Casa dos Contos Eróticos

EU E MEU NAMORADO CHUPADOR DE BUCETA GOZADA!

Categoria: Grupal
Data: 23/05/2015 11:32:05
Última revisão: 19/06/2015 19:32:37
Nota 9.89
Ler comentários (11) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Sonia é meu nome, 26 anos, morena clara de cabelos cacheados quase sempre presos com um rabo de cavalo, 1.75m. e 65k.

Apesar de não ter um rosto perfeito tipo atriz de comercial de cosméticos e ter seios pequenos, tenho uma coisa que os machos adoram que é uma bunda grande empinada com uma cinturinha fina e pra ficar ainda mais gostosa minhas coxas são bem torneadas e grossas graças a muita malhação na academia que frequento quase diariamente.

Sou uma garota assumidamente “periguete” e minhas roupas são compostas basicamente de shorts curtíssimos que deixam a popinha da bunda a mostra, minissaias também seguem o mesmo estilo com no máximo três dedos abaixo da xoxota, mas o que mais gosto de usar mesmo são os vestidinhos coladíssimos ao corpo de malha ou lycra, também extremamente curtos que junto com minhas sandálias de salto alto fazem com que meu bumbum empinado fique mais sexy e provocante com uma calcinha fio-dental atoladinha.

Quando me sento nos barzinhos ou lanchonetes do shopping se tem uma coisa que nunca faço é ficar puxando o vestidinho pra baixo a todo o momento como a maioria das garotas fazem, adoro deixar minha calcinha aparecer e quando percebo que algum homem fica olhando entre minhas coxas toda safada eu cruzo e descruzo as pernas a cada minuto.

Quando vou a alguma balada sempre tomo alguns drinks pra ficar um pouco mais “alegre” a primeira coisa que faço é ir ao banheiro tirar a calcinha e deixar minha xoxota peludinha livre e solta, adoro dançar com algum cara, deixá-lo cheio de tesão e depois pegar a mão do safadinho e colocá-la no meio das minhas coxas pra ele sentir que tô sem calcinha.

Ele fica louquinho querendo me comer e na maioria das vezes acaba rolando uma rapidinha gostosa dentro do carro mesmo.

Tem uma safadeza em sexo que adoro fazer é mamar numa rola babada e rapidinho faço o safado encher minha boca de porra.

Sentir o sêmen de um macho descendo quente pela minha garganta me dá um prazer muito louco.

Nunca tive relacionamento serio com nenhum homem porque além de ser uma garota completamente volúvel que adora trocar de machos, odeio quando saio mais de uma vez com o cara ele já começa a querer controlar minhas roupas e meu jeito de putinha periguete.

Como meu pai faleceu em um acidente quando eu tinha apenas 11 anos e minha mãe teve que cuidar dos negócios da família fui criada completamente solta e desde a adolescência já era bem safadinha e passei a ter um namoradinho atrás do outro. Descobri que beijar e se esfregar nos meninos era uma delicia e quando aos 16 anos peguei um garoto de 17 anos mais safadinho ele tirou meu cabaço rapidinho e daí quase todo dia a gente ia pra casa dele e trepávamos a tarde inteira.

Foi então que descobri que eu seria uma putinha muito fácil quando o pai do menino que tirou meu cabaço voltou pra casa mais cedo e pegou a gente transando na cama do casal. Meu “namoradinho” safado ficou com medo de apanhar do coroa e saiu correndo me deixando sozinha com ele. Eu fiquei ali deitada de bruços na cama com o rosto afundado no travesseiro sem dizer nada e então senti as mãos do coroa deslizando pelas minhas coxas e logo ele estava com os dedos na minha xoxota bolinando meu grelo e o safado dizia que eu era uma putinha muito gostosa e que estava precisando de um macho de verdade pra dar conta do meu tesão.

Quando levantei o rosto do travesseiro vi o pai tarado do meu “namoradinho” peladão ali do meu lado o safado já estava com a rola dura como aço e era bem maior e mais grossa do que a do filho e em poucos segundos me colocou de 4 e socou aquele pauzão enorme na minha xoxota. Logo o tesão tomou conta do meu corpo e rapidinho passei a gostar muito de ser comida por aquele tarado pauzudo.

Rebolei como uma puta gozando gostoso com o coroa safado que sabia como foder uma taradinha como eu.

