Casa dos Contos Eróticos

Feed

Meu tio comeu minha mãe e tirou meu cabacinho

Autor: Nuber
Categoria: Grupal
Data: 01/04/2013 16:12:29
Última revisão: 04/06/2014 18:20:20
Nota 9.64
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Sou Lucas e com a ajuda do meu amigo Cris vou descrever em detalhes como foi minha primeira vez.

Desde a adolescência me senti diferente dos colegas da escola e isso acabou fazendo com que me tornasse um pouco introspectivo e principalmente sem muitas amizades.

Por causa de uma mistura muito louca de raças minha aparência é totalmente andrógina e quando tinha 7/8 anos de idade muitas pessoas perguntavam a minha mãe se eu era menino ou menina. No começo essas observações me incomodavam um pouco, mas depois deixaram de ter importância.

Meu avo era sueco e minha avó mulata e dessa união nasceu minha mãe que era uma mulher de uma beleza bem exótica. Loira de olhos verdes e cabelos bem enroladinhos e corpo de negra. Ela se casou com meu pai que é nissei e então nasci loiro com olhos esverdeados puxados, boca com lábios bem grossos e uma bunda grande e arrebitada.

Apesar de sentir os olhares curiosos das pessoas sobre mim e me sentir realmente bem diferente dos outros quando me olhava no espelho gostava do que via e minha mãe me incentivava a freqüentar cursos de modelos e enviava books com minhas fotos para as agencias de publicidade.

Meu pai era dono de varias farmácias de manipulação na região e dava pra notar que era um sujeito que vivia para o trabalho e muitas vezes percebi que minha mãe vivia brigando com ele pedindo mais atenção e querendo sair pra se divertir.

Papai dizia que só depois que se aposentasse ia poder viajar bastante.

Logicamente que pra uma mulher bonita, sexy e bem alegre como mamãe esse tipo de comportamento de meu pai não a deixava feliz.

Sexualmente nada havia me atraído ainda, nem mulheres e nem homens, mas isso eu sabia que logo iria se manifestar principalmente depois que passei a assistir filmes pornôs pela internet. Quando olhava para aqueles paus enormes dos atores pornôs sentia meu cuzinho se contrair quase sem controle.

Meus banhos eram super demorados, quase um ritual, eu gostava deles com muita espuma e quando terminava ficava me olhando no espelho e passando cremes pra que minha pele sensível ficasse sempre bem macia e sedosa.

A única coisa que acontecia todos os dias era me masturbar. Sentir meu corpo tremer sem controle e ter um orgasmo intenso me deixava totalmente relaxado.

Apesar de meu pênis ter apenas 8 centimentros a todo instante ficava durinho e pedia pra ser manipulado.

Tinha uma coisa que sempre fazia em frente aos espelhos do meu quarto que era esconder entre as coxas meu pintinho pequeno. Como tinha poucos pelos no púbis parecia que eu tinha um bucetinha de adolescente e então ficava andando pra la e pra ca e isso me fazia rebolar de um jeito bem feminino e achava graça daquelas brincadeiras bobas.

Minha bunda toda empinada era um caso a parte por chamar muito a atenção e por diversas vezes levei cantadas de homens tarados que diziam querer me comer.

Algumas lindas garotas dos cursos de modelo também me assediavam e por diversas vezes me agarravam querendo me beijar. Algumas vezes até tentei corresponder, mas senti que não adiantava querer forçar a barra.

Quando completei 17 anos ganhei uma viagem para o nordeste junto com mamãe.

Ficamos em um hotel fantástico de frente pro mar e saímos pra dar uns passeios de catamarã pra conhecer várias ilhas paradisíacas da região.

Eu passava bastante protetor solar pra não queimar demais à pele, mas em apenas 3 dias já estava todo dourado pelo sol intenso.

Mamãe então ficou linda com um bronzeado incrivel e dava pra notar os olhares gulosos dos homens em seu corpo sensual e cheio de curvas.

Com 37 anos mamãe tinha um corpo perfeito e que se mostrava ainda mais sexy com biquínis pequenos completamente enterrados no reguinho de sua bunda enorme e durinha pela academia que nunca deixava de freqüentar.

