Casa dos Contos Eróticos

O anal é uma arte e moeda de troca.

Autor: Mallu
Categoria: Heterossexual
Data: 11/01/2014 12:05:20
Última revisão: 01/06/2014 19:40:01
Nota 9.79
Ler comentários (176) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Hoje você vai deixar, não vai?

Já decidi que vou. Até usei a bisnaguinha, fazendo uma ducha higiênica no reto. Mas, tenho que valorizar isso. Acabo de sair do banho e estou nua, à espera, deitada de bruços na cama.

Meu marido todo animado, pegando o gel no criado mudo. Faz dias que ele quer me sodomizar. Na ultima transa ele pediu, tentou, implorou e eu não dei. Me faço de difícil:

- Hoje não, amor. Não estou a fim. Talvez na próxima, tá?

Elevo o quadril, deixando a bunda farta mais empinada do que já é naturalmente. Na ultima semana, meu marido ficou me encoxando, agarrando por trás, cobiçando meu traseiro. Que eu libero só de vez em quando.

Nem preciso olhar para saber que ele está ali, ao pé da cama, nu e com o pênis rijo, louco para me enrabar. E insiste:

- Deixa, Mallu, vá! Faz um tempão que você não dá o cuzinho prá mim. Olha, vai ser bem rapidinho, tá? Eu gozo logo, prometo!

Melhorou. Ele começou a prometer. Sei que depois vai jurar. Tem uma coisa que eu quero. Ele sabe o que é e vive enrolando. Me disse que daria. O tempo vai passando e nada. Levanto, me sento na borda da cama e para aumentar o clima, pego em sua vara.

Beijo a cabeça, coloco o falo inteiro na boca, até onde dá. Chupo como se fosse o mais delicioso dos picolés. Depois, vou passeando com os lábios em toda sua extensão, até chegar no saco. Os pelos me incomodam. Eles estão até mesmo nas bolas, alvo das lambidas. Olho em seu rosto e digo:

- Amor, goza na minha boquinha, goza. Vou beber todo o seu leitinho, viu?

Abocanho de novo sua piroca. E prendendo com a língua e o céu da boca, inicio o vai e vem. Moacir solta um gemido de prazer. Recua o quadril e tira o pênis. Ele está mais inchado ainda, a glande toda retraída, expondo a ponta vermelha, molhada pela minha saliva. E volta a pedir, num tom de voz mais suplicante:

- Deixa, querida, deixa, vai! Só um pouquinho, Mallu. Bem rapidinho, tá?

- Ah, amor, hoje não. Você sabe que dói, né? Quem sabe na próxima, tá bom?

- Mas eu quero agora, Mallu. O gel é anestésico. Tô louco prá comer teu cu, benzinho. Olha, eu coloco só a cabecinha. E meto bem devagarinho. Assim não vai doer, tá?

Pronto, lá veio o velho chavão de por ¨só a cabecinha¨. Sinto que Moacir está ficando exasperado. Me deito de costas e abro as pernas oferecendo a bocetinha. Sei que ele não vai meter ali. Cai de boca me chupando. Quer quebrar minha resistência. Enquanto sua língua passeia pelos grandes lábios da vagina, raspa no grelho e penetra na gruta, ele repete:

- Você vai deixar, né querida. Só um pouquinho, tá? Juro que gozo logo, juro! Não custa nada deixar, né?

- Custa sim, amor. Não é você que fica com o cu ardido o dia inteiro, né!

- Já falei que vou fazer com cuidado, bem devagarinho! Você vai dar prá mim, não vai? Diga que vai, querida, diga!

O prazer toma conta do meu corpo. Sou daquelas que depois de uma boa mamada na xoxotinha, me ofereço por inteira. Ela já está encharcada de tesão. A cada penetrada da língua, arranca de mim fortes suspiros. Com as mãos puxo sua cabeça ao encontro do meu ventre. Estou tendo um orgasmo fortíssimo.

A vontade é de admitir que entreguei os pontos. De dizer que dou sim. Dou tudo! De dizer que ele pode meter no cuzinho, na boceta, na boca, na orelha, onde ele quiser! Enquanto me viro de bruços e empino as nádegas polpudas, exibindo o traseiro, com a voz de safada, consigo dizer:

- Vou pensar, tá? Não sei se dou...tô pensando, amor, tô pensando, viu?

Com ânimos renovados, Moacir se posiciona por trás, subindo em cima. Seu pinto duro roçando no meu rego, deslizando entre a xoxota e o botãozinho do cu. Sinto seu hálito quente no cangote. Ele beija o meu pescoço, logo abaixo da nuca. A respiração arfante, tal qual um cachorro excitado e a sua genitália viril acomodada entre minhas nádegas macias, me fez lembrar aquela vez...

Era menina ainda. Minha melhor amiga era a Diolete. Ela e seu primo, o Marlon, dois anos mais velho que nós, me convidando para conhecer o esconderijo dele. Uma barraca feita com lona de plástico, no fundo do pomar da sua casa. Para onde ela já havia levado nossas panelas com a qual brincávamos de casinha.

Mal entramos, Marlon já foi cobrando o ¨pedágio¨:

- Agora tira e me mostra. Você também!

Disse dirigindo a mim. ¨-Tirar o que?¨, pensei. Diolete ergueu o vestidinho e foi tirando a calcinha de algodão. Como eu continuava imóvel, o garoto enfiou as mãos por baixo da minha saia e abaixou a peça íntima até os pés. Fez eu erguê-los, retirando-a de forma desajeitada, levando junto até os chinelinhos.

Nós duas, com as xaninhas expostas. Minha amiga então cobrou:

- É a sua vez. Tira também!

Seu primo não se fez de rogado e abaixou o calção. Foi a primeira vez que vi um orgão masculino. Entre os pelos ralos e as bolotas, um cilindro de carne duro e ereto. Comprido e grossinho. E o Marlon ordenando:

- Pega nele!

Diolete já devia ter feito isso outras vezes. Pegou e começou o movimento de vai e vem. A cabeça redonda que estava meio escondida, aparecia então por inteiro. O garoto veio para o meu lado, e disse:

- Agora você!

Hesitei. Já tinha ouvido falar que os meninos eram diferentes de nós. E a mamãe já havia me alertado que essas coisas entre homens e mulheres, só podia serem feitas depois de casar. E que quem fizesse isso antes, nunca iria se casar. Mas a curiosidade foi mais forte.

Peguei e senti que era macio. Imitei a minha amiga e no tato, uma agradável sensação de que pulsava, como tivesse vida própria. Ele veio por trás. Queria a mim. Tinha combinado isso com a prima. Passou bastante cuspe na piroca. Me fez apoiar as mãos num caixote, erguendo a saia e expondo a bunda.

Tentou me enrabar. Não conseguia, porque eu piscava a cada tentativa, contraindo o anel do cu. Tanto fustigou, até que a cabeça entrou. Urrei de dor! Ao reabrir os olhos fortemente cerrados, só vi milhares de pontinhos luminosos. Mesmo agarrada firme, consegui desenganchar. Ele insistiu e eu não deixei. Sua respiração era agora ofegante, bufando na minha nuca.