Depois disso durante uns alguns meses continuei a dar pro filho, mas eu gozava gostoso mesmo quando o pai tarado me levava para seu escritório de advocacia em um prédio na cidade e me comia sem dó com aquele pauzão enorme me fazendo gozando como uma cadelinha no cio. Viciei em dar o rabo pra aquele safado e com ele aprendi a engolir pau até o talo. O pai do meu namoradinho me colocava deitada em cima de uma escrivaninha com a cabeça caída pra fora e ia enfiando aquele pauzão na minha boca dizendo que era pra engolir tudo e sendo uma aluna de sexo bem obediente ia fazendo do jeito que ele mandava e quando me dei conta senti o pauzão do tarado atolado na minha garganta e seu saco grande batendo no meu rosto. Sentir falta de ar com uma rola fodendo minha boca como se fosse a xoxota me deixava completamente alucinada de tesão me fazendo gozar deliciosamente. Só parei de dar pra aquele coroa gostoso tarado quando a esposa dele descobriu e deu um rolo danado acabando com a minha brincadeira gostosa de dar para pai e filho quase todo dia.

Depois disso percebi que passei a gostar de dar para os homens mais maduros e como os safados gostavam de meninas novas quando algum coroa de cabelo grisalho bonitão se insinuava pro meu lado eu até dava uma de garota direita só pra valorizar, mas quando ficava peladinha e o cara me pegava de jeito virava uma piranha safada em poucos minutos.

Sexo para mim era um prazer arrebatador que libertava a mente e nada era proibido ou perigoso e bastava sentir tesão que eu topava qualquer loucura e foi então que aconteceu uma coisa que ia dar uma bela agitada na minha vida que andava meio devagar.

Depois do meu banho de manhã e tomar meu café vesti minha “roupa” para ir pra academia pra deixar meu corpinho sempre em forma e ao abrir o portão logo em seguida escutei alguém me chamando e quando olhei vinha vindo do outro lado da calçada um rapaz loiro alto e bem jovem com um belo sorriso e disse que queria me convidar para sua festa de aniversário de 18 anos que iria acontecer naquela noite em um salão de festas que havia perto de casa.

Ele se apresentou como Guto e comentou que tinha se mudado pra minha rua há quase dois meses e quase todo dia me via saindo de casa pra ir pra academia e me elogiou dizendo que eu era uma super gata e apesar de não termos amizade se aceitasse seu convite sua festa seria perfeita.

Aquele rapaz lindo e sorridente falava comigo e ao mesmo tempo não tirava os olhos do meu corpo coberto apenas por um top e um shortinho de lycra daquele tipo embalado a vácuo com uma calcinha fio-dental atoladinha no rego e gostei de sentir aquele olhar cheio de desejos e aquele nervosismo esperando minha resposta e então dei um sorriso safado dizendo:

-tudo bem... acho que vou aceitar o seu convite... mas... o que você ta querendo ganhar de presente se eu for no teu niver!

-Sonia... você não precisa levar nada... só você mesma... bem gata do jeito que você é... linda e maravilhosa!

-tá bom... você me convenceu... mas porque demorou tanto pra me convidar... e seu eu tivesse outro compromisso pra hoje?

-bem... na verdade quase desisti de te chamar... tinha medo que você recusasse... eu ia ficar muito triste e todos meus amigos iam ficar me zoando... eles diziam que eu não teria coragem de te chamar... que do jeito que você é um mulherão com certeza devia ter namorado!

Durante aqueles minutos que ficamos ali batendo papo percebi que aquele garotão apesar de se mostrar todo nervoso conversando comigo o safado tinha um olhar penetrante e ousado que me fez arrepiar gostoso e então depois que nos despedimos ele voltou pra casa dele e eu fui pra academia malhar toda satisfeita de ter ficado com tesão logo cedo.

Apesar de preferir machos mais velhos e experientes gostei daquele rapaz ainda quase cheirando a leite.

Quando estava quase na hora do aniversário do meu “vizinho” tomei um belo banho e ao abrir o guarda-roupa pra escolher o que vestir rapidamente separei um vestidinho de malha amarelo que eu adorava colocar pra chamar a atenção mesmo, porque alem de curtíssimo a malha era fininha e pra ficar mais ousado coloquei uma calcinha preta fio-dental com um sandália também preta e quando me olhei no espelho me senti gostosíssima e com certeza eu já sabia o que iria dar minha xoxota peludinha de presente pra aquele garotão de olhar safado que estava completando apenas 18 aninhos.

