Casa dos Contos Eróticos

Dei para o filho e o pai aproveitou também 2.

Autor: Adrlinda
Categoria: Grupal
Data: 24/11/2011 18:09:34
Nota 10.00
Ler comentários (8) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Parte 2

Como a janta iria ser no sitio e não estava muito frio, coloquei um vestidinho leve uma calcinha tipo assa delta uma bota e uma jaquetinha, chegando la o primo e o filho dele não tiravam os olhos de mim, a esposa do primo so ficava olhando jantamos e ficamos ali conversando e bebendo eu como sou fraquíssima pra bebida quase não bebi vinho tomei mais suco, meu maridinho já adorou o vinho e como não teria que dirigir se passou um bocado do seu limite a esposa do primo foi dormir por ordem dele, ficando ali so nos 4 o meu maridinho logo, logo apagou como uma pedra pedi ajuda ao primo e ao Luis para levarem ele pro quarto o que foi prontamente atendida, o Luis me perguntou se não queria ficar mais um pouco ali conversando com eles, não vi problema e como esta sem sono fiquei, o Luis voltou e disse que seu pai tinha ficado ajeitando o meu marido e já veio me agarrando e me beijando, tentei fugir dizendo que o seu pai poderia nos pegar ali ele não deu bola e me agarrou a força segurando as minhas mãos e me dando um beijo gostoso, amoleci na hora e ele se aproveitou do meu vestidinho e foi tirando a minha calcinha e colocando no bolso, começando a passar a mão na minha boceta deixando ela molhadinha novamente, quando já estava enlouquecia e querendo trepar ali mesmo, comecei a passar a mão sobre o pau do Luis e a atiçá-lo, logo ele coloca pra fora e ma manda chupar, fico na duvida quando ele insiste e me obriga a ajoelhar me forçando aquele falo na minha boca, esqueço completamente onde estou e adorando o perigo, abocanho ele todo, chupo, fico lambendo, beijando.

Ouvimos o barulho do pai dele voltando, tentei me recompor o que não iria adiantar muito, o pai dele falou que o corno já estava dormindo, eu levei um susto, perguntei como assim e como ele poderia falar dele assim, o Luis me disse que eu não precisava me preocupar que o pai dele sabia de tudo. Como assim o que ele sabia, ele riu e disse que sabia que nos tínhamos trepado a tarde e que agora ele também queria, eu fiquei apavorada e tentei sair dali, o Luis me agarrou pelo braço e falou pra não fazer drama e me mostrou a minha calcinha e o pau dele todo babado pelo meu boquete o pai dele aproveitou e levantou meu vestido me vendo sem calcinha.

Fiquei apavorada e me soltei e fui sair dali quando foi a vez do primo me segurar e olhar nos meus olhos me mandando ficar quieta, me agarrou pelos dois braços e me deu um beijo quente fiquei olhando pra ele sem saber o que fazer quando ele desliza a mão pela minha bunda apertando ela e logo indo pra minha buceta que estava encharcada pela situação, tentei ainda dialogar dizendo que não poderia e ele falou cala a boca sua puta, você trepou a tarde toda com o meu filho e agora não pode, vi o que vocês dois estavam fazendo, agora é a minha vez de te fuder.

Deu uma risada alta pegou nos meus cabelos e me fez ajoelhar e foi tirando o seu pau pra fora da calça deixando bem próximo da minha boca ele ali me olhando e eu para ele o Luis ao meu lado so observando, vai puta chupa não é isso que você gosta sua vadia e ficou brincando com o pau dele perto da minha boca eu ali resistindo, ate que ele começou a passar de leve na minha boca como se estivesse passando batom, passou ate que forçou na minha boca ai não resisti mais e engoli o que consegui e comecei a chupar, sugar, lamber, os dois deram risadas e ficaram me chamando de vadia, piranha, cadela, o Luis aproveitou que eu estava ajoelhada e sem calcinhas e foi passando a mão na minha buceta e cuzinho, e falando pro pai dele, ela já esta encharcada olha aqui e mostrou a mão pra primo, esse agarrou os meus cabelos me puxando para trás e me deu dois tapas de leve me chamando de piranha e lembrando do meu maridinho, o filha da puta la bêbado e ela aqui chupando um pau e logo, logo vai esta dando a buceta e o rabo pra nos.

