Casa dos Contos Eróticos

meu querido irmão eduardo 16

Autor: mature
Categoria: Homossexual
Data: 31/10/2012 14:49:05
Nota 9.92
Ler comentários (22) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Esse conto dedico especialmente para meu bêbe,meu namorado.boa leitura a todos.

O edu passou muito tempo comigo em seus braços,com ele eu pude descançar,com ele eu estava seguro.eu estava com os olhos fechados mas não estava dormindo,o edu estava com o queixo na minha cabeça,estavamos sentados,o edu encostado na parede me abraçando.ele se mexeu e me deu um beijo na cabeça.

-bêbe.-ele me balançou.-vá tomar banho.-ele estava muito sério.

-está bem.

-o papai não te disse nada,sobre onde ele estava?-indagou o edu.eu estava com medo.algo ainda ia acontecer.o edu falou muito sério quando disse que ia matar o papai.

-ele só disse que logo mais voltaria aqui.

-já estou preparado para dar as boas vindas a ele.-disse ele com raiva.

-ele disse que ia te levar de volta e eu ficaría aqui só.-voltei a chorar.-disse que eu não era mais só seu.-dei uma pausa.-e que eu era um lixo de pessoa.

-meu amor,por favor não chora,não quero ver você chorando.eu te amo,eu jamais voltaria com ele,tenho que cuidar de você,agora mais do que nunca.-eu nunca tinha visto o edu tão sério.

Lhe abraçei forte,ele me deu um beijo na testa.

-agora vai tomar banho.-disse ele.

Ao me levantar da cama vi que tinha algumas manchas de sangue,o edu tambem viu,ele respirou fundo e fechou os olhos quando viu.

Demorei um pouco no banheiro,eu estava com nojo.

Ao sair do baheiro voltei para o quarto,o edu continuava lá sentado só que dessa vez ele estava de cabeça baixa chorando.era raro ver ele chorando,ele era mais macho que eu,dificilmente eu o via chorar.era tão dificil ver ele daquele jeito.fui caminhando lentamente até ele,logo deitei com a cabeça em seu colo.

-ei,tá tudo bem,já passou.-falei.

-a culpa é minha,eu não devia ter dito a mamãe onde estavamos,com certeza foi ela que disse ao papai,só pode ter sido ela.

-a culpa não foi sua nem de ninguem edu.

-oque ele fez com você não se faz com ninguem.eu vou mata-lo david,vou tirar a vida dele.

-não diga essas coisas,matar uma pessoa deve ser muito doloroso,carregar a culpa pelo resto da vida deve ser pesado demais.

-ele vai pagar pelo que fez,eu deixei muito claro quando disse que você tinha quem te defendesse.-ele passou a mão em meu rosto.fechei os olhos,eu estava com tanto medo.

-edu,me promete que não vai fazer nenhuma besteira.

-não posso.estou com tanta raiva,odio.não sei oque vou acabar fazendo quando vê-lo.

O edu me puxou e me abraçou igual uma galinha faz com seus filhotinhos quando está chovendo,ele fazia me sentir a pessoa mais segura do mundo.

-edu,lembre-se que eu preciso de você aqui comigo,não atrás das grades,se você for preso eu vou ficr sosinho.

Ele ficou em silêncio,não disse nada.tambem fiquei quieto por um bom tempo.

Alguns minutos depois escutamos batidas na porta,o papai?fiquei nervoso.

-david,fique aqui ,não saia do quarto em hípotese alguma,me entendeu?

-sim.

Ele saiu do quarto.sem demora corrí até porta para escutar.em alguns seundos a voz do papai invadiu a casa.

-vamos eduardo,eu vim te buscar,sua mãe quer você de volta.-disse ele.logo em seguida escutei um barulho que me pareceu um soco.

-como você pode ter feito aquilo com o david?-escutei outro barulho.-e ainda achar que eu concordaría com aquilo?você é um doente!

-eduardo,não me bata,eu sou seu pai.

-você não é meu pai.você ainda tem a cara de pau de vir aqui depois de tudo que fez.-escutei outra vez o mesmo barulho.

-eduardo você não está me deixando escolha.

-abaixe a arma e lute como um homem.

-tô sem tempo pra isso.

O papai estava com a arma.eu não podia ficar no quarto sabendo daquilo,eu tinha muito medo do papai,mas tinha mais medo de perder o edu,não me importava levar outro tiro.sem demora abri a porta e saí do quarto.Ao chegar na sala o papai me olhou.

-david,volta pro quarto.-disse o edu zangado.

