Casa dos Contos Eróticos

Presente de Aniversário

Autor: Monalize
Categoria: Heterossexual
Data: 22/03/2015 19:05:41
Nota 10.00
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Ele estava fazendo muito mistério com meu presente surpresa de aniversário, que é neste sábado. Mas ele me disse que dará meu presente na sexta-feira. Eu estou muito ansiosa pra chegar logo. To achando que esta semana ta correndo muito lentamente. Olho mais uma vez para o calendário na parede... quarta-feira.

Resolvo mandar mais uma mensagem para ele;

-O que eu posso fazer para você me contar sobre meu presente?

-Eu poderia pensar em varias coisas que vc poderia fazer por mim... em mim...

-Então me diz... eu terei prazer em fazer ;)

Não mocinha... nem adianta tentar me seduzir... seu presente é SURPRESA.

- #MALVADO

- #GOSTOSA

Pelo jeito ele não vai me contar mesmo. O jeito é ir pra cama e tentar dormir.

É quinta-feira, marquei um dia de beleza, pra ficar linda pra ele, pois sei que seja qual for meu presente o fim de noite será sempre com muito sexo. Então meu dia terá cabeleireira, manicure, depilação completa e é claro; a compra de uma lingerie nova.

No final da tarde, fui ao shopping para escolher uma lingerie especial, para nossa noite especial. Depois de olhar varias acabo optando por um conjunto preto com detalhes em branco, com cinta liga e meia preta.

Tudo pronto para estar linda amanha pra ele. Estou realmente ansiosa para estar com ele. O dia foi cansativo... já estou com sono... Meu celular toca informando mensagem.

- Boa noite minha Gostosa! Amanhã é o grande dia!

- Já até desisti de pedir informações sobre meu presente. #malvado.

- Durma bem minha linda! Amanhã te pego as 16:30 hrs. Esteja pronta. Não podemos nos atrasar...

- Ok.... Vou ser uma boa menina. ;) Boa noite.

Enfim... sexta-feira. As quatro da tarde já estou pronta, coloquei uma saia preta e uma blusinha cinza, meia preta e salto alto. Estou maquiada, perfumada e muito ansiosa.

Ele chega as quatro e meia como combinado. Lindo como sempre! Está vestindo uma calça social preta e uma camisa branca. Com uma rosa vermelha, um lindo sorriso e um beijo delicioso.

- E então moço, onde vamos? – pergunto a ele.

-Eu já não disse que é surpresa? Confie em mim. – Diz ele, piscando pra mim.

Entramos no carro dele e fomos conversando sobre nossa semana... e ele me surpreende me levando ao aeroporto. Já havia comprado as passagens para São Paulo.

- Viajar? Mas eu não trouxe roupas e nem nada! – digo.

- Não se preocupe. Voltaremos amanha bem cedo.

Chegamos em SP, pegamos um taxi. Ele entrega um papel com um endereço para o motorista. A Viagem demora alguns minutos. E enfim paramos em frente a um lugar bem iluminado que parece ser uma casa noturna. Descemos do taxi e ele me explica.

- Amor, eu disse que quero realizar todas suas fantasias... e hoje vou realizar mais uma. Bom... vc sempre me disse que tinha uma fantasia de conhecer uma casa de swing... aqui estamos. – Disse ele com um sorriso malicioso.

-Não acredito!!! Serio?! Que delicia amor!!! – Digo a ele dando pulinhos de alegria. Estou muito empolgada!

- Amor, hoje viemos apenas pra conhecer... vc não precisa fazer nada que não queira. Ok?!

- Eu sei amor! To muito empolgada!!! Obrigada meu docinho!!!

Caminhamos para a entrada da casa. Ao entrar vejo um ambiente muito luxuoso, com uma decoração muito agradável. Há varias mesas, mas ainda há poucas pessoas. Nos sentamos em uma mesa no meio do salão.

Pedimos algumas bebidas. E o gerente da casa veio nos cumprimentar. Me oferece um drink de cortesia por meu aniversario. Ele explica que a casa recebe casais e solteiros. Mas tudo tem que ser consensual. Então para se aproximar de alguém, tem que pedir primeiro. Em caso de negativa, não se pode insistir, sob pena de ser retirado da casa por seguranças. A casa tem varias dependências; este lugar onde estamos é a “área social”. É um salão para socialização. Há um bar e o palco onde há shows de stripers, homens e mulheres, há também a pista de dança, o camarote e algumas cabines privadas.

O lugar todo realmente tem uma atmosfera muito excitante. É frequentado por casais e solteiros... alguns usando mascaras. A partir das dez a casa começou a ficar mais movimentada. Os shows de strip começou. E notei que as pessoas são mais abertas. Passam por nós e cumprimentam, há risos, olhares maliciosos, pessoas se “pegando” por todos os cantos.