O primo me pegou pelos cabelos e me mandou levantar, tira a roupa piranha quero te ver pelada principalmente essa bunda que tu faz questão de ficar por ai mostrando e rebolando pra todo mundo ver, até o touro já ficou de pau duro vendo ela desfilando pelo sitio. Ai que eu fiquei mais excitada ainda, andei de um lado pro outro vendo os dois me olharem, empinei bem a bunda pra ficar mais atraente, os dois ali de pau duro me vendo andar e rebolar, o primo era o que mais falava, como meu primo pode se casar com uma vadia dessas, deve ter guampas do tamanho de um poste, eu so ri, eles me puseram no meio deles e me mandaram chupar os dois, nossa que gostoso, largava um e pegava o outro e eles ali gemendo e me xingando, o primo não se fez de rogado e me puxou e começou a explorar a minha buceta primeiro com as mãos, passando desde a buceta ate meu cu, enfiou um dedo nela e depois veio me foder a buceta, começou enfiando devagar depois com mais força enquanto isto o Luis me dava o seu pau pra chupar mas a violência da foda do primo não me deixava fazê-lo direito, eu achei que ele ia me rasgar ao meio tamanha era a força que ele me fodia, comecei a gemer e pedir mais, mais, issssssso, fodeeeeeeee, vaiiiiiiii me fodeeee gostosooooooooooo, o Luis me segurava e enfiava o seu caralho na minha boca e me chingava, batia com o seu pau na minha cara, vai piranha, chupa, vai cadelaaaaaaaa, o primo disse que iria gozar e o Luis disse pra ele da pra vadia chupar ela adora porra tu vai ver, ele me puxou com uma violência e enfiou o pau na minha boca que quase me engasgo, vai toma porra sua puta, é isso que tu adora não é, vai toma e começou a gozar enchendo a minha boca de porra e melando todo o meu rosto e continuava a me chingar de piranha, vadia, cadela, gostosaaaaaaaaa o Luis aproveitou da situação e esperou o pai terminar assim que ele terminou de gozar e me soltar, me jogou em cima de uma mesinha me deixando com a minha bunda exposta a ele começou a explorar ela, enfiou um dedo depois outro, chamou o pai dele e disse agora tu vai ver o que ela mais adora, lambuzou meu cu com o meu gozo e começou a meter, apoiou as mãos na minha cintura e me mandou empinar a bunda e foi metendo, metendo, até me encher o rabo com aquele caralho gostoso e duro me fazendo gemer de dor e prazer e esperou me costumar com aquele pauzao enfiado em mim e começou um vai vem muito gostoso, começou a me dar tapas na bunda e me chingar a puxar os meus cabelos enquanto me fodia, e ainda falava olha pai é disso que essa puta gosta de um pauzao enfiado no rabo dela, o pai dele logo ficou animado e me deu algo pra chupar, ai os dois foram a loucura, o primo segurava a minha cabeça e fodia a minha boca com se fosse uma boceta e nossa como estava duro aquele caralho dele nem parecia a de um homem com mais de 50 anos, o filho se deliciando com o meu rabo e o pai com a boca nossa que delicia estar ali, já não sei mais quantas vezes gozei mais não queria parar por nada neste mundo, o Luiz fodia com maestria o meu rabo, minha bunda já estava toda vermelha de tanto levar tapas, vai me fode quero ser a puta de vocês sempre, que delicia isso come meu rabo come, puxava o primo pra ele me dar o seu pau pra chupar, nossa que loucura o Luiz anunciou que iria gozar e veio direto me dar pra tomar aquela porra toda e ficava fodendo a minha boca até eu tirar a ultima gota de la.

