Casa dos Contos Eróticos

Feed

UMA FAMÍLIA SAFADA! 4

Autor: Magalhães
Categoria: Heterossexual
Data: 12/03/2013 13:35:10
Nota 10.00
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

UMA FAMÍLIA SAFADA! 4

Obrigado novamente pelos comentários, então só pra refrescar a memória de quem leu e pra instigar quem quer ler, minha esposa me traiu, descobri com a ajuda da minha cunhada que tem uma queda por mim, voltei pra casa e flagrei minha filha transando com meus filhos e seus primos. Sai de casa e fui para um hotel de um cliente, onde transei com uma profissional e no ultimo dia da minha estada comi o cuzinho da filha dele. Enfim, sempre que eu digo que não tenho do que reclamar a vida me da uma paulada, e assim foi o retorno!

Cheguei à noite e fui para o apart e conversei bastante com o meu chefe pelo telefone, e como sempre tive todo o apoio dele para ficar afastado por um tempo e organizar a minha vida novamente. Na manhã seguinte liguei para um cliente que é corretor de imóveis e ele de pronto me selecionou uma série de apartamentos e passamos o dia visitando estes locais, e no fim do dia me decidi por um que ficava num andar intermediário, mas que tinha uma visão privilegiada do parque ao lado do condomínio, além de já estar praticamente inteiro mobiliado. Era um lugar espaçoso, 3 dormitórios amplos, uma cozinha americana e uma sala com dois ambientes e as instalações todas novas. Em dez dias poderia me mudar pra la graças a correria que ele fez para resolver as questões burocráticas. Já era noite quando liguei para o Felipe e o convidei para darmos uma volta, mas a mãe dele pegou o telefone e aos gritos exigiu a minha presença em casa. Sem saída fui, já imaginando que não poderia parecer liberal nem trair a confiança dos meus filhos e quando cheguei percebi que o clima na casa era tenso, no ar dava para sentir algo pesado. Estavam todos na sala, cada um sentado numa poltrona. Eles me viram e vieram me abraçar e me beijar, e logo coloquei todos sentados novamente e assumi a banqueta ao lado do bar com um whiskie a minha posição de juiz daquela encrenca toda. Minha ex começou a relatar que chegou a tarde e subiu as escadas e não encontrou ninguém dentro de casa, e quando olhou da janela do quarto flagrou a Paty chupando o pau do Lucio na piscina, e se desesperou quando viu que enquanto isso, o Felipe estava transando com a namorada na espreguiçadeira, e logo ele, que é quem deveria cuidar dos irmãos menores!

Sinceramente a narrativa me excitou, mas mantive o semblante fechado e perguntei como ela queria resolver isso? Ela se enfureceu mais ainda, mas agora comigo, me culpando pelo comportamento deles! Eu ri alto e disse a ela que não iria discutir comportamento, principalmente com ela e na frente deles! Ela enraivecida veio para o meu lado, mas foi bloqueada pelos três, eles ficaram à sua frente, entre nós dois. Pedi então que eles se sentassem e dissimulei como se estivesse surpreso e disse: Não quero ouvir nada, apenas quero ouvir a promessa de que vocês nunca mais irão fazer isso aqui! Entendendo a retórica os três assentiram com a cabeça, pois eu sabia que não adiantaria criar uma situação em que eles não iriam cumprir o prometido, mas precisava que a mãe ficasse mais “tranquila” quanto a isso. Pedi que fossem se deitar e fiquei com a Vanessa na sala, e assim que ela se acalmou veio e me abraçou, até ai fiquei na minha, mas ela tentou me beijar e eu a parei, disse que não resolveríamos nada desta forma, e obviamente ela voltou a se irritar e passou a me atacar, dizendo que a culpa era minha, pois os filhos perderam o respeito por ela por causa de um “deslize”, e mais, que eu não tinha o direito de coloca-la naquela situação de má, de megera, pois isso estava destruindo o respeito dos filhos dela. Ouvi tudo aquilo me controlando para não fazer uma careta de reprovação, e disse: Bom, primeiro, não contei nada a eles, absolutamente nada, disse apenas que era um problema nosso e só, deixando assim espaço para você contar o que você quisesse que eles soubessem! Segundo, me acusar de ser culpado pelo comportamento sexual deles é um absurdo, não fui eu quem foi experimentar outra cama estando casado! E terceiro e mais importante, você não esta lidando com 3 idiotas, eles são pessoas extremamente inteligentes, e achar que eles se envolveram entre si porque são pecadores e dizer que eles vão para o inferno por isso não mudara o quadro, precisamos descobrir como lidar com isso! Agora ela estava largada no sofá, parecia outra pessoa, mais velha, sem alegria, amarga. Ela me olhou e disse: Você é o bonzinho sempre né, sempre com essa conversa mole, sempre se achando o esperto, mas quando a coisa pega você se manda! Bom Vanessa, não vou discutir definição de moral com você, mas me trair não foi a coisa mais inteligente que você fez na sua vida, alias, pouco me importa, pois quando eu vi você e o cara na praça eu poderia ter armado um escândalo, mas não o fiz, por respeito, e você pode me acusar o quanto quiser, mas nunca lhe tratei com desrespeito, sempre estive aqui para você, e você é uma pessoa insatisfeita por natureza, mimada e acha que nunca vai pagar pelos seus erros, e agora a vida esta te mostrando como as coisas são na vida real. Ela me surpreendeu a seguir: “eu precisava experimentar algo novo, mas precisava disso para você, eu achava que você me amava e em momento algum você considerou me perdoar, pois eu te amo, e você não me entende, não entende que a mulher precisa conhecer outras coisas na vida, pois achava que depois disso nossa vida poderia melhorar, já li um monte de gente dizendo que quando acontece uma coisa assim a vida do casal se fortalece, mas você não, tinha que ser racional ao extremo, levar tudo a ferro e fogo!” Eu ri da ingenuidade dela e disse que se ela precisasse de ajuda com as crianças que me avisasse. Sair daquela casa era um alivio.