- Ai! Dói! Para, Marlon! Para!

- Fica quieta, Mallu! Depois que entra, não dói.

- Não, não quero!

- Só um pouquinho, tá? Só um pouquinho! Depois eu deixo você brincar com meu game, tá? Deixa, vai, olha, você pode usar até os meus patins! Olha, eu faço o que você quiser, tá? É só deixar um pouquinho!

Ofereceu até sua coleção de gibis. Entendi então, porque a danada da Diolete conseguia tudo o que queria do primo. Marlon continuava com sua rola dura tentando me penetrar. E eu impedia, contraindo o cu. Sem outra opção, o menino ficou bombando entre as coxas, na entrada da boceta, até que gozou, me lambuzando toda de gala. Assustada, corri para casa, com a virilha melada...

Essa experiência talvez foi a causa do meu trauma com o anal. Cuja superação foi morosa. Demorou mais de vinte anos para eu dar o rabo. E agora, quem arfava nas minhas costas, com a pica dura, louco para me sodomizar era Moacir, o meu marido. Que já tinha azeitado o mastro e derramava gel no meu ânus, lubrificando o buraquinho.

- Posso colocar, né querida. Bem rapidinho, tá?

- Não sei não, amor. O que é que eu ganho com isso?

Nessa hora, o Moacir estava tal qual o menino. Sem tirar e nem por, como o Marlon. Faria qualquer coisa para comer o meu cuzinho. E prometeu:

- Olha, eu deixo você fazer as plásticas, tá?

- Deixa mesmo? Quando, amor, quando?

- Quando você quiser! Amanhã mesmo, tá?

- De verdade, amor? Amanhã?

- Juro querida, eu juro! Agora dá esse cuzinho prá mim, dá!

- Humm... Olha, promessa é dívida, viu? E eu deixo só se eu for por cima, tá bom?

Mais que depressa, ele deita de costas. Fico de cócoras. Relaxo o esfincter. Me preparo para ser enrabada. Vou abaixando, e sinto a cabeça do pau forçar a entradinha. Respiro fundo. Sinto a pressão da ponta que vai, pouco a pouco alargando a argolinha. E a cabeça entra, trazendo junto a parte grossa do pau, que me invade, escorregando para dentro do ânus.

Doeu menos do que sempre. Dou uma piscadela, sentindo a grossura do invasor. Moacir continua metendo. Cada vez mais, dilatando meu buraquinho apertado, abrindo caminho, pouco a pouco, acompanhado dos meus lamentos. Dar atrás, sempre me faz suar frio. Teve uma vez que a visão até escureceu, como se estivesse prestes a desmaiar.

Mas não desta vez. Me sinto preenchida. Apesar de certo incômodo inicial, meu cuzinho conseguiu acomodar bem o cacete inchado. Devo admitir que estou gostando... Mas não pode ser fácil assim. Mais adiante posso precisar de algo novo. Aproveito para protestar numa estocada mais forte:

- Aaaiii, tá doendo! Aaaii!

Dou um salto, com minhas contrações ajudando expulsar a vara. A dor era até suportável. Nem chegava a ser dor. Mais uma ardência. Estou respirando com dificuldade. Ao menos nisso, não estou simulando. Dar o cuzinho sempre me faz gemer. Dramatizo, soltando um suspiro de alívio.

- Calma, querida. Já passa. Vamos de novo, bem devagarinho, tá?

- Não, chega, amor. Você falou que era só um pouquinho, né? Já tá bom, não tá?

É claro para ele não está nada bom. Vejo sua rola dura, até pulsando. A cabeça inchada, vermelha e brilhando com o gel. A vontade só aumenta e o tesão só vai passar, depois de gozar, soltando jatos de gala dentro do meu cuzinho estreito. E implora, repetindo a ladainha.

- Tá bom, amor. Só vou deixar, por causa da plástica, tá? Ó, bem rapidinho, viu?

Digo isso deitando de costas, com um travesseiro sob o quadril. Abro bem as pernas e com as mãos, os montes da minha bunda farta e macia. Ele joga mais gel na vara e na posição de franguinho assado, deixo ele fustigar as preguinhas arrombadas. Enfia de novo. Tento relaxar, segurando as contrações involuntárias.

Coloco os pés em seus ombros, buscando mais conforto. A penetração não é profunda. Seu mastro sai a cada bombada. E a cada escapada, novamente seu membro grosso força a entradinha do meu cu. Ele me beija e sugere:

- Vamos mudar? Fica de quatro, querida!

Fico de bruços, com dois travesseiros na barriga, pernas abertas. Ergo o quadril para facilitar. Ele mete de novo. Entra fácil desta vez. O avanço é rápido e logo ele está com metade atolado dentro do meu traseiro. Mesmo sabendo que ainda falta outro tanto, pergunto:

- Já entrou tudo, amor?

- Tudo, tudinho, querida. Está doendo?

Para uma mentira, nada melhor que complementar com uma inverdade:

- Claro que dói!

E respiro forte para reforçar, contraindo o cuzinho, apertando sua rola. Ambos imóveis. Sei que ele está com vontade louca de bombar. Eu também, que ele faça isso. Sinto que meu grelho pede para ser tocado. Coloco a mão por baixo e começo a manipulá-lo. Um prazer diferente toma conta de mim. E levada pelas sensações, passo a rebolar, movendo lentamente o quadril.

Moacir começa a meter. Agora sei que seu mastro está inteiro no meu rabinho. A cada empurrada, seu ventre bate nas minhas nádegas, fazendo barulho e as bolas açoitam os lábios da xaninha. Sinto que o orgasmo está vindo. Tenho vontade de pedir ¨-Mais rápido, mete, mete tudo, me rasga inteira¨, mas me contenho.

Coloco a boca na costa da outra mão para abafar meus gemidos roucos. Em alguns lampejos de lucidez, percebo meus ¨ais e ãiins¨, acompanhando o ritmo do pênis inchado, quando quase sai e volta a entrar fundo. Ele imagina que estou aguentando estoicamente.

Segura firme minhas ancas, na posição de macho dominador. Se meu marido soubesse que estou próxima do clímax... E peço com voz embargada:

- Ai, ai, amor, goza logo, ai, goza amor, vai!

Ele acelera suas estocadas, metendo sem dó. Sua vara sai vai e vem, de forma descontrolada. Ele está arrebatado pelo tesão. Pronto para gozar. Ainda bem, porque eu já não conseguia me controlar. Quando ele dá a empurrada final, soltando ¨ahnns¨ roucos, eu solto um grito e me deixo cair mole, com seu corpo dobrando o peso em mim.

Meus orifícios piscam descontrolados. Tenho um orgasmo intenso, duradouro. E a piroca dele, ejacula forte, soltando jatos de porra quente e depois, continuando a cada pulsada que sinto, ao prender o pedaço de carne invasor. Seu pau, profundamente enterrado, ainda lateja, depositando mais gala nas minhas entranhas.

Moacir beija agradecido minhas costas, dizendo o quanto eu fui incrível. E vai saindo de dentro de mim. Meus músculos anais ajudam a expelir seu pau meio amolecido, que ao sair por inteiro, ainda goteja esperma. Da entrada arrombada, mina o sêmen do meu marido, que escorre pelas minhas partes íntimas. Peço para ele ir pegar papel higiênico no banheiro.

