Casa dos Contos Eróticos

Namorada sem roupa na viagem com meus amigos

Categoria: Heterossexual
Data: 20/04/2015 13:56:21
Última revisão: 22/08/2016 16:47:11
Nota 9.90
Ler comentários (10) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Férias chegando e eu e meus amigos nos organizamos para ir para casa de praia de minha família, local lindo e muito calmo. O único problema para jovens é que não tem sinal de celular.

Combinamos de ir com meu tio, iriam dois amigos, eu e a minha namorada. Passaríamos na casa do povo que era caminho e desceríamos para a praia, onde ficaríamos um fds. Quando chegamos, meu tio me chamou e disse que iria embora (eu já esperava), pois não gostava de praia, mas que a geladeira estava bem abastecida tanto comida, como bebidas e que na frente tinha um mercadinho.

Guardamos as bolsas e fomos para a praia que ficava a frente, do jeito que estávamos, os meninos ainda tiraram a camisa, minha namora foi de roupa também, ela é baixinha, apelidada de tanajura, por causa da sua bunda avantajada e os peitos médios e bem pontudos. Ela estava com um short jeans e para meu desespero uma camiseta branca e sem sutiã.

Mas no meio da folia a gente ninguém se ligou, porem quando estávamos saindo da água vi os olhos sedentos dos meninos, mirando os mamilos da minha namorada através da camisa, que estavam com os faróis acesos por causa do frio. Quando ela percebeu ficou vermelha e puxou a camisa, descolando dos peitos.

Voltamos para comer algo e minha namorada foi se trocar, porém surgi à segunda surpresa, a bolsa dela ficou no carro, ela ficou com cara de choro e os meninos malhando dela, ate que um falou para ela pegar nossas roupas. Fui buscar um calção e uma camisa regata. Porém como ela é baixinha, com certeza ficaria muito grande, ela foi tomar banho e a gente foi abrir um vinho.

A gente já começando a ficar feliz por causa da bebida e aparece a minha namorada parecendo uma jogadora de basquete, ela meio acanhada se juntou a gente e pegou um copo, percebi que quando ela se inclinava para pegar a garrafa deixava os peitos a vista, mas eu nem me importei, ate porque ela já tinha deixado exposto na praia, os meninos olhavam e eu estava começando a gostar, pois era o único ali com uma menina. Com o aumento do teor alcoólico começamos a falar de putaria e percebi que minha namorada já tinha cruzado as pernas e com o calção folgado dava para ver o começo dos lábios da bucetinha dela, para minha infelicidade os meus amigos já tinham percebido também e estavam todos tentando esconder os paus duros. Minha namorada começou a perguntar coisas aos meninos e eles respondiam de boa, descobrimos que um era virgem, todos zoaram dele, depois os meninos se empolgaram e passaram a perguntar também, tipo qual a melhor posição para ela, se ela gostava de anal. Ela respondia tudo falava que gostava de ficar por cima e que geralmente gozava com anal, eu fiquei impressionado com o nível das perguntas e comecei a notar os peitinhos dela quase furando a camiseta, a danada tava excitada, pensei em cortar o clima e parar a bebida, mas deixei rolar.

Ja era de noite e minha namorada disse que estava com calor, eu disse, que ela estava quase nua e ainda sentia calor? Os meninos propuseram ir tomar banho no mar, saímos e ela disse que iria entrar sem camisa, que os meninos ja tinham visto seus peitos mesmo. Nessa hora entrei no clima e disse que iria de sunga, todos também foram e os 3 com os paus duros. A lua tava grande e iluminava bem. Todos secavam os peitinhos dela. Eu comecei a beija ela e roçar minha rola nela, ela ria e dizia que tinha um bicho batendo na bunda dela e os meninos caiam na risada. Ela puxou o calção para o lado e coloquei a rola na entradinha da buceta, ela se ajeitava e rebolava e era atrapalhada pelas ondas. Os meninos falavam parar ter cuidado para eu não perder a sunga e riam. Depois de muita putaria, minha namorada disse que queria mais vinho e que iria entrar. Ela se abaixou na água e tirou o calção, jogou para os meninos e saiu correndo na areia. A visão daquela bundona branca hipnotizava a todos, quando dou por mim, os meninos tiraram a sunga e saíram correndo atrás dela. Por sorte ela chega à casa antes e se enrolou numa toalha. Mas assim que os meninos chegam tavam tudo com a rola apontando para cima, ela ri e pergunta para mim se soltava a toalha e ficava que nem eles. Eu engasgo e digo que não, para tristeza dela e dos meninos. Um dos meus amigos pegou o celular e para provocar colocou um funk, minha namorada secou o copo de uma vez e começou a dançar, rebolava e ia descendo ate o chão, já dava para perceber que a sua bucetinha estava a mostra, olhei com cara de reprovação e ela sorriu e tirou a toalha, os meninos urraram e ela mandou eu ir tomar banho para esfriar a cabeça. Olhei a cena da minha namorada dançando funk, com meus amigos e todo mundo pelados. Enchi meu copo, os dos meninos e o dela. E pensei comigo “então que a putaria comece”. Falei que iria tomar banho. E fiquei imaginando que iriam se aproveitar.

