Casa dos Contos Eróticos

Eu + Você = Nós... Bem, pelo menos era assim que eu pensava. 4

Autor: Nando Mota
Categoria: Homossexual
Data: 23/05/2015 00:41:15
Nota 10.00
Ler comentários (20) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Nem seu como desci os dois lances de escada que me separavam de uma outra realidade que vivia. A visão de felicidade em seu rosto e o brilho sincero no olhar de Bernardo me fizeram acreditar sim que era perfeitamente possível um garoto simples e sem qualquer trejeito, apesar de gay, viver uma puta história com um carinha mais velho e tentar buscar a tal da felicidade.

Cheguei em casa e fiz o prometido... Fui até a janela da cozinha e ao abrir a luz voltei a ter a visão mais linda que pude plena 22:20 h da noite. Ele sorriu e soltou um beijo... Eu apenas o olhei e por pura timidez, ele deve ter visto que tava vermelho que só a porra, apaguei a luz imediatamente e saí do seu campo de visão.

Entrei em meu quarto, não só eu como vocês já sabem e os dois pequenos estavam ainda agarrados no videogame...

_ Tava onde J B? Perguntou, perguntou meu irmão Gilberto, o Giba.

_ Cala a boca Giba, assim você atrapalha a concentração, mano... Falou Daniel, o Dan.

Giba me olhava e com certeza só voltaria a prestar atenção no jogo quando eu lhe respondesse... Ele era assim, jamais deixava um assunto pendente.

_ Tava na casa do nosso vizinho, o irmão da Mônica.

_ A sei quem é. O cara é gente boa. Ele inclusive falou comigo na semana passada.

Claro que a conversa entre os dois me interessava.

_ E que tipo de conversa você teve com ele? Assim que calei a boca, Dan reclamou novamente do barulho que eu e o Giba estávamos fazendo...

_ Caralho manos... Assim não dá porra... Ta vendo? Acabei de ser morto por esse bando de filho da puta do exército inimigo...

Giba não se importou com a explosão de nosso irmão mais novo e disse:

_ Nada demais. Ele apareceu na rodinha de amigos lá na praça e após o jogo ficou jogando conversa fora. Até que começou a querer saber da turma toda e eu disse que era seu vizinho e que morava na casa ao lado do prédio e que tinha mais três irmão, você, o Dan e a Soninha.

_ Só isso? Quer dizer, ele não falou mais nada?Perguntei por pura curiosidade.

_ Ah J B sei lá, ele falou que era militar e que tava voltando a morar na casa do pai, que tinha viajado e falou um monte de coisa sobre o serviço militar...

Confesso que fiquei aliviado com o teor de sua conversa com meu irmão. Deitei na cama após tirar a camiseta que usava e trocar de roupa, já colocando a cueca preta pra dormir. O sono demorou muito a chegar por uma simples razão... A moto de Bernardo foi ligada, o portão da garagem do prédio foi aberto e ouvi o ruído do motor ficar cada vez mais distante. Tive raiva de mim e da minha vida...

Acasa já estava totalmente em silêncio e tal qual um pássaro cuco que só aparece de hora em hora, eu ia lá na cozinha olhar a janela e nada dele aparecer. Antes do sono finalmente me vencer o relógio despertador que ficava em cima do móvel do computador marcava 03:45 h da madrugada... Não ouvi barulho nenhum até ser acordado por minha mãe D. Berenice pontualmente as 08:00 h da manhã.

_ João Bosco meu querido, acorda. Te um rapaz chamado Bernardo que ta lá fora te chamando.

Nem preciso dizer que o coração acelerou na hora e um princípio de gelar de mãos quase se apossou de mim...

_ Que é mão? Quem ta me chamando? E levantei com a cara mais amassada do mundo.

_ É o rapaz que é irmão da amiguinha da Soninha. Ele ta te esperando lá fora porque precisa falar com você. Vai logo e não deixa o rapaz esperar.

Vesti uma bermuda por cima da cueca preta, pijama favorito, e saí do quarto sem passar pelo banheiro e muito menos me incomodar com a aparência.

Assim que ele me viu abriu o sorriso mais lindo que sabia ter...

_ Bom dia J B. Sabia que você é lindo quando acorda cedinho em pleno domingo... Falou bem baixinho para que ninguém da minha casa escutasse.

_ Bom dia Bernardo. Mamãe me disse que você quer me falra algo... Aconteceu alguma coisa?

_ Na verdade aconteceu... Disse ele.

