Casa dos Contos Eróticos

Feed

Fui flagrado de pinto duro pela minha filhinha !

Autor: Paizão
Categoria: Sadomasoquismo
Data: 03/01/2014 11:15:28
Última revisão: 12/01/2014 12:41:48
Nota 9.75
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Sou casado há 20 anos e tenho uma filha que hoje está com 18 aninhos. Eu tenho 45 anos e como ando muito de bike tenho um corpo legal, quase não tenho barriga e tenho as pernas bem firmes. Sou descendente de austríacos, por isso sou muito claro e tenho cabelos quase ruivos. Minha esposa tem 42 anos, está em ótima forma e continua um tesão para mim! Ela também tem descendência europeia, sendo assim, ela é bem loira, natural! Já minha filha é magrinha e alta, peitos pequenos e rosadinhos como a mãe e um bumbum médio e muito durinho, pois também pratica esportes na escola e nada todos os dias pelo menos uma hora. E como somos muito claros ela também é bem loira, tanto que o cabelo dela parece branco de tão claro.

Somos uma família normal, mas temos o costume de ficar sempre muito à vontade em casa. Desde os meus 17 anos, quando entrei na faculdade, tive que ir morar sozinho, nisso peguei a mania de andar pelado... Totalmente nu ou só com uma camiseta, mas sempre sem nada por baixo! Isso acabou virando costume em casa. E tanto eu, como minha esposa e minha filha, adotamos esse estilo de vida.

Uns meses atrás, minha esposa viajou para o Canadá a trabalho e iria ficar por lá uns dois meses. Já fazia uns 40 dias que ela viajara e numa sexta-feira eu voltei mais cedo para casa. Minha filha não estava, tinha ido para sua aula de inglês. Quando cheguei, fui direto tomar um banho e depois coloquei apenas minha camiseta branca de algodão. Então fui para a sala de tevê relaxar um pouco assistindo a um filme. Depois de certo tempo, acabei adormecendo no sofá e nem percebi que minha filha havia chegado. Quando acordei, ela estava rindo na minha frente. Então perguntei: “Por que a risada?” e ela disse: “Tudo isso é saudade da mamãe?”, apontando para o meu pinto, que estava totalmente duro!

Fiquei um pouco constrangido e não respondi nada. E ela continuou rindo e saiu, dizendo que ia tomar um banho e depois fazer um lanche para nós dois. Como ela demorou muito, acabei cochilando mais uma vez sem querer. Quando ela voltou do banho, novamente dando risada, falou: “Desse jeito não vai dar certo! Tá duro de novo! Pô, pai! Duro desse jeito vai ser difícil ficar ao seu lado, eu fico muito sem jeito!”. E eu, mais uma vez, muito envergonhado, falei: “Desculpa filhinha! Mas é involuntário, talvez seja porque estou muito tempo longe da sua mãe!”.

Ela riu e disse pra eu não esquentar, que não era a primeira vez que me via assim, e mais, fazia muito tempo que ela espionava a mamãe me masturbando na sala de tevê! Bem, eu pensava que ela estava dormindo quando isso acontecia, mas pro meu engano, ela ia nos espiar! Fiquei surpreso em saber disso e mais surpreso ainda dela me contar. Nisso ela foi à cozinha fazer um lanche e eu aproveitei pra colocar uma cueca. Ela costuma usar uma camiseta e uma calcinha bem apertadinha que marca parte da sua xaninha. Quando ela está de pé, dá para ver os grandes lábios formando uma atraente "pata de camelo". Isso me dá um tesão enorme, mas nunca comentei isso com ninguém, lógico!

Depois de lancharmos, fomos para a sala de tevê. Eu deitei de um lado do sofá e minha filha do outro, então ela apoiou as pernas em cima das minhas. Só que dessa forma eu via o formato da sua xaninha inteirinha na minha frente! E não deu outra! Não me controlei e meu pinto ficou duro novamente. Ela começou a rir e disse: “Papai, assim você vai ter que tomar uma atitude! Ele só fica duro!”. Muito constrangido, mas já meio sem vergonha, perguntei o que eu deveria fazer. Ela de pronto falou: “Não sabe? Bate uma punheta para ver se alivia isso! Se não fizer algo, vai ficar com dor no saco!”.

