Casa dos Contos Eróticos

Feed

Eu e minha irmã gêmea | Jogo da Garrafa [1/2]

Autor: Hugo!
Categoria: Heterossexual
Data: 15/12/2012 19:55:04
Nota 9.83
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Isso foi dois meses atrás, quando nossos pais viajaram. Era sexta-feira, Fernanda tinha chamado Milena e Angélica para dormir lá em casa. Elas estavam assistindo filme, e como já estava muito tarde e eu estava com muito sono, eu resolvi dormir. Só de cueca box, como sempre. Bom, atualmente (embora estejamos de férias), elas são as três meninas "mais populares" da escola. Inteligentes e gostosas.

Eu acordei no sábado, fui mijar, escovar os dentes e beber água, mas como ainda estava com sono, resolvi voltar para dormir. Acordei, novamente, meia hora depois, ao som de risos e um barulho meio... metálico. Estavam me algemando na cama. Meu braço direito já estava algemado na cabeceira da cama, e quando eu acordei, estavam terminando o esquerdo. Tiraram o cobertor de cima de mim e desligaram o ar-condicionado.

- "Ah, qual é" - Falei, com cara de sono.

- "Quer ir para a piscina, gato?" - Falou Angélica.

E então eu percebi que elas três estavam apenas de biquini. Olha, eu sempre soube que era um menino de sorte, vivia vendo aquelas gostosinhas só de biquini, ou calcinha e sutiã, quando minha irmã as chamava lá para casa, o que acontecia com frequência. Eu já havia chupado os seios de Fernanda, a minha irmã. Havia perdido a virgindade com Milena, e Angélica já tinha chupado meu pau. Eu sabia que muito menino da escola sonhava em pegar ao menos uma delas, eu já havia pego as três.

- "Olha gente, é um safada mesmo!" - Falou Milena, apontando para o meu pau.

Eu só durmo com cueca bem folgada, e foi inevitável a montanha se formar. Foi crescendo aos poucos, e não tinha nada que eu pudesse fazer. Milena se aproximou e puxou a cueca, jogando-a no chão. Milena, safada como sempre, fez algo que eu não esperava. Ela foi no banheiro, pude ouvir o barulho do chuveiro. As meninas olhando e rindo. Quando saiu, estava toda molhada, e como seu biquini era branco, dava para ver seus mamilos e a racha de sua vagina.

- "Se não gozar em cinco minutos, deixo comer meu cu" - Anunciou ela.

Fernanda preparou o relógio e falou:"Valendo!"

Milena tirou o biquini e correu para cima de mim, sentando a vagina no meu pau que estava como uma rocha. Ela ficou lambendo minha boca, e eu deixava fechada, assim como meus olhos, tentando não sentir tesão. Ela rebolava e esfregava os peitos em mim.

- "Faltam 3 minutos!" - Anunciou Angélica.

Pensar que eu podia comer o cu de Milena me deixou louquinho, mas infelizmente isso não ajudou. Eu senti que não ia conseguir segurar por muito tempo, e ela não parava de rebolar. Então eu deixei a língua dela entrar na minha boca, e também chupei a dela. Tentei agarrar sua bunda mas as algemas não deixaram, as meninas riram. Milena colocou os seios na minha cara e começou a gemer na minha orelha.

- "Um minuto!" - Falou Fernanda.

Milena começou a rebolar muito rápido, e seus gemidos aumentaram.

- "Vai caralho, me enche de porra, adoro uma gala quentinha dentro de mim"- Falou

E eu não aguentei. O leite começou a sair do meu pau e ela ficou com um sorriso na boca. Saiu de cima de mim, virou a bunda e deixou o cuzinho na minha cara. Eu tentei lamber, mas aí ela se afastou. Malditas algemas.

- "Perdeu, playboy" - Falou Milena, tirando minhas algemas.

- "Limpa ele então, pelo menos" - Falei com uma cara de pidão, com a mão na base do pau.

- "Deixa comigo" - Falou Fernanda, para minha surpresa. Quando ela estava com as amigas na minha frente, ela sempre ficava saidinha. E ela tirou toda a gala que tinha ficado escorrendo pelo meu pau e engoliu.