Demorei para entender essa fixação dos homens pelo sexo anal. Dizem até que seria um desejo inconfessável de de serem estimulados ali. Prefiro acreditar que sejam por outras razões, tais como por ser ainda um tabu, algo que poucas mulheres dão, pelo cu ser mais apertado que a vagina, uma prova de amor ou até mesmo um troféu.

De qualquer modo, deve ser algo especial. E por uns tempos, vamos fazer o sexo convencional. Até que ele vai querer meu cuzinho de novo. E começar tudo outra vez. Sei que vou querer também, mas, até lá, tenho que deixar pensado no que vou pedir em troca...

Comentários

14/11/2017 23:05:06
Você é demais na narração de seus contos. A sua habilidade em descrever a cena, além da história que te faz uma escritora de primeira grandeza, você se torna uma excelente roteirista e encanta ao ponto de nós transportar na recriação dos fatos. Fico com muito tesão quando leio suas histórias. Bj. cads21@msn.com
13/11/2017 07:37:11
Adoro teus contos, Mallu. Sempre me inspira e deixa excitada. Meu marido tbem anda louquinho pra fazer anal comigo. Por medo, ainda não deixei. Quem sabe eu faça igual, dependendo da retribuição. Rs. Bjs.
12/11/2017 09:16:25
DENTRE MAIS DE CENTO E TRINTA MIL CONTOS, ESTE É O QUINQUAGÉSIMO-NONO (59) MAIS COMENTADO DO SITE, COM 163 VOTOS. Muito bem escrito, merece a nota máxima.
06/11/2017 21:58:37
Outro relato perfeito teu, Mallu! Me fez lembrar de minha prima Renatinha que relatei no meu quinto conto! Convido-a pra dar tua opinião nos últimos que publiquei! Super beijo guria! PS: queria que chegasse logo minha vez pra experimentar esse rabinho delicioso! Beijos! Nota 10!!
20/10/2017 22:42:14
O anal salva o mundo e um bom gozo salva a noite. Parabéns. Fiquei aqui louco pra te enrabar
12/07/2017 18:26:52
Nada como comer um cuzinho, ainda que tenha que haver uma moeda em troca, no caso a cirurgia plástica, muito boa a narração. Eu particularmente adoro um cuzinho,
30/06/2017 09:01:52
Delícia você e seu conto Mallu. Você é 10. Quero mais fotos suas para me masturbar então manda aí. Meu e-mail é trenhortnet@gmail.com. Até logo.
15/06/2017 08:31:33
Muito bom muito excitanteRailsonscostaoficial@gmail.com
31/05/2017 21:47:44
Conto delicioso .... Malú , me senti dentro de você com o meu mastro e bombando gostoso dentro do seu cusinho .... mauriciopadula@gmail.com
30/04/2017 12:32:48
Comer um cuzinho é uma arte que aprecio fazer, algo que deve ser feito com maestria... Nada mais gostoso do que ver aquele arrepio profundo, aquela falta de controle da mulher quando meu pau grande e grosso vai desbravando cautelosamente aquele buraquinho quente, apertadinho, contraindo e relaxando... inexplicável! Coitado do Moacir que não consegue te fazer implorar para ser impalada sempre... Parabéns pelo conto! Leia os meus, você vai gostar!!! maximusjrs@yahoo.com
22/02/2017 17:49:24
Esse conto foi uma maravilha adorei. Gostaria de estar no lugar de Moacir, cabra de sorte!!
19/11/2016 10:30:03
O sexo anal ainda é raro entre marido e mulher, para a sorte das garotas de programa. E tem mesmo que ser bem remunerado. Rsrs. Adorei os diálogos excitantes deste conto. Grata pelo comentário em meu conto. Beijocas.
17/11/2016 00:41:47
Por que a fixação dos homens pelo sexo anal? Ah, Mallu, isso, nenhum homem vai saber explicar, afinal, só de lembrar dum cuzinho gostoso, o raciocínio deserta, deixando tudo ao encargo da cabeça de baixo, que só sabe pensar... naquilo, rs! Muito bem explorada a relação de causa e consequência entre arte e moeda de troca. Delícia de leitura! Beijos.
05/09/2016 02:52:35
Muito bom! ohnib-x10@yahoo.com.br
10/08/2016 20:31:22
Para esparecer, saí do meu reduto e resolvi te visitar. Me deparo com esse conto , bom de ler, que relata a " negociação amorosa" pelo orifício tão desejado pelos homens, aliás muito bem negociado. Sabiamente conseguiu o seu objetivo, és uma expert na arte de seuzir. Conto com estilo descritivo bem prazeroso de ler. O parecer carimba com um "10 " com louvor.
19/07/2016 00:22:56
Muito, muito excitante! A defloração anal muito bem detalhada!
02/06/2016 21:56:06
Você escreve muito bem! farias.h@yahoo.com
01/06/2016 17:53:59
Mallu! Que máximo!... Putz, fodástico o conto e os diálogos. Para mim foi uma aula de como conseguir as coisas. Rsrsrs... Você é a melhor autora aqui e exemplo pra minha turminha. Beijaaauuumm.=)
26/05/2016 04:19:09
mz_250@dir.bg
18/05/2016 22:59:19
Sempre belos contos Mallu, adorei as fotos aguardo mais. E vem cá não tem como nos encontrarmos, gostaria mto de te dar prazer. Beijos do prof
17/05/2016 10:07:56
Essa Malu é do caralho... Faz charminho para engolir uma pica no rabo... Fiquei babando de tesão...
15/05/2016 18:18:20
Sensacional adorei as fotos, que coroa deliciosa com uma bunda daquela até eu quero esse cuzinho
07/05/2016 02:17:25
Mallu, seus contos enlouquecem qualquer um. Dez merecidíssmo. Acabei de publicar meu primeiro, seria uma delícia saber o que você achou.
18/04/2016 09:29:05
Que malvada é você, torturando o pobre Moacir. Porém acho que ele adora esse joguinho. Os diálogos excitantes são primorosos, nos envolvendo na atmosfera do anal. Belíssimo conto, querida.
13/04/2016 11:20:02
O conto é bem escrito, parabéns, já esse modus operandi das esposas é um saco, sei bem disso, sou casado e minha mulher faz um doce danado pra liberar a bundinha...às vezes até desisto de tentar pra evitar encheção de saco que acaba minando o clima da transa.advogadocasado40@hotmail.com
12/04/2016 00:16:11
Seus contos cada vez mais me excita,suas fotos são fantásticas,se não fosse casado adoraria me acabar em uma transa com você.
05/04/2016 13:21:14
Pelas fotos que mandou vc é muito gostosa e esse rabo é tudo de bom...Fuder esse cuzinho deve ser uma delícia...Quero te comer todinha...Gmsr1967@outlook.com
02/04/2016 11:39:51
Que delicia!!
01/04/2016 15:54:13
Ótimo conto com diálogos envolventes. Parabéns. Sou sua fã incondicional. bj
29/03/2016 23:43:26
Bom muito bom mallu VC e delícia manda mas fotos meu email gomescoltt@og.com.br
24/03/2016 02:05:46