Estou adorando ver o strip no palco... estou muito excitada com tudo. E sempre que nos beijamos, o nível de excitação esta altíssimo... nos beijamos, nos pegamos... esta delicioso! Olho para algumas mulheres... a maioria são bem bonitas e sexys. Vejo muitos homens me olhando, mas não encorajo... não é isso que quero.

Levanto pra ir ao banheiro e deixo ele na mesa. Ao entrar no banheiro feminino, há algumas mulheres lá... logo que eu entro elas me olham da cabeça aos pés... me analisando. Fico um pouco desconfortável mas acho excitante também. Uso o banheiro e vou ao espelho retocar a maquiagem. Agora há três mulheres no banheiro; duas loiras aparentando vinte e poucos anos e uma morena que aparenta uns trinta e poucos. Todas lindas, com corpos lindos, gostosas. A morena puxa assunto comigo;

- Oi! Vc é nova por aqui né? – Diz ela

-Sim. Minha primeira vez aqui. Alias, é minha primeira vez em um clube de swing – digo, meio sem graça.

- Tá gostando?

- Sim, é extremamente excitante.

- Bom... meu nome é Sonia. – Diz a morena.

Uma das loiras se aproxima.

- Eu sou a Thais.

A outra loira vai embora.

- É um prazer. – eu digo.

- Que bom! Veio sozinha?- Diz Thais.

- Não. Com meu namorado. Ele me trouxe como presente de aniversário... vai ser meu aniversario amanhã e como ele sabia de conhecer uma casa de swing era uma das minhas fantasias, ele me trouxe aqui.

- Olha só! Uma aniversariante! Parabéns! – Sonia diz.

- Obrigada.

- Eu sou solteira, estou aqui sozinha... Thais é minha amiga, é casada... logo vc vai conhecer o marido dela.- Diz Sonia

- E... o que espera encontrar aqui?- pergunta Thais.

- Na verdade estou só conhecendo mesmo.

- Nada de sexo ou experimentar um pau novo?- diz Thais.

- Não... não quero outros homens... – digo rindo.

- hum... e mulher?- Sonia pergunta.

- Mulher.... até que seria... interessante...

-Já beijou uma mulher?- diz Sonia.

- Ainda não...

- Quer ganhar um beijo de presente de aniversário?- Thais pergunta...

Olho pra elas... elas se entreolham...

- Quero.

Sonia se aproxima... meu coração acelera. Ela coloca a mão na minha cintura... me levando até eu encostar na parede. Ela sorri, com uma mão na minha cintura e a outra no meu rosto... e beija... enfiando a língua na minha boca. Um beijo extremamente sensual. A Thais se aproxima... Sonia para de me beijar e Thais começa... e foi um beijo triplo extremamente sensual... delicioso.

Sei que meu amor deve estar preocupado com minha demora....quando saio do banheiro ele esta me esperando do lado de fora.

- Você demorou? Fiquei preocupado. O que aconteceu?

Neste momento as duas mulheres saem do banheiro.

- amor, essas são minhas novas amigas; Thais e Sonia

- Prazer. Sua namorada é uma delicia - Diz a Sonia dando uma piscadinha e já indo embora. Thais apenas joga um beijinho pra ele de longe e segue Sonia.

- O que aconteceu ai dentro?

- Meu primeiro beijo lésbico

- Serio???? E como foi???

- Muiiiito bom!!!

- Fico feliz que esteja aproveitando a noite mocinha.

- Fico feliz por esse presente moço. ( risos)

Resolvemos ir para a área de casais.

Chegamos e nos sentamos em uma poltrona livre. Por toda a área há vários casais... dando uns amassos... alguns fazendo sexo oral e outros já na penetração... uma cena muito excitante...

Nos sentamos em um dos sofás... começamos a nos beijar... percebi que ele estava olhando os outros casais... resolvi sentar no colo dele... frente a frente... olhando nos olhos dele... me aproximei e mordi os lábios inferiores dele devagar... depois chupei m pouco... isso deixou ele louco... ele segurou meu rosto e beijou ardentemente... estou estava explodindo de tanto tesão... comecei abrir minha blusa... deixando meu sutiã a mostra... ele enfiou a cabeça entre meus seios... beijando... e passando a língua... nossa... delicioso! Então notei um casal no sofá ao lado no olhando... A mulher estava passando a língua nos lábios... se deliciando em nossa cena... o Homem estava se masturbando... quando eles notaram que eu estava olhando... a mulher fez um sinal perguntando se os dois poderiam se juntar a nós... ela é muito bonita... até aceitaria ela conosco... mas ter outro homem junto não é bem o que eu gostaria...

- Amor, o casal ao lado... – Eu disse no ouvido dele -O que tem? – disse ele, ainda beijando meu pescoço.

- Eles querem se juntar a nós.