Meu pensamento entrou em erupção neste exato momento... Ele iria me dizer com certeza o que tinha feito na noite passada e o melhor, onde ele tinha passado a maior parte da madrugada...

_ Tava com saudade de você, chapa. Esqueceu que tô de saída pra uma casa de praia e que você não poderá ir junto comigo porque tem que ir à missa e ao almoço em família? Aí eu pensei em te ver antes de passar o dia quase todo sem te ver devido aos nossos compromissos.

_ Posso te fazer só uma pergunta? Prometo que vai ser bem rápida.

_ Claro que pode. Na verdade eu queria um beijo antes, outra vez a voz quase sussurrada...

_ Você sentiu a minha falta só agora quando acordou e lembrou de tudo isso que aconteceria com a gente hoje, ou sentiu minha falta desde ontem a noite quando resolveu sair e com certeza chegar só agora pela manhã? E seu olhar foi a meu favor pois ele desviou dos meus olhos e soube que alguma coisa tinha acontecido na noite e madrugada de farra e que provavelmente eu jamais saberia o quê.

Um minuto é muito ou pouco tempo dependendo da situação que se esta vivendo. Ele suspirou fundo e voltou a me olhar após o minutos de silêncio que se fez entre nós.

_ Não posso negar que saí ontem e que fui me encontrar com amigos. Também não posso negar que teria trocado qualquer coisa que fosse fazer se pudesse ter ficado com você. Mais eu juro pra você que nada demais aconteceu e voltei pra casa por volta das duas da manhã.

_ Tem certeza disso?

_ Tenho sim. E seu olhar mostrou uma certa confiança nas palavras ditas.

_ Agora pergunta se eu acredito nisso...

_ O que tá pegando J B? Não tô entendendo onde você quer chegar.

_ Ah, não? Muito simples Sd Gouveia... Vou voltar pro lugar mais seguro que conheço, meu mundo pois o que você me mostrou ontem parece que é a penas uma grande e escrota ilusão. Não vem mais aqui não, beleza?

Antes que voltasse a bater a porta pela qual havia saído, ouvi o barulho da moto sendo ligada e não me preocupei em saber pra que direção ele tinha ido.

O dia que era pra ter sido de festa e alegria, já que toda a família estava reunida e eu adorava a companhia deles, foi totalmente nublado pra mim. Eu não fiquei bem. Eu não podia admitir que o cara que havia mexido muito comigo no dia anterior fosse um tremendo de um mentiroso. Aí amigos todo tipo de paranoia fez morada em mim e o que é pior, EU NÃO TINHA PRA QUEM CONTAR OU MESMO PEDIR AJUDA NUMA SITUAÇÃO TÃO RUIM COMO ESSA QUE ESTAVA VIVENDO.

_ Ta acontecendo alguma coisa meu neto? Vovô Moisés estava parado na minha frente e me olhava de modo incisivo. Era um belo homem apesar da idade e meu irmão Giba seria igualzinho a ele em sua velhice...

_ Não vovô. Eu tô morrendo de sono... Aí contei sobre a vinda de um amigo lá em casa cedinho e que desde esse momento que eu tava sem dormir. Acho que nem sobre tortura contaria o real que estava acontecendo na minha vida.

_ Nesse caso meu neto vá deitar que se for preciso eu mesmo chamo você.

Entrei no quarto que tinha sido do meu pai e do tio André e me deitei numa rede que estava armada lá. Antes de apagar duas visões de Bernardo vinham muito forte a minha lembrança... Seu olhar ao me pedir em namoro e seu olhar ao mentir pra mim sobre a hora em que chegara... E confesso que em ambas as situações, ele tinha o olhar mais penetrante que jamais tinha visto na vida. Dormi logo em seguida...

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Olá meus queridos. Parece que o mundo do J B foi sacudido violentamente por conta de um rapaz chamado Bernardo. Não esqueçam...Quando se quer viver uma ilusão, de duas uma, Ou você será sempre protegido, ou você quando menos esperar será jogado numa coisa importante chamada vida real.

Um beijo carinhoso em cada um de vocês, meus querido Povo do Lado Esquerdo. Nando Mota.