Fiz a minha mudança e meus filhos me ajudaram na arrumação e me convenceram a dar uma festa, e mesmo protestando que pareceria uma provocação para a mãe deles, fui voto vencido. Com a ajuda de uma amiga que tem um buffet preparamos uma recepção simples, e convidei algumas pessoas da empresa e meus filhos trouxeram alguns amigos, pois queriam mostrar o quarto que converti ele em home theater com projetor e som profissional. O evento rolava tranquilo até a Angela, uma funcionaria da empresa veio conversar comigo na sacada para me atualizar dos processos atuais, e não consegui tirar os olhos do seu decote, num vestido vermelho que desenhava sua silhueta de forma muito interessante. Ela tinha 27 anos, separada, sem filhos, com um belo par de seios e umas coxas grossas. Não tinha barriga e sua bunda parecia muito apetitosa. Ela percebeu os meus olhares e sem o menor pudor disse: Breno, você esta me comendo com os olhos, o que esta havendo com você? Angela, nunca te olhei dessa forma, confesso que me separar foi meio que como tirar uma venda dos olhos, mas também nunca te vi vestida assim de forma tão sexy! Ela corou e continuou a falar sobre trabalho, mas eu a interrompi lembrando que estava de férias e passei a perguntar sobre ela, e mesmo com certa resistência me contou que se separou de um marido ciumento e possessivo, e que depois dele só namorou um rapaz mas ele começou a demonstrar os mesmos traços de personalidade do ex-marido, então desistiu! Eu ri alto, tanto que algumas pessoas olharam, e disse pra ela: o que significa “desistir”? Ela enrolou um pouco e disse que se virava sozinha, queria investir na sua carreira e se para isso tivesse que ficar solteira assim seria. Eu não queria me controlar e disse a ela: se você quiser ficar aqui hoje prometo que vou te ajudar nesta questão, e não sou nem um pouco possessivo! Ela riu e disse que adoraria, mas isso geraria comentários e ela não queria isso. Eu disse que se este fosse o problema eu resolveria, bastava ela aceitar a minha carona para leva-la, já que daria carona a outras pessoas, e voltaríamos para ca depois. Ela pareceu indecisa e disse que ali não, tinham meus filhos e ela ficaria constrangida, e eu resolvi esse problema também, disse que iriamos a outro lugar. Terminamos de combinar e fui dar atenção a outras pessoas não vendo a hora daquela festinha acabar para poder fazer a minha, e assim chamei meu filho num canto e disse: Felipe, vou levar um pessoal embora e vou dar uma esticada com uma amiga, então, fique aqui e não zoem, quando eu sair feche o apartamento e não aprontem. Felipe sorriu e disse: pai, na boa, não vou nem perguntar o que significa isso, mas ninguém vai botar fogo no apartamento, fica tranquilo quanto a isso! Eu percebi ai que não tinha como dizer nada, mesmo porque dizer algo do tipo: “não vá fuder a bucetinha da sua irmã” seria algo bizarro e ridículo. Sai de la e deixei três pessoas no caminho e fui com a Angela para um motel, e assim que entramos pude sentir o quanto seu corpo era gostoso, seu corpo era firme e cheiroso. Liguei o som e dançamos no meio da suíte, e nos beijamos com ternura, e delicadamente desci o zíper do seu vestido, e me deparei com uma mulher linda com curvas na medida certa, com seios grandes presos a um sutiã que parecia explodir, e uma vez retirado revelou um par de seios deliciosos, com as aréola escuras e um biquinho cumprido e duro. Beijei cada um deles com carinho e passei a sugar com firmesa. Ela gemia em meus braços e tirou minha camisa e logo minhas calças já estavam jogadas de lado. Deitamos na cama e fui beijando cada pedaço daquela mulher linda, passando por sua barriga e chegando à sua calcinha de renda, que tirei com cuidado, e me