Com certeza estando longe dos olhares de papai minha mãe se mostrava bem menos recatada e notei que alem dos biquínis extremamente pequenos quando a gente saia para os passeios seus vestidinhos era tão curtinhos e colados ao corpo que mais mostravam do que escondiam. Sem contar que também nunca colocava calcinhas. Eu olhava para o corpo perfeito de mamãe e tinha o maior orgulho de sua beleza sexy e extremamente sensual.

Apesar de ainda “bobinho” quanto ao assunto sacanagem não demorei a perceber que ela estava “dando lado” para um camareiro mulato bonitão que atendia o nosso quarto. Os sorrisos e olhares entre eles não deixavam duvida.

Sai pra dar um passeio sozinho e comentei que iria demorar, mas como o ônibus que me levaria quebrou tive que voltar.

Nem me surpreendi muito quando abri a porta da suíte de nosso hotel e flagrei mamãe nuazinha de 4 na cama levando pau na buceta do camareiro bonitão.

Era incrível ouvir os gemidos altos de prazer que saiam da garganta de minha linda mamãe com aquele macho forte socando com força sua pica grande na buceta sedenta dela. O tesão deles era tanto que nem perceberam minha presença ali na porta entreaberta. Nem me preocupei em sair dali e fiquei assistindo tudo em detalhes. Era uma cena fantástica de se ver.

Quase nem dava pra reconhecer que ali naquela cama estava minha doce mamãe sendo fodida por aquele macho taradão metendo com vontade aquele pauzão na bucetinha e que ela gemendo sem pudor sussurrava tesuda dizendo:

-mete...tudo...seu safado...fode minha buceta com força seu cachorro...ahhh... assim...me fode...ahhh...quero gozar...mais...mete esse pauzão gostoso...ahhh... que delicia pau na buceta...ahh... vou...vou...gozar...ahhh...deliciaaaaa!

Foi então que pela primeira vez senti um calor intenso percorrer toda minha coluna cervical e meu cuzinho piscou que nem louco e cheio de tesão desejei estar ali naquela cama no lugar da mamãe tendo um macho como aquele engatado no meu bumbum empinado. Meu pintinho estava tão duro que parecia que se batesse em alguma coisa iria trincar.

Mamãe gozou se contorcendo como uma cobra em cima daquela cama e em seguida o camareiro puxou-a pelos cabelos e todo macho disse:

-agora é minha vez...chupa minha pica sua vadia safada...quero gozar na sua boca...puta tem que tomar leitinho na fonte...mama...sua cadela safada!

Foi incrível assistir mamãe pegar aquela pica grande toda melada e engolir até o talo sem frescura. Ela era uma boqueteira de primeira e passou a mamar naquela pica com volúpia. O mulato todo tarado fodia sua boca como se tivesse fodendo sua buceta e logo deu um berro ejaculando como um cavalo na boca da mamãe. Era muita porra que chegava a escorrer pelos cantos da boca mas toda safada lambeu tudinho...não deixou uma gotinha escapar.

Gozei so relando no meu pintinho e quase desfaleci de tanto tesão.

Apesar de gozar bem pouquinho meu short ficou todo molhadinho na frente e sem saber direito como fazer dei meia volta pelo corredor e fui até um banheiro da recepção do hotel passar uma água no rosto pra me recuperar de todas aquelas emoções pelas quais passei.

Depois de alguns minutos, mais calmo, voltei ao quarto e dei de cara com o camareiro saindo da nossa suíte. Quando entrei encontrei mamãe ainda nuazinha deitada na cama de bruços e quando me viu deu um sorriso e disse:

-ué...o que aconteceu querido...pra vc voltar tão rápido? Vc disse que ia demorar!

-bem...o ônibus que ia levar a gente quebrou...transferiram o passeio pra tarde!

-então tá bom...acho que a gente vai junto então!

