Casa dos Contos Eróticos

Minha história 6

Autor: Julia
Categoria: Homossexual
Data: 11/05/2013 00:11:19
Nota 9.90
Ler comentários (8) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Dormimos abraçadas. Tão gostoso sentir-me envolvida por seus braços. Acordei com uma dorzinha em meu ombro, em razão de uma mordida, terminada com uma chupada, dada por Taís.

Júlia: Hum...

Taís: Ai, minha linda. Gemendo gostoso assim eu fico louca. Desse jeito eu não resisto. (falou isso aconchegando seu corpo ao meu de costas, puxando-me contra si, esfregando uma de suas pernas entre as minhas, em meu sexo ainda quente e úmido do nosso amor, e cheirando-me o pescoço)

Júlia: Que violência... é assim que se dá bom dia?

Taís (sorrindo): Tem razão... é assim... (virando meu rosto e dando-me um beijo delicioso)

Júlia: Desse jeito tenho certeza que ele será ótimo! (rimos e voltamos a nos beijar)

Ficamos um breve instante abraçadas, tendo o silêncio sido interrompido por mim.

Júlia: Posso te fazer uma pergunta?

Taís: Quantas quiser. Você pode tudo. (sussurrando ao meu ouvido)

Júlia (ri com a resposta e estremeci pela provocação): Ah, quanto prestígio eu estou...

Taís: Você sempre teve, minha linda. (Fechei meus olhos, puxando com minha mão direita sua cabeça, queria aproximá-la ainda mais de mim)

Júlia: Porque você não usa aliança? Você não é noiva?

Ela suspirou... ficou pensativa.

Taís: Essa história é complicada, mas posso te dizer que noiva mesmo não sou.

Júlia: Como assim?

Taís: Fui pedida em casamento por um ex-namorado, mas não resolvemos nada.

Júlia: Não entendi. (disse isso afastando-me dos braços de Taís, mas virei-me de lado para olhar em seus olhos enquanto tínhamos essa conversa)

Taís: Você é curiosa, né! (com um ar de brincadeira)

Júlia: E você complicada. (rimos)

Taís: Ele foi meu primeiro namoradinho, acho que devia ter uns 11 anos. Foi com ele meu primeiro beijo, nos descobrimos juntos. Ele é filho de um casal amigo dos meus pais. Na verdade, o pai dele é um dos sócios do escritório. Ficamos afastados muitos anos. Recentemente nos reencontramos quando fui visitar meus pais. Saímos algumas vezes, saudosismo... e aí ele veio com essa conversa...

Júlia: Você fala como se fosse uma invenção da parte dele... como se você não tivesse participação nessa decisão...

Taís: Mas é... Ele me pediu em casamento na frente da minha família. Todos adoraram e eu fiquei desorientada. Não consegui desfazer isso. Como viram que fui pega de surpresa, concordaram em me dar um tempo para pensar e digerir isso.

Júlia: Mas você gosta dele. Caso contrário nem aceitaria a hipótese.

Taís: Não é bem assim. Ele é uma boa pessoa. Nos damos bem, sim. Mas não o amo.

Júlia: E porque vai casar?

Taís: Oh, minha linda, eu afirmei isso? Só disse que há possibilidade. (falou acariciando-me o rosto)

Júlia: Não consigo entender.

Taís: Nem eu. O problema é que nunca consegui desapontar meus pais. Só de lembrar o que passaram para me criar... é como se eu fosse uma filha ingrata, se não retribuir, sabe... na minha cabeça funciona assim.

Júlia: Mas só por não concordar em casar com quem eles querem?

Taís: Pois é, tem muito doido no mundo. Sou apenas mais uma. Não tenta entender, que você enlouquece também. (falou rindo)

Júlia: Já enlouqueci (beijei-a com paixão)

Ah! Nesse momento só me recordo daquela música de Marisa Monte:

"Vai, pode falar, pode escrever

Eu vou me entregar

No meu lugar, quem não faria?

Diz que é loucura, diz que é besteira, mas eu não vou ligar

Não tente entender

E o tempo dirá

A sina é sonhar

Que eu pago pra ver

Qual meu lugar

Que a vida é um dia

Um dia sem culpa

Um dia que passa aonde a gente está

Ah, se eu tenho tanto a perder

Eu perco é o medo do que a sorte lê

Sabe o que quer

Sabe quem tem o que se quer

Diz que é loucura, diz que é besteira, mas eu não vou ligar

Não tente entender

E o tempo dirá

A sina é sonhar

Eu pago pra ver qual o meu lugar

Que a vida é um dia

Um dia sem culpa

Um dia que passa aonde a gente está

Ah, se eu tenho tanto a perder

Eu perco é o medo do que a sorte lê

Sabe o que quer

Sabe quem tem o que se quer"

Continua....

Ps.: Pessoal, agradeço o incentivo de todos que comentaram os contos anteriores, os que votaram e também aos que somente leram... espero que gostem. Eu adoro essa história. (contatos: juliapgfabricio@hotmail.com)

Comentários

13/05/2013 12:36:58
adoreii!! continue...
12/05/2013 18:36:20
Nao para por favor, ta ótimo!
12/05/2013 18:00:50
otima historia amei.continua.nota 10
11/05/2013 13:51:52
.
11/05/2013 13:04:51
Mto bom. http://x-tudotudotudo.blogspot.com.br/
11/05/2013 09:02:35
continua ! :]
11/05/2013 07:33:48
Cada vez melhor...
11/05/2013 07:05:52
Uhuu primeira a comentar!haha eitah que descoberta hein!:) continua

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.