Casa dos Contos Eróticos

Como tudo começou - Virei corno parte II

Categoria: Grupal
Data: 24/05/2012 21:43:44
Última revisão: 03/07/2013 00:59:18
Nota 9.33
Ler comentários (5) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Para entender leia primeiro o conto “Como tudo começou - virei corno”. Após 3 anos fantasiando, nos mudamos para o estado de Rondônia, alugamos um salão e abrirmos nosso negócio. Nos fundos desse salão tinha uns kitnetes (quarto e banheiro) para alugar e uma casa no final do terreno, alugamos a casa assim ficaria mais perto do trabalho, sempre fantasiamos outro homem em nossa cama, nisso já estávamos casados há 4 anos tínhamos uma filha de 1 ano, certo dia fui para uma festa minha esposa não quis ir, pois estava com muita roupa para passar, fui com minha filha e o pessoal das kitnets, chegando na festa um amigo me pediu o carro emprestado para ir comer uma gostosa, emprestei e fiquei na festa ele demorou cerca de 2 horas pra voltar, cheguei em casa por volta das 19hs, à noite começamos a nos beijar e acariciar, já deitados na cama, onde ela me diz, Amor, tenho uma coisa para te dizer, o Doni (amigo que emprestei o carro) veio aqui em casa hoje quando você tava na festa, chegou eu tava passando roupa falei para ele entrar, ele me agarrou por traz eu tentei sair quase derrubei o ferro, mas ele começou a passar a mão na minha buceta, encostando o pau na minha bunda, me chamando de gostosa, nossa minha resistência acabou, eu senti um tesão tão grande, não resistiu, e nos beijamos, ele passando a mão na minha bunda no meu corpo eu segurei o pau dele, ele queria me comer mas eu fiquei com medo de chegar alguém, mas ficamos mais de 1 hora se beijando eu bati uma punheta para ele chupei o pau, mas não transamos, eu fiquie doido de tesão, perguntei para ela: Quer ir no apartamento dele agora? Na hora ela respondeu “eu quero”, ela foi era por volta das 23hrs voltando quase 00 hrs, e me contou todos os detalhes, “cheguei à porta estava só encostada abri a porta ele tava deitado, me beijou tirou minha roupa chupou minha buceta, me deu o pau dele para chupar, chupei igual uma menina chupando um sorvete, ele tem um pau do tamanho do Gui (21cm), mas não fica duro igual o seu, ele era um senhor de uns 50 anos, ai subi em cima dele e fui enviando aquele pau na minha bucetinha toda encharcada cavalguei até ele gozar enchendo a camisinha de porra”. Ela teve um caso com o Doni cara alguns meses, mas ai apareceu outro cara que mudou pra os apartamentos desconfiou do caso dela com o Doni e cantou, falando para ela que o apartamento dele também ficava aberto, quando ela quisesse ir visita-lo também, o Doni desconfiou foi tirar satisfação com ela, e acabaram o caso, mas ainda não tinha dado para o novo visinho o Gustavo os dois só ficavam conversando, um dia ela passando pelo corredor ele a segurou falou nossa você esta muito gostosa, ela olhou para ele sorriu com cara de safada respondendo você nem experimentou, ele quando vou experimentar meu quarto não tem chave, e ficou nisso.

A noite ela chegou para mim, e pediu para deixar ela ir no apto do Gustavo, na hora deixei, esperei ela entrar no apartamento e fui na janela ficar ouvindo, ele já estava dormindo pelado, ela sentou na cama e começou a chupar o pau dele ainda mole que na hora ficou duro, eu ouvia as chupadas ele acordou falou nossa que safada, chupa sua puta, chupa puta, e o Ney onde esta, ela dormindo, você não falou que a porta não tem chave eu vim verificar, ela a deitou na cama fizeram um 69 ela gemia com a chupada, ai não aguentei fui para casa, esperar ela e bater uma punheta, meu coração estava a mil, ela chegou em casa era quase 01:00 da manhã, veio me beijando, ai amor que pau gostoso ele tem, chupa a minha buceta que ele acabou de comer chupa sente o gosto de pica, chupei gostoso, ela chupa lambem vai foi ai que ele gozou lambe, lambi a barriga dela sentindo o gosto da porra limpando a barriga buceta, ela me contando que ele queria comer o cuzinho dela mas não deixou, depois desse dias ela ia no apartamento dele todos os dias, até que um dia ela foi e voltou logo, eu estava na cama, ela entrou no quarto me chamou, vem aqui na sala, e saiu esperei um pouco e fui na sala, nossa ela tava beijando ele e batendo uma para ele, olhou para mim e falou chupa o pau dele chupa, ele deixa, eu não resisti cai de boca naquele cacete que já conhecia o cheiro o gosto, de tanto ter chupado a buceta com gosto dele, ai sentei no sofá ela veio por cima de mim eu abri a bunda dela e falei para ele come esse cuzinho virgem come, meu pau não entra nele, ele chegou atrás dela eu guie o cacete dele na portinha e fui mexendo fazendo entrar ela falava para ta doendo, mas não paramos ele foi forçando eu desci chupei a buceta dela ai lubrificando o cuzinho dela para entrar ela começou rebolar a mexer, começou a falar ai você conseguiu, você conseguiu, você conseguiu comer meu cu, que delicia ele começou a meter e meter cada vez com mais força até gozar gostoso no cu dela. Ficamos amantes 3 anos ai mudamos novamente de estado.

Comentários

03/07/2013 06:59:58
parabens,que delicia de mulher
22/08/2012 13:36:29
Que delícia de contro! Eu sonho com uma mulher assim, sabia? Tem namorado? Adoraria bancar uma mulher como vc, bem safada e gulosa por paus... Faz contato, vai? Você ou qualquer outra mulher desse nível. Sonho todos os dias em ter uma esposa puta! umhomem45@hotmail.com
14/08/2012 19:49:33
27/05/2012 10:25:06
Muito bom o conto, legal... Pecou somente pela falta de detalhes.
26/05/2012 19:28:38
Parabéns, http://drmenage.blogspot.com.br/

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.