Naquele instante resolvi ser bem safado e brinquei dizendo:

-To vendo que minha linda mamãe quando esta longe do papai é bem diferente né? Quando cheguei encontrei o camareiro saindo do quarto e pelo jeito tenho quase certeza que vc atendeu ele peladinha né? Rss.

Mamãe deu um sorrisinho bem safado e disse:

-bem...to vendo que vc apesar de quietinho é bem obsevador né? Acho que não preciso dizer que vc não deve comentar nada disso com ninguém...principalmente com teu pai né? Hehe!

-Claro que não faria isso...de jeito nenhum...revelar os segredinhos sexuais de minha mãe maravilhosa! Fica tranqüila! Mas...pelo jeito...acho que deve ter sido muito bom! Vc tá com um sorriso tão grande de felicidade que nem consegue disfarçar!

Minha mãe caiu em risos e então me chamou pra junto dela e me abraçando encheu meu rosto de beijos e disse que ia tomar um banho pra se refrescar.

Dava pra sentir o cheiro de sexo que exalava de seu corpo sensual.

Ela se levantou da cama e saiu rebolando sua bunda enorme para o banheiro e me chamou para tomarmos banho juntos enquanto conversavamos.

Isso sempre acontecia em nossa casa quando estávamos sozinhos, mas dessa vez debaixo daquela ducha maravilhosa ficamos trocando confidencias e com certeza nos tornando mais cúmplices.

Depois que voltamos da praia mamãe com minha conivência constantemente colocava um de seus vestidinhos justíssimos com uma sandália de salto alto dizendo que ia passear no shopping, mas isso era apenas uma desculpa pra safada dar a buceta pra algum macho bonitão e de preferência de pau bem grande como ela gostava.

Quase sempre ela me chamava pra ir junto ao shopping mas era só pra disfarçar porque me deixava no cinema e depois me pegava pra voltarmos juntos pra casa.

E foi então que numa dessas vezes que estava assistindo filme quando senti vontade de fazer xixi e fui ao banheiro e entrei em um Box sem me preocupar em fechar a porta e foi ai que senti braços fortes me agarrando por trás e senti um pau grande e duro roçando em meu bumbum empinado e o sujeito dizendo:

-seu viadinho safado...vc tem um bundão muito gostoso...dá pra mim seu safado... adoro bunda grande que nem a sua...quero te comer...viadinho gostoso!

O tarado me agarrava com força e tentava abaixar minha bermuda mas apesar de todo medo joguei meu corpo pra trás e ele perdeu o equilibrio e consegui escapar dos braços dele e sai correndo do banheiro.

Nem voltei pra assistir o resto do filme. Hihihi!

À noite antes de dormir foi incrível sentir meu pintinho completamente duro lembrando do pauzão do tarado cutucando minha bunda tentando me estuprar. Com certeza se isso acontecesse novamente acho que eu não iria fugir. Hihihi!

Mas foi então que aconteceu uma coisa que ia movimentar minha casa.

Mamãe disse que seu irmão Jorge que morava na Canada estava voltando ao Brasil e iria se hospedar em nossa casa durante o tempo que ficasse por aqui.

Ela ficou muito feliz com a noticia e comentou que já fazia 13 anos que não o via. Jorge era seu único irmão e tinha 33 anos.

Com 20 anos tinha ido estudar e depois de se formar acabou arrumando bom emprego e ficou por la.

Como eu tinha apenas 4 anos na época que ele fora embora nem me lembrava como era esse tio.

Minha mãe estava numa ansiedade danada e quando tio Jorge chegou foi uma festa incrível. Ele era bem diferente de mamãe, havia puxado a parte de minha avó mulata. Moreno alto e bem forte e pelo jeito praticava musculação, pois tinha um corpo cheio de músculos bem definidos.

Com certeza era um belo exemplar de macho que chamava a atenção das mulheres por onde passava.

Meu pai tinha ido participar de um congresso sobre farmácias e ficaria 4 dias fora de casa e minha mãe até comentou que isso seria ótimo pra poder dar toda atenção para seu querido irmão.

Como tio Jorge veio em um vôo na parte da tarde assim que chegou a nossa casa logo quis tomar um banho e colocar uma roupa adequada para o calor que estava fazendo no Brasil porque quando saiu do Canadá estava um inverno de lascar.

