Casa dos Contos Eróticos

Feed

Meu irmão fudeu meu cú

Categoria: Homossexual
Data: 29/05/2012 17:36:39
Nota 9.70
Assuntos: Homossexual, Gay, Icesto
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Me chamo Gabriel, tenho 23 anos, 1.72 de altura e 68 kg. Sou branco, cabelos castanhos lisos.

A história que vou narrar é verídica e aconteceu no mês passado. Eu moro a mais de 5 anos sozinho na capital da paraíba, onde estudo e trabalho. Meus pais, minha irmã e meu irmão casula, moram no interior as uns 150 km da capital. Meu irmão casula se chama Marcelo, e tem hoje 18 anos. Ele é da minha altura, branco corpo atlético bem definido, um hétero convicto. Simplesmente uma delícia dá tesão só de olhar. Quando eramos menores a uns 6 anos atrás, sempre brincávamos muito de render o outro, era um agarramento danado, porém sem segundas intenções. Passo muito tempo sem visitá-los. No mês passo eu estava de férias e resolvi passar uma semana com meus pais no sítio onde moram. Fazia um ano que não via o Marcelo, logo que o vi fiquei cheio de segundas intenções. Ele estava deitado no sofá, sem camisa, apenas com uma permuda finíssima que deixava seu pacote bem a mostra para ser apreciado.

Marcelo: E ai mano! Você mudou muito.

Eu: Que nada! Você sim cresceu bastante hem!?? Deve está deixando a mulherada louca né?

Marcelo: Estou pegando umas meninas por ai. Mas ainda não consegui o que quero. E você mano, tá namorando?

Eu: Não cara. Tive uns rolos por lá mas nada sério.

Isso era umas 9 horas da manhã, uma segunda-feira. O Marcelo estudava a noite e só voltava por volta das 22:30, morto de cansado e com muito sono. Aparentemente eu sou hétero, mas sempre tive vontade de fuder com outro homem, tipo dá o cu e comer também. Mas até então ainda não tinha rolado nada, pois sempre foi tímido.

Eu e Marcelo passamos a tarde tentando zerar as fases de um jogo no meu celular, ficar no sofá sentados bem apertadinhos. Só de sentir o calor que vinha dele me dava um tesão danado. E fiquei pensando em uma maneira tentar alguma coisa com ele. Fiquei com essa ideia fixa neste dia, meu cú virgem piscava a todo momento. No inicio da noite, Marcelo foi para a escola e eu fiquei em casa vendo TV, colocando o papo em dia com minha irmã e meus pais.

As 21 horas, disse a minha mãe que tava com sono, então ela falou que eu fosse para o quarto do Marcelo e que eu teria que dormir com ele. Chegando lá tive uma grata surpresa. Só tinha uma cama de casal. Logo me acomodei a fim de esperar ele chegar. Apaguei a luz mas o quarto não ficou muito escuro não pois vinha uma claridade da sala, o detalhe é que o quarto não tinha porta, apenas uma cortina e ficava ao lado do quarto dos meus pais. Por volta das 22:40, ouvi um barulho na porta era o Marcelo chegando. Eu já estava preparado tava só de cueca branca, descoberto e de bruços e fingi que estava dormindo para ver a reação dele.

Ele entrou no quarto, sentou na cama, tirou os sapatos a camisa, depois a calça. Nossa meu coração estava a mil, eu estava só observando ele com o olho entre aberto. Ele estava só com uma cueca preta de algodão. Ele foi até o banheiro e eu ouvi o barulho do mijo. Foi uma mijada forte. Logo ele voltou para o quarto, e deitou ao meu lado, e eu continuava de bruços. O Marcelo levantou um pouco e ficou encostado na cabeceira da cama, quase sentado. Ele me olhava e o volume na cueca parecia maior. logo meu pai apagou as luzes e foi se deitar. O quarto agora na escuridão, abri bem os olho e via muito pouco. Virei um pouco e fiquei com a bunda virada para o lado do meu irmão. Ele se deitou com a barriga para cima, fiquei aguardando um tempo para que todos dormissem inclusive o Marcelo que tinha o sono bastante pesado. Uma hora depois, ouvi os roncos vindo do quarto de meus pais, e o Marcelo por sua vez respirava alto parecia está dormindo totalmente.