-não posso.

O papai apontou a arma pra mim.o edu rápidamente correu e me abraçou virou suas contas para a arma.

-eu não disse pra você ficar lá?

-não tenho medo de levar outro tiro,quero proteger você.

Ele se virou para encarar o papai e me colocou atrás dele.

-me dê a arma.-ordenou o edu.

-eduardo,vamos acabar logo com isso,vamos embora.

-nunca.

-está bem.vejo que você prefere do jeito dificil.-ele foi se aproximando de nós,logo aproximou a arma do edu.rápidamente eu me coloquei em sua frente e rápidamente o papai me puxou.colocou a arma em minha cabeça.-e agora eduardo?você vai ou não?

-solte ele.eu vou.

Em um movimento muito rápido peguei a arma do papai e joguei para o edu.

-acho que eu não vou mais.-disse o edu apontando a arma para o papai.ele tinha o momento para se vingar mas será que ele ia?.-vá embora antes que eu chame a policia.o papai ficou sem palavras,logo ele deu as costas.-há,e não volte mais aqui.-o papai foi embora.o edu correu e me abraçou.-meu bêbe,fiquei com tanto medo de te perder.-ele me deu uma beijo.-não faz mais isso tá.

-está bem.eu te amo edu.-lhe beijei.eu estava com tanto medo que as palavras saíam nervosas da minha boca.beijavamos ferozmente,só em pensar que um de nós poderiamos ter morrido eu ficava mais nervoso.

O edu me levou para o quarto,nós deitamos na cama,sem perder tempo o edu voltou a me beijar,acho que ele tambem ainda estava nervoso.

-edu,tenho que te contar uma coisa.-eu não estava mais aguentendo esconder o beijo que eu havia dado no carlos.

-oque foi?

-lembra que eu te contei que o carlos se declarou pra mim?

-lembro.

-no mesmo dia eu o beijei.

-você oque?-ele fez cara de bravo.

CONTINUA...

OBS:pessoal sei que ficou meio curto mais no proximo eu almento.

Comentários

21/11/2012 20:47:23
@.@
20/11/2012 15:24:41
Muito bom!
08/11/2012 17:10:35
.
08/11/2012 16:45:08
Estar maravilhoso d
06/11/2012 06:34:08
06/11/2012 06:34:06
nao precisava contar que vce beijou o carlox o conto ta optimo contiue logo
03/11/2012 03:13:52
gente eu quero saber se nesse conto não tem policia. desde de o começou é esse povo só sofrendo, oq custa ir fazer uma denúncia, mais eu não me conformo com essa situação . continua logo
01/11/2012 02:20:54
oi queria dizer que acho que há algo mais para o seu pai te odiar tanto, nem um pai odeia tanto o filho a ponto de querer mata-lo so pelo fato dele ser gay, (a nao ser que seje um maniaco homofobico) acho que voce nao eh filho dele, acho que houve uma traição, to vidrado no conto, por favor não nos decepcione no final, mas ate aqui nota miiiiiiiilllllllllllll
01/11/2012 01:27:53
Continua logo,quero ver o que vai acontecer.BJSSSSSSSSSSSS
31/10/2012 22:50:33
Ótimo! Continua logo!!
31/10/2012 22:01:36
Nusasas tenso d mais minha atecao se voltou totalmente
31/10/2012 21:04:34
Nossa, desculpa mais o sei pai é um pisicopata,e o Edu é um fofo.
31/10/2012 20:07:38
Sensacional, esse pai deles e um louco.
31/10/2012 19:27:05
aii to amando continua logo minha nota 11
31/10/2012 18:35:18
Continua logo
31/10/2012 18:14:28
ameeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!
31/10/2012 16:44:33
A nao,eu tô indignado com o BABACA(desculpa eu sei que ele é seu pai, mas nao da)do seu pai,ele deve ter algum desturbio piscologico, nao é possivel,querer mata o propio filho,SÓ pelo fato de ele ser GAY,isso nao é coisa que um pai de verdade faria(desculpa, de novo)nem com vc,e nem com o EDU,sera que ele nao v que assim, ele ta privando o proprio filho da felicidade, esse DESGRAÇADO!! ____________________________________ OBS:eu tô amando o conto,vc sabe disso né?:)
31/10/2012 16:27:05
mtu bom
31/10/2012 15:27:53
Agora , ele vai te deixar, e te deixar sozinho.
31/10/2012 15:06:14
Otimooo cmo sempre
31/10/2012 15:01:25
Está maravilhoso
31/10/2012 14:51:51
continua

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.