Casa dos Contos Eróticos

Feed

Dei pro amigo do meu namorado

Autor: Gustavo
Categoria: Homossexual
Data: 21/06/2012 02:21:07
Nota 10.00
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá pessoal, é minha primeira vez aqui.

Sou moreno, 23 anos, 1.80m, 70kg, definido mas não mto musculoso, 16 cm de pau. Estou num relacionamento sério a mais de 2 anos com meu namorado, que vou chamar de Flávio.

Flávio é mais velho que eu, tem 26 anos, um pouco mais baixo, deve ter 1.70m, 18 cm de pica.

Nossa vida sexual é bem ativa, transamos quase todos os dias. Na grande maioria das vezes eu faço o ativo, mas gosto de ser o passivo as vezes também. Ainda não moramos juntos e Flávio já dividia quarto com um cara antes mesmo de me conhecer, que chamarei de Pedro.

Pedro é hetero e namora a 1 ano com uma amiga em comum minha e do Flávio. Ele tem 24 anos, bem musculoso e definido, moreno, um pouco mais baixo que eu, 1.75m no máximo de altura.

Nos quatro (eu, Flávio, Pedro e a namorada dele) costumamos sair juntos para fazer programas de casal (cinema, restaurante, filme em casa, churrasco na casa de amigos...), somos mto amigo uns dos outros. Nunca Pedro mostrou interesse em mim ou em Flávio, sempre nos respeitou como casal e além do mais ele é hetero e tem namorada!

Bom, minha história começa numa sexta-feira. Eu estava passando uma temporada aqui na casa do Flávio e do Pedro e nessa sexta-feira em específico a namorada do Pedro não ia poder ficar durante o final de semana na casa deles.

Chamamos um monte de amigos nossos (todos heteros) para gente fazer um churrasco na casa deles, coisa que a gente já tinha feito muitas vezes antes. Compramos um monte de bebida e um pouco de carne e por volta das 22h todo mundo tava já bem chapado.

Não me lembro mto bem como aconteceram as coisas a partir desse ponto, mas pouco antes da 00h eu e meu namorado fomos para o quarto numa semi-tentativa de transar. Mas ele não estava em condições para isso, mto bêbado. Pegou no sono no terceiro beijo. Não insisti na tentativa da gente transar e deixei que ele dormisse. Mas continuei com muito tesão.

Eu também estava já meio bêbado, tanto que eu fiquei deitado de cueca mesmo esperando o sono vir, o que estava dificil porque o Flávio estava se mexendo mto e a gente estava dividindo um colchão de solteiro. Resolvi pegar um colchão reserva que eles deixam no quarto e coloquei no chão pra eu deitar sozinho.

Pouco tempo depois disso, Pedro entrou no quarto. Me viu de cueca e começou a rir e falou:

-Cara, você já vai dormir?

Eu respondi

-Não poh! Só tava arrumando pra mais tarde eu poder dormir tranquilo. Me ajuda a levantar aqui.

Estendi a mão pra ele me levantar. Sentei no colchão e esperei um pouco minha cabeça parar de rodar. Pedro riu de novo e falou:

-Espera aí, não dorme.

Eu vi ele indo até a porta e a trancou. Não entendi pq ele tinha feito aquilo... Então eu falei:

-Cara, eu to mto mal. Me ajuda aqui. Vem aqui do meu lado.

Ele ficou de pé do meu lado e falou:

-O que você quer?

Aí, impulsivamente, eu coloquei uma mão no na cintura dele e encostei com a outra no pau dele por cima da calça e senti o volume do pau dele. Tava mto duro! Aí ele falou:

-Gu, o que você quer?

Não respondi, só continuei tentando desabotoar a calça dele. Então ele falou

-Deixa eu te ajudar....

E tirou aquela pica pra fora. Devia ter uns 19cm, meio envergada pra direita, não mto grossa.

Cai de boca naquela pica gostosa, e só ouvia ele falando:

-Isso viadinho, mama gostoso no caralho do seu macho.

Fiquei mais excitado ainda e comecei a mamar mais rápido. Abaixei a calça dele e passei a mão naquelas pernas grossas e bem definidas... que delicia de macho.