Tio Jorge após tomar banho veio pra sala só com um short de lycra tipo desses de lutadores e uma camisa de algodão toda aberta e em segundos notei que dentro daquele short justo tinha um volume enorme.

Mamãe assim que chegou do aeroporto entrou no quarto passou uma água no corpo e veio pra sala com um vestidinho que mais parecia uma camiseta e logo notei que nem colocara calcinha. E sem se importar comigo ali na sala mamãe toda cheia de dengo se sentou no colo do irmão e se agarrando ao pescoço dele disse que ia ficar assim grudadinha vários dias pra matar a saudade.

Percebi que mamãe queria ficar sozinha com o irmão e resolvi tomar um banho e fui para meu quarto dizendo que navegar um pouco na NET.

Já que papai não estava em casa coloquei um shortinho de malha curtinho e uma camisetinha que deixava minha barriga toda de fora.

Como morávamos em um sobrado após ligar o computador resolvi buscar um suco na geladeira da cozinha e quando comecei a descer as escadas dei uma olhada pra baixo e notei que mamãe continuava sentada no colo do irmão, mas seu vestidinho já estava na cintura e sua buceta e sua bunda estavam toda de fora.

O incrível foi que vi a mão do tio Jorge enfiada entre as coxas dela brincando com sua bucetinha fazendo-a rebolar.

Sentei-me no alto da escada e fiquei quietinho assistindo o que estava rolando naquele sofá.

Mamãe estava tão tarada que em segundos tirou o vestidinho e se ajoelhando entre as pernas do tio Jorge e puxou o short dele liberando sua pica e então pude ver por inteiro o que estava preso dentro do short.

Tio Jorge parecia um cavalo reprodutor.

Um pica grande, grossa e com uma cabeça enorme que parecia uma bola de bilhar. Nem em filme pornô ja tinha visto uma daquele tamanho.

Meu cuzinho até tremeu de medo só de imaginar aquilo entrando no meu cuzinho virgem.

Em segundos mamãe lambia e enfiava um pedaço da cabeça na sua boquinha sedenta e ele todo tarado dizia:

-isso...lambe sua vagabunda...tava com saudades né...lambe meu saco sua puta...ahhh...isso...assim...isso...lambe...sua cadela viciada!

Tio Jorge pegava aquele monstro e de vez em quando batia com ele no rosto da mamãe que toda tesuda gemia alto.

Foi então que mamãe então se levantou e se sentando de frente no colo do tio Jorge colocou uma perna de cada lado do corpo dele e encaixando a cabeçona enorme da pica na entrada da sua bucetinha foi soltando o corpo bem devagar.

Quando aquilo começou a entrar dentro dela ela gritou dizendo:

-aiiii...ta me rasgando...que pau grosso...ahhh...tanto tempo sem dar pra um desse tamanho...ahh...devagar...nossa...como é grosso...ahhh...mano...que saudade! Ahh!

Tio Jorge mostrou ser um macho que sabia como lidar putas igual mamãe e todo tarado puxou o corpo dela pra baixo com força de encontro ao seu púbis e aquele monstro desapareceu por completo dentro da bucetinha tesuda e disse:

-deixa de frescura...sua vagabunda tarada...rebola essa buceta tesuda na minha pica grossa...eu sei que vc gosta assim...com força...da gostoso pro teu macho vadia...dá gostoso pro teu mano sua puta vagabunda metedeira...rebola vadia... ahhh...que buceta quente...safada...ahhh!

Mamãe em segundos cavalgava naquele mastro imponente sendo penetrada até o talo e tio Jorge enchia a safada de tapas...na bunda e alguns no rosto e ela gemia e pedia pra apanhar mais.

Logo ela foi colocada de 4 no sofá e aquela bunda enorme ficou exposta e ele continuou a foder sua buceta com força. O barulhos de seu corpo batendo no traseiro dela era inebriante! Mamãe rebolava como uma louca espetada naquele monstro duro como aço e sua bunda era estapeada sem dó.