Ele para imediatamente... e olha para eles. O homem pergunta acenando se pode se juntar a nós.

- Você quer? – Ele me pergunta.

- Ela é bem gostosa... mas não quero trepar com outro homem...

- Nem eu quero outro homem te tocando. Você. É. Minha! – Diz ele entre beijos.

-Então vamos pra outro lugar. – Peço.

Levantamos e vamos para outro ambiente. Deixo minha blusa aberta... como vejo varias mulheres andando de lingerie pela casa, acho interessante andar assim também. Passamos por algumas salas. Umas cabines de “Glory Hole” onde há alguns buracos onde os homens colocam o seu pau... do outro lado da parede mulheres chupam...

nem eles sabem quem está chupando... nem elas sabem de quem é o cassete que esta na sua boca... não me agradou... passamos também por algumas cabines privativas e eu já percebi onde ele estava querendo chegar; a sala dos fetiches.

A sala estava vazia. Entramos e ele não disse nada... ficou me olhando com um sorriso safado. Eu olhei com nariz empinado... demonstrando superioridade, com uma das mãos na cintura.

- De. Joelhos! – Ordeno.

Ele abaixa a cabeça... se ajoelha. Eu fico olhando... ele ali de joelhos... meu escravo.

Ando até ele... contorno ele em silencio... admirando sua submissão a mim... gosto disso. Vejo que num canto da sala uma mesa com um kit BDSM.

Vou até lá... pego o chicote... volto até ele...

- Quem é sua dona, escravo?

- Você minha Rainha.

Bato no braço dele com o chicote... não muito forte... apenas pra mostrar quem manda.

- Fale mais alto, escravo!

- VOCÊ MINHA RAINHA! VOCÊ É MINHA DONA.

-Muito bem... bom menino.... Agora vá até a parede... quero te prender lá.

Ele vai até o “X” na parede... prendo ele nas algemas... apenas as das mãos. Enquanto estou algemando ele... um casal chega...

- Com licença, Senhora. Nos permite apenas olhar? – Diz a mulher.

Olho para os dois... com uma mão na cintura e batendo o chicote levemente na minha perna... pensando no que fazer....

-Ok... vocês podem olhar. APENAS OLHAR, ENTENDEU? Não se toquem, não me toque, não se aproxime do meu escravo.

- Obrigado, Mistress.

Eles entram e se sentam em um sofá no canto da sala. Volto ao me escravo... Passo o chicote pelas pernas dele... quando chego no quadril, bato. Ele se assusta... Geme. Eu passo novamente na outra perna... novamente quando chego no quadril... bato... passo o chicote pelo rosto dele... levemente... vejo o medo em seu olhar... abro um sorriso... gosto que apesar do medo, ele confia em sua Rainha. Dou umas batidinhas de leve no rosto dele. Me aproximo passo a língua no rosto dele...

- Quem é sua dona... escravinho?

- Você é minha deliciosa dona, Minha Rainha

Abro um sorriso... adoro isso...

Abro os botões da camisa dele lentamente... olho por alguns segundos aquele peito exposto... passo a língua... e mordo... ele geme... passo a língua no bico... e mordo. Ele grita. Abro um sorriso... abro a calça dele... ele não pede pra parar... então continuo... Tiro o pau dele pra fora...

- Vou chupar você escravo. Não tem permissão de gemer, gritar e muito menos de gozar... se fizer qualquer dessas coisas... vou bater com o chicote no seu pau. Entendeu?

- Sim, minha Rainha.

Pego uma cadeira que está ao lado... coloco em frente a ele... sento e começo a chupar... lamber... olho pra ele e vejo que esta mordendo os lábios, se segurando pra não gemer... Depois de alguns minutos, vejo o esforço que ele esta fazendo pra não gozar...

- Minha Rainha, por favor!

Eu paro. Me levanto. Solto ele das algemas. Ele se ajoelha aos meus pés.

- Obrigado, minha Rainha.

- Agradeça beijando meus pés, escravo.

Ele começa a beijar meus pés. Olho para o casal...

- Vocês podem ir. Não tem mais permissão de ficar aqui.

- Obrigado. Mistress. – Diz o homem. E saem.

-Levante-se escravo!

Ele se levanta... eu me aproximo mais... abraço ele...

- Vamos curtir os outros lugares da casa amor? – Digo ao seu ouvido.

- Vamos sim gostosa. Temos a noite toda pra aproveitar seu presente.

Ele se arruma... fechando a camisa e a calça... e seguimos.