Quando desci do carro no estacionamento do salão de festas quando pensei em abrir a porta do meu carro pra sair percebi que alguém fez isso e a olhar pra cima dei de cara com o rosto lindo do aniversariante que sorrindo disse todo alegre:

-Sonia... quando te vi entrando vim correndo te receber... fiquei com medo não viesse... nossa... agora fiquei muito feliz... agora vou poder tirar uma com meus amigos... além de não acreditarem que eu ia te convidar os safados ficaram me zoando dizendo que você tinha aceitado o convite por educação... mas... que não ia aparecer pra festa!

Guto estava debruçado na janela do carro e então dei um sorriso dizendo:

-querido... quando eu prometo algo pra alguém eu sempre cumpro... sou uma “garota” que não foge da raia!

-que bom gata... e pra ficar ainda melhor... essa roupa que você ta... nossa... você tá linda demais!

Só de safadeza abri a porta do carro bem devagar e deixei as pernas abertas mostrando minha calcinha quase por inteira, o vestidinho tinha subido quase até os quadris e toda safada disse:

-espero que outras amigas que você convidou pra festa não sejam daquelas “putinhas” que ficam reparando no comprimento das roupas de outras garotas... acho que você já percebeu que adoro roupas curtinhas!

Guto ficou olhando entre minhas pernas medindo minha xoxota peludinha coberta apenas por uma tirinha de pano e sorrindo disse:

-Sonia... o que as outras pessoas vão pensar sobre ti não tem a mínima importância... eu sei que você ta perfeita do jeito que veio... eu adorei... tenho certeza que meus amigos vão ficar de boca aberta quando te virem assim... gostosíssima... vão morrer de inveja de mim!

Toda sacana enfiei dois dedos pela lateral da calcinha fingindo dar uma ajeitada e disse:

-seu safadinho... pelo jeito serei seu troféu nessa noite... já percebi que você vai adorar me exibir pros amiguinhos né? Se eu não estiver enganada acho que o que você queria mesmo era dizer pra eles que vou ser sua namoradinha né?

O safado deu um sorrisinho e disse:

-bem... eu confesso que queria isso mesmo... se você não achar ruim... ia ficar super feliz... e depois disso tudo... se você quiser pedir qualquer coisa eu faço pra você!

Desci do carro e sorrindo peguei no braço dele dizendo:

-gosto de gente que não fica enrolando quando quer alguma coisa... gostei de ti... já que foi honesto... vou fazer o que ta querendo... agora pode ter certeza que vou cobrar o que me prometeu seu safadinho... vai ter que cumprir!

A festa estava bombando, a musica era boa e todos estavam alegres e de bem com a vida.

Apesar das amigas do aniversariante não ficarem de muita conversa comigo, os amigos dele ficaram me rodeando e pra deixar o meu “garotão contente” deixava ele me abraçar bem juntinho como se fossemos namoradinhos e quando fomos dançar já percebi que o safado estava de pau bem duro roçando no meu corpo e principalmente no meu bumbum me encoxando. Guto todo taradinho me dizia que nunca tinha ficado com uma mulher tão gata como eu e estava cheio de tesão e logo mostrou que apesar de novinho tinha atitude porque me lascou um beijo daqueles de tirar o fôlego e não demorou pra eu o arrastasse pra um lugar mais escuro no estacionamento e quando tirei o pau do safado pra fora, que era de bom tamanho cai de boca nele e bastaram meia dúzia de mamadas para que o taradinho desse um gemido e gozasse como um potro no cio. Encheu tanto minha boca que chegou a escorrer pelo queixo, como uma putinha bem safada peguei com os dedos empurrando de volta nos lábios e engoli tudinho.

O garotão nem ficou de pau mole e quando ele perguntou o que devia fazer pra me satisfazer toda sacana o abracei dizendo:

-faça o mesmo que eu fiz em você... quero sua boca gostosa lambendo minha xoxota... quero gozar na sua língua... mostra que sabe dar prazer a uma putinha tarada!