Ela gritava de prazer e tinha um gozo atrás do outro.

Durante quase uma hora mamãe levou pica grossa e cabeçuda na buceta e foi tratada como uma vadia que era e então tio Jorge colocou-a ajoelhada diante dele e então gozou na cara dela e depois disso encheu seu rosto de tapas.

Mamãe urrava de prazer sendo tratada como uma escrava sexual.

Meu tesão estava a 1.000 assistindo aquela foda selvagem e então voltei pro meu quarto e fui passar uma água no corpo pra me acalmar. Apesar de achar que nunca iria agüentar uma pica grossa como aquela no meu cuzinho virgem eu o sentia piscar loucamente só de imaginar aquilo e todo tesudo me masturbei enfiando os dedos no meu cuzinho e gozei deliciosamente.

Coloquei meu shortinho e desci até a cozinha pra buscar meu suco e assim que comecei a subir as escadas escutei a voz do meu Tio Jorge dizendo:

-Lucas querido...queria te pedir pra deixar usar seu computador um pouquinho... preciso ver meus e-mails...é rapidinho...prometo que não vou demorar!

Quando vi meu tio Jorge só com uma toalha enrolada na cintura...cheguei a me arrepiar...ele estava todo molhado ainda do banho e sorri dizendo:

-claro que pode tio...pode usar o tanto que quiser...quer subir no meu quarto agora?

-sim...querido...tua mãe...foi tomar banho e disse que ia descansar um pouquinho!

Subi as escadas bem devagar com tio Jorge atrás de mim e logicamente como meu shortinho era bem curtinho as popinhas da minha bunda estavam de fora e então ele disse todo safado:

-Lucas...vc tem um corpo lindo e também uma bunda muito bonita...vc é quase uma copia de sua mãe por trás...se tivesse uma bucetinha entre as pernas...seria uma garota perfeita!

Dei um sorrisinho bem safado e virando o rosto disse:

-é...ja ouvi isso algumas vezes das pessoas...na verdade acho que até gostaria de ter nascido com uma bucetinha...até brinco de esconder meu pintinho entre as pernas e me olho no espelho me imaginando uma garota!

-tenho certeza que vc ficaria linda...como menina...gostaria de ver isso!

Meu pintinho voltou a ficar duro com aquela conversa e todo safado terminei de subir as escadas rebolando acintosamente e assim que entramos no quarto tio Jorge já foi se sentando na poltrona em frente ao computador e começou a fazer o que precisava.

O cheiro de macho do meu tio após o banho entrava em minhas narinas e então todo safado fiquei de pé ao lado da poltrona olhando o que ele fazia no computador e percebi que a toalha enrolada em sua cintura estava bem aberta e logicamente fiquei de olho esperando que talvez abrisse ainda mais.

Depois de responder seus e-mails tio Jorge abriu um site pornô e todo safado perguntou se gostava de ver filmes de sacanagens e claro que respondi que sim e ele disse pra me sentar no braço da poltrona pra assistirmos alguns juntos.

O safado então colocou um fime gay na tela onde um garoto era enrabado com força por um negro pauzudo e logo senti sua mão em minha cintura e seus dedos deslizavam pelas minhas costas quase tocando meu bumbum.

Arrepiei-me por inteiro quando olhei entre suas coxas e a toalha estava toda aberta e seu pauzão enorme e cabeçudo estava duro como aço e ele então pegou minha mãozinha e levou-a até ele e disse:

-pega na minha rola...viadinho...brinca com meu pau...eu sei que vc tá louquinho pra sentir...ele na sua mão!

Em segundos eu segurava aquele monstro quente e duro demais e quando me dei conta à mão do meu tio Jorge estava enfiada por baixo do meu shortinho e ele disse todo sensual:

-levanta um pouquinho...viadinho...vamos tirar esse short...quero meu viadinho peladinho...pra que eu possa te acariciar todinho.

Fiquei peladinho e voltei a me sentar no braço da poltrona e em segundos os dedos grossos do meu tio já se enfiavam no meu reguinho e mais rápido ainda os senti penetrando meu cuzinho virgem.