Mallu, você é demais! Parabéns pelo conto. Adoro isso do cara socar de volta tudo de uma vez depois que o pau escapole. Demais!
26/02/2016 17:37:14
Adorei. Gosto muito de um cu.feliz e seu marido que come o seu.manda foto.video oque vc tiver com certeza merece ser visto . Parabéns pelo conto. Fedoca50@gmail.com
03/01/2016 20:14:51
Delicia Mallu parabens sus contos nos exita muito beijinhos 10
27/11/2015 08:58:41
hummmmm, mais um incentivo pra eu pensar se deixo ou não deixo, delicia viu mallu dessa vez eu pontuo...rsrsrr
22/08/2015 18:55:54
Muito bom este conto. O ponto alto está no desenvolvimento dos diálogos bem excitantes. Enquanto lia, me imaginei no lugar do marido, pensando no que diria para convencê-la a me deixar foder teu rabo delicioso. Você é mesmo a mais talentosa autora do site. Parabéns.
22/08/2015 15:23:06
Teus contos são tão excitantes que até o teu nome, ou pseudônimo "Mallu", tornou-se um fetiche que nos faz fantasiar contigo. Tuas orelhas devem estar sempre fervendo, tal o número de masturbações em tua homenagem... És a musa dos nossos orgasmos solitários! Teu conto e você merecem um 10.
13/08/2015 18:57:51
Demais seus contos, Mallu. Sempre que leio, acabo de pau duro, estourando de tesão. claud_vaz@gmail.com
13/08/2015 14:29:23
Adorei
12/08/2015 04:25:24
Hmmmm, delicia de conto!!! Sempre me enlouquecendo com seus contos! E pra mim, Mallu, vc vai me dar? Rsrss. Beijos.
11/08/2015 22:38:18
Otimo conto adorei mallu gostaria de trocart email com vc se possivel me mande fotos suas ok beijos gilson_ninho@yahoo.com.br
02/08/2015 07:40:22
Muito massa e excitante, o maridão tentando te convencer a dar o cuzinho e vc regulando. Safada gostosa!
25/07/2015 20:25:05
Ma dio, guria, tu sabes inticar o maridão e conseguir as pilas. Ao mesmo tempo deves ser bem deliciosa, fazendo beicinho pra dar o cuzinho. Baita conto este, adorei a narrativa das conversas. Bjs calientes.
09/07/2015 22:14:55
Nossa, gata, me deixou com a pica estourando de tesão por vc. Sou tarado por maduras casadas. hsantosjunior@bol.com.br
26/06/2015 09:42:13
Sensacional, me senti vivenciando cada cena. Tive aqui uma aula na arte de escrever diálogos. Se com teu marido vc vive o problema de excesso de anal, no meu é o contrário. Estou quebrando a cabeça para fazer meu noivo se interessar pela prática. Rssss. Parabéns!
25/06/2015 12:59:07
Parabéns, http://drmenage.blogspot.com.br/.
22/06/2015 11:37:49
Dar a bunda é bom demais. Deixe o charminho de lado, fofa!
21/06/2015 15:10:33
Somente hj tive o prazer de ler esta bela narrativa, que foi uma verdadeira aula. Depois de tantos elogios, merecidíssimos é claro, só me resta mandar um DEZ COM LOUVOR ! Obrigado por comentar meu relato Menage Surpresa. Te desejo mto sucesso, Rui Gostaria de manter contato com leitores que curtem o tema. (luzcoerente@bol.com.br)
19/05/2015 19:19:24
IGUALZINHA A MINHA MULHER, SEM TER O QUE POR NEM TIRAR. RSS. CONTO ESPETACULAR, INTIMISTA E ENVOLVENTE. BJS.
19/05/2015 16:09:37
Oi Mallu. Muito bom o conto e pela quantidade de comentários podemos dizer que a bunda é referência nacional. Rsrs. 10!
18/05/2015 08:55:04
Como sempre, um dos melhores. Parabéns Mallu seus contos me fazem gozar. Muito excitantes
16/05/2015 15:27:23
Fantástico, Mallu!! Voce diz que se inspira em meus contos... eu diria que voce é modesta e os detalhes de sua narrativa são bem mais críveis do que os meus!! Eu gostaria de ter escrito esse conto!! Talvez teria apimentado fazendo voce ter um amante para quem se desvairasse toda quando sodomizada por ele! Me perdoe, mas pra mim a traição é o primeiro mandamento pra uma mulher saciada e feliz! Existem tres homens na vida de uma mulher: o pai, o marido e o cara que a come!! Beijinhos e dez com louvor. se puderes visita meu novo blog: http://helgashagger.blogs.sapo.pt/ Helga shagger
10/05/2015 08:24:41
Até eu ia babar pela tua bundona, Mallu. Teus contos são meus favoritaços!
09/04/2015 09:29:31
Belíssimo conto um dia eu ainda vou ter essa facilidade de dar atrás morro de medo
13/03/2015 10:03:52
Sempre 10. Sempre.
13/03/2015 01:17:28
Fazer o seu amor de otário não é legal... Tem gente que se separa por muito menos...
06/03/2015 00:00:10
Mulher que gosta de anal mais fica regulando acaba humilhando o parceiro de graça e merece mesmo é levar galho.
04/03/2015 03:25:54
Mallu, cadê seu email pra gente conversar sobre negócios? peristilo2014@gmail.com
07/02/2015 15:26:33
Mallu, adorei seus contos, vc comentou o meu, visita ao show room, se desejar bater um papo, me escreva no rlfc357mag@hotmail.com, bjus!!
13/01/2015 11:34:57
Mallu, que conto excitante! Logo eu, perdido em seus comentário finais, acerca da prática anal que delicia a tantos. Mulher gosta, tá (rs rs ) e muito... Excitante, igualmente, o modo, como moeda de troca no jogo do dar ou não dar. Excelente. Dispensa mais comentários.
08/01/2015 02:37:20
Como sempre, seus contos são deliciosos. Já li este algumas vezes mas sempre me excita. Continue assim. Bjs
07/01/2015 12:36:43
Excelente conto Mallu, confesso que tanto charminho me faria te dar qualquer coisa que pedisse rsrs. Mas depois ia meter tão gostoso que só as costas da sua mão não iam ser suficientes pra abafar teus gemidos. Grande beijo.
23/12/2014 12:03:09
Este conto dispensa comentarios...
18/12/2014 15:45:16
Quanto vc quer pra mim dar o cuzinho?
01/12/2014 20:02:45