deparei com uma buceta inchada, com um filete de pêlos bem aparados num triangulo. Seu cheiro era inebriante, e seu sabor me dominou, enfiei a língua naquela buceta macia e fui penetrando o mais fundo possível, e logo fazia movimentos de ir e vir dentro dela, sempre lambendo os lábios na volta e mordendo seu grelo, e assim, tirei daquela deusa seu primeiro orgasmo da noite, e ela se revelou uma mulher extremamente sexy, dizendo que estava gozando e pedindo para continuar pois ela queria gozar tudo o que podia, e levantando os quadris me permitiu enfiar dois dedos dentro da buceta e com movimentos longos acompanhados de uma chupada mais forte ainda no seu grelo ela gozou de novo, e desta vez gemia e acariciava meus cabelos, amolecendo a medida em que os espasmos sessavam. Deixei ela na cama e fui tomar um banho e quando voltei ela estava bebendo agua enrolada no lençol, com seus cabelos soltos parecia outra mulher, com cara de tesão, e assim que sentei ao seu lado me beijou e passou a apalpar meu corpo, e me deitou e passou a me chupar, cada pedacinho de mim ela beijou e mordeu, e logo chegou ao meu pau, e a ele dedicou um tempo enorme, sempre chupando de cima abaixo, enfiando ele na boca e voltando à base. Eu não queria gozar ainda, e a nossa conexão parecia de longa data, tanto que sem me dizer nada ela subiu em mim e apontou meu pau para a sua buceta e mordendo os lábios deixou o corpo descer cravando o pau dentro dela. Desceu até o fim e procurou minha boca para beijar e de uma forma muito sensual passou a esfregar seu corpo no meu, com meu pau dançando dentro dela. Ela passou então a subir e descer os quadris e gemia alto a cada estocada. Ela me olhava nos olhos e sorria, deixando claro que estava adorando aquilo, e eu fazia o mesmo, pois o prazer que os movimentos que ela fazia com o corpo aliado à massagem que a sua buceta fazia no meu pau era irresistível. No som a musica mudou e ela acompanhou o ritmo, agora a subida e descida do seu corpo fazia barulho e ela cerrava os olhos e lambia os lábios e a expressão do seu rosto era de quem leva choques, e nesta hora aproveitando que ela levantou o corpo passei a massagear seus seios de forma bem firme e agora ela rebolava seu corpo inteiro e minha boca foi em cheio ao seu seio direito, ela me abraçou mais forte e gozou, gemeu e não parou de rebolar um instante, me deixando louco para encher aquela buceta de porra, e disse a ela, para de mexer ou eu vou inundar você e sorrindo ela rebolava com mais sensualidade e voltou a me beijar dizendo: goza chefe, enche a buceta da sua funcionaria de porra, me faz feliz vai! Nem pensei no que poderia virar isso, e descarreguei tudo dentro dela, e o mais gostoso foi que não precisei me mexer, ela subia e descia o corpo de maneira cadenciada, e eu apenas relaxei, deixei os corpos se entenderem. Parecia que eu estava em outro plano, sentia somente meu pau ser espremido dentro daquela buceta quente. Ela deitou ao meu lado e suávamos como loucos, e nos beijamos com ternura, e ela me disse: Se eu soubesse que seria assim teria dado pra você no escritório, imaginei até você me fudendo sobre a sua mesa! Rimos da imagem e ficamos abraçados um tempo. Tomamos um banho juntos e pude meter de novo nela, mas ela queria na cama, e a visão daquele bundão me fez brincar com o seu cuzinho mas ela me olhou com cara de inocente e me disse: ai nunca tentei, alias, meu ex marido queria e até chegou a enfiar em mim, mas a dor era absurda e a imagem depois que ele tirou foi traumática, então ai não tá! Assenti com a cabeça mas disse a ela que eu comeria aquele cuzinho um dia, alias, ela me pediria para come-lo! Nos abraçamos e nos beijamos agora com amor, beijo de amante, e fui