Casa dos Contos Eróticos

Feed

Meu Padrasto (Parte - 25)

Autor: ∞ Alex ∞
Categoria: Homossexual
Data: 30/05/2015 00:34:19
Nota 10.00
Ler comentários (20) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Rick narrando...

Eu estava saindo da empresa, Fer já havia ido...

Meu tel tocou e vi que era ele, atendi...

Ele: Ricardo mantenha a calma, ok? Você precisa vir no hospital agora!

Eu: Porque?

Ele: Invadiram o AP e feriram o Douglas.

Eu: O quê? Feriram como? E como aconteceu?

Ele: Venha que eu explico!

Saí correndo e fui para o hospital.

Chegando lá ele estava me esperando logo na entrada...

Ele: Rick calma!

Eu: Calma? Como calma, fala logo!

Ele: O Yago o encontrou ferido em casa, ele estava ferido na cabeça!

Eu: Mas quem fez isso? Um assalto?

Ele: Não tinham roubado nada! Pelo menos que não percebi!

Yago apareceu com um copo d'água na mão e chorando bastante.

Eu suspirei, colocando a mão na cabeça. - E agora?

Ele: Vamos rezar para não ser nada grave!

Minha cabeça estava em chamas, meu estômago revirando de ansiedade e de medo de algo ruim acontecer!

O médico aparece.

Eu: Então?

Ele: O corte foi profundo, levou pontos, mas não houve traumatismo, vamos ter que esperar ele acordar para ver se haverá algo errado!

Eu: Como assim?

Ele: Não se preocupe, tenho quase certeza que não vai haver nada! Olha, pelo ferimento dá para perceber que não foi um acidente, alguém bateu nele com algo!

Fer: Sim, invadiram o AP.

Ele: Um bandido para roubar? Ou ele se envolveu em uma briga?

Eu: Só quando ele acordar que saberemos!

Ele: Tome cuidado!

Saiu...

Eu: Mas quem pode ter feito isso com ele?

Sentei com a mão na cabeça.

Fer: Não sei.

O tempo passou e deram permissão para a gente vê-lo. Entramos, a lateral de sua cabeça estava raspada e com um curativo, uma faixa na testa, nos aproximamos da cama, Yago pegou na mão dele....

Demoramos um pouquinho, Fer convenceu Yago a ir para casa...

Yago narrando.

Cheguei com Fer no AP, não me saía da cabeça a cena de Doug no chão, por um momento achei que meu melhor amigo estaria morto.

Desabei a chorar e comecei a sentir falta de ar, Fer olhou para mim assustado, correu para o quarto e me trouxe a bombinha.

Usei.

Ele me abraçou. - Calma amor, não aconteceu nada, ele vai ficar bem!

Rick narrando.

Sentei ao lado da cama, com um tempo ele foi abrindo os olhos...

Ele: Onde eu estou? - Olhou para mim. - Amor?

Eu: Oi lindo! Você está no hospital, lembra do que aconteceu? Te acertaram na cabeça!

Ele: Não, a última coisa da qual me lembro é de eu e o Yago na faculdade!

Eu: Espera, vou chamar o médico!

O médico fez umas perguntas ao Doug e ele respondeu todas, a única coisa da qual não se lembra é de algumas horas antes do acidente e do acidente em sí. Mas o médico disse que aquilo era normal e que cedo ou tarde acabaria lembrando!

No dia seguinte, recebemos alta, Yago veio visita-lo e logo após foi para a faculdade.

Kaio narrando...

Tinha acabado de chegar a faculdade e dei de cara com Yago, ele estava com uma cara de preocupação.

Eu: Aconteceu alguma coisa?

Ele: O Doug está no hospital.

Eu: O que houve?

Ele: Encontrei ele desacordado em casa, acertaram ele na cabeça, ninguém sabe como foi e ele não lembra!

Eu: Que estranho! Mas ele está bem?

Ele: Sim, mas tem que passar uns dias em casa de repouso!

Eu: Graças a Deus!

Ele: E esse roxo no seu rosto? O que foi?

Eu: Nada, não se preocupe!

Ele: Olha, não vou conseguir me concentrar em nada, foi um erro ter vindo hoje, quero ficar ao lado do Doug!

Eu: Pode ir, qualquer coisa te passo o que você perdeu!

Ele: Obrigado!

Saiu...

Fui em direção a sala de aula e ele me encontra sozinho, me puxou para um lugar afastado...

Eu: O que é? Vai me bater de novo? Cadê seus amiguinhos?

Ele: Quero brincar sozinho!

Me deu uma rasteira, caí no chão e ele ficou rindo, arranhei minha mão...

Ele: Por enquanto é só!

Saiu rindo...