Ele pegava pelo meu cabelo e batia a pica dele na minha cara falando no meu ouvido baixinho:

-É disso que o viadinho gosta, né? De rola ... gosta de mamar um pau de macho! Hoje tu vai faze tudo que minha mina não deixa eu fazer com ela ... agora engole tudo... quero ver você fazer seu macho gozar.

Fiquei maluco de tesão... metia aquele pau inteiro na minha boca e olhava pra cima pra ver aqueles musculos deliciosos do Pedro.

Depois de uns 10 min eu falei pra ele:

-Quero que você me foda!!!

Ele foi até o armário dele, pegou um lubrificante, me virou de 4 e passou um pouco de gel no meu cu e meteu aquela rola sem dó.

Enfiou tudo de uma vez. Tive vontade de gritar de tesão, mas não podia pq o Flávio estava do nosso lado dormindo. Pedro socava mto forte no meu rabo e não demorou mto pra ele falar:

-Vou gozar

Ele deu mais duas bombadas bem fundo no meu cu e eu pude sentir seu pau esporando leite dentro de mim. Quase junto eu gozei também.

Depois de alguns pouco minutos pós orgasmo, Pedro levantou do colchão sem dizer nada, pôs de volta sua calça e saiu do quarto, me deixando ali pelado, fodido e todo gozado.

Me limpei no banheiro e coloquei só a cueca de volta. Tentei sair do quarto e não consegui, Pedro tinha trancado por fora !

Não entendi direito o porquê, mas ainda meio bêbado, cai no colchão e dormi até o outro dia.

Na manhã seguinte acordei com ressaca e não sabia se tudo foi um sonho ou se realmente havia acontecido. Olhei no relógio e eram 10h da manhã ainda. Estava com muita vontade de mijar. Fui até o banheiro, mijei e senti meu cu doendo.

Percebi que meu cu tava sangrando.... então realmente tinha acontecido! Eu, depois de 2 anos de namoro havia traido meu namorado pela primeira vez, e pior, com nosso melhor amigo! Me senti mto mal... fui até a cozinha pra tomar água, mas logo depois fiquei com uma náusea mto grande e tive que correr para o banheiro e vomitar.

Depois de algum tempo, fui até a sala e vi que o Pedro estava dormindo lá só com a calça e sem camiseta. Não quis acorda-lo e voltei pro quarto pra tentar voltar a dormir.

Não consegui pegar no sono. Dei graças a Deus que o telefone do Pedro tocou poucos minutos depois. Fingi que estava acordando aquela hora também e fui fazer um café.

-Bom dia! -disse o Pedro.

-Bom dia.... tô mto mal cara.... - Respondi

-Nossa eu também, mas toma esse remédio aqui que daqui a pouco melhora - E me deu um remédio para o estomago.

Pouco depois do Flávio acordou também e conversamos como tínhamos exagerado na noite anterior e pouco depois já estávamos programando o que a gente ia fazer para o almoço daquele dia ....

O fim dessa história é que já se passaram duas semanas do acontecido. Pedro continua tratando eu exatamente do mesmo jeito que me tratou a vida inteira, como se nada tivesse acontecido.

Não tive coragem até hoje para perguntar se ele não se lembra ou se está só fingindo que isso não aconteceu.

A verdade é que eu torço para que haja uma próxima oportunidade e eu possa chupar de novo aquele pau desse hetero gostoso.

Comentários

19/10/2013 02:03:12
Queria encontrar um hétero assim tbm. Bem mandão para me fazer puta dele.
25/06/2012 22:15:11
Muito bom, show de bola.
21/06/2012 14:18:43
perfeito foi otimo, espero q tenha uma prox. vez cm ele, e q venha aki contar viu...gostei mto...
21/06/2012 14:18:41
perfeito foi otimo, espero q tenha uma prox. vez cm ele, e q venha aki contar viu...gostei mto...
21/06/2012 12:45:47
21/06/2012 10:27:38
Otimo cara!
21/06/2012 09:35:37
Massa kara!!! A eu com um amigo destes, kkkkk!!!! Good !!!!!!!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.