conduzindo ela para a cama e fiz com que ficasse de quatro, e por trás afundei a cara na sua buceta, lambendo e mordendo arrancando gemidos altos dela, e sem muita pressa posicionei o pau e passei a enfiar até o fundo e tirando quase inteiro, e ela já impaciente jogou o corpo para trás, mas a minha missão era doma-la, então dei um tapa bem estralado na sua bunda e ela gemeu alto. Passei então a bombar com força e segurando ela pelos seios fudia sua buceta com vontade e chamando ela de safada e de “minha puta particular” levei essa mulher à loucura gozando e gemendo dizendo coisas variadas e quando dei mais um tapa ela soltou um gemido alto e disse: aaiiiiiii, faz mais!!!! Então bombei mais rápido ainda e ela pediu: goza amor, enche a minha buceta de porra de novo, eu sou sua puta, bate mais uma vez na minha bunda, mostra quem manda aqui! E com mais um tapão que deixou aquela bunda linda vermelha eu gozei bombando forte naquela mulher maravilhosa. Quando soltei seu corpo ela caiu para frente e deitou de lado extasiada, com um sorriso lindo nos lábios. Deitei junto a ela e cochilamos um tempo. Levantei com ela agitada dizendo que precisávamos ir, pois sua mãe já havia ligado 3 vezes. Eu queria mais, mas ela sentou no meu colo e me beijou com carinho e me disse que: “vamos repetir isso quando você quiser, nunca fui tão bem tratada na cama, achava que era mentira, que isso não acontecesse, então, é só me chamar que eu vou tá!”. Ainda ganhei uma chupada gostosa no carro, na esquina da sua casa, e mesmo me dizendo que não curtia engoliu toda a porra e saiu do carro rebolando e me mandando beijinhos. Voltei para o meu apartamento quebrado, eu precisava dormir mas as imagens daquela foda não saiam da minha cabeça, e eu sabia que não conseguiria desligar tão rápido. Entrei sem fazer barulho e não vi ninguém na sala. Já imaginei o que tinha rolado, mas tentei não pensar nisso. Peguei uma cerveja e fui aos quartos, e no que eu tinha montado para eles deu pra ter uma ideia, o Felipe e a namorada dormiam numa cama, e a Paty e o Lucio em outra. Joice, a namorada do meu filho estava só de calcinha e sutiã, e pude ver que é uma loirinha linda, bundinha redonda e seios médios. Minha filha já deixava claro que teria o corpo parecido com o da mãe, seios e bunda grandes, com uma cinturinha fina, e digo isso porque ela estava de lado, só de calcinha, com os seios soltos a poucos centímetros da boca do meu filho. Fui para a sala de tv e liguei o equipamento e vi que eles tinham deixado um vídeo pela metade, e quando apertei o play era uma suruba incrível, com duas jovens loiras dando para uns seis caras diferentes, e os caras, naquele momento do vídeo faziam uma dp com elas e os que sobraram estavam sendo chupados. Passei então a olhar em volta e achei o sutiã da minha filha, e uma cueca de um dos meus filhos, então saquei que eles fazem em conjunto, mesmo a namorada do Felipe participa. Isso tudo, juntando com a noite que tive com a Angela fizeram meu pau acordar, mas antes de fazer qualquer coisa uma vozinha atrás de mim disse: “oi, chegou agora?” Depois eu conto quem era e o que aconteceu! Obrigado por ler essa saga e aguardo seu comentário.

magaquarentao@hotmail.com

Comentários

09/06/2013 15:33:16
Primeira temporada sensacional! Puro extase. 10
13/03/2013 16:33:20
otimo cara
13/03/2013 10:33:29
Mais um excelente relato. Essa sua funcionária revelou-se uma tremenda devassa... Blz!
12/03/2013 14:09:14
Caralhooooooo...Que separação do tesão da porra!
12/03/2013 13:55:41
Novamente um grande conto. Tesao demais cara. Por algum motivo, teu email nao esta recebendo mensagens. Segue meu contato: bob-dog40@bol.com.br

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.