Eu já estava com ódio dele, ódio disso tudo!

Saí dalí...

Lavei minha mão no banheiro e fui na enfermaria, a enfermeira colocou remédio e eu voltei.

Chegando lá, haviam ocupado meu lugar e tive que sentar em outro, infelizmente ao lado dele!

O professor estava naquele momento passando um trabalho em dupla e para meu grandessíssimo azar ele pediu para não escolhermos, seria com quem tava ao seu lado, olhei para o meu lado e o ví, fala sério!

Fui falar com o professor...

Eu: Professor, não dá para ser com outra pessoa?

Professor: Olha para trás, a fila de pessoas que tem para reclamar, foi justamente para unir que fiz isso!

Voltei...

Ele: E ai? Conseguiu trocar?

Eu: Mais é claro que não!

Ele: Hoje, após a aula, na minha casa!

Eu: Não posso!

Ele: Não estou perguntando, estou mandando!

Revirei os olhos... IDIOTA!

longe dalí...

Doug narrando.

Tinha chegado em casa com ele, andava devagar pela tontura e ele me segurava.

Ele: Olha para tudo, você não lembra de nada?

Eu: Não Rick.

Baby correu para mim.

Rick: Se o baby pudesse falar...

Ele me sentou no sofá, se ajoelhou em minha frente: Douglas, você pode imaginar o susto que me deu? Eu te amo, pensei que iria te perder!

Ele chorava, eu o abracei. - Calma Ricardo, eu estou aqui ok?

Ele: A gente tem que descobrir quem fez isso, eu não vou sossegar enquanto não descobrir!

Yago narrando.

Fui direto ao AP do Doug. Toquei e quem atendeu foi o Rick.

Rick: Oi Yago?

Eu: Quero ver o Doug!

Rick: Entra, aproveito e vou fazer umas coisas, cuida bem dele!

Eu: Claro!

Ele deu um selinho no Doug, pegou as chaves e saiu.

Eu: Como você está?

Ele: Melhor, você não foi para a facul?

Eu: Não tive cabeça, quis ver você!

Ele: Eu estou bem, deveria ter ído!

Eu: Bem, já estou aqui, então...

Ele: Como você está com o Fernando?

Eu: Continua na mesma, aconteceu isso tudo com você, não tive cabeça para conversar!

Ele: Yago, vou te dar um conselho... Conversa com o Fernando, não discute, conversa numa boa, sem brigas, vocês precisam de diálogo!

Eu: Mas...

Ele: Presta atenção, ele gosta mesmo de você, olha tudo que ele tem feito por você, não perde ele por besteira, luta por ele! Ver eu com o Rick, eu o amo, e sei que ele me ama, ele já me provou isso e não vou deixar ninguém me tomar ele tão fácil. O Fer também já te provou que te ama, te livrou da praga do teu irmão e hoje você mora com ele, quando o conheci, nunca imaginei ele fazer isso por quem quer que fosse, então conversa com ele, tá?

Eu sorri. - Você tem razão! Obrigado.

O abracei.

Ele: Amigo é para essas coisas!

Longe dalí...

Kaio narrando.

As aulas estavam no fim, ia passando quando escuto: Ei palhaço!

Nem dei atenção, mas sinto um puxão no meu braço. - É você mesmo que estou chamando!

Eu: Me solta!

Ele: Me espera, a gente vai para a minha casa fazer a porra desse trabalho!

Eu: Já disse que não posso!

Ele: Quero acabar logo com isso, quanto antes! Não quero deixar para depois!

Eu: Tenho que pegar minha irmã na creche!

Falei de cabeça baixa.

Ele: Ah, é isso? Palhaço a gente pode passar, pegar ela e deixar na sua casa!

Se ele ver onde moro estou frito! - Não, não precisa, eu pego, você me dá o endereço da sua casa e eu vou sem problema!

Ele: Você tá me enchendo o saco! Entrega a porra do endereço ao meu motorista, ele vai pega-la, você vai comigo direto para a minha casa!

Eu suspirei. - Ok!

Ele ligou para o tal motorista, e a gente tinha que ficar esperando.

Eu ficava lá, parado, sozinho, ele foi para sua rodinha de amigos, sabe quando você fica só, enquanto fica aquela rodinha de pessoas rindo de você? Você não escuta o que falam mas riem alto e mostram descaradamente que é de você!

Fiquei me sentindo sem jeito, ele era o que mais falava e olhava para mim. Depois todos riam!

O tal motorista chegou, todos foram saindo e eles se despedindo, aproveitei para cintar tudo logo para ele, falei onde morava, expliquei tudo, onde ficava a creche e pedi para ele deixa-la na minha vizinha, falei o nome dela e disse que era só falar o nome dela que todos por lá sabiam onde ela mora!