Meu pintinho soltou gotinhas de sêmen e gozei com 2 dedos grossos enterrado no meu rabinho virgem.

Eu segurava com força no pauzão grosso do meu tio e então ele todo tarado foi me puxando e me fez escorregar para o seu colo.

Quando senti o calor daquela pica majestosa tocando meu bumbum gemi alto e sussurrei:

-ahhh...tio...nossa...que delicia...mas...eu...eu...to com medo...eu sou virgem ainda!

Ele então me abraçou forte me encaixando perfeitamente em seu colo e sua pica cabeçuda deslizou entre minhas nádegas tocando de leve meu cuzinho virgem e então ele sussurrou mordiscando e beijando minha nuca:

-pode deixar...que vou tirar seu cabacinho bem gostoso...vc vai adorar que o tio seja teu primeiro macho...teu cuzinho vai adorar sentir minha pica grossa...vc vai virar meninda de verdade...depois que vc der seu cuzinho virgem pro tio...ele vai virar uma bucetinha...como vc sempre sonhou...rebola...devagar e bem gostoso no colo do tio...viadinho safado...adoro tirar cabaço de viadinho tesudo e lindo que nem vc...isso assim...rebola...seu safadinho!

Eu estava entregue no colo e nos braços daquele macho forte e então ele me levantou do colo e me levou até minha cama e me deitou de bruços com o bumbum pra cima e quando senti sua língua deslizando pelas minhas costas e chegando ao meu cuzinho quase gritei de prazer. Sua língua quente e áspera penetrava em meu cuzinho e meu pintinho voltou a ficar completamente duro quase gozando de novo.

Foi então que tio Jorge mostrou que ia comandar meu tesão e então colocou um travesseiro embaixo de mim se encaixou atrás de mim e começou a deslizar aquela pica enorme no reguinho do meu bumbum sussurrando em meus ouvidos:

-rebola viadinho na pica do teu macho...mostra que vc ta louquinho pra virar minha menina...sinta minha pica toda melada tocando seu cuzinho virgem...rebola viadinho safado...teu macho vai te comer...e vc vai gozar gostoso...isso...assim... putinha... ahhh...não para...se entrega...vc ta quase virando uma menina...que bunda gostosa...to louco de vontade de estar dentro de vc! Ahhh!

O tesão tomava conta de meu ser e quando a cabeçona enorme do meu tio safado pulou pra dentro do meu anelzinho virgem apesar de gritar de dor eu queria e desejava sentir tudo aquilo dentro de mim e ele sabia disso pois foi enfiando aquela pica grossa até o talo e colou seu púbis no meu bumbum sussurrando:

-ahhh...que delicia tirar o cabaço de um cuzinho tesudo... ahhh...pronto...querido... seu cuzinho virou a bucetinha do tio...da gostoso...pra mim...rebola...e seja minha putinha...mostra que vc gosta muito de macho...ahhh...rebola...putinha safada!

Senti-me rasgado ao meio mas o prazer de ter um macho como aquele logo me fez perder qualquer resquício de medo e me entreguei e passei a rebolar igual a puta da minha mãe com aquele macho engatado atrás de mim e então dei um grito lancinante e gozei como nunca havia gozado. Meu cuzinho piscava loucamente beijando aquele pauzão enorme dentro dele. Tio Jorge aproveitou e me puxando pelos quadris me fez ficar de 4 na cama e passou a socar com força e logo senti sua mão pesada enchendo meu bumbum de tapas fortes. Logo o tesão voltou ainda mais forte e gozei copiosamente de novo.

Meu corpo tremia e se convulsionava empalado com aquela pica grossa e dura.

Tio Jorge então fez comigo o que havia feito com minha mamãe puta e me fazendo ajoelhar entre suas pernas gozou sua porra fervente e caudalosa em meu rosto e todo tarado ainda me deu uns tapas me deixando todo vermelho.

Com meu cuzinho todo arrombado e dolorido fui tomar um banho gelado e tio Jorge

saiu do meu quarto sorrindo todo safado dizendo que tinha adorado comer minha bundinha virgem e que iria querer repetir a dose rapidinho.