Quando voltei estavam só dançando e não fizeram nada, realmente eram meus amigos, mas eu não pensava nem mais nisso. Desliguei o som e disse que minha namorada iria tirar a virgindade do meu colega. Ela arregalou o olho e dei um copo para ela, porem ela não se acanhou, chegou perto dele, tocou na rola dele, e ja bateu uma punhetinha, pois estava meio bomba, a rola dele endureceu e a danada se abaixou, deixando a bunda virada para mim e meu outro amigo, que de imediato começamos a admirar aquela visão, enquanto ela abocanhou a rola, meu amigo mau respirava, parecia que teria um ataque, meu amigo do meu lado começou a tocar uma punheta olhando seu rabo e perguntou para mim se podia tocar nela, eu autorizei e ele passou a mão nas costas dela e desceu ate o rabinho. A pele dela se arrepiou toda e ela olhou para trás. Eu a puxei para minha rola e ela começou um boquete maravilhoso, enquanto isso ela continuou a punhetar meu amigo virgem, depois de um tempo escuto um gemido e minha namorada para e diz que o virgem tinha gozado na mão dela. Ela riu e ele pediu desculpa, ela só lambeu os dedos e o pau dele logo foi ficando duro de novo.

Nesse momento minha namorada começa a gemer, sem entender o motivo, olho e vejo que o outro menino já estava com a língua dentro da buceta dela, dedilhando o grelinho dela, ela estava tão excitada que o grelo dela já estava com a cabecinha de fora e todo vermelho. Com um grito e pela cara lambuzada do meu amigo ficou claro que ela tinha gozado. Ela o empurrou e foi gulosa na rola do virgem, sua buceta pingava, ela nem olhava mais para mim, estava por conta própria, mas antes de ser fodida, mandei ela parar, fui na mochila e peguei camisinhas, putaria a parte, mas sempre protegido. Ela tomou a camisinha de mim, abriu e colocou na boca, com maestria ela colocou a camisinha nele e puxou o resto com a mão. Sentou ele e foi para cima dele. Rebolou na cabeça da rola dele e foi sentando, entrava com muita facilidade. Eu em pé, recebia um boquete e meu outro amigo lambia os dedos e passava no cu dela, empurrava dois dedos. Nessa hora eu gozei na sua boca, ela quase engasga. Quando saio de perto vejo meu amigo pegar a camisinha e percebo que ele vai tentar comer o rabo dela. Ela se inclinou e auxiliou a entrada da rola no seu pequeno buraco. Quando ele tentava engatar nela o ex-virgem gozou. Foi a deixa para eu entrar no lugar dele, ele saiu e fui para baixo dela. A buceta tava quente e bem molhada. O outro se ajoelhou e finalmente acertou seu rabo, ela suava, estava exausta e nós tentamos sincronizar os movimentos, depois de um tempo senti sua buceta apertar, a danada iria gozar de novo, depois que ela gozou ela caiu desfalecida no meu amigo. Como a gente não tinha gozado, continuamos, eu ia gozar e tirei a rola e fiz nos peitos dela, meu amigo ainda tinha fôlego, tirou a rola do cu dela e trocou a camisinha e começou a comer a buceta dela, que já estava toda melada, ele bombou ate ela gozar pela terceira vez e ele gozou junto. Na sala mesmo a gente dormiu tudo pelado e satisfeito. De manhã sou acordado com alguém batendo na porta, mesmo com enxaqueca devido a bebida me levanto, vejo que era meu tio corro visto um calção. E ele me entrega a bolsa da minha namorada, na sala estavam os 3 pelados e eu com medo do meu tio entrar, mas ele só deixou e foi embora. E pensei ao ver aquela cena. O que poderia acontecer nesses outro dois dias kkkk

Comentários

17/01/2017 12:07:54
Isso é o que se chama festinha íntima. Adorei a liberalidade, a nudez espontânea, a intimidade entre amigos.
23/08/2016 15:00:06
Adorei quem sabe um dia participo de uma festa acim iria adora
08/08/2016 10:35:40
Adorei seu conto!!!!, queria que meu namorado fosse liberal assim tambem......
03/06/2016 11:59:06
Quando noivar a putaria vai aumentar, se precisar de um macho pra dar um trato nessa putinha na sua frente, me chama! ;)
07/04/2016 11:51:41
Gostaria de ser seu amigo manda fotos dela pra mim já tenho 51anos e gostei igual um adolescente donemagrao@Gmail.com
03/02/2016 00:24:25
Me manda foto dessa gostoza wesleytudao7@gmail.com zap meia quatro catorze meia quatro zero oito chama lá
29/12/2015 09:50:30
Adorei. Safadinha se revelou. Q delícia.
08/06/2015 01:12:13
Nossa, sou louco pra arranjar uma namorada que tope algo parecido!!!
20/05/2015 01:27:25
Mtoo bom.. Namorada safadinha!! Me escreva: duderazi@hotmail.com
21/04/2015 13:03:56
Então conta pra gente o que aconteceu??? Otima descrição de uma suruba!!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.