O garotão nem pestanejou e se ajoelhando entre minhas pernas puxou a calcinha de lado me lambando com uma vontade louca... pensei que ia arrancar meu grelo de tanto que sugou e gozei como uma cadela no cio. Quando puxei seu rosto levantando-o e beijando sua boca seu pau duro como aço já se encaixou na rachinha da minha xoxota meladinha e logo estava entrando e saindo de dentro de mim com força e meu gozo chegou rápido e o do meu aniversariante tarado também não demorou a gozar.

Não fazia nem 10 minutos que Guto tinha enchido minha boca e o tarado novamente inundou minha xoxota com muita porra quente e depois de darmos uma acalmada abraçada a ele disse:

-que namoradinho mais tarado que arrumei... minha xoxota ta cheia de porra e eu não tenho nem um lenço pra me limpar... minha calcinha é tão pequena que não da nem pra limpar meu grelinho inchado!

Foi então que percebi que aquele garotão apesar de tão novinho era totalmente sem nenhum preconceito quando depois de me beijar sussurrou nos meus ouvidos dizendo:

-pode deixar gata gostosa... pode ter certeza que vou te limpar todinha!

Quase nem acreditei quando aquele garotão loiro lindo se ajoelhou novamente entre minhas coxas e começou a lamber minha xoxota engolindo sua própria porra que escorria pelas minhas coxas. Aquela loucura me levou ao delírio e o tesão voltou com força total e comecei a rebolar na boca tesuda do safadinho e gozei novamente. Guto era um rapaz totalmente dedicado a cumprir o que havia prometido e só depois de alguns minutos parou de me lamber e então me abraçou e nos beijamos deliciosamente.

Minha xoxota não ficou totalmente seca, mas não era porra que saia de dentro dela e sim o melzinho do meu gozo incontido e copioso.

Meu garotão sem mostrou incrivelmente safado em ter feito aquilo me deixando de boca aberta com tanta ousadia.

Voltamos para o salão de festas e depois de dançarmos mais um pouco, todos cantaram parabéns e foi servido o bolo e quando quase todos foram embora resolvi ir pra minha casa e foi então que no estacionamento nos despedimos já percebi que o garotão estava com o pau duro de novo e toda safada disse:

-hummm... to vendo que meu “namoradinho” ta com tesão ainda... quer me comer de novo é seu taradinho?

Ele deu um sorriso sacana e então falei pra ele entrar no meu carro que terminaríamos a noite em um motel e então brinquei que agora que tinha completado 18 anos já podia levá-lo e o safado já entrou no carro e fomos a um motel e então a coisa pegou fogo de novo.

Eu sabia muito bem o que o garotão queria e quando fiquei de 4 empinando o rabo e mandei ele socar com vontade ele me segurou firme pelos quadris e comeu meu cuzinho como um louco. Não tinha um macho que resistia ao meu rebolado e toda tarada sussurrava:

-me fode seu tarado... come meu cu... seu safado... mete com força... fode a sua putinha seu tarado... ahhhh... mete... me fode... me come inteirinha... seu tarado chupador de buceta... ahhhh... que delicia... assim... não para... fode meu cu... adoro pau no cu... ahhhhh!

Meu garotão era novinho de idade, mas se mostrava bem determinado e me fodeu do jeito que eu gostava e depois de enrabar durante meia hora ele deu um grito bem alto e gozou no meu cuzinho guloso. Não foi tanta porra como nos dois gozos anteriores, mas toda tesuda gozei que nem uma doida sendo enrabada deliciosamente por aquele garotão tarado que não ficava de pau mole muito tempo.

Depois de um belo banho deitamos na cama e toda safada resolvi brincar de engolir seu pau todo molinho e bastaram algumas mamadas pra aquilo crescer e ficar duro como uma rocha novamente e transamos de novo.

Guto dizia que eu era a mais gostosa do mundo, que nunca tinha gozado tão gostoso na vida dele e me encheu de elogios.

Também o elogiei dizendo que tinha adorado aquilo que ele tinha feito no estacionamento, lambendo minha xoxota toda lambuzada da porra dele e que da próxima vez queria repetir aquela “brincadeira” deliciosa com ele.

O safado deu um sorriso sacana e disse que eu o deixava completamente tarado e quando quisesse era só pedir que faria sem problemas.

Adormecemos ali mesmo no motel e só acordei com um celular tocando e era a mamãe do garotão querendo saber por que o “filhão” não tinha voltado pra casa e o safadinho dando uma gargalhada sacana comentou com a mãe que estava se divertindo com o presente maravilhoso que tinha ganhado de aniversário e desligou dizendo que logo iria pra casa.