Perguntei como ela sabia disso e ela respondeu que já tinha lido sobre o assunto na internet. Ouvi isso estarrecido, minha filhinha não era mais criança, tinha crescido e muito. E ela continuou a dizer que se eu estivesse com vergonha poderia ir ao banheiro fazer isso, mas adoraria me ver gozar na frente dela. E que sempre teve essa vontade, mas nunca tinha me falado, pois não sabia como a mamãe iria reagir com isso! E seguiu dizendo que como mamãe está longe, essa poderia ser a oportunidade perfeita!

Nisso meu pinto estava tão duro, quase explodindo! Ai perguntei se ela nunca tinha visto isso ao vivo. Ela disse que só nos vídeos da internet e quando me espionava. E que o único homem que ela tinha ficado, só rolaram alguns beijos e passadas de mão.

Eu estava sem saber o que fazer, mas ela sabia muito bem o que queria! Nisso ela segurou minha mão e colocou em sua xaninha. Estava encharcada! Tanto que quando abriu a perna, vi que até as coxas estavam úmidas! E assim ela pegou no meu dedo, começou a passar na sua xaninha e gemendo falou: “Pai, me faz gozar! Minha bucetinha está doendo de tanto tesão!”. Assim ela se levantou, tirou a calcinha e a camiseta, colocando a roupa no sofá e ajoelhando sobre ela, ficando do meu lado, mas de frente para mim e com as perninhas abertas, colocando minha mão novamente em sua xaninha e gemendo, me mandou masturbá-la.

Eu não estava acreditando no que estava acontecendo! Meu pinto duríssimo e eu siricando minha própria filha! Sua bucetinha, com apenas alguns pentelhos loirinhos, estava tão molhada que escorria pela palma da minha mão! Ela segurava o bico do peito esquerdo com uma das mãos e com a outra ela apertava sua bundinha. Então percebi que ela estava introduzindo o dedo no cuzinho! Comecei a chupar o outro peitinho dela e introduzi meu dedo junto com o dela no seu rabinho!

Tudo estava encharcado, até o cuzinho dela estava ensopadinho! Quando ela começou a gemer mais alto e com maior intensidade, percebi que iria gozar! E assim foi! Ela gozava, gemia e soltava mais líquidos! Parecia que estava fazendo xixi! Eu nunca tinha visto isso antes! Escorria pela minha mão! Assim ela começou a ter espasmos, se tremia inteirinha e acabou apertando as pernas com a minha mão na sua xaninha, chegou quase a desfalecer, estava toda suada e com a respiração disparada...

Depois que se restabeleceu, ela levantou e com cara de safada disse que nunca tinha gozado daquele jeito e que iria pegar uma toalha para secar minha mão, que estava toda molhada pelo néctar de sua bucetinha. Quando ela saiu, eu enfiei os dedos na boca e senti como era delicioso o gosto da minha filha! Então ela voltou com a toalha e falou: “Agora é a sua vez! Vou fazer melhor que a mamãe! Vou bater a melhor punheta da sua vida!”.

E assim ela sentou ao meu lado, totalmente nua, arrancou minha cueca, pegou no pinto e meio sem jeito começou os movimentos de sobe e desce! Percebi que ela realmente nunca tinha feito aquilo, então comecei a ensiná-la! E de repente ela começou a beijar meu cacete! Eu já estava quase gozando e com calma pedi para ela chupar como se fosse um sorvete, bem devagar! Sua boca era quente e sua língua muito macia!

Tentei segurar o gozo, mas com aqueles movimentos da boquinha dela não teve jeito! Avisei que ia gozar e puxei sua cabeça! Mas não deu tempo e o primeiro jato foi direto para o seu queixo, ela se assustou, mas continuou a punhetar, ai veio o segundo e o terceiro jato, realmente há muito tempo eu não gozava assim! Ela, com um olhar de espanto e satisfação, pegou a sua mão cheia de porra e colocou na boca, dizendo: “O gosto não é tão ruim assim! Dá até para engolir! Minhas amigas falam que é horrível, mas não é!”.