Me virei novamente, bem devagar para não fazer barulho, fiquei de barriga para cima, e fui com a mão boba acariciar o Marcelo. Como tava bastante escuro eu não via quase nada, então tinha que toca-lo deslisar minha mão pelo seu corpo até chegar no pacote. Logo que encostei nele senti que estava coberto, minha mão estava sobre sua barriga. Fui subindo a mão até seu peitoral, onde encontrei o final do lençol. Então fui puxando o lençol lentamente para baixo até próximo do joelho. Levei minha mão até seu peitoral novamente, e fui descendo. Eu estava com muito tesão e medo que ele acordasse, meu coração estava a mil. Fui deslisando minha mão até chegar no abdomem que era bem definido bem rígido. Escorreguei a mão mais um pouco e senti seus pentelhos... enfiei minha mão em sua cueca e senti seu pau, estava mole, fui apertando-o como se estive bobeando e logo senti ele crescer em minhas mãos, tinha uns 18 cm e era grosso e cabeçudo. Baixei um pouco a cueca dele e fiquei com a boca cheia d'água, era a primeira pica que estava a minha disposição para encher minha boca. Não me fiz de rugado e cai de boca. Fiquei uns cinco minutos chupando punhetando até que ele acordou. Ele me empurrou e falou baixinho...

Marcelo: Ta doido meu? Tu é meu irmão.

Eu: Come meu cú!

Marcelo: Calou-se.

Eu logo me deitei de lado baixei a cueca e puxei o pau dele de encontro ao meu cú... ele resistiu um pouco.. mas quando encostou a cabeça da pica na minha portinha, logo forçou uma entrada brusca. Ele empurrei um pouco ele e lambuzei meu cú com cuspe. Então puxei a pica dele novamente e ele ficou forçando a entrada. No inicio parecia que ele estava me rasgando, mas eu estava com tanto tesão que não me importei tanto com a dor. a cabeça entrou e logo ele empurrou o resto pra dentro, e ficou um vai e vem lento e delicioso... eu sentia os pelos relando na minha bunda e isso me dava ainda mais tesão... meu pau estava prestes a explodir e eu nem colocava a mão pra não gozar logo...

O vai vem frenético da pica do Marcelo enterrando no meu cú durou uns 6 minutos... O pau entrava e saia muito fácil e ao mesmo tempo apertado... ele não falava nada e eu muito menos.... apenas empurrava cada vez minha bunda pra ele enterrar o pau todinho... logo senti umas estocadas fortes.... ele atolou o pau todinho... chega eu sentir o pau latejar e três jatos fortes de porra inundaram meu cuzinho... logo meu pau soltou vários jatos de porra bem grossa... eu nem coloquei a mão... meu irmão continuou com o pau dentro do meu cú... parado e duro... E logo ele começou a bombar de novo... como meu cú estava cheio de porra quase eu não sentia o pau entrando e saindo.... só sentia arder um pouco...

Meu pau ficou duro de novo e ele continuou bombando meu cú... e após uns 4 minutos.... senti aquela estocada que anunciou outro gozo... foi mais uns três ou quatro jatos... Logo ele tirou o pau e senti meu cu cheio de porra e arrombado... Ele logo dormiu e eu fiquei ali deitado na mesma posição sentindo a porra escorrer e relembrando o que havia acontecido...

No dia seguinte ele levantou antes de mim... só vi ele a tarde, ele agia como se nada tivesse acontecido... mais uma vez ou outra ele me olhava de um jeito bem safado... Quando fomos dormir de novo... ele sussurrou no meu ouvido que aquele cú era só dele e que não era pra mim dar a mais ninguém... Todas as noites em que eu fiquei lá agente fudeu...

Agora estou contando os dias pra fazer outra visita... que a partir de agora serão mais frequentes...

Esse é meu primeiro conto... desculpem os erros ortográficos... deem a notinha... boa ou ruim vou gostar de recebe-la. Até o próximo conto!

Comentários

15/11/2012 17:57:26
Bom
28/07/2012 02:23:52
Muito Bom!!!
02/06/2012 01:12:19
Delícia de conto! Não rola uma orgia com os irmãos? Adoraria participar...
02/06/2012 01:11:20
01/06/2012 22:19:26
Muito bom, eu curto muito conto entre parentes. O seu está ótimo.
30/05/2012 05:28:04
mto bom adoro um conto de sexo entre irmãos
29/05/2012 23:55:39
Muito bom :)
29/05/2012 19:31:17
Bacana. Leia meu novo conto. http://www.casadoscontos.com.br/texto/
29/05/2012 18:24:05
Continua. Adorei.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.