Casa dos Contos Eróticos

Feed

Meu amigo comeu o cu de minha esposa na minha frente

Categoria: Heterossexual
Data: 19/07/2013 20:54:50
Nota 8.86
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

EU VI MEU AMIGO FODER O CU DE MINHA ESPOSA, GOZAR DENTRO SEM CAMISINHA E DEPOIS LAMBI E BEBI A PORRA TODA NO RABINHO DELA. FOI DELICIOSO E TESUDO VER MINHA PUTINHA DAR PRAZER A UM AMIGO.

Telefone toca, atendo era o Giba

"minha mulher foi a praia com os sogros, tu e tua mulher não querem vir tomar umas cervejas aqui em casa" ?

Claro que topei na hora, pois a última vez que nos reunimos os três rolou algo muito gostoso sem penetração mas delicioso e sacana.

Comuniquei minha esposa do convite dele, na hora ela comentou:

"A Liane não está em casa? hummm então ele está querendo coisinhas" disse com um sorriso de safada.

"Queres ir?"

Perguntou como que para mim confirmar que eu queria safadezas com ela, ele e eu, ao afirmar que sim eu estava consentindo e liberando tudo que pudesse rolar.

"Vou tomar banho, me arrumar e vamos se estiveres a fim "

"Vamos sim, vai ser muito bom".

Depois de um banho bem demorado veio nua até o quarto para arrumar-se, escolheu um vestido soltinho destes fáceis de levantar e desnudar as coxas se necessário.

"Que calcinha coloco" perguntou

"Nenhuma" respondi eu, ela riu e disse:

"Tais a fim mesmo né?"

"Sempre" disse eu.

Perfumou-se toda espalhando bastante perfume nas coxas, buceta, virilhas e tudo mais, saímos e fomos ao apto. de nosso amigo.

Ao chegarmos cumprimentos de praxe eles deram os beijinhos na face e fomos entrando, como estava um dia quente ele estava só de bermudas e sem camisa, conversa trivial e ele resolveu mostrar umas fotos da última viagem a Punta del Este.

Colocou o álbum de fotos na mesa, minha esposa foi olhar as fotos eu e ele pegamos cervejas para todos e voltamos a sala ele aproximou-se por trás dela entregou a latinha pra ela que perguntou alguma coisa sobre a foto que via enquanto eu observava ele chegando cada vez mais perto do corpo dela eu já prevendo que num segundo ele iria encostar na bunda dela, que permanecia imóvel com a aproximação dele como que consentindo a provável encoxada.

O que aconteceu como o previsto, ele encostou na bunda dela relatando as fotos e ela paradinha com ele na traseira dela já colocando uma das mãos na cintura dela segurando-a e ajeitando-a na posição que permitia encaixar bem o pau duro no meio das nádegas dela, agora percebia-se que ela consentia e ele aos poucos ia tomando posse do corpo dela. Todos estávamos com muita vontade de meter e com muito tesão, porque tudo foi muito rápido, ele avançou nela (encoxando-a) e ela permaneceu quieta sem se afastar ou falar qualquer coisa, o que facilitou com que ele se servisse no corpo dela.

Aos poucos mas muito rapidamente as coisas iam acontecendo, ele já se movimentava na bunda dela que permitia e já rebolava discretamente enquanto eu só assistia já de pau duro, boca seca e louco pra ver cada vez mais a atuação dos dois, ele agora segurava ela com ambas as mãos na cintura e esfregava o pau bem duro nas nádegas dela que tinha soltado as fotos e segurava-se com ambas mãos numa cadeira junto a mesa curtindo o pau dele roçando na bunda dela.

Ele me olhou sorriu me fez um sinal com a cabeça que eu também com a cabeça confirmei um sim, então ele colocou as mãos nos seios dela apertando e acariciando-os desceu um pouco foi até o ventre em seguida chegou na buceta onde demorou-se bastante acariciando por cima do vestido, chegou ao meio das coxas dela levantando um pouco o vestido começando a alisar e passar a mão nas coxas dela sentindo a pele lisa e quente e agora foi subindo em direção a xoxota.

A cara de espanto dele quando a mão dele chegou na buceta e não encontrou a calcinha que eu havia sugerido que ela fosse sem, fez com que ele abrisse um largo sorriso e dissesse:

"Oba! tu estas sem calcinha"

ela só fez um "hã hum" meio que gemendo abrindo as pernas dando espaço as mãos dele que percorriam as coxas buceta, ventre, barriga e levantava completamente o vestido dela a altura da cintura deixando a mostra a linda e deliciosa bunda de minha esposa que ali estava com meu amigo bolinando-a a vontade enquanto ela permanecia quieta e impassível ao que ele fazia nela e com ela que tinha o dedo dele massageando o grelo dela arrancando gemidos de prazer.