Eu estava em êxtase e ao mesmo tempo com remorso do que tinha acontecido! Mas minha filhinha apenas adorou! E percebi isso quando ela falou: “Nossa! Quanto tesão eu tenho por você! E sabe, estou toda molhadinha novamente! Só que agora é só para você assistir! Vou bater uma siririca bem gostosa pra você!”. Então começou a se masturbar enquanto enfiava o dedo no cuzinho. Aquela visão me deixou novamente excitado! Ela notou minha ereção e pediu para bater uma punheta para ela.

E eu, olhando para a bucetinha dela, disse: “Vamos tentar gozar juntos!”. E tive que me segurar muito para acompanhá-la. E assim que ela começou a gozar e gemer alto, levantei e fui até a boca dela e comecei a gozar! O primeiro jato pegou no rosto, mas ela virou e enfiou meu pau em sua boca e engoliu toda a porra que restava! Foi a coisa mais deliciosa que eu já tinha feito na vida! E ela virava os olhos e não parava de gozar! Gozou tanto que chegou a molhar minha perna que estava na frente da sua xaninha!

Quando acabamos, eu estava com as pernas moles e ela com um sorriso enorme e lambendo toda a porra que escorria pelo seu rosto e pelo canto da boca. Ai ela veio e me deu um beijo de língua! Senti todo o meu gosto e o gosto dela! Foi lindo e delicioso! Ficamos deitados no chão da sala por um certo tempo. Ela ficou olhando para mim, fazendo carinho no meu peito e dizendo que me amava demais e que o que rolou tinha sido a coisa mais deliciosa que ela já tinha experimentado.

Exausto de tanta sacanagem, sugeri irmos tomar um banho juntos. Ela topou na hora e fomos. Eu entrei no box e ela veio logo atrás. E assim que entrou, ela disse: “Pai, posso fazer xixi aqui?”. Eu disse que sim! Então ela agachou um pouquinho e abriu as pernas de forma inocente. E novamente comecei a ficar excitado vendo seu xixi quente saindo daquela bucetinha linda!

Quando ela terminou e viu meu pinto novamente duro, se ajoelhou na minha frente e começou a chupá-lo! E novamente gozei gostoso! Gozei com menor intensidade, mas gozei em sua boca e ela não deixou escapar nada! Engoliu tudinho! Ai começamos a tomar banho e ela pediu para eu lavá-la e assim o fiz! Passei o sabonete no seu peitinho, na sua bunda durinha e vi que o tesão dela também não tinha acabado! Quando comecei a lavar sua bucetinha ela gemeu e percebi o quanto molhadinha ela estava e novamente bati uma siririca dessa vez com dois dedos dentro. Ela gozou rápido enquanto gemia baixinho no meu ouvido.

Nossa! Foram três orgasmos seguidos naquela tarde! Eu nunca tinha ficado quarenta dias sem transar e todo aquele tesão acumulado fez eu cometer essa loucura com minha filha! Está curioso pra saber se eu consegui comer a bucetinha dela? Bom, depois do banho ela pediu para dormir comigo na minha cama, mas essa história fica para uma próxima oportunidade...

Comentários

28/05/2014 07:08:39
Opa, sensacional! fiquei mto exitado.. se minha filha estivesse aqui certamente iria fazer amor com ela agora.. leia meus contos.. ab..
21/04/2014 21:48:07
Muito bom. Muito gostoso...
30/03/2014 03:04:09
Nossaa ameiiii sorte da sua filinha meu whats app 063-8138-4592
13/01/2014 00:57:22
CONTO INCRÍVEL Quando sai o 2?
03/01/2014 19:46:46
Delícia!!!
03/01/2014 17:30:42
O conto é bom, muito bom. Gostei. Bem armado e com a sequência bem dosada. Mas 3 gozadas aos 45 anos é pracabar.
03/01/2014 16:05:44
ÓTIMO CONTO, NOTA DEZ. VC TEM SKYPE?

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.