo suas pernas que ficaram escancaradas ai logo eu cai de boca naquela xoxotinha rosada e cheirosa.Chupava com muito gulodice ela gemia gritava arranhava meus ombros puxava meu cabelo forçava com os pés como se quisesse que eu entrasse em sua gruta linda e melada.Pedia implorava que a chupasse mais que enfiasse mais a língua em sua xoxota gostosa.Eu estava como louco chupando e mordiscando seu grelo,até pensei que não ia suportar em esperar para gozar dentro.Ai virei e meu cacete ficou bem junto a sua boca foi quando eu falei mama putinha neste teu cacete duro.

-Caracas eu nem tinha fechado a boca a safada abocanhou meu cacete e começou A me pagar o melhor e mais delicioso boquete de minha vida. Gemia e balbuciava palavras desconexas.Foi quando enterrei a cara na xoxotinha dela,metia língua sugava o grelo roçava a língua no seu anel ela não aguentou começou a gozar na minha boca.

Saboreei cada gota de seu mel, metia língua bem dentro mesmo ela ficou mole seu corpo tremia todo. Nunca tinha visto uma mulher gozar tanto como Adriana.

Valeu a pena minha investida, pois foi uma das melhores trepadas que já tive fora do casamento. Ai fiquei deitado e puxei ela para cavalgar.

Safada sabia das coisas, sabia despertar o macho, ficou em pé sobre a cama e veio rebolando descendo como se tivesse fazendo um streaper tese. Agachou ficando de cócoras na direção do meu cacete que latejava babava de tesão, ai sentou sentia como se a xoxota dele estivesse febril de tanto calor que emanava de seu corpo. Ai foi só prazer ela subia descia.Eu segurava em sua bunda e socava sem parar.Adriana gemia gritava fazia loucuras m incitando com suas palavras obscenas.

Pequei a coloquei deE comecei a socar sem parar a segurava em seus cabelos fazendo como se fosse uma rédea e sem dó nem pena cocava até que ela não aguentou mais e pediu. Ai Paulo você me mata de fuder goza me da leitinho dá.

Eu dei mais umas estocadas fortes e enchi sua xoxota de leite. Gozei tanto e continuei socando por algum tempo que o esperma começou a sair escorrendo pelas pernas. Ela ficou quieta eu sai de cima fui tomar banho logo voltei pedi no interfone algo para comermos e ficamos até bem tarde da noite só fudendo.

Até que já exaustos fomos embora e depois de uma semana saímos novamente só que dessa fez ela fez questão de me dá seu cuzinho é claro que fiz com muita vontade, mais Adriana gemia tanto que pensei que ia arrombar com ela.

Quando ela percebeu que eu estava com meus 21 cm todo atochado em seu rabo quis dá para trás, mais segurei em seus ombros e falei relaxa amor que o pior já passou soquei com muito jeito até gozarmos junto, sentir seu clitóris latejando nas pontas dos meus dedos enquanto eu gozava em seu rabo foi um prazer imensurável.

Coisas que acontecem uma única vez mais que são inesquecíveis para sempre.

Docecomomel (hgata)

Feira de Santana

Docecomomel2011(Istagran)

http://.sensacoescomemocoes.blogspot.com.br/

Comentários

16/05/2015 11:23:54
gostei muito!
15/05/2015 21:13:11
Ótimo conto.
15/05/2015 20:39:09
Mto gostoso

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.