Casa dos Contos Eróticos

Cuidando de minha cunhadinha dodói

Categoria: Heterossexual
Data: 27/04/2015 18:09:21
Nota 9.75
Ler comentários (7) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá amigos.

O que irei relatar hoje, é mais uma realização de um sonho do que qualquer outra coisa.

Bom, sou casado com Angelica (fictício) a quase 19 anos, temos uma filha adolescente, minha esposa com 40 anos é a do meio das 3 irmãs, e modéstia a parte todas as trés são mulheres muito bonitas e charmosas, minha cunhada mais nova, com seus 30 e poucos é linda, com rostinho de menina sapeca, gostosa com a pele de alva e sedosa seios médios e firmes e pernas bem torneadas, sempre alegre e simpática, na verdade as 3 são muito extrovertidas e comunicativas, minha esposa e gostosa apesar de mais madura, tem aquele jeitinho jovial, e na cama então... é uma fera...

E por último, más não menos importante, minha cunhada Rosângela, (fictício) branquinha e baixinha, com olhos verdes brilhantes, cabelos louro com mechas, na verdade as 3 tem o mesmo tom de cor, seios fartos.. lindos duros ( eram maiores, más ela resolveu diminuir um pouco, o que eu acho que não era necessário más... ainda assim lindos, barriguinha de lipo, pernas fortes de academia, e o sorriso!!!! que sorriso que minha cunhada tem!! uma boca carnuda e deliciosa com dentes brancos e uma voz meio rouca e sensual, isso sem falar no pezinho lindo e pequenino, no que as 3 tem e comum pés pequenos e bem feitos, tanto que a casula calça 34 uma delicia de pezinho, minha esposa e Rosângela calção 35...ela, com seus 43 anos é um verdadeiro tesão de mulher, daquelas mulheres pequenas mas toda delicada que da vontade de pegar no colo e beijar todinha.

Então vamos aos fatos, estava minha cunhada voltando para sua casa quando, infelizmente tropeçou na guia da rua e acabou tendo uma séria lesão em seu tornozelo, tendo que ficar em casa sem poder se movimentar por vários dias até ser liberada para fisioterapia.

Como ficou ela com gesso sem poder fazer quase nada, todos nós reveza vamos para ajuda lá no dia a dia, com tarefas da casa, fazer as refeições e até ajuda lá a tomar banho! pena que nesta tarefa eu não participava...rsrsrs

Como além de ter tido a lesão grave, também tinha um ferimento causado pelo tombo,um pouco acima do tornozelo que necessita de trocar o curativo diária mente.

E foi em uma destas que eu me dei bem!!! muito bem pra falar a verdade!!!

Em ma tarde de quarta-feira, minha esposa me liga e pergunta a mim se poderia ir até o AP da sua irmã fazer a troca do curativo, pois ela teria uma reunião de última hora e não poderia ir e sua outra irmã também tinha um compromisso.

Nem preciso dizer aceitei na hora a tarefa deliciosa de cuidar do dodói da cunhadinha lindinha.

Sai mais cedo do trabalho, tomei banho me perfumei, e no caminho do AP da Rosângela, comprei docinho e salgados para o café da cunhadinha, e umas flores para alegrar seu dia.

Chegando no prédio, como temos uma cópia das chaves, fui logo subindo até seu Ap, chegando lá abri a porta e logo avistei minha cunhadinha sentada no sofá da sala com seu pezinho apoiado em uma almofada.

Ela estava bem a vontade, com uma blusinha solta aparecendo as alças do Sutiã, e com uma shortinho super pequeno e cavado de dormir, que por ser claro dava pra ver perfeitamente salsinha pequenina e preta.

Na em que me viu, me recebeu com aquele sorriso lindo, me agradecendo por ajuda lá e coisa e tal, dei um beijo em seu rosto um abraço, e pude sentir o cheiro gostoso e a macies de sua pele.

Minha cunhada sempre foi muito gentil e educada comigo, na hora até me senti mau por ter aqueles pensamentos sobre ela, más eu não podia evitar, era mias forte que eu..... e a visão daquela mulher linda, aquelas pernas grossas e a transparência da roupa.

Senti meu membro inchar e pulsar, chegando a doer a cabeça do meu pau, uma ereção descomunal que quase não consegui disfarçar.