O pau dele parecia que ia estourar a bermuda que usava, ele então baixou a bermuda ficando completamente nu e de pau duro atrás dela, a cena era linda ele roçava o enorme pau nas coxas e no meio das nádegas, ela quieta só dava umas reboladas discretas e esperava a ação que ele tomava deixando que ele assumisse o comando e fizesse com ela o que bem quisesse, assim foi os dois em pé frente a mesa ela agarrada na cadeira ligeiramente inclinada para trás sentindo aquele pau duro e grande sendo esfregado nela toda enquanto eu sentado no sofá assistindo a tudo, completamente tarado louco de tesão vendo minha mulher no pau do meu amigo que me chamou para perto deles dizendo que queria pegar uma coisa e já voltava.

Ela me olhou me deu um beijo e disse;

"Que loucura, está bom demais, to tarada cheia de tesão, louca pra foder, ele está esfregando o pau no meu cuzinho está gostoso, se ele quiser por na minha bunda deixo? o pau dele é grandão e gostoso"

"fode, fode bem gostoso aproveita bem o pau dele goza bastante, que eu quero te ver dando e sendo bem putinha na rola do dele"

Ele voltou com mais cerveja e um tubo de KY eu já bem tarado imaginei que Giba ia meter na bunda dela aquele enorme mastro, grande e grosso, a principio eu tinha certeza que seria muito difícil embora ela adore dar o cu, sempre que transamos, uma metida na bunda ela sempre leva por gostar e pedir, mas meu pau não tem as proporções do meu amigo afastei-me devolvendo minha esposa que eu dividia com meu amigo para que ele continuasse e começasse a foder ela.

Colocando-a de costas pra ele novamente contra a mesa, posiciono-a e levantando o vestido todo deixando-a nua da cintura para baixo, ele completamente nu e eu completamente vestido apenas assistindo e babando vendo minha esposa com carinha de safada que me olhava e fazia caras de putinha tesuda como que dizendo que estava se divertindo e gostando do pau de meu amigo.

Ele melou o pau e a bunda dela com muito KY e começou a explorar a bunda, o rego e o anelzinho dela que rebolava e por vezes segurava a cabeça do pau dele bem no buraquinho róseo do cuzinho já forçando a bunda contra o pau dele experimentando uma ligeira penetração, agora era ele que permanecia quieto aguardando ela meter aquele pirocão na bunda devagar até acostumar-se com o tamanho e volume.

Ela inclinou-se para a frente deitando os seios na mesa enquanto ele com o KY na mão inundava o rabo dela tornando-o bem lubrificado e escorregadio lambuzando também o chão, de repente ele já estava bem colocado naquele cu delicioso e tarado de minha mulher, não tinha entrado tudo, mas ela já começava a rebolar e ir e vir na piroca dele, dando uns gemidos vez por outra com metade do pau dentro.

Tirei meu pau de dentro da bermuda e comecei uma deliciosa punheta vendo minha esposa dando a bunda para nosso amigo que me olhava fazia cara de tarado e metia nela, que vendo-me punhetar meu pau com a cena que via, ela mais tesuda e tarada criou coragem e meteu tudo dentro do rabo colando a bunda nas bolas dele ficando quieta por uns segundos, em seguida ele começou a meter e tirar a pica daquele rabo gostoso e esfomeado que eu via e não acreditava, o enorme cacetão que ela deixava ele socar tudo até o talo naquela bunda gostosa.

Ele agora já conseguia socar com força enquanto ela gemia a cada estocada o que deixava ele e eu mais tarados vendo ela rebolar e gemer no pauzão enquanto ele batia uma siririca nela. Ver ele metendo, as vezes empurrava até o talo ficava parado com tudo dentro e contraindo as nadegas era delicioso de ver.

Infelizmente o que eu previ aconteceu, ele não aguentou muito tempo metendo naquele cu apertadinho, gozando logo enchendo o rabo dela de leite quente. Eu queria que ele ficasse metendo na bunda dela por pelo menos umas duas horas, mas, embora tenha sido meio rápido, foi tesudo demais.

Ele começou a gemer alto e socou tudo dentro dela ficando com o pau todo enterrado no cuzinho dela gemendo, ofegante, respiração acelerada, enquanto ela permanecia parada quieta com o pauzão atolado na bunda, olhos fechados e gemendo baixinho, eu via ele todo dentro dela só contraindo as nádegas forçando os jatos de porra fundo no cu dela, ele curtia aquele rabo dando umas reboladinhas e fazendo um pequeno vaivém tirando e metendo no cu de minha esposa que tinha dado um enorme prazer a ele (que comentou comigo depois).

Ele tirou o pau de dentro dela dizendo:

"Vou tomar banho, já volto".