Querida Adélia, obrigado por seus comentários nos meus contos, comentários esses sempre tão inteligentes, frutos de uma mulher moderna, sem preconceitos, pronta pra viver os prazeres da vida. Tenho 46 anos e fui casada com apenas dois homens em toda minha vida, o primeiro é um homem maravilhoso, vivemos seis anos juntos, e posso dizer que foram os anos mais felizes da minha vida, ele aceitava meus casinhos desde que ainda namorávamos, tinha um amante fixo que até hoje ainda me encontro com ele de vez em quando, os dois eram amigos e se davam muito bem, mas ele recebeu uma proposta de emprego na França, e como ele sempre foi entusiasta da cultura Francesa conversou comigo e propôs que nos mudássemos pra lá, eu não topei, tenho um excelente negocio no Brasil e não queria ir pra uma aventura em um país estrangeiro, terminamos nos separando e ele se casou com uma Francesa. Casei-me pela segunda vez com um homem 5 anos mais velho que eu, o cara era maluco por mim, fui logo impondo minhas regras pra me casar com ele, queria ter amantes e não aceitava que ele tivesse, ele aceitou e nos casamos, nossa vida era uma delicia, ele era muito corninho e nos dávamos muito bem, até mesmo na cama, o cara era tão corninho que quando meu primeiro marido vinha no brasil ficava hospedado no nosso apartamento e eu dormia com ele todos os dias que ele estava hospedado, e meu corninho adorava essa situação, mas como nem tudo são flores, meu marido tinha uma ex que ele ainda era apaixonado, ela fazia ele de gato e sapato, e ele adorava, um belo dia ele chegou pra mim e falou que ela queria ele de volta e ele era apaixonado por ele e queria ficar com ela, aceitei na boa, e hoje ele é um excelente amigo meu, já quis transar com ele, mas ele não trai a esposa por nada no mundo, ela tem diversos amantes e eu conheço alguns. Beijos querida, muito obrigada pelos seus comentários, admiro muito a sua maneira de pensar. nota dez como sempre.
17/10/2014 00:49:08
Ai que delícia de conto, como você escreve bem!
14/10/2014 23:23:03
dlç de konto. dxa a gente cm um fogo danado. paulinhadalih@outlook.com
11/10/2014 13:08:16
Maravilha adoro uma transa completa adoro um cu
08/10/2014 17:20:23
Deixa eu coloca meu mastro dou que você quiser
06/10/2014 11:16:29
Oi Mallu, o comentário anterior saiu incompleto. Eu gostaria de conversar com você por e-mail, é possível? Se sim, meu endereço é moreno_mt1@hotmail.com. Beijos!
23/09/2014 21:48:39
Mallu, você e fantastica, uma mulher especial, deliciosa. beijos, castro371208@gmail.com
21/09/2014 03:02:19
Quero coroa gostosa r.iorio@outlook.com ..... vem gatas
19/09/2014 14:57:47
Mallu, gostei muuuito de seu conto!!!! De verdade, adorei! Tem estilo, é bem escrito, bom de ler, e muito excitante. Adorei, virei sua fã!
18/09/2014 00:57:54
Olha primeiramente obrigado pelo comentário em meu relato e se desejar ler os outros sera um prazer, agora parabéns pelo seu relato que originalidade nas palavras adorei e olha que ta difícil achar bons relatos ultimamente e sou chato, olha nota 10 continue pois tenho certeza que todos irão adorar ler sobre suas aventuras.
17/09/2014 18:35:53
Bom,quando meti no cusinho da minha amada,fiz mil e uma promessas. Li e reli um maravilhoso conto. Sei que ela gemia quando esta colocando um imenso mastro no seu cusinho virgem.parabens
13/09/2014 16:12:54
Que conto delicioso, Mallu! Gostei muito! Aliás, todos os seus contos me proporcionam uma leitura deliciosa! Obrigado por compartilhar suas histórias! :-)
29/08/2014 19:31:35
doce Mallu casa comigo meu amor?? Leia meu conto http://www.casadoscontos.com.br/texto/
29/08/2014 18:06:36
Tesão!!!!!
30/07/2014 08:27:10
Vc deve seguir o ditado ¨é dando que se receber¨. Rsrss. Conto maravilhoso, Mallu, como todos que vc escreve. Tão bem escrito que deu para sentir o desespero do Moacir. Uma aula de conto e como lidar com o maridinho. Bjs.
30/07/2014 02:46:17
Para os que deixaram o email daqui pra baixo (e que não seja HOTMAIL pois este provedor não esta entregando nossos emails) a gente enviou este conto com um vídeo e outro conto da Mallu também... Quem quiser os nossos contos da Fantasy Island (vem com video e fotos), deixa o email aqui ou nos envie um pedido pelo email: fantisland@gmail.com Beijos da Moderação da Fantasy Island
29/07/2014 15:35:47
Mallu, Mallu bela escrita, belo conto ja li outros contos seu e cada um melhor que o outro... Este tive ate que ler em duas partes pois nao aguentei... rsrs nota 10 pra vc
04/07/2014 17:55:43
Malu você escreve muito bem, sem erros de português, ortografia e concordância, e é muito excitante a maneira que você e descreve os fatos, muito bom, gostei muito.
28/05/2014 15:05:59
adorei Mallu....deu uma vontade....rs
09/05/2014 10:54:12
Amei o conto, bem escrito, bem excitante mesmo. Quanto as críticas, elas sempre vão existir, algumas valem a pena outras não. Grande beijo.
03/05/2014 14:33:18
Mallu, já li esse conto maravilhoso o comentário que está atrasado. Primeiro obrigada pelo seu comentário no meu conto. Adorei seus elogios e dá pra ver que leu com atenção mesmo. Sempre falo da minha admiração pela sua resistência e entrega. Acho que a melhor arma que temos é nós mesmas né? Então temos que usar. Seu conto me dá um misto de coragem de tentar também e medo vendo que consegues suportar. Não sou essa amazona guerreira toda. rsrs. Beijos, querida!
02/04/2014 21:56:06
Gostei muito do conto, excitante e bem escrito. Parabéns. Beijos
20/03/2014 08:42:15
Esse é o problema das mulheres!! ficam regulando pra dar o rabinho!! mas na real elas adoram tbem.. bomm
14/03/2014 09:49:36
parabéns pelo conto vc é muito safada :P tb queria comer esse cuzinho. para alem de excitante o português muito cuidado nota 10. josegou80@gmail.com
14/03/2014 02:01:29
Me manda fotos adoro mulheres experientes qi enlouquecem um homem na cama meu email:mhtwo2@gmail.com
14/03/2014 01:57:09
Amei,pirei,adorei,gozei,e nota dez com louvor eu dei
11/03/2014 18:23:41
oi Mallu, vi que vc comentou no meu conto da ninfetinha de floripa. Eu tbm gosto de coroas gordinhas!!! de onde vc é? me add no skype: fabinhosantos001@yahoo.com.br
11/03/2014 11:10:44
Sempre gostei de mulher safada, por isso me casei com uma. Gostei gata do seu conto.
11/03/2014 07:16:52
Uau. Nota 10. Quero suas fotos. edu.cado14@outlook.com
10/03/2014 23:02:27
Parabéns, conto muito bem escrito. Gostoso de ler.
10/03/2014 22:42:49
delicia de conto, Mallu! você deve ser tão deliciosa quanto...arq.carioca@hotmail.com
09/03/2014 20:24:34
Excelente, como sempre! Gostaria de receber fotos suas... É possível? grisalho69@yahoo.com.br
06/03/2014 15:36:10
Muito bom, notas10, queria as fotos Fight55bh@gmail.com
06/03/2014 14:30:06
Foi umas das primeiras histórias que li..na verdade todas que vc escreveu já li...adoro o jeito que escreve,e como expõem os detalhes...me inspirou a escrever e a publicar aqui algo que aconteceu comigo.