Procurei pelo primo e ele estava sentado em uma cadeira me chamando, limpei o rosto numa toalhinha que tinha ali por perto e fui, ele sentado e aquela torra apontando pra cima, vem minha putinha senta esse rabao aqui senta, fui sentando de costas pra ele e colocando aquele mastro mo meu rabo fiquei um pouco quieta e ele foi explorando meu corpo com as mãos, primeiro a minha boceta pra ter certeza de onde ele estava metendo depois foi pros meus seios que estavam duros de tanto tesão de estar ali sendo a puta deles, beijava e mordia as minhas costas me fazendo arquear o corpo, apertava meus seios ou tocava uma siririca pra mim, fazendo com que eu me move-se lentamente e ele pudesse me foder o rabo, nossa rebolei, subi e desci daquele pau como se a minha vida dependesse daquilo minhas pernas já doiaõ parei e disse a ele que me mandou ficar de 4 é pra já adoro esta posição tanto pela penetração como pela dominação, ele me segurou pela cintura e foi enfiando cada vez mais e mais, gemia e pedia mais, mais, me fode me come, o Luis diz pra ele da uns tapas nessa bunda, olhei para o Luis e levei o primeiro e mais um, mais outro, nossa estava bom de mais, nossa como aqueles dois sabiam foder gostoso, o primo acelerou os movimentos me fazendo ter mais um orgasmo e me largou ali no chão exausta e começou a tocar uma punheta e gozou em cima da minha bunda me xingando muito. Os dois ali suados e eu largada ali como um pedaço de carne, respirei fundo e fui sentar junto a eles, esta suada e cheirando a porra o primo me fez sentar no colo dele e ficou passando a mão pelo meu corpo ora me alisando ora me apertando principalmente a minha bunda e coxas, me deram vinho pra tomar que não pude recusar.

Descansamos e bebemos mais um pouco vestimos as nossas roupas, o Luis me disse que no outro dia já estaria partindo pra cidade para descansar um pouco o primo disse não te preocupa que vou cuidar bem dessa puta essa semana, não vai faltar um pau duro pra foder ela. Não entendi o que ele disse naquela hora so com o passar da semana. Nossa aquele vinho deu uma reanimada e queria mais, mas os dois estavam acabados e não quiseram mais me foder tentei insistir mas foi em vão, pensei: vou pra casa tomo um banho e vou dormir satisfeita com o que tinha feito, mas no caminho até a cabana o meu fogo não diminuía so aumentava, como vou poder dormir assim.

Fui em direção a minha cabana mas não consegui me acalmar e o tesão so aumentava, foi quando ouvi barulho no mato e pensei ser algum bicho, so depois me dei conta que parecia um vulto de uma pessoa, fui ficando mais nervosa, será que vou ser atacada e estuprada aqui no sitio, nem me lembrei do touro, fui chegando perto da minha cabana quando fui atacada e segura pelos meus braços disse ao meu ouvido não grite se não vai se machucar e me abraçou por trás e fui sentindo um calor na minha bunda e uma respiração forte, como estava escuro quase não via nada, o meu atacante começou a morder o meu pescoço e a roçar a barba na minha nuca me levando aos céus, suas mãos começaram a passear pelo meu corpo e me chamando de gostosa, puta, vadia, vi tudo o que vocês fizeram na cantina e vou querer o mesmo tratamento, colocou a mão na minha boceta por cima do vestido e apertou me arrancando um gemido. Vamos entrar na cabana que vai ser melhor do que ficar aqui na rua.

Quando entramos na cabana vi quem era que me atacava embora já suspeita-se, Touro porque você esta aqui, vi você trepando com o seu Inácio e o filho dele fiquei la vendo so a festinha que vocês estavam fazendo quase gozei so de olhar. E você porque esta aqui alguém te mandou me atacar e fazer isso comigo, não estou aqui por que vi que você é uma tremenda vadia e adora trepar e ficar por ai provocando todo mundo agora vai ter o que merece, o que você vai fazer comigo, sou uma mulher casada não pode fazer o que quiser comigo, puxou a meu vestido e viu a minha boceta vermelha de tanto trepar, casada é e o teu marido sabe que tu tava la dentro dando o rabo pro seu Inácio e pro Luis, heim sabe que tu ta com o rabo e a boceta inchados de tanto trepar. Passou um dedo na minha boceta e foi enfiando, para por favor para, não faça isso por favor, naooooooooo, mas a minha boceta disse outra coisa, já começava a escorrer meu melzinho e ele lambeu a minha bocete e meu cu, nossa que delicia vou adorar foder você como merece sua puta, chupou lambeu, colocou um, dois dedos dentro de mim, me segurava pra não gemer mais teve uma hora que não deu mais pra segurar e gemi, aiiiiiiiiiiiiii issssssssooooooooo maisssssssssss, quer mais é puta, quer, então pede, implora, ficou ali so me provocando ate que me rendi e falei vai me fode, me faz a sua puta vai touro me fode gostosoooooooooooo, ele engasgou, so queria saber até onde tu iria pra me comer seu filho da puta agora vai comer, vai me foder, quero saber se esse seu apelido tem alguma verdade.