Comentários

11/06/2015 21:10:37
10
27/05/2015 12:44:54
Amei :)
23/05/2015 19:17:25
Simplesmente magnifico Nando.
ATP
23/05/2015 17:40:25
QUE BOM VOCÊ TER VOLTADO A ESCREVER AMIGO, SUA CRIATIVIDADE PARA COM AS PALAVRAS É IMENSA E NÃO SERIA JUSTO VOCÊ NÃO ESCREVER MAIS POR CAUSA DE UMAS PESSOAS QUE NAO TEM MATURIDADE PRA ACEITAR AS DIFERENÇAS E JUSTO AQUI ONDE ISSO NÃO DEVERIA ACONTECER, POIS DEVERIA SER UM LOCAL DE ACOLHIMENTO PARA OS "EXCLUÍDOS", "VITIMAS" DE UMA SOCIEDADE QUE REJEITA O DIFERENTE, QUE QUER IMPOR O QUE É CERTO E ERRADO, QUE DESEJA O MAL AO PRÓXIMO... SEJA MUITO BEM VINDO E QUE DESSA VEZ FIQUE DE VEZ. NAO PUDE IR ENCONTRAR COM VOCE NA SEGUNDA, INFELIZMENTE, COMO TE FALEI NÃO DEPENDIA SO DE MIM, MAS DARÁ CERTO, UM ABRAÇO BEM APERTO AMIGO, E UM COLAR DE BEIJOS, VOCÊ MERECE LINDO.
23/05/2015 17:38:24
Que Tenso hein. vamo ver no que vai dar isso aí.
23/05/2015 14:23:30
Professor querido,que saudade de vc. Que bom que voltou meu nego lindo.!!!! E q delicia esse seu novo conto. Amando jah. E ansiosissima pelo prox. Axo q B.eh inocente viu? Sei nao Bjuxxxxx
23/05/2015 13:42:37
Oi amigo, antes de mais nada que você tenha um ótimo final de semana, o meu vai começar levando a Juju no Disney on ice, depois te mando a foto dela vestida de princesa. A vida tem que ser sacudida de vez em quando, se não estamos apenas sobrevivendo. Espero que JB cresça com isso e não tenha medo de ser quem é. Beijos lindão!
23/05/2015 13:32:39
Eu entendo JB por ele ter 17 anos é meio imaturo ainda, apesar de toda carga racional que demonstra ainda é inseguro, assar do Bernardo que vai sofrer com esse gênio forte do João, que já mostrou ser bem irredutível quando quer... Bjs e até mais um capitulo perfeito tenho certeza!!
23/05/2015 13:14:50
Legal!!
23/05/2015 13:06:33
Nando eu confesso que sempre espero muito de você e admito que sou agraciado, pois você sempre nos oferece mais do que esperamos...
23/05/2015 07:16:15
Que sacudida hein meu lindo esperando ansiosa pelo próximo capítulo. Bjus e tenha um excelente fim de semana meu lindo
23/05/2015 07:06:44
oi.lindo!saudades.que.eu.tava.de.vc.cdc.não.era.o.mesmo.sem.vc.aqui...to.adorando.a.historia.perfeito.como.sempre.
23/05/2015 06:44:48
Ah sei não...acho q ainda to na duvida aqui...bjs
23/05/2015 06:14:02
Eeeeeeeerrrr aí tem...
23/05/2015 01:45:23
Verdade, qdo somos superprotegidos com medo de nos magoarmos nesta realidade nua e crua que é a vida, muitas vezes nos tornamos céticos, JB, não se acha bom o bastante para o Bernardo que por ser poucos anos mais velho e mais vivido, devido a sua carreira, sempre ficará com um pé atrás, vou dar uma de advogada do diabo, como dizem e dar um voto de confiança para o Bernardo, quem pode afirmar que ele está mentindo, ele realmente saiu e se encontrou com os amigos, mas quem garante que por causa da bebida ele não foi pra casa de táxi ou um amigo ou amiga o deixou em casa no horário que ele disse e foi buscar a moto logo cedo? Bernardo pode estar escondendo que ficou bebado por causa da felucidade pelo JB ter aceitado namorar com ele mesmo escondido, muitos questionamentos e muita paixão crua a flor da pele. Nando, este casal explosivo terão muita arestas para apararem antes de se acertarem e se aceitarem de vez. Um cheiro e um beijo neste coração lindo, da sua Mama Rose.
23/05/2015 01:39:47
Eu ja falei o que sabia e ja meio que entendi o que vai rolar, to adorando ler esse conto
23/05/2015 01:15:38
Mentiras, mentiras... Beijos mil, chéri!
23/05/2015 01:12:05
Quero absorver mais da história, pra depois fazer algum comentário...
23/05/2015 00:52:59
Muito bom Nandão. Abraços.
23/05/2015 00:51:51
Às vezes só temos a ilusão pra nos manter vivos...

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.