06/03/2014 13:36:04
Este e o melhor conto que ja li aqui. Criativo e bem escrito.
05/03/2014 12:08:06
Delicioso seu conto! Azar do seu marido que fica senso torturado... rs... Nota 10 pela narrativa. Parabéns!!
04/03/2014 22:41:05
Malu seus contos são simplesmente fenomenal minha esposa tbm faz isso fica se fazendo de dificil rsrs meu email é andersonnascimento112@hotmail.com se puder me manda suas fotos vamos manter contato bjus. Ass:Dinho
01/03/2014 17:29:56
Ja li nao sei quantas vezes, mto bom
26/02/2014 09:52:00
Muito bom o conto...meu email é j.sgaucho@yahoo.com.br
24/02/2014 11:34:41
Maravilhoso conto.
22/02/2014 17:42:19
tesão de conto delicioso adorei a troca,vc sabe se valorizarrmsbrmsb@hotmail.com
20/02/2014 22:19:29
bom
20/02/2014 17:55:25
A realidade nua e crua dos casamentos...Muito bom!!!
20/02/2014 06:31:54
Amei! O charminho para se conseguir o que desejamos é tudo. Mas cá entre uma boa enrabada é algo indescritível, não é mesmo?
18/02/2014 12:24:48
muito criativo Mallu...me senti no papel do mardinho...sembre babando atras de um cuzinho....ahahahah!nota dez
16/02/2014 17:45:08
add skype: yahho.yahho2
13/02/2014 19:08:59
Oi Mallu, tudo bem? seu caso é complicado, ele tem que deixar você relaxada e excitada, senão sem chance....todos seus contos são bons.... novamente parabéns... beijos linda..... se puder mandar fotos... discretodesp2008@hotmail.com
13/02/2014 11:25:00
Ola, muito bom como sempre. Amiga publiquei mais dois contos. bjs
12/02/2014 15:45:06
Mallu minha delicia, vc me me enlouquece!!! Mate a curiosidade dos seus leitores e compartilhe as fotinhos da plastica...rs ah, no meu caso, gosto de anal pq é apertadinho (alguns...rs) nem toda mulher dá e mesmo as que dão, em sua maioria, não oferecem, é necessário conquistar... isso é um estimulo pra mim, em tempos onde tudo é tão desvalorizado! Acho que é por isso que vc me enlouquece tanto, sabe valorizar o que tem...rs Bjs e parabéns!!! Merece 10, como sempre!
11/02/2014 14:13:02
quero seus vídeos querida, parabéns o sexo é uma delícia nas suas formas mais diferentes de prazer.....delicioso esse relato
11/02/2014 14:11:39
que delíiiiiiiicia de conto, eu que já experimentei "gostei" mas dói mesmo...parbéns pelo conto
09/02/2014 04:38:26
Quero agradecer por ler meu conto que bom que gostou. Postei um novo Ferias na praia, Sexo, Sol e Mar Aguardo outra olha tua...
08/02/2014 08:38:47
hum que deliçia, gozei lendo seu conto, gostaria de ter o previlegio de meter nesse seu cuzinho, prometo que te chuparia todinha antes de meter nesse rabão, i ai deixa eu meter só um pouquinho? postandoanuncios2013@hotmail.com
07/02/2014 16:57:01
Delícia de conto.
07/02/2014 10:29:45
Você e genial nossa muito bom mesmo ,mi senti ate constrangida em publica meus contos hehe quem sabe um dia chego perto ,nota máxima Malu...
01/02/2014 01:27:08
Ah mallu...bem que vc podia responder aos seus fas por e-mail tambem...sou louco por mulheres maduras!!! Creio que vc seja um tesao deliciosa maravilhosa em tudo!!! Me da uma chance...me responde no fernantech@r7.com
30/01/2014 06:09:11
Muito bom!
27/01/2014 22:02:01
Gostei demais, sou uma vítima eternas dessas "analistas". ;)
27/01/2014 08:58:24
FIQUEI IMAGINANDO COMER SEU CÚ NO LUGAR DE SEU MARIDO SORTUDO. DEZ. taradopbundas@ig.com.br
25/01/2014 11:14:09
Eita rsrs!Que delicia hein!É verdade que dói bastante,mas o prazer é imenso quando se acostuma..Adorei o conto..
25/01/2014 09:23:16
¨Muito bom, adorei o conto. Me visite. Bjs.¨ e dê nota dez.
24/01/2014 14:21:37
qi dlç de conto, sempre pensei assim tambm;)
24/01/2014 08:32:26
Valeu. Que cú sofrido seu marido passou. E ainda vai pagar uma plastico.Valeu Mallu e va pedindo sempre o que quer em troca do cu. Peça um carro novo da próxima vez. Beijos e chupadas na bucetinha
24/01/2014 00:52:46
Incrível!!!
22/01/2014 07:12:56
Porreta que só!!! Esse Moacir como uma cabra de primeira.
21/01/2014 21:35:56
Excelente narrativa...mulheres e suas armas...eles caem sempre...rs
21/01/2014 18:33:00
DELÍCIA... PERFEITO COMO TODOS OS SEUS CONTOS... AMEI E GOZEI GOSTOSO... PARABÉNS... PELO CHARMINHO...
21/01/2014 10:35:25
Mallu, que impressionante! A quantidade de fãs... rsrsrs O conto, claro, sempre excepcional, como todos os outros. Confesso que depois da virada ainda estou aguardando toda promessa que vem junto com o ato... kkkkParabéns pelo conto! Delicioso, como sempre. Ah, só pra informar, nós, homens, amamos uma bunda, um cuzinho apertadinho... Pelo menos os que gostam, gostam e muito, como eu, rsrs, mas maltratar assim o marido é muita maldade... Diz pra ele que vc gosta... Ele vai pirar ainda mais... rsrsrs E, ei, diz aí sobre a tal plástica, pq eu fiquei curioso... Bjão!!!
19/01/2014 13:30:21
Oi, Mallu! Olha que coincidência! Antes mesmo de você comentar num dos meus contos, eu já tinha colocado este seu nos favoritos para ler quando tivesse tempo. E juro que não ia comentar se não fosse realmente bom, pois agora geralmente só comento os melhores( e às vezes os piores, ha ha). E sem dúvida este conto está entre os melhores do site. Achei interessante você ter encaixado uma narrativa dentro da outra, tornando o conto ainda mais original. E nem vou comentar como ficou tudo muito excitante, pois meus colegas já disseram tudo. Enfim, nota 10! E parabéns com beijos!
19/01/2014 09:14:59
O que esses homens não fazem para conseguir fazer atrás. Rss. Achei bem lógico o comentário do DaviD. As mulheres liberam fácil para os amantes porque a transa é eventual. Já para os maridos, se deixar, eles vão querer todo dia. Belissimo conto, menina. Aliás, como todos os outros, que fazem de você uma das melhores do site. Parabéns!
19/01/2014 05:12:19
Uma mistura de erotísmo, drama, comedia e poesia, resultado, um dos melhores contos por mim lidos, se não for o melhor.. Continué nos presentiando com as suas narrativas classicas.. A mais elevada das notas 10..
17/01/2014 22:16:41
muito bom
17/01/2014 20:44:03