Durante o banho notei que meu pintinho tinha diminuído ainda mais de tamanho e até parecia um grelinho entre minhas coxas.

Depois de ter gozado tantas vezes deitei na cama peladinho e apaguei. Só acordei no outro dia bem cedinho e ao passar pelo corredor dos quartos escutei os gemidos altos de prazer que saiam da boca da mamãe que certamente estava levando pica grossa do tio Jorge novamente.

Todo curioso girei a maçaneta da porta do quarto dela e a safada nem tinha passado a chave e em cima da cama onde dormia com papai ela estava deitada de bruços com um travesseiro por baixo e tio Jorge enrabava a puta sem dó. Mamãe gemia e dava gritinhos safados dizendo:

-mete...seu tarado...come o cu da sua irmã putinha...ahhh...isso...mete tudo...fode meu rabo...seu safado tarado...ahh...que delicia...vou...vou gozar...ahhh!

Mamãe gozava e rebolava loucamente espetada naquela pica majestosa.

Desci pra cozinha e fui tomar um café reforçado pra recuperar as energias. Rss.

Logo em seguida tio Jorge apareceu na cozinha e todo safado já me fez sentar em seu colo e pelo jeito aquela pica enorme não ficava mole nunca porque já ficou cutucando minha bunda e logo estávamos em meu quarto e meu cuzinho era arrombado novamente sem dó.

O tesão de ter um pau enorme e grosso atoladinho no cu não deixava nem sentir dor e o prazer tomava conta de meu corpo recém deflorado.

Durante os 4 dias que papai ficou viajando tio Jorge se revezava em foder eu e mamãe. O tarado logo passou a nos foder juntos na mesma cama e o safado me fez usar calcinhas. Gostava de viadinhos bem femininos e eu amei fazer isso.

Eu e mamãe viramos “escravas sexuais” do meu tio taradão e passamos a ser suas putinhas exclusivas.

Aguardem que tem muito mais!!!!!

http://www.casadoscontos.com.br/textoMeu tio comeu minha mãe e tirou meu cabacinho!

http://www.casadoscontos.com.br/textoO motorista tirou meu cabacinho.

http://www.casadoscontos.com.br/texto/ A primeira vez de Fabinho

http://www.casadoscontos.com.br/texto/ Coloquei a calcinha vermelha da mamãe e me arrombaram

http://www.casadoscontos.com.br/textoO padrinho tirou meu cabaço no carnaval

http://www.casadoscontos.com.br/textoO namorado da minha mãe me deu um banho de espuma e

http://www.casadoscontos.com.br/texto/ Meu cunhado pauzudo me fodeu gostoso

http://www.casadoscontos.com.br/textomacho negro pra um casal safado

http://www.casadoscontos.com.br/texto/ eu e minha irmã gêmea entramos na rola do meu tio tarado