Dei uma desculpa e foi até a cozinha preparar um lanchinho para "Rose" como eu a chamo, e "ajeitei" as coisas dentro das calças do melhor jeito possível.

Ale toda agradecida tomou o lanche dizendo que eu adivinhei o que ela gostava de comer e que estava mesmo com uma fominha.

Após seu lanche, eu perguntei se ela queria trocar o curativo e ela disse que sim, então com o maior cuidado tratei de seu pezinho dodói, e minha cunhada que ficara observando todo meu cuidado com ela, me elogiou dizendo o quanto eu era atencioso e que ela não tinha como agradecer o que eu estava fazendo por ela.

Eu disse que não havia o agradecer, que ela podia contar comigo sempre e que era um prazer poder ajuda lá minha cunhada preferida.

Notei que Rose ficou muito alegre com o que eu disse, e que também ficou com a face vermelha, quando falei que era minha preferida.

Após a troca de curativo feita, pequei uns travesseiros,para acomoda lá melhor no sofá.

Rose agradeceu mais uma vez, pois estava cansada da posição, e disse que estava com dores nas costas e o corpo e comentou que até seu outro pé agora doía devido ao esforço para se locomover com a muleta.

Eu tentando disfarçar olhar de suas coxas e de sua calcinha que teimava em se mostrar no shortinho transparente, tive a grande ideia de me oferecer para massagear seus pezinho cansado dos esforços, ela meio que sem jeito aceito.

Busquei um vidro com óleo de amêndoas que havia em seu banheiro, e comecei a massagear seu lindo pezinho.

Era tão pequenino e delicado aquele pezinho, me dediquei com toda minha pericia em massagens, e olha que sou muito bom misso, minha esposa sempre disse que eu deveria ser massagista.

Rose no começo estava meio sem graça de eu estar massageando e alisando seu pé, dizendo que eu não precisava me incomodar com aquilo, que eu já tinha feito muito por ela.

Eu disse que estava tudo bem, que eu sempre massageava os pés de sua irmã, e que até gostava de fazer massagem e que o chulé dela estava suportável.

Caímos os dois na risada, e isso acabou deixando á mais a vontade, fomos conversando e eu massageando todo seu pé, a sola calcanhar, peito do pé, no meio dos dedinhos e me dediquei a massagear cada um dos seus dedinhos com o óleo de amêndoas, ela foi relaxando cada vez mais até que pode notar que estava gostando da massagem, senti seu corpo relaxar e notei que ela fechava os olhos aproveitando o momento.

Confesso que eu estava me deliciando co tudo aquilo, e meu pau estava quase estourando a cueca de tão duro, más me concentrava na massagem e via que estava dando certo, ela estava gostando

Falei para Rose, se estiver sentindo algum incômodo ou dor me avise ok!

Ela disse que não que na verdade estava muito bom aquilo, que eu tinha mãos ótimas para massagear, e que ela estava adorando.

Foi minha deixa, comecei a massagear seu tornozelo, e aos poucos foi massageando sua pantorrilha com óleo de amêndoas eu podia sentir sua pele macia e via que ela estava adorando toque das minhas mãos em seu corpo.

Continuei falando, se estiver sentindo dor o desconforto e só fala Rose.

Ela me disse, esta mito bom cunhado, você nem imagina como eu estava precisando dessa massagem, você é um anjo.

Eu massageava sua pantorrilha toda agora, e via minha cunhadinha de olhos fechados e mordicando os lábios, notei sua respiração começando a ficar mais pesada.

Sim era isso, ela estava ficando exitada com minha massagem, agora era hora do segundo passo.

Continua.....

Comentários

24/08/2015 12:46:47
Olá vejam a continuação em cuidando da cunhadinha dodoi II
09/05/2015 15:34:33
poxa mande para a continuação Carlos-otaviof@bol.com.br
28/04/2015 01:26:51
Na melhor parte vc para continua logo
28/04/2015 01:24:26
Continua logo
27/04/2015 20:26:57
Continue
27/04/2015 19:57:20
hum adoro ninfetas, novas, escrevam pra mim que passo meu wats zaap anakin1939@gmail.com espero vc menina lindawats 1_4_9_9_7_3_5_1_3_4_9
27/04/2015 19:20:18
Conta logo o próximo, come logo essa gostosa.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.