Adorei, esse charminho para conseguir o que quer, deixa qualquer um louco.
17/01/2014 20:37:13
Oi Mallu... Nota 10.. Muito bom mesmo.. Estou com a calcinha enxarcada... Você não gostaria de entrar em contato conosco na Fantasy Island e postar teus contos lá também (e receber os nossos com fotos/video ?). Nosso email é: fantisland@gmail.com. Beijoka da Carla Zéfira
17/01/2014 18:46:43
Karacás !!!!... Pirei... Agora vai ser foda mesmo... e vou ter que enrabar alguém... tadinha desta que vou pegar... Hummmm... Não sei naum!!!!... Tô DURO e de cueca Melada e ainda por cima na mesma dureza (sem minhas miseras moedinhas)... to na mão mesmo!!! Buáá´´a´´a´´á´!!! Agora fiquei com TPM - B... (Tara Pirada Malluniana - Tipo B... Bunda e suas redondezas)... Ai, ai... Pirei de novo!!! Bunda e suas redondezas (Xotinha, Cuzinho, Grelinho, Melzinho)... Pirei!!!! GLKREBMCBM DKFHKHSBMC XHMQ&$DSE%UXJTYU.... Ufa!!! Desculpe-me Mallu, mas já me recuperei... e lá vamos as Notas... pelo Hoje vc vai deixar? - Nota: ??? (Não sei se ela vai deixar, mais vou ter que enrabar ela, nem a PAU ela me escapa)... pela amiga Diolete de calcinha de algodão - Nota: 5 + 5 (5 para a Diolete e 5 para a calcinha)... pelos conselhos da mamãe – Nota: 10 (as mamães sabem das coisas)... pelo primo Marion - Nota: ZERO (não gostei dele não)... pelo Moacir - Nota: ZERO (Buáá´´´´aá´´aá... Magoei... Inveja mesmo... ganhou seu prêmio... e nem me convidoupelo conto - Nota 10 (é a moeda de troca que tenho... 10 reaus no bolso)... Ufa!!!... Mando um pontapé nos bundões do Moacir e Primo Marion.... e fala prá ele me convidar em suas loucuras do prazer... Mando uma pegada do Maneru na Mamãe (ela sabe das coisas e como sabe)... Mando um bejin na Diolete... e prá vc mando o que quiseres e nas preliminares mando uma MAMADA na XOTA... e implorando o que mais quero de vc!!! Valeu... Pirei... Amei... Ufa!!!... Até mais e XAÚ!!!
17/01/2014 16:44:11
Excelente. A escrita sai com naturalidade, perfeita.
16/01/2014 21:09:49
Delicioso. merecidamente no primeiro lugar, parabéns.
16/01/2014 19:41:38
que delicia! Ainda bem que aqui em casa é diferente, kkkk odiaria ter que ficar implorando por sexo anal kkk gostei de saber como esse trauma começou achei bem legal, me lembrou quando era muleque e tinha a minha cabaninha... nota 10 minha linda! Um grande beijo! Ja respondi a sua pergunta no meu conto "BATE-PAPO" da uma olhada la e me fala oque achou da resposta :)
16/01/2014 11:46:17
Que conto delicioso. Vc tem um estilo único, narrativa mais que perfeita, dramática, excitante envolvente. Mais palavras para quê? Em poucos dias passou para o primeiro lugar do ranking, isso diz tudo. Espero que isso te anime a escrever mais, querida. Seus fãs sentem sua falta, eu incluída. Parabéns e grande beijo desta tua fã do outro lado do oceano.
16/01/2014 10:26:54
Seus contos são realmente deliciosos. Cada um que leio gosto mais que o outro. Parabéns. Se quiser, passa no meu blog.http://sexotudomais.blogspot.com.br/
15/01/2014 22:50:23
Delícia de conto, Mallu querida você deve de ser escritora, lendo sua obra não sabia de dava gargalhadas ou me masturbava de tesão, uma história muito bem contada e com um enredo perfeitamente enlaçado. Adorei suas pitadas humorísticas, pois deu um toque alegre, passando quase imperceptível a relação sexual. Enfatizando parabéns!!! Nota 10. Leia meus contos e comente. Obrigado.
15/01/2014 21:42:08
Mallu, Vc me deixou numa saia justa hoje, pois estava no metro lendo o seu e ai chegou minha estação...e tive que levantar. rsrsrs Muito bom. Você conduz o texto com maestria. Parabéns.
15/01/2014 21:26:56
Nossa que delicia de conto adorei parabens!!:
15/01/2014 21:25:20
Agora estou entendendo porque os manicômios estão lotados! É para onde vão os maridos, torturados desse jeito, ao longo do tempo. Demência cunal (se não existe, passa a existir). A minha mulher é linda, maravilhosa, etc., etc., mas, é tão complicada quanto você para liberar ali. Nesse monte de comentários, não preciso nem olhar o nick para saber qual o sexo do autor. Enquanto todos os homens chiam, as mulheres apoiam. Amada Mallu. Elogiar teu conto é chover no molhado. A qualidade do que você escreve conquistou uma legião de fãs (eu entre eles), ávidos por tuas histórias. Tantos que ao chegar a minha vez de comentar, já tem uns trocentos na minha frente. Parabéns e um carinhoso beijão!
15/01/2014 20:08:17
Maravilha de conto. PARABÉNS!!!!!!! adorei.
15/01/2014 18:21:51
Fantástico !!! Acredito que esta forma de liberação do adorado cuzinho deva ser algo inerente à condição feminina. Como é difícil convencer esposas. O interessante é que nas puladas de cerca a mulherada libera com muita facilidade...Não deve haver razão para trocas...voce acertou na mosca ! Parabéns e obrigado pela manifestação no meu conto. Beijos
15/01/2014 17:58:30
Seu conto é bom demais! Super bem escrito e excitante! Anal é o sonho do meu gurizinho, estamos prestes a realizar! Só esperando ele vir!
15/01/2014 17:23:14
Que delícia é ler seu contos! E Sim, realmente é uma moeda de troca!!rsrs. Bjos
15/01/2014 16:26:14
Fala sério, meu amor! Vc tinha falado q liberava atrás pro maridão, mas, não sabia que o cara tinha q ralar tanto. Só lendo este conto irado, saquei o presentão, Baby! Vc é demais! Seu e-mail mudou? O meu é o mesmo. Beijo, beijo e beijo.
15/01/2014 15:50:51
não pare de escrever seus contos sao 10
15/01/2014 14:56:46
Sensacional! Delicioso de ler, super bem escrito. E que descrição de como dar o cu, excitante demais. Curioso como as esposas regulam atrás pros maridos, e as amantes não...rss... deve ser porque se não regularem eles vão pedir todo dia, mas de qualquer maneira fica o recado...heheh. Nota 10 com louvor!
14/01/2014 14:53:16
Caramba é de tirar o folego. Fiquei até com pena do Moacir, imaginando que vc não liberaria o cuzinho para ele, mas felizmente tudo acabou bem, até mesmo pra vc que gozou feito louca. Cá entre nós voces mulheres sempre endurecem na hora de liberar o cuzinho, mas depois que está dentro, bem lubrificadinho dão urros de prazer. Gostei. Nota 10.
