Casa dos Contos Eróticos

A amiga da minha esposa

Autor: Lucas
Categoria: Heterossexual
Data: 11/04/2015 19:42:09
Nota 9.00
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Tenho 24 anos, 186 cm, ruivo, cabelos raspados, tatuagem no peito, grande e forte. Sou casado a 8 anos com a minha esposa, casamos muito cedo e somos bem experientes e cabeça aberta enquanto a sexo. Porém, sempre quando se tratava das amigas delas e da irmã ela não gostava e confesso que me dava mais tesão imaginar isso. Nós moramos longe de nossa cidade e sempre íamos juntos, mas desta vez não fomos, ela foi antes e fui depois. Ela voltou e conversamos bem pouco, mas ela ressaltou sobre a amiga dela que conversava comigo e tinha gostado de mim, que eu era um ótimo confidente e que tinha ficado mais bonito. Essa amiga dela morria de ciúmes de mim por que tinha “roubado” minha namorada dela, sempre foram muito grudadas. Ela é morena, cabelos pretos ondulados, tem uma carinha de princesinha sapeca, lábios finos, boca grande, seios, pernas e bumbum grandes. Ela havia engordado um pouco no casamento, veio a emagrecer e ficou mais gostosa do que era. Fui pra minha cidade e de cara fui no trabalho dela como quem não quer nada, comprei umas besteiras mas só para chegar no caixa e conversar com ela. Ela prontamente abriu um sorriso e disse:

- Nossa você aqui? Achei que não ia vir

-Pois é cheguei hoje,

- Que legal, pera ai deixa eu finalizar essa compra e já falo com você

Me chamou pra fora, depois de finalizamos as compras, me veio com as sacolas, me entregou e veio até mim com um abraço, foi logo apertando os seios contra meu peito e sentindo o cheiro do meu perfume no meu pescoço, eu já abracei ela com a mão perto do bumbum e ela prontamente respondeu contraindo mais sua cintura em mim, foi uns 4 segundos de abraços, mas sentimos bem o corpo um do outro. Conversa vai ela me diz:

- Bom, vou ter que entrar!

- Vamos sair hoje? Tomar uma cerveja, conversar!

- Vamos, mas preciso te confirmar só mais tarde, pode ser?

- Pode sim!

Sai e dei um beijo no canto da boca dela, ela prontamente me respondeu, me dando outro abraço daqueles!

A tarde recebo uma mensagem no facebook era ela me dizendo que tinha confirmado que poderia sair, possivelmente deu um cangapé no marido dela. Disse que teria que ser em um bar que fica escondido da cidade, mas era o melhor lugar, combinei de buscar ela na casa da amiga dela, que ela iria “dormir” lá.

Busquei ela e fomos direto para o bar. Incrivelmente ela estava do jeito que eu gosto, não sei se minha mulher tinha dito algo pra ela, mas estava de salto alto, shortinho preto bem apertadinho e blusinha de seda folgada rosa, cabelos amarrados e um perfume maravilhoso. Batom vermelho que ele retocava toda hora, motivo? Beijei demais ela, era beijos molhados intensos, o bar estava vazio, era bem buteco mesmo. Sentamos em uma mesa bem no fundo do bar e começamos a pegar fogo, ela pegada sobre meu short e fazia carinho no meu pau, eu chupava a língua dela como podia.

- Safada, que boca gostosa você tem!

- Quer ver ela em outro lugar???

Saímos dali, paguei a conta e fomos pro meu carro, ela desabotoou a blusa e deixou só o decote de fora, mostrando aquele sutian rosinha e seus seios grandes branquinhos. Passou a língua sobre os lábios e caiu me chupando:

- Encaminha pro motel!

Fui dirigindo e ela mamando, profissional, babava sem cuspir, cada chupada que ela dava ela molhava mais meu pau, parecia que há algum tempo não chupava assim. Engolia tudo, até a base e ficava me provocando:

- Vai ter o que sempre sonhou hoje. Desde quando me conheceu percebi que queria me fuder, vai ter hoje, quero essa rola dentro de mim

Chegamos no motel e ela babava meu pau cada vez mais. Entramos no quarto e fomos tirando nossas roupas, só pedi pra ela ficar com o salto, tirei o short e a blusa de seda dela e vi aquele corpo branquinho, aquele cabelo ondulado sobre a lingerie rosa e me disse:

- Sei que gosta de tudo isso!

Ficou de 4 e pediu pra me afastar, tirou a calcinha de lado e ficou se masturbando. Eu louco batendo punheta, e ela cada vez mais se excitando, se inclinava e olhava pra mim pra ver meu pau. Até que disse:

- Vem me chupar, de 4 vai

Apoiei na cama e enfiei a cara na buceta dela, lisinha toda gordinha, do jeito que gosto, cheirosa, lambia ate me lambuzar, enfiava a língua la dentro e tirava, meu pau sedento pra fuder com ela. Me arrisquei, fui até o cuzinho dela e passei a língua devagarinho, pensei que fosse negar mas prontamente deu um gemidinho e ergueu a cabeça jogando seus cabelos para trás. Gemeu cada vez mais com as lambidas naquele cuzinho gostoso. Fiquei só ali, percebi que amou!

- Que cuzinho gostoso Samara

- A Leticia falou que adora comer o cu dela! E a tempos que não dou o meu! A surpresa é essa só quero dar meu cuzinho pra você!

Prontamente atendi, ela empinou a bunda e coloquei meu cacete no cuzinho dela, apertadinho parecendo ainda virgem.

- Ainnnn, fode meu rabinho vai, mete seu pau no meu cu!

Eu metia e enfiava cada vez mais forte, o cu dela tava molhadinho, entrava e saia com facilidade. Segurei na cintura dela e socava cada vez mais forte

- Não para, não para, ainnnnnnn

- Que cu gostoso! Sua vadia

- Vai me xinga vai!

Coloquei ela de pé e abri a bundinha dela, ela encostou na parede e eu abri a bunda dela meti meu pau no rabinho dela. Ela colocou suas costas no meu peito e falou no meu ouvido:

- Meu cuzinho é gostoso ne? Ainnnn delicia, fode meu cuzinho vai, assim que gosto

Continuei metendo ver ela de pezinho com salto alto e toda nuazinha me dava mais tesão! Continuei metendo na bunda dela, até que ele começa a mexer na buceta e diz:

- Não para, não para, não para, mete no meu cu filho da puta, mete, me arrebenta!

- Sua puta, que rabo gostoso- prontamente beijando a boca dela.

Seguro na cintura dela e começo a meter mais forte, ela geme alto e diz que vai gozar:

- Ai delicia, come meu cuzinho que vou gozar, Ainnnnn, AINNNNNNN

- Goza, gostosa, goza

Ela olha pra mim e começa a gemer mais altooo

- Ownnn, Ainnnnnn, to gozandooooo, vai VAIIIIIIII, AINNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN

-Delicia, Samara, que cuzinho gostoso!

- Sua vez!

Comecei a bombar mais forte e mais forte e gozei no cuzinho dela, escorrendo pela buceta. Nos deitamos exaustos, ela com a bundinha doendo! Transamos mais 3 vezes na noite e fomos embora! Tudo no cuzinho dela!

Comentários

13/04/2015 14:30:08
Cara é muito bom comer uma mulher assim casada que não dá gostoso pro marido e se entrega pra gente!! Parabéns!! Quem for da região oeste do pr e quiser me escrever banjos394@gmail.com
11/04/2015 22:43:00
Muito bom
11/04/2015 22:11:23
delicia

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.