Casa dos Contos Eróticos

Paixão e Fraqueza (parte 3)

Autor: Leo Fallem
Categoria: Homossexual
Data: 29/10/2012 21:19:26
Nota 10.00
Ler comentários (7) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Entrei naquele banheiro sem pensar no que tava fazendo somente deixando ser levado pelas emoções, Daniel se virou e me recebeu com um beijo quente e com roupa e tudo eu estava agora debaixo do chuveiro com ele, sentindo aquele corpo que era meu pecado, minha fraqueza, nossos corpos apertados um contra o outro, o que passou pela minha cabeça foi o simples desejo de possuí-lo. Ele arrancava a minha camisa e chupava meu pescoço de forma ardente, depois descia com a língua até meu peito e chupava meus mamilos e os mordia me arrepiando, meu pau estava duro já quase rasgando a cueca e aquela língua me fazia delirar. Ele tirou minha calça com brutalidade e a cueca com a boca, meu pau saltou pra fora e eu estava completamente entregue a aquele homem. Ele começou a chupar meu pau passando a língua e as pontas dos dentes na cabeça, ia engolindo cada vez mais e com mais gosto, descia, chupava as minhas bolas e voltava a engolir meu mastro, Eu estava prestes a gozar quando tomei as rédeas da situação , a essa altura eu perdi toda e qualquer consciência, eu simplesmente queria sentir tudo aquilo intensamente:

- Minha vez de tomar as rédeas Daniel. – eu disse isso e em seguida puxei ele para que ficasse de pé e o beijei, eu mordia e sugava aqueles lábios até ele finalmente me falar:

- Me fode Leo, você é meu homem...

Ele não precisou pedir duas vezes, o virei de costas para mim e apertei firme contra meu corpo, o fazendo gemer com meu pau prensado naquela bunda arrebitada, eu chupava aquele pescoço e as poucos fui enfiando meu dedo naquele cuzinho, que por sinal era muito apertado, ele arrebitou ainda mais a bunda então cai de boca, comecei a lamber aquele rabo gostoso enquanto ele gemia. Seu cuzinho começou a piscar e fui enfiando meu pau de vagar enquanto o via se contorcer de tezão.

Não aquentei por muito tempo e fui enfiando meu pau cada vez mais fundo e metendo cada vez mais rápido e mais forte, ele respirava bem forte e urrava de prazer, me deixando cada vez mais maluco, ele gozou sem tocar no próprio pau e em seguida foi minha vez de encher aquele cuzinho com minha porra.

Terminamos o banho aos beijos.

- Daniel eu não sei porque eu fiz isso, só que eu não quero parar, você me atrai desde o primeiro momento que me enfrentou na sala de aula.

- Eu também não quero parar Leonardo.

Saímos do banheiro e vestimos nossas roupas, a partir naquele momento eu não respondia pelos meus atos. Depois ele já ia saindo do quarto quando o Chamei:

- Daniel espera! Você não vai falar o eu aconteceu entre a gente né?

- Pode ficar tranquilo.

- Mais para todos os efeito pelo menos por enquanto seria bom se a gente continuasse a se estranhar, porque uma mudança repentina assim vai ser muito estranha.

- Tudo bem.

Ele veio na minha direção e me beijou:

- O que importa pra mim é você não esquecer o que ta rolando entre a gente. – Em seguida ele saiu.

Não era eu que estava no controle e sim ele o tempo todo, porque eu pude perceber assim que ele saiu que eu estava todo o tempo reprimindo o que eu sentia... paixão.

Fiquei no quarto tentando voltar a mim quando o Mayk entra no quarto:

- Vim fiscalizar se o Daniel não te matou a noite passada. Kkkk...

- Sai fora! Fala logo o que você quer.

- Vai ter uma festa ai, zuera total e arranjei duas mina, filé, pra ir com a gente.

- Beleza mais tarde a gente vai nessa!

Ele saiu do meu quarto correndo loco da vida, só que pra mim tudo era um estagio novo de vida. Peguei algumas coisas e zarpei pra praia.

Tava toda a galera da escola num quiosque tomando umas e jogando conversa fora, já cheguei feliz da vida e chamando a atenção de todo mundo com meu jeito extrovertido, fiquei por lá a tarde inteira.

Mais tarde chega o Mayk:

- Vai se arrumar vagabundo que a gente vai chapa legal hoje.

Por volta das sete horas tava a gente indo pra uma festa, onde tocava umas musicas eletrônicas (infelismente os nossos professores baixaram a lei: até as onze horas na cama, mais é ruim que a gente respeitava) encontramos as garotas no caminho da festa.

Durante todo o tempo uma delas, “Carla”, ficou todo o tempo do meu lado puxando assunto, tava na cara o que ela queria, bem, mais tarde depois de beber algumas acabei beijando a garota e dando uns amassos em seguida precisei ir para o banheiro, no caminho passando pela entrada, vi o Daniel entrando com algumas amigas da escola, vocês nem imaginam o baque que isso me causou, fui para o banheiro e volto para amesa. Fiquei procurando o Daniel por todo o lugar e quando o avistei não podia mais tirar os olhos dele, nem liguei para o que tava rolando ao meu lado e acabei deixando a Carla no vácuo. Ele também trocava alguns olhares para mim e em dado momento ele me deu sinal para ir ao banheiro e lógico eu fui.

Fui recebido com ele já me puxando para um canto atrás de uma das portas e me beijando enlouquecidamente.

- Cara o que você ta fazendo, e se alguém nos ver?

- Vamo sair daqui, Que tal a praia sei de um lugar deserto a noite?

- Se ta louco sumir assim, mais e a galera com quem a gente ta, tuas amigas?

- Sim eu to louco, louco por você...

Eu estava completamente entregue, a gente saiu de lá as pressas e fomos para a praia...

CONTINUA...

Poxa! acho que a repercussão da minha história está agradando, valeu galera.

Lembrando é uma história real, faz parte da minha vida.

Ando trabalhando e estudando de mais então vou postar minha história um dia sim outro não. Novamente obrigado.

Comentários

04/11/2012 08:02:17
amei
30/10/2012 17:26:21
Mto bom. Mas vc sempre foi o atv? Esse caso so foi um divertimento de verao, ou vcs tao junto ainda? ... No mais, legal o conto
30/10/2012 17:14:11
que optimu contiua logo
30/10/2012 00:56:54
muito bom.
29/10/2012 22:55:43
Parabéns pelo conto. Realmente muito bom. 10
29/10/2012 22:01:20
Td q é proibido tem gosto melhor rsrs To adorando o conto ta d+
29/10/2012 21:33:49
Espero que vocês ainda estejam juntos, e adorei o conto , e vocês vão trepar na praia deserta de noite ,que fantasia hein?!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.