Chegamos a sala coletiva. Um local onde casais, solteiros e solteiras podem interagir. O clima está quentíssimo! Todos transando, fazendo sexo oral... beijos e sexo coletivo. Vemos um sofá vazio ao lado da porta... puxo ele pra lá. Empurro pra ele sentar... subo no colo dele. E já começamos os amassos... ele beija tão bem! Aperta minha bunda... meus seios... beija meu pescoço... em meio a loucura do nosso tesão... olho na porta e vejo a Sonia. Ela está parada, apreciando a loucura da sala. Ainda não me viu... Mas quando o olhar dela cruza o meu, nós duas sorrimos... eu aceno chamando ela... Meu gato não vê ele chamando porque esta com o rosto enterrado entre meus seios... me chupando deliciosamente. Ele se assusta um pouco quando ela senta ao nosso lado. Ele olha pra ela e depois pra mim. Eu abro um sorriso... Mordo os lábios... e inclino pra beijar ela... enquanto beijo ele aperta mais minha bunda... ele está explodindo de tesão! Ela para de me beijar e começa a beijar ele... fico olhando... que sensual...

Desço do colo dele... me ajoelho entre as pernas dele... Eles continuam se beijando. Abro a calça dele e começo a fazer um oral... lambendo chupando... passando minha língua no saco dele... Ela então para de beijar ele... e se abaixa pra chupar o pau dele junto comigo... Chupamos, lambemos... no beijamos...

Levanto, solto minha cinta liga e tiro minha calcinha... ela continua chupando ele... pego a calcinha e jogo no rosto dele... ele pega e cheira... fico mais excitada... Ela volta a beijar ele. Ele enfia a mão no bolso e pega uma camisinha. Eu pego da mão dele... rasgo a embalagem e me ajoelho pra colocar... depois subo no colo dele... coloco seu pau na minha xana... e começo a subir e descer. Sonia tira a blusa... estava sem sutiã... exibe seios lindos.. inclina pra ele chupar... ele acaricia... chupa... ela enlouquece sob a língua dele... e eu continuo a rebolar naquele pau delicioso. Sonia levanta do sofá... e sem cerimônias, não se intimida em tirar toda a roupa e ficar nua... Ela se inclina pra me beijar... beijamos rapidamente... levanto e saio do colo dele... ela senta no pau dele... de costas... sentando e levantando... deixando o pau dele quase sair e entrando tudo de novo... ela continua sentando e levando e ao mesmo tempo acariciando seu clitóris... ele geme olhando a bunda dela empinada no seu cassete... eu me sento no sofá... começo a me masturbar vendo aquela cena... ele estica o braço e começa a acariciar minha buceta.. e eu começo a acariciar meus próprios seios... me contorcendo de tesão... que delicia! Logo ela começa a gritar demonstrando que gozou...

Sonia levanta... pega na mão dele puxando ele para que ele fique em pé... quando ele se levanta... ela me empurra gentilmente para eu me deite no sofá... ela se inclina, ficando de quatro na outra ponta do sofá... mas com a cabeça entre minhas pernas. Ela começa a me chupar deliciosamente... ele não perde tempo, vendo a bunda dela ali empinada... ele chega por trás dela e começa a meter... que coisa maravilhosa... a língua dela na minha xana... ele comendo ela de quatro... ficamos assim por alguns minutos... até que eu gozo, dando gritos de tesão... Ele ouvindo meus gritos também goza metendo nela de quatro... caralho! Que delicia!!!

Paramos por alguns minutos... respiração ofegantes... nos sentamos no sofá... Sonia me beija e sussura um “obrigada”... pega as roupas... coloca a saia... coloca blusa... e sai... sento no colo do meu amor... abraço seu pescoço...

- Obrigada amor... presente delicioso!

- Já são duas da manhã amor.. Feliz Aniversário.

- Awn.... que lindo!!! Obrigada amor!!! Eu te amo!!!

- Também te amo, minha gostosa.

Nos beijamos... ficamos ali por um tempo... depois nos vestimos... Passamos pelo bar pra beber um pouco.

- Amor, tem um motel aqui ao lado. Vamos passar lá pra tomar um banho e nos arrumar. Nosso voo sai as seis da manhã. – Ele me diz.

Vamos até o motel... lá transamos mais uma vez. Tomamos um banho e pedimos um taxi para ir ao aeroporto. Pegamos nosso voo e voltamos pra casa... durante o voo, fico imaginando o que eu vou fazer para retribuir esse presente......

Comentários

03/04/2015 20:34:28
eu morena 29 anosalt ...65 kl... seios fartos ...bumbum grande,MORO NA REGIAO DE CAMPINAS quero realizar a minha fantasia de ser violentamente estrupada por 6 homens super dotados para mi estuprarem , quero que todos gozen e mijem na minha cara , e-mail... rose.milane@hotmail.com ou whats ROSE TRAVESTI
23/03/2015 08:07:30
Sorte do homem que tem você como namorada. Delícia de mulher! E que conto excitante, Monalize.
22/03/2015 19:40:15
Gostei conto muito bom e exitante

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.