O safadinho já acordou cheio de amor pra dar e já foi me colocando de 4 e comeu meu cuzinho sem dó do jeito que eu gostava e gozei como uma cadelinha no cio. O tarado parecia que tinha uma fabrica de leite no saco de tanta porra que ejaculava.

Naquela noite meu garotão me ligou dizendo que estava com saudades de mim e combinamos de nos ver no outro dia na casa dele.

No dia seguinte quando nos encontramos perguntei se sua mãe não acharia ruim dele levar uma “putinha” periguete 8 anos mais velha pra dentro da casa dela, Guto sorrindo disse que ela era totalmente liberal e que também desde que tinha se separado do pai dele se tornara uma mulher bastante “namoradeira” e que ela com 38 anos gostava de “garotos bem jovens” e todo safado me confidenciou que alguns de seus amigos já tinha traçado a mãe dele.

O safado contou isso pra mim numa boa dizendo que achava que sua casa vivia cheia de amigos do time de vôlei da escola por causa da sua mãe “taradinha”, mas ele disse que não se importava com isso, afinal sua mãe ainda era uma gatona e merecia se divertir bastante.

Logo que chegamos na casa do meu garotão vi que naquela casa o clima era perfeito pra sacanagem mesmo porque além de uma bela piscina os amigos dele eram bonitos e tinham corpos maravilhosos. Contei 6 rapazes e apenas uma loirinha magra sem graça que parecia ser a namoradinha de um deles. Quando cheguei já percebi os olhares safados de todos eles em meu corpão.

Eu havia colocado uma minissaia de babados curtíssima tipo abajur de xoxota com um bustiê que mal cobria os bicos dos meus pequenos seios e como já fui com intenção de dar gostoso pro meu “namoradinho” nem coloquei calcinha e logicamente se desse bobeira todos os rapazes iriam apreciar minha xoxota peludinha.

Meu namoradinho tarado já me levou para o seu quarto e todo tarado já me colocou de 4, com certeza o safado já mostrava que era a posição preferida pra me comer e fodeu minha xoxota peludinha até dar um gritinho e gozar como um potro. Senti minha xoxotinha ser lavada de porra quentinha e toda safada virei meu rosto pra trás e bem sacana disse:

-faz igual no teu aniversario seu safado... lambe minha buceta cheia de porra... adorei... quero de novo... me lambe seu safado!

Meu namoradinho em segundos estava ajoelhado atrás de mim e lambeu minha xoxota igual um cachorrinho e toda tesuda comecei a rebolar que nem uma louca e gozei deliciosamente.

O safado nem ficou de pau mole e logo voltou a me foder de novo... e de vez em quando ele parava de me foder e lambia minha xoxota com maestria, o tarado sabia como dar um banho de lingua em uma xoxota toda melecada.

Depois daquela transa deliciosa meu namoradinho me chamou pra irmos pra sala de TV assistir filmes com os amigos e então comentei com ele que não tinha colocado calcinha pra vir até sua casa e que do jeito que minha sainha era curtinha com certeza seus amigos iriam acabar notando que sua xoxota peludinha estava totalmente desprotegida.

Guto sorrindo disse que estava tudo bem que ele não se importava com isso.

Realmente meu namoradinho era um garotão surpreendente com suas atitudes liberais e sorrindo disse que já que ele não iria achar ruim do jeito que eu era exibicionista os seus amigos iriam acabar contando quantos pelinhos eu tinha na minha xoxota peludinha.

Ele sorrindo deu uma gargalhada e me levou até a sala de TV e quando entramos tinha 3 rapazes e um deles era o que estava acompanhado da loirinha magra sem graça, os outros 3 estavam na piscina

O lugar era cheio de almofadas e um sofá grande e foi nele que nos sentamos. O casal estava na outra ponta do sofá e os outros dois rapazes estavam recostados em dois pufes bem pertinho e o filme que estava rolando na TV era de suspense só que tinha cenas bem eróticas de um policial com uma loira gostosa e quando me sentei abracei meu “namoradinho” ele me puxou pra ficar bem pertinho dele e nessa ajeitada já percebi que parte da minha bunda ficou de fora. Nem me importei, mas tanto o rapaz quanto a namoradinha magrela já perceberam e lógico que a garota demonstrou que ficou com ciúmes dele ficar olhando de rabo de olho para minhas coxas e bunda a mostra. A garota chamou-o pra sair, mas ele disse que ia terminar de assistir o filme e ela então fechou a cara e saiu da sala deixando- o sozinho. Ele nem se importou e continuou ali só que agora ele olhava mais pro meu corpo do que pra TV e foi com surpresa que vi que o safado já tinha armado uma barraca enorme no short. Os outros dois rapazes também perceberam que do jeito que eu estava sentada de lado estava me mostrando bastante e de vez em quando olhavam disfarçadamente.

Meu namoradinho de vez em quando me beijava o rosto carinhosamente e também deslizava suas mãos pelos meus quadris e toda safada deixei minha mão pousar em cima de seu pau ainda “calminho”.

O namorado pauzudo da magrela dava umas apertadas naquele volume enorme ali quase do meu lado e já que meu namoradinho safado não se importava resolvi ser bem mais safada e me virei ficando ainda mais inclinada de lado e meu bumbum ficou praticamente de fora e minha xoxota peludinha apareceu todinha. Aquela safadeza me deixou toda molhadinha e toda safada dei umas apalpadas no pau do meu namoradinho que deu um sorriso sacana e perguntou se eu queria beber alguma coisa, balancei a cabeça dizendo que sim e então e ele disse que ia buscar e me ofereci pra ir junto. Ele perguntou pros amigos se queriam que trouxesse algo pra eles e todos pediram refrigerantes e assim que saímos da sala disse:

-Guto... você é muito safado... levar-me naquela sala pra assistir filme junto com seus amigos... você ta querendo que eu seja estuprada é... a namoradinha do carinha do lado ficou brava e foi embora... e ele é bem tarado e pelo que vi na frente do short o safado tem uma pica enorme... os outros dois também não tiram os olhos das minhas coxas querendo ver minha xoxota peludinha... se você me deixasse sozinha com eles e viesse buscar os refris... acho que quando você voltasse ia me encontrar sendo comida por todos eles... seu safado!

Ele deu um sorriso bem sacana e assim que entramos na cozinha ele me fez sentar na mesa e se ajoelhando entre minhas coxas arreganhou minhas pernas e caiu de boca na minha xoxota me lambendo como um cachorrinho no cio e completamente tarada comecei a gemer sussurrando toda putinha:

-ahhh... que boca gostosa seu safado... adoro quando você me lambe assim... seu taradinho sem vergonha... acho que você ta querendo aprontar comigo... ahhh... se seus amigos quiserem me pegar... dou gostoso pra todos... chupa minha xoxota seu tarado safado!

Guto depois de me chupar deliciosamente começou a foder minha xoxota tesuda bem devagar e bem safado disse:

-tenho certeza que você ia dar conta deles todos... do jeito que você é tarada... aquele que tava com a namora... realmente tem uma pica enorme... minha mãe adora ser comida por ele... todos meus amigos são loucos pra te comer... você deixa eles tarados pelo seu corpo e seu jeito de puta... Sonia você é gostosa demais!

-seu safado... eu sabia que você era taradinho... mas to vendo que é bem mais do eu pensava... mas eu também sou muito puta... e sei o que você ta querendo que eu faça... já que você ta querendo que sua namorada seja a puta da galera... vou adorar fazer isso!

Sorrindo bem sacana me levantei dizendo:

-pode deixar... eu vou sozinha levar os refris pros teus amigos... mas acho que antes de entrar na sala vou tirar minha roupa... acho que eles vão preferir uma garçonete nuazinha... o que meu namoradinho safado acha?

-o safado tava com o pau tão duro que parecia que ia trincar se pegasse nele e todo sacana abracei-o e sussurrei:

-pode ter certeza que vou te fazer lamber minha xoxota depois seu tarado safado... já que você quer que seus amigos me fodam... vai ter que fazer o que eu quero!

Quando entrei totalmente nua os três se entreolharam e toda puta já fui em direção ao namoradinho da magrela e quando tirei seu pauzão pra fora levei um susto gostoso ao ver o tamanho da rola do safado, com certeza mais de 20 cm e bem grosso e ja cai de boca nele e em segundos já tinha um pau também de bom tamanho entrando na minha xota e era de um deles. Logo o outro passou a foder meu cuzinho e não demorou pra que o namorado pauzudo da magrela me colocasse sentada de frente no seu colo espetando aquele pauzão enorme na minha xoxota e me fazendo ficar com a bunda toda arrebitada e em segundos tinha outro pau cutucando a portinha do meu cu e logo ele estava dentro dele também. O outro rapaz veio pelo lado e socou sua pica na minha boca me fazendo mamar deliciosamente.