Angélica me soltou e elas três foram tomar banho de piscina. Uma meia hora depois, eu fui até a cozinha e preparei um suco para mim. Me sentei à mesa e fui tomar. Michele apareceu na cozinha para beber água.

- "E aí, tarado?" - Falou, passando por mim.

Eu puxei a parte de baixo do biquini dela. E como era daqueles que tem um nó de cada lado, ele saiu, mostrando a bundinha dela de costas para mim. Ela não falou nem fez nada. Me levantei e tirei minha bermuda e a cueca. Se ela me chamava de tarado, então eu ia ser tarado. Cheguei nela, esfregando meu pau em sua bunda e ela se virou rapidamente, jogando um copo de água gelada na minha cara.

- "Perdeu a chance, gozou porque quis" - Falou ela

Nesse momento, eu vejo que Angélica e Fernanda também tinha chegado na cozinha.

- "Renato e Márcio estão chegando" - Falou Fernanda.

Recentemente, eu tinha começado a ficar amigo de Renato e Márcio. Minha irmã gostava do Renato, e ela já deu para ele. Eu coloquei a bermuda sem falar nada, e Milena colocou a parte de baixo do biquini. Em alguns minutos, a campainha tocou e Fernanda foi abrir. Enfim, papo vai papo vem, em um momento resolvemos jogar um joguinho bem safado. Sentou um menino ao lado de uma menina formando um pequeno círculo, e a garrafa era girada. O bico da garrafa indicaria alguém para tirar uma peça de roupa. Renato foi o primeiro a ficar pelado, depois fui eu, depois Angélica, depois Milena, depois Márcio e Fernanda por último. Então, virou verdade ou consegquência.

O bico da garrafa correspondia à pessoa a ser perguntada e a otura extremidade, o perguntador. Eu fui a primeira vítima. Escolhi verdade e Angélica perguntou se eu já tinha comido a minha irmã. Eu falei que não. Depois, Márcio mandou Fernanda beijar Renato. Milena mandou Angélica deixar Márcio chupar os peitos dela. Todo mundo estava pedindo consequência, então quando caiu Milena para mim, eu também pedi consequência.

- "Beije Renato" - Falou ela.

- "Seu rabo" - Respondi

Minha irmã riu. Renato protestou.

- "OK" - Milena falou, levantando-se - "A brincadeira acabou então".

Eu olhei para Renato, e ele fez meio que um sinal de sim com a cabeça.

- "Tá, putinha, eu beijo" - Falei.

- "De língua"- Falou Milena.

- "Ah, chupa meu pau" - Falei.

- "Certo, sem língua" - Disse ela.

Dei um selinho em Renato. Então, caiu eu para Milena. Ela escolheu consequência. A garrafa era de vinho, eu chupei a parte "fina" e mandei ela enfiar no cu, com um sorriso na boca. Ela colocou a garra em pé, se virou de costas e foi sentando nela. Depois saiu e girou a garrafa. Fernanda escolheu verdade e Márcio perguntou se ela aguentaria dar para dois, e ela falou que sim. Todos riram. Caiu para Fernanda novamente, desta vez Milena perguntava. Fernanda escolheu consequência e todos ficaram sem palavras quando Milena mandou ela sentar no meu pau.

Comentários

11/09/2013 22:49:35
10
10/01/2013 11:19:45
adorei me add ai no msn carlogoiania100@hotmail.com
07/01/2013 03:05:51
Ótimo história, estou aguardando a continuação.
23/12/2012 03:51:39
Muito bom
f3
22/12/2012 21:13:02
Hugo venho por meio desta para dizer que analisei todos os seus contos, e da categoria paço afirmar que os seus são um dos melhores.
22/12/2012 17:22:43
li seus contos e puta que pariu, o cara de sorte!! Mas e agora? A Fernanda vai fazer? Bjo, demora pra postar não!
15/12/2012 20:47:33
otimo cara,continue assim.
15/12/2012 20:44:20
EI HUGO VC E BOM DE HISTORIAS, DEMORA NAO PARA CONTINUAR OK, ABRAÇOS

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.