Sumindo no corredor deixando-a parada em pé com as pernas abertas deita sobre a mesa ofegante, manhosa, toda esporrada como uma boa puta , enquanto eu ia até ela e perguntava:

"Foi bom? tu gostou? como aguentastes o pau dele todo no cu?"

"Gostei, doeu um pouco no início mas depois foi uma delicia, senti ele me arrombando, o pau dele me preencheu toda entrou bem justinho, tu gostou de me ver dando pra ele? tu viu? tua mulherzinha agasalhou o cacete dele todo na bunda, tu viu?" (até ela ficou surpresa de ter metido aquele pauzão todo no rabo).

"Vi e to morrendo de tesão, deixa eu ver teu cu".

Me abaixei atrás dela abri as nádegas e vi o rabinho dela todo esfolado, vermelho e a porra começando a escorrer para fora, pedi pra ela segurar as nádegas bem abertas, assim ela fez, me perguntando:.

"O que vais fazer?"

"Dar uns beijinhos neste rabo gostoso"

Ela permaneceu de pé quieta esperando e ligeiramente arqueada para frente com as nádegas bem para trás escancaradas com o leitinho do meu amigo lambuzando-a toda, meti a boca no cu dela, dei um beijo de língua penetrando e enfiando a ponta da língua naquele cu todo esporrado pelo Giba e comecei a lamber a porra toda que lá estava, ela começou a contrair a bunda expulsando toda porra que tinha levado no cu que eu agora bebia enquanto batia uma punheta deixando minha mulher tarada que me disse:

"Vem mete na minha buceta, me fode, goza em mim, enche minha xoxota de leitinho quente, quero sentir tu gozar dentro da tua putinha, tu viu como fodi gostoso com ele? tu gostou?"

A esta altura eu já metia na buceta por trás, ela pediu um papai mamãe que eu aceitei logo, pois queria deitar ela em cima da mesa de jantar dos nossos amigos.

Ele veio lá de dentro, parou e ficou olhando eu meter na buceta dela bem gostoso, ela deitada de costas bem na ponta da mesa, eu em pé com ambas as pernas dela em volta do meu pescoço socando na buceta apertadinha dela não demorei muito pra gozar porque queria que ele visse eu comendo minha esposa e gozando nela em cima da mesa, coisa que ele nunca esquecerá quando for almoçar ou jantar com a família vai sempre lembrar dela fudendo e eu gozando enchendo-a de porra onde ele faz refeições com a família, eu empurrava com força e a cada estocada empurrava ela mais para dentro da mesa.

Gozamos eu e ela neste momento estávamos ambos em cima da mesa logo após o gozo deixei meu pau escapar propositalmente da buceta dela, para que minha porra escorresse e lambuzasse a mesa deixando minha marca nela.

Ficamos um tempo parados para que meu intento se realizasse e quando saímos de cima da mesa havia uma poça de porra no tampão da mesa.

Enquanto minha mulher foi ao banheiro se recompor eu e ele demos uma ajeitada no estrago do chão mesa etc.

Trocamos algumas palavras sobre nossa foda a três, quando ela chegou de volta na sala nos despedimos e fomos embora, como se nada tivesse acontecido.

Foi muito gostoso, muito louco, muito tarado e inesquecível.

O incrível foi dias depois eu e ele comentávamos a foda na minha mulher e ele confessou que realizou um sonho que tinha desde que a viu pela primeira vez, que era comer a bunda dela a qual ela tinha um enorme tesão e vontade de meter o pau todo, tanto que ele nem relou na buceta dela, foi direto na bunda e no cu realizando seu desejo e fetiche de algumas punhetas segundo ele.

Comentários

08/02/2014 00:24:30
muito bom.... parabéns... a melhor coisa é ver a nossa mulher feliz
13/09/2013 12:47:35
Muito bom, mas tem que liberar para todos que ela queira!
19/08/2013 22:42:16
Um corno submisso, uma tesuda putona e um taradão! Mistura tudo. 10,
31/07/2013 02:39:21
Aí barrilete,Acho que este corno quer, na verdade, é dar pro cara. lmaber porra de outro. sai dessa. mas o conto foi gostoso. 9
20/07/2013 06:40:33
Interessante este conto. O cara vem, oferece a mulher para o amigo, que faz questão de comer a coisa mais gostosa do mundo: o rabinho dela. E aí, nada em troca. O cara também tem mulher, né? Por que é que, num próximo conto, você não propõe a ele a divisão da mulher dele também? Dizem que chumbo trocado não dói. Ambos serão cornos, dividindo tudo. E a farra vai ser legal...
20/07/2013 06:21:13
delicia
19/07/2013 21:25:39
Na próxima, me chama que nem precisa tomar de tabela o leite, que eu tiro e vc toma ainda quentinho...e , lógco..tem que beber tudinho.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.