Casa dos Contos Eróticos

.. Não Conto! .. Desabafo de Um Apaixonado

Autor: Vampirinho
Categoria: Homossexual
Data: 30/11/2012 01:52:39
Nota 10.00
Ler comentários (1) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Eu sempre fui sincero com você. Sempre tentei lhe dizer a verdade mesmo que fosse uma verdade ruim. Eu nunca escondi os meus sentimentos e isso é tudo o que você precisa saber.

Eu não poderia esconder a decepção quando você me negou o que eu mais queria nessa vida. Você acha que foi fácil pra mim? Decidir te esquecer quando minha vontade era continuar? Por acaso você sabe o que rolava em meus olhos enquanto eu digitava aquela “maldita” mensagem?

Não... Você confundiu minhas palavras, decidiu por si mesmo que era raiva o que eu sentia e resolveu devolver na mesma moeda. Eu poderia fingir estar tudo bem, fingir que não fiquei triste e deixar tudo como estava. Mas não ... continuei honesto, como sempre fui.

Eu nunca usei um nome para te definir. Sempre te vi como um ser humano, de carne e osso como todos os outros. Não gostei de você por você ser homem ou (imagine qualquer coisa). Mas me apaixonei pela pessoa que você é, não por fora, mas por dentro. Isso não tem nada a ver com ser gay, hétero ou bissexual.

Você pensou que eu queria te dar uma aliança para me tornar sua mulher? Andar de mãos dadas, tomar sorvete na praça ou fazer qualquer outra coisa que os casais fazem por aí? Meu mundo não é esse... Eu só queria te dar um presente para você guardar e se lembrar do que sinto por você, só isso.

Eu respeito seu modo de pensar e por isso vou lhe dizer que só estou fazendo o que sempre fiz, a sua vontade. Para mim o que importa é que você esteja feliz. Eu jamais vou lhe julgar culpado por tudo o que aconteceu, pode ter certeza.

Meu abraço, meu beijo, meu carinho ... posso deixar tudo isso de lado e ser apenas um amigo. Te encontrar por aí e dizer “E aí mano, beleza?” e te apresentar algumas garotas. Posso dar um tempo, acabar com os boatos e nunca mais sujar seu nome outra vez. Posso não tocar mais no assunto, me afastar da tua boca, nunca mais segurar as tuas mãos... Posso fazer o que você quiser.

Só não posso mentir e não deixar você saber que continuarei te amando em silêncio.

Comentários

30/11/2012 04:50:22
Quanta dor. Eu te entendo, eu já fiz uma pessoa sofrer assim como você estar sofrendo, e me arrependo muito pelo o que fiz. Devemos crescer em meio a nossa dor, ou queimar em chamas a ter que desaparecer aos poucos. Você vai ficar bem, eu sei, por que já passei por isso.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.