http://www.casadoscontos.com.br/textocomi o patrão e a patroa

http://www.casadoscontos.com.br/texto/ o macho da minha mãe me comeu

http://www.casadoscontos.com.br/textoedu...um anjo sadico e tarado

e-mail: crisnuber@outlook.com

Comentários

13/05/2014 15:44:26
Grande comedor de cu kkkkkk pena que nunca encontrei um assim, sempre de pau duro...
01/03/2014 06:24:00
Bom. Quiquinha12.blogspot.com.br
17/01/2014 14:43:09
Que delícia de conto.....estou toda molhadinha de imaginar.....me gozei gostoso imaginando esse safado comendo tanta gnt......
10/01/2014 17:17:04
oii ;) , meu nome é matheus se alguem quiser trocar fotos picantes meu whatsapp é bj meninas ;D
06/01/2014 10:57:42
Quero dar meu cuzinho..me mandem sms.
10/12/2013 13:44:58
Também fui arrombado por um macho tesudo e bem abonado e foi uma DELÍCIA aconselho todos os "manos" a experimentar um bom cacetão tesudo a primeirta vez,lol
23/11/2013 19:51:39
Eu queria comer vcs duas.
16/10/2013 17:41:26
Delicia, perder o cabaço ainda novinho, sendo assiostido pela mãe que era estimulo a ele se entregar. E veja,cabaço com pica enorme.Que delicia,que inveja. LuciaCD
11/09/2013 16:30:08
Nota 10. Adoro a ideia de ver dois homens transando. Esse conto me deixou molhadinha. Lucas deve ser realmente um amorzinho na cama. Se puder, dá uma olhadinha no meu conto também. Beijos, da Dandara.
24/08/2013 02:13:12
adorei que ele comeu sua mae e vc eu queria ter uma puta igual a tua mae
21/08/2013 23:29:46
delicia
17/08/2013 01:10:51
http://www.casadoscontos.com.br/texto/ A melhor obra que ja li esta nesse link. Foi escrito pelo Borghi e nao tenho palavras para descrever o quanto concordo com cada palavra que nele esta escrito!!! Peço que leiam e dem 10 porque essa obra merece e muiiiiito!!! anjinho (sou eu, rsrs)
16/08/2013 22:56:51
Adorei seu conto, mistura: Traiçao, homossexualismo, incesto todos ingredientes de uma boa putaria, e putaria eu adorooo.. nota 10.
16/08/2013 22:55:10
Delicia de conto, incesto, traição, homossexualismo tudo misturado putaria pura..adorooo nota 10
16/08/2013 15:42:50
Uma mistura de infidelidade, incesto e homossexualidade. O conto está bem escrito, com sexo sutil, se bem que cai na vulgaridade ao narrar os sons. A riqueza de detalhes é o ponto forte. Pode melhorar ainda mais. Nota 8.
14/08/2013 21:15:29
Ficou muito bom seu conto, só não foi ótimo, porque não deu pra acreditar que vc era cabacinho nesse rabo.
12/08/2013 17:42:56
Gg
06/08/2013 10:45:10
Adorei mulheres que tiver o waths app add +
16/07/2013 23:45:13
ele comeu o cu da sua mãe tb?adorei. susy.msa@hotmail.com
03/07/2013 14:30:13
cara que conto maravilhoso vc e sua mae sao demais adorei me deu vontade de comer vc e sua mae vamos resonde quero seu cuzinho e a buceta deliciosa de sua mae me add eblf48@hotmail.com vou te aguardar um abraço
19/06/2013 16:11:00
adorei mais quase da um livro em kkkkkkkkkkk muito bom me add ai po(dagoagodo@hotmail.com)bjs
18/05/2013 00:41:25
to gozadoooo
15/05/2013 00:55:16
GOSTEI MUITO DO SEU CONTO , NOTA 10 ,ENTRA NO BATE PAPO DE SAO PAULO http://www.batepapogay.xpg.com.br/
09/05/2013 12:49:34
Adorei. Visite : http://x-tudotudotudo.blogspot.com.br/
07/05/2013 11:35:52
M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O! Queria estar em seu lugar. Eu iria pro Canadá com ele.
01/05/2013 09:40:26
Li o conto novamente. Sem comentários. Nota dez com louvor.
30/04/2013 18:47:04
Delicia de conto. Tambem gosto de aventuras... rs. Leia o que fiz, esta descrito no conto "Aconteceu", qualquer coisa manda e-mail dfduda@bol.com.br vamos trocar experiências.. rs
27/04/2013 14:43:36
Cara que delicia de conto me melei todo que tio sacana.
05/04/2013 15:06:00
Muito bom
03/04/2013 16:02:48
Muito Boa! Parabéns, quero continuar lendo! Nota 10 Leia meus contos também. Abraços.
01/04/2013 23:12:02
Muito bom, mas poderia ter contado como foi a primeira vez junto com a sua mãe!
01/04/2013 23:06:51
Seu conto é excelente e muito excitante; gostaria de saber: tem continuação?
01/04/2013 21:25:56
Um verdadeiro tesão. Nota dez com louvor.
01/04/2013 21:24:51
Nossa, maravilhosa estória. Fiquei excitado do ínicio ao fim. Um tesão, voce e a mamãe.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.