Casa dos Contos Eróticos

Feed

Chupando dois clientes na hora do almoco na Faria Lima

Categoria: Heterossexual
Data: 16/07/2012 17:07:21
Nota 9.71
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Sexta feira tava no escritório e de lá estava acessando meu msn, umas 10hs um cara me adicionou, aceitei e começamos a conversar, falei que fazia algumas atividades extra por dinheiro, ai ele disse que tava morrendo de frio e que uma chupadinha seria algo pra salvar o dia, eu falei que dependendo da onde ele estivesse eu até poderia ir, ele me disse que estava na Faria Lima, falei, perfeito trabalho lá também, falei meu preço ele topou e marcamos, meio dia e vinte no McDonalds.

Continuamos conversando, mostrei umas fotos normais minha (não, não tenho foto pelada), o papo foi esquentando e dai ele falou se tudo bem levar um amigo, eu disse que tudo bem, mas que tinha que ser rápido por que eu só tinha 1 hora de almoço, ficou combinado. No horário marcado eu estava lá, ele me mandou uma msg dizendo que tinha chegado e fui até o carro, entrei no banco de trás e ele e o amigo estavam na frente, era um civic preto com insul completamente escuro, mas mesmo assim dei a ideia, vem um pra tras enquanto eu chupo e o outro dirige, depois inverte, o do bando do passageiro já pulou pra trás, empurrei o bando dele pra frente e me agachei no espaço deixado e falei pra ele deitar. Ele foi abrindo e todo esbaforido e eu falei calma, deixa que eu faço, abri o zíper dele, o cinto, o botão e fui puxando a calça, pedi só pra ele erguer um pouco e dai puxei a calça e a cueca até o meio da coxa, o pau ainda estava mole eu falei “não precisa ter medo, fecha o olho e goza na minha boca”, ele tava meio tenso mas parece que depois disso relaxou, puxei mais a calça, deixando nas canelas, e dai me enfiei no meio das suas pernas, fui fazer o que tanto amo, chupar o saco, lambi uma bola de leve, depois a outra e comecei a chupar, enfiei uma girava a língua, depois a outra, aquele cheiro me excitava, enfiei o saco inteiro na boca, as duas bolas e enquanto isso comecei a bater pra ele, nisso foi endurecendo, enchendo gostoso a minha mão, fui ficando com fome, com fome, dai tirei minha boca do saco dele, abri completamente e fui colocando o pau dele dentro da boca, sem encostar os lábios, nem a língua pois com técnica sei abaixa-la, desci sem encostar ne base até a cabeça do pau dele bater na minha garganta e meu nariz encostar na barriga, quando chegou lá, fechei meus lábios e fui tirando devagar, até tirar tudo, dai repeti, e de novo, de novo, ele começou a dizer pra eu não parar, dai então puxei a pele do pau dele com toda força, esmaguei o pau dele na base, e comecei a bater com minha garganta na cabeça do pau dele, sem encostar a boca, apertava cada vez mais e batia com a garganta com cada vez mais força, engasgando algumas vezes, o “não para” foi aumentando de velocidade e quando bati bem forte senti o primeiro esguicho, já fechei a boca pois não podia sujar nada nem ninguém, e comecei a praticamente da um beijo de língua, fazendo ele esvaziar tudo na minha boca, deixei ela bem cheia e só depois engoli, o pau amoleceu e deixei limpinho, mandei ele se vestir e brinquei “próximo”, foi o tempo do outro colocar a calça e parar num farol, eles trocaram de lugar pela porta mesmo, saindo na rua.

O outro (o que tinha agendado comigo no msn) já sentou tirando o pau pra fora e falou algo assim “fiquei olhando do retrovisor, quero gozar já” me pegou pelos cabelos e enfiou no pau dele apertando com as duas mãos minha cabeça, o pau dele era menor, mas mesmo assim fiquei sufocada, nem bem enfiou e já começou a gemer alto “to gozando sua puta, sua loira vagabunda”, eu nem tinha muito o que fazer a não ser continuar chupando e engolindo, ele mesmo depois de gozar e o pau amolecer continuou fazendo vai e vem com a minha cabeça, ele falava tanto palavrão que dava vontade de rir, mas o tesão era grande também, não deu 5 minutos o pau dele estava duro de novo e o cara enche minha boca de novo, deixei ele terminar, limpei tudo, ele me pegou pelo rosto e me olhou fixo e falou “vadia casa comigo que te arrumo macho sempre” dei risada “ele apertou e falou eu me separo, sou rico te dou uma vida de madame”, eu dei risada e falei, comece me pagando o servicinho de hoje que tá bom, me deu os 300 reais combinados e falou “dou mais mil pelo cuzinho” eu ri e falei que não, ele dobrou a oferta eu falei que não, falei “calma, a gente vai se falando, aproveitei que tava no farol desci ali mesmo e fui andando até um restaurante ali, tinha 15 minutos pra almoçar.

Depois voltei pro msn no trabalho e o cara ficou alucinado, rs e me propôs, loira de pago X (não vou falar o valor aqui) pra você servir eu e mais 5 amigos todos de uma vez e tem que usar as roupa da Suelen da novela. Eu disse que ia pensar, até porque não assisto novela e não sei quem é Suelen. Dei uma pesquisada no Google sobre essa Suelen, o cache era ótimo, e acho que vou aceitar.

santa_barbaraloira@hotmail.com

Comentários

24/08/2012 17:04:42
Parabéns pelo conto.... O principal dessas aventuras é o prazer, o resto é mera consequência....Adorei!!!
12/08/2012 21:49:07
Adoramos seu conto. Meu nome é Rubia e meu marido se chama Beto. Nós também publicamos um conto que se chama A procura de um amante. É um conto verídico. Fizemos também um blog com nossas aventuras e muitas fotos e assuntos de sexo... Visitem... O endereço é www.rubiaebeto.comunidades.net
30/07/2012 11:30:50
perfeito!!!! Apaixonado por vc!!!!
28/07/2012 15:51:26
Minha querida!!!!Não aceitar é burriche, vai fundo.
17/07/2012 00:36:55
Muito bom!! vai la e ganha muito dinheiro desses trouxas!
16/07/2012 19:19:28
vai fundoo cara quer pagar, deixe q o prazer seja divertido
16/07/2012 17:45:53
Patabens, http://drmenage.blogspot.com.br/

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.