Você quer ver é me emburrou me deixando de joelhos, já esta me acostumando a essa posição, srsrsrsrsrs. So ouvi o barulho do zíper abrindo e ele me segurando pelo cabelo e senti aquele caralho roçando na minha boca novamente, abre, abre a boca pra você sentir o que vai receber na boceta, querendo ou não, abri e ele foi enfiando aquele pau ainda meio mole que foi crescendo e ficando duro como uma barra de ferro, que a partir daí quase não cabina na minha boca de tão grosso, e foi enfiando mas não cabia ficou bravo e me jogou sobre a mesa so que agora de frente pra ele pegou as minhas pernas e levantou colocando elas nos seu ombro e começou a pincelar aquele caralhao na minha boceta e cu, eu so podia imaginar o tamanho já a grossura era enorme pois ele não me deixou tocar nele so chupar, colocou na minha boceta e foi enfiando e eu agüentando nossa como era grosso, parecia a primeira foda do dia e isso que já descia um rio da minha boceta, socou tudo e ficou parado eu mordia os lábios pra não gritar ele segurou as minhas coxas e foi socando e socando, não aquentei e gemi alto, ele assustado me colocou uma mão na boca me fazendo chupar os seus dedos como se fosse um pau, so que aquela mesa facia barulho ele me pegou me colocou nos ombros e me levou para a sala me colocando de 4 no tapete so que com o rosto colado ao chão colocou o pau novamente na minha boceta e foi me fudendo cada vez mais eu tinha um orgasmo atrás do outro e mais outro e mais outro, não aquentava mais a minha sorte que ele anunciou o seu gozo me puxou e novamente recebi aquela noite a porra de outro homem, gozou muito tanto que não consegui engolir e escorreu pela minha boca indo para os meus seios, falei que não iria fugir ou nada parecido e ele disse que ainda não estava na hora não entendi ficamos ali e ele amarrou minhas mãos e começou novamente a me assediar falei que já estava muito cansada de tanto trepar, ele riu e disse que dali a pouco eu poderia descansar, e foi alisando meu meus seios e veio chupar eles e foi enviando seus dedos na minha boceta, chega touro não aquento mais, tomei um tapa no rosto e me mandou ficar quieta que ele so iria sair dali depois de comer o meu rabo, não acha que vou deixar uma oportunidade dessas fugir, não acha sua vadia pode ir te preparando que vou fuder esse rabao, tu escolhe de que jeito vai ser, e me deu um beijo me empurrou pro sofá fazendo o meu rabo ficar pra cima e foi abrindo ele e passando a língua que fez meu cuzinho pistar pra ele, ele falou viu ele ainda quer mais e eu vou dar pra ele, meteu dois dedos na minha boceta tirou o mel que saia de la e enfiou no meu rabo, não touro não por favor e toma tapa na minha bunda e esse foi forte que doeu muito fiquei quieta e esperei pelo pior, ele me mandou chupar o pau dele que ele ria provar meu rabo, disse tudo bem ali no quarto na minha bolsa ao lado da cama tem uma pomada o nome é ky pega ela e passa no seu pau e no meu rabo por favor, ele ficou desconfiado e antes de ir colocou uma mordaça na minha boca com medo que eu gritase, foi e voltou com o ky e já foi passando no seu pau e chegou perto de mim e foi passando no meu rabo so que não tirou a mordaça e foi enfiando um dedo depois mais outro e um terceiro encheu meu rabo de ky e veio me fuder balançava a cabeça negativamente ele riu e colocou a cabeça que passou o resto é que era o problema e foi socando cada vez mais e mais, não acabava nunca de entrar aquele pau no meu rabo mordia a mordaça com tanta força que doeu a minha boca so ouvi quando ele falou no meu ouvido relaxa que fica melhor vadia não deu a bunda hoje pro pai e pro filho e fui ficando mais excitada não foi vadia, puxou os meus cabelos e soltou as minhas mãos e me deu um tapa na bunda me puxando ainda mais pra cravar o seu pauzao no meu rabo me fazendo gemer e soluçar de tesão, e foi socando, socando, nossa não sabia se iria conseguir mas estava muito, mas muito gostoso ser tratada deste jeito e receber um pauzao desses no rabo, ele socava e socava, me xingava de tudo que é palavrão, puta, vadia, piranha, galinha, e dele pau eu olhei pra trás e so vi o corpo dele suado brilhando, eu gemia mas aquela mordaça me incomodava mas todas as vezes que fui tentar tirar ele me impedia e eu apanhava mais, já não aquentava de tanto levar pau, ele segurou meu braços pra trás e começou a aumentar ainda mais os movimentos me levando a um gozo atrás do outro ate que deu um urro e cravou o seu pau o mais fundo possível me fazendo ver estrelas e gozou me enchendo o rabo de porra, caio ali mesmo no chão ao lado do sofá e eu fiquei quietinha esperando o gozo passar e me livrar da mordaça.