Ele percebeu minha aflição. - Não se preocupe, não vou contar a ele!

Eu: Obrigado!

Ele apareceu... - E aí? Tudo resolvido?

Eu: Sim.

O motorista foi atrás da minha irmã. E nós dois fomos para a casa dele em seu carro.

Ele dirigia como um louco, fui o caminho todo rezando!

Ele: Porque essa cara de espanto?

Eu: Porque? Você quase nos mata!

Ele: Que exagero!

Desci, aí prestei atenção na mansão que ele mora! Nossa!

Passamos pelo jardim enorme e entramos...

A mãe dele vinha descendo, era muito linda. - Querido, já voltou?

Ele: Sim mãe, vou para o meu quarto fazer um trabalho, não me perturba!

Subimos a escada e tinha um quarto cheio de stop e caveiras, claro que era o dele!

Ele abriu a porta e nossa, era enorme, lindo!

Ele: Senta aí!

Havia uma mesa com poltronas no meio do quarto, sentei sem jeito e coloquei minha mochila ao lado.

Fui pegando meu caderno e os textos.

Ele: Vai vendo que eu vou tomar um banho!

Eu: Ok!

Estava muito desconfortável com aquilo tudo, gostaria de neste momento estar em minha casa! Eu tinha que ter caído logo com ele neste trabalho?

••••••••••••••••••••••••••••••••

Obrigado pelos comment's.

Comentários

11/04/2016 09:58:15
Amando
02/01/2016 00:54:21
Perfeito!
02/01/2016 00:49:31
Bom como sempre!!!
01/06/2015 19:26:48
Muito bom!
01/06/2015 02:41:47
Cara q conto legal muito bom. Cd os restantes dos capítulos.
31/05/2015 21:04:41
nossa não sei o que falar desse cap queria que o Rick colocasse alguem no ap para estar junto com Doug quando ele estivesse fora. muito bom
31/05/2015 02:04:25
Legal
30/05/2015 15:59:32
Tenho certeza que esse atentado contra Douglas tem dedo da Diana, Rick tem que descubrir logo que foi ela...
30/05/2015 13:52:06
Adorei!
30/05/2015 12:53:32
Cada vez melhor...
30/05/2015 12:53:05
Perfeito!!
30/05/2015 11:01:54
Finalmente esse Edu vai te o merece vai se apaixonar hahahaha :)
30/05/2015 09:42:01
excelente
30/05/2015 08:57:16
Adorando.
30/05/2015 08:19:19
perfeitoo...
30/05/2015 01:56:10
Ultimamente tenho votado e lido sem comentar nada, mas achei nessário dizer q está a cada dia mais sensacional. Pois temos o Doug agora sendo perseguido, pq essa agressão concerteza foi só o inicio do q vem pela frente, minhas suspeitas recaem sobre o irmão do Yago e da "mãe querida" dele. Já o Yago sofrendo com Fer pq ñ se tocou q o distanciamento deles se dá em virtude do Fer ñ querer foça-lo ao sexo, tendo em vista os abusos q sofreu com o irmão noiado e os amigos tbm noiados. E agora aparece Kaio pra sofrer na mão do Edu=Diabo q vai inferniza-lo até o momento q se tocar q está apaixonado pelo pobretão como ele mesmo se refere as pessoas de classe inferior a dele. Espero q ele sofra bastante ao perceber q está apaixonado pelo Kaio, sem contar q acho q esse amor de Edu e Kaio será meio impossivel após a percepção do sentimento pq tem o ex do Kaio q ñ aceita o termino da relação e pra piorar é traficante barra pezada e vai tornar o começo deles impossivel, pq já prevejo ex pegajoso na area infernizando o "casal". Amando td Alex, continue assim leke. Ansioso por muito mais. Ps: Por favor poste cap mais longos querido, sei q o seu tempo é corrido como a maioria de nós aqui, mas encoprida os posts tá bb?!!!
30/05/2015 01:10:42
...
30/05/2015 01:03:25
Pronto, Kaio e Edu. Vai rolar, pode ver. E Edu vai morder a língua feio, vai se apaixonar por um pobre rapaz, de outro nível social.
30/05/2015 00:59:55
É isso mesmo produção?... o Rick ainda não percebeu que pode ter sido a vaca da mulher dele que fez isso. Yago tou sentindo que vem bomba, esse irmão dele ta muito sumido sei não, ele devia ser resolver logo com o Fer... se bem que o trauma dele é bem complicado. Nossa o Kaio coitado não sabe o que lhe aguardo, porque o cara parece ser bem mandão e dominador... Eita!! fortes emoções em???.... Bjs! até o próximo!
30/05/2015 00:46:42
Bom demais

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.