Os três fodiam todos os buraquinhos do meu corpo e eu rebolava que nem uma louca principalmente sentindo aquele caralho enorme na minha xoxota tesuda. Meus orgasmos eram intensos e copiosos e ficaram ainda mais quando percebi que os outros 3 rapazes que estavam na piscina tinham se juntado aos outros e eu tinha 6 rolas todas a minha disposição e 3 delas eram enormes e grossas que eram perfeitas pra fazer uma putinha tarada gozar que nem uma cadela no cio.

Durante mais de uma hora e meia fui comida por todos e sofri DP de todo jeito, dois paus na xoxota e até tentaram 2 paus no cu, mas não conseguiram totalmente.

Todos gozaram copiosamente nos meus buracos e fiquei arrombadinha pelos caralhos enormes e assim que todos saciaram a sede de me foderem saíram da sala e logo em seguida meu namoradinho safado entrou já com o pau duro como aço e então toda puta disse:

-vem seu pervertido tarado... agora é a sua vez... vem lamber meu corpo melecado de porra dos teus amigos... era isso que você queria... seu tarado safado... lambe tudo... e depois come meu cu e minha xoxota arrombada pelos teus amigos caralhudos... vem seu safado!

Guto me deu um banho de língua inacreditável e gozei loucamente com daquele garotão pervertido e depois dele gozar na minha boca devolvi a ele toda sua porra fazendo com que engolisse de volta seu gozo e o safado o fez com muito tesão.

Durante nosso banho ele confessou que fazia o que fez comigo com sua mãe tarada. A puta dava pra todos seus amigos e só depois dava pra ele e a safada também fazia o filhão lamber a buceta dela. O safadinho já estava acostumado a lamber porra dos amigos na buceta da mãe e agora ia lamber a minha xoxota e me fazer gozar loucamente com aquela putaria bem safada.

Depois eu conto pra vocês o que aconteceu na primeira vez que eu a mãe puta do meu namoradinho corno chupador de buceta gozada transamos juntas.

Skype: vanessinha-pst HHHHHHHHHHHHH98io

Comentários

10/12/2015 20:01:53
Delícia!
dmm
15/06/2015 11:02:44
Vanessinha excelente conto, perfeito mesmo sua safada. dmm0607@gmail.com
15/06/2015 08:35:12
Que delícia gaga
15/06/2015 08:34:44
08/06/2015 23:27:02
Oi td bem? Somos um casal liberal (eu 23 ele 28 anos) e estamos à procura de uma menina para viver uma aventura, tudo com descrição... Meu parceiro e eu somos divertidos, mente aberta, com uma relação bem resolvida e estruturada, somos bem safados 😉 Procuramos uma mulher de preferência livre e com disponibilidade de horário para estar conosco para amizade fixa/namoro... caso se interesse, podemos conversar melhor... Bjos E-mail: casalmahti@gmail.com
02/06/2015 16:34:43
Caralho quase gozei aqui no serviço sem sequer encostar no pau. Ia adorar chupar tua buceta toda gozada e depois te comer muito.
23/05/2015 20:30:41
Que delícia, fui obrigado a bater uma em sua homenagem, Onurbnando@gmail.com
23/05/2015 13:35:25
Muito sábado seu conto
23/05/2015 13:09:39
Delicia de conto, nossa fiquei imaginado como seria eu chupando sua bucetinha coisa que adoro é comer um cursinho também.meu e-mail jsilva873@bol.com.br
23/05/2015 13:02:54
Delicia de conto..... só podia ser verdde rsrs...... eu e minha namorada precisamos de uma mulher pra iniciar uma relação com a gnte , nao temos experiencia e ela ta doidinha..rsrs mas apenas pras safadas de preferencia mais maduras!!!
23/05/2015 12:29:32
Meu namorado e eu estamos procurando outro casal ou mulher para diversão, somos discretos! Interessados mande um e-mail informando o whats que entraremos em contato para conversar melhor ;) (Somos de São Paulo) E-mail: casalmahti@gmail.com

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.