14/01/2014 13:47:32
azulao22@hotmail.comadorei muito excitante vou acompanhar todos seus contos, gozei junto com minha mulher lendo esse conto.
13/01/2014 16:27:16
Olá Mallu, só agora retornando. Essa pratica de barganhar é velha, surgiu com o mundo e sempre vai existir. Nas ilhas isso é corriqueiro, vale por um roçado ou outro trabalho braçal, é uma maneira de agradecimento das meninas, neste caso, ainda mais justificável por melhorias plásticas, que sem duvidas vão agregar mais valor. Bom conto, bem narrado e gostoso de ler como os outros.
13/01/2014 14:53:07
Parabéns...muito bom, excitante, além de incitar os pensamentos..rs...Mudar de vez em quando faz bem, e com este nível de escrita ajuda e muito...rs ...Foi perfeito.
13/01/2014 11:36:08
Querida lhe dou toda razão, apesar até de ter facilidade na arte de ser sodomizada, não é todo dia que libero! É moeda de barganha, sim! Devo concordar. Eles adoram,, adoram mais que tudo...então porque não dar um charme a situação. Concordo também com a Viuvinha. A maioria das esposas não o fazem, por isso faço e prendo bem meus amores. Senão, com certeza vão procurar na rua...Beijo babado o conto é 10.
13/01/2014 04:21:40
Muito bom. Leia os meus e visite meu blog: quiquinha12.blogspot.com.br NOTA 10.
12/01/2014 16:28:05
Muito bom, ganhouagora sei pq minha esposa aceita liberar atras, para ganhar coisas. Leiam meus contos, comentem e deem notas!
12/01/2014 13:48:19
Dar o cu é muito bom... É saber como fazer. Gel, dedinho no grelo, e ... Pau no cu! Muito bem narrado. Eu dei o cuzinho para um amiguinho quando tinha 11 anos. Já era safadinha e eu é que induzi ele... Nenhum gozou, nas foi bom. Já conhecia a técnica do cu bem lambuzado kkkkkk
12/01/2014 12:44:17
quem quiser falar comigo ligue para +
12/01/2014 10:52:59
Adorei seu conto, fico super excitado quando os leio. Parabens
12/01/2014 08:24:20
Um verdadeiro show de conto, bem excitante. Quando me casei, o conceito era de que sexo anal era coisa de putas e gays. Ainda hoje, em conversas com amigas casadas e ¨direitas¨, tenho que manter a postura de dama que não faz essas coisas. Mas, todas elas, tem curiosidade sobre o tema e muitas, sabem que dói, sinal que no mínimo, já tentaram alguma vez. Talvez por isso a pratica seja tão especial. Como vc diz, uma arte. Outro ¨hit¨ para tua coleção de sucessos. Bjs.
12/01/2014 06:13:07
Uau!!! Um belo conto... A quanto tempo não vejo um conto seu por aqui... Espero que não demore muito para postar outro... Beijos gata, e fica com meu 10.
12/01/2014 00:47:29
A uns meses atras eu nao dava o cuzinho pq sentia dor,ate q conheci meu atual namorado,q me ensinou o prazer do anal.
11/01/2014 21:06:06
EXCELENTE.
11/01/2014 20:39:20
Mallu amiga, verdadeiramente você arrasou com este conto maravilhoso. Você superou todas as minhas expectativas. Você conduziu seu conto com tal maestria, que pasmo ao ler. Tão excitante que de repente me encontro com o falo enrijecido sem querer. Ah querida Mallu, como você é sábia na dramatização! Na narração, somente abordarei com meus melhores elogios, pois, não consigo encontrar todas as palavras corretas para adjetivar seu conto, meus parabéns. Dar-lhe nota 10 seria muito pouco, então dou-lhe 10 parabéns. Mallu amiga, quero também agradece-la por ler meu conto e pelos aconselhamentos quanto a D. Diva: na época de minha juventude devido a uma timidez horrível, realmente perdi muitas oportunidades. Tenho lido sobre a técnica de pompoar, e sem dúvida, feliz do homem que tem uma companheira que consiga executar com ele esta arte do pompoarismo. Estou igualmente sabendo que também à mulher, esta técnica é muito proveitosa, pois, uma mulher pompoarista consegue múltiplos orgasmos com certa facilidade, retardando ao homem a ejaculação, para gozarem conjuntamente, isto deve ser maravilhoso não é Mallu?Queridinha Mallu, para finalizar reforço que seu conto é maravilhoso e agradeço-lhe por tudo. Orácio Vieira. oraciov6@gmail.com
11/01/2014 20:16:28
¨...Para uma mentira, nada melhor que complementar com uma inverdade: - Claro que dói!...¨. Pobre Moacir. Por um preço módico, eu poderia dar a ele algumas aulas de jiu-jitsu, em como colocar ganchos e estabilizar a posição, facilitando a sua submissão para a sodomia. E para você, minha linda, não cobraria nada para ensinar as técnicas de ¨raspagem¨, fugindo dessas chaves. Isso é, depois de eu comer o teu delicioso cuzinho apertado. Rss. Outro conto com tudo para ser um dos clássicos do site. Parabéns e beijos do fã.
11/01/2014 19:07:50
Doutora Mallu, dar-te os parabéns é muito pouco, acho que já te disse. Se houvesse um troféu ou um diploma para premiar contos eróticos, tu merecias os preciosos deles, acabarias com uma estante repleta desses galardões a que os bons escritores fazem jus. Possuis um estilo definidamente pessoal, uma técnica descritiva simples, mas convincente, sem sobras nem faltas, na medida exata, motivo de minha admiração pelos teus textos, sem falar que consegues, como poucos, no levar à glória do tesão. Um beijão agradecido.
11/01/2014 17:37:26
Minha mulher faz até hoje assim comigo. Êta mulherada sem-vergonha. Nota 10. Abs e parabéns pelo conto, muito bom.
11/01/2014 15:29:52
sensacional
11/01/2014 15:07:11
Gostei muito, tem que valorizar mesmo senão fica trivial, perde o encanto, o que importa é que você adoça a pica dele de vez em quando.
11/01/2014 13:57:39
Que delicia!adorei ler seu conto.nota 10.adoraria faze la gozar pelo cuzinho. Imail omshots@hotmail.com
11/01/2014 12:53:09
Que prazer inaugurar os comentários. Olha, fiquei com peninha do Moacir, coitado. Ele é bom contigo, que tortura com o maridinho, hein! Aqui torturo o Junior, mas não libero, é pra judiar mesmo. Tem dia que dou pra outro ficou com o rabinho bem inchado, faço questão que ele veja. Depois digo que foi uma prisão de ventre que me machucou?? Que nada!! O Moacir é bom, o júnior merece chifre! O conto foi uma aula, uma delicia, adorei! Fiquei até com vontade, afinal adoro uma sodo bem dada! Beijinho querida!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.