Nossa ele arfava cansado e satisfeito de ter me fodido o rabo, nossa que rabo gostoso agora sei por que o seu Inácio e o filho dele adoraram te foder.

Ficamos algum tempo ali ai ele me pegou pelos braços e me levou pro chuveiro e fomos tomar um banho e la pude chupar e tocar naquele caralhao, jogada no Box sentindo a água caindo e me reanimando um pouco ele começou a passar aquele pauzao na minha boca, me obrigando a chupar mesmo sem forças, quando aquilo tudo ficou duro como ferro pedi pelo amor de deus pra pararmos que na não agüentava mais ele riu me grudou na parede gelada e veio me fuder ainda mais, ficamos uma meia hora la dentro ele me pegava no colo, de costas, no chão do Box e so parou quando gozou mais uma vez na minha boca me fazendo limpar tudinho. Me secou e me levou pra cama já não tinha forças pra mais nada, não dormi so desmaiei de tão cansada e realizada, no outro dia dormi até o meio dia e so levantei pra comer e deitar novamente meu marido nem estranhou muito pois adoro dormir.

Ficamos mais uma semana la, não trepei mais com o touro so o seu Inácio que não me dava folga era so o meu marido não estar por perto que pronto o velho já vinha me bolinando, foi uma semana muito gostosa e já estamos planejando talvez voltar por la, so fico me imaginando naquele sitio de biquine me exibindo para o primo, pro filho dele e pro touro. Nossa so de imaginar fico excitada. Bjos espero que tenham gostado e desculpa se ficou muito longo. Até mais.

Adrlinda@gmail.com

Comentários

13/09/2017 18:20:07
Amei adoraria ver fotos sua... Sera q pode entra em.contato comigo jopgcluis@gmail.com
21/01/2014 15:15:50
Muito excitante, parabens.
26/06/2012 15:08:09
nossa que conto delicioso entre em contato com a gente msn casallauraefabio@hotmail.com ou e-mail laurasantos1983@gmail.com
19/04/2012 19:19:31
Nossa que conto mais tesudo !!!Add vc no meu msn para tc com vc.Bjus Edu
28/02/2012 22:16:58
Excelente ! nota 10
26/11/2011 08:24:26
muito bom me add ai(dagoogan@hotmail.com)bjs na bunda.
25/11/2011 02:47:26
k cachorra safadona,adorei tambem kero soulegal_edai@hotmail.com
25/11/2011 01:43:58
Muito bom seu conto parabéns. Você é uma bela puta, me deixou com muito tesão.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.