Casa dos Contos Eróticos

Feed

Comendo o cu da priminha

Autor: Rob
Categoria: Heterossexual
Data: 30/10/2011 03:33:58
Última revisão: 30/10/2011 03:35:55
Nota 9.00
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá leitores, aqui vai a continuação do meu último conto.

Uns dias após iniciar minha priminha querida, nas delícias do sexo. Estava eu no msn, quando ela puxou assunto, até então não tinhamos mais nos falado.

Dry diz: Oi, primo gostoso.

Rob diz: Gostoso? Já tá assim é?

Dry diz: claro,agora eu posso.

Rob diz: Pode o que?

Dry diz: dizer o que eu acho ué.

Rob diz: Ah. Me acha gostoso é?

Dry diz: é e você tbm me acha, lembro dos seus gemidos de gostosa.

Rob diz:Hahaha. E eu lembro que faltou uma parte, né?

Dry diz: é faltou meter no meu cu.

(nesse momento me suspreendi, achei que tinha acontecido aquilo por acaso mais a forma como ela estava sendo safada me levou a pensar outra coisa)

Rob diz:E quando vou poder completar isso?

Dry diz: Se quiser vou aí agora.

Rob diz:Não, aqui não dá, tem gente, mas podemos marcar.

Dry diz: Vcê que manda.

Rob diz:O que vai fazer fds??

Dry diz: Nada não, eu não saio por aí na noite como você.

Rob diz:E se eu pedir a titia libera?

Dry diz: Tenta ué.

Passei então na casa dela e convenci a pobre da mihnha tia, a deixar sua filhinha 'virgem e inocente' ir para uma 'festa' comigo, no sábado.

Sábado então, fui buscá-la em sua casa, ela já esperava no portão. Estava com uma espécie de sobre-tudo enorme.

Mas logo ao entrar no carro ela tirou aquilo. Estava vestida com um micro vestido, que marcava todo seu delicioso corpo, minha vontade era enrrabá-la ali mesmo, mas não podia. A levei então para uma balada, onde costumo ir. Lá encontramos alguns amigos meus e ficamos bebendo, a priminha apesar de não beber era a mais animada. Estava deixando todos loucos, quando dançava comigo, só faltava tirar meu pau para fora, aquela sarração tava me deixando muito excitado, mas não queria perder a noite e logo dei uma desculpa pra galera e sai com ela, ela entendeu muito bem o recado e logo foi saindo.

Fomos então á um motel bem próximo dali. Mas uma vez fui surprendido pela putinha. Ela saiu de dentro do banheiro da suíte,como uma lingerie super sexy, e fez uma pequena performance ao tirar, um strip, digno de filme, meu pau já pulsava, eu já não me continha e punhetava.

Ela então subia á cama pegou meu pau e tocou uma, temi gozar em suas mãos. Mas tive de me segurar mesmo na sua chupeta, que delícia, podia jurar que ela já chupava paus a muito tempo. Em seguida ela se deitou arreganhando as pernas, e me pediu para chupá-la assim fiz, e pelo jeito ela estava com muito tesão, pois mal comecei e ela gozou. O que lógico só me deixou com ainda mais tesão, logo coloquei a camisinha.

Ergui as pernas dela, e meti com muito mais facilidade do que na 1ª vez, sua buceta ainda era apertada, mas agora estava muito mais encharcada, seu tesão era evidente, mas mal eu comecei a bombear, ela me empurrou retirando meu pau de sua bucetinha. E disse:

_Hoje, você disse, que queria meu cu.

Apenas sorri, peguei o ky, que estava ao lado da cama. Ao olhar para ela novamente ela estava de quatro, esfregando uma dos dedos em seu anelzinho, a expressão de puta que ela estava era linda.

Dei algumas lambidas em seu rabinho antes de usar o lubrificante, lambuzei bem em seu rabinho e também um pouco na cabeça de meu pau, agora sem camisinha. Esfreguei bem os dedos, foram entrando um a um todos com dificuldade, até ficarem 3 dedos em su rabo, ela rebolava em meus dedos e dizia pra mim fuder logo ela.

Asim fiz, forcei a entrada mas só a cabeça entrou, movimentei o quadril e ela também ajudou com movimentos de profissional e pouco a pouco meu pau foi sendo enterrado naquele cuzinho até segundos antes, virgem. Ela deitou o corpo sobre a cama, fiz então um forte movimento, enterrando todo o meu pau em seu cu, ela gritou, gritou. Não foi um gemido temi ter machucado-a. Mas ela em seguida sorriu e gritou novamente:

_Me fode, fode meu cu.

Passei então a bombar naquele rabo maravilhoso, comecei com leves movimentos, que ganharam velocidade gradativamente, ela esfregava a buceta o tempo inteiro e alternava pedidos de mais, com altos gemidos, eu já estava pra gozar, quando ela saiu. Me fez deitar e tentou ela mesma enterrar meu pau em seu cu. Precisou de um pouco mais de lubrificante, conseguido estocar novamente. Ela rebolou como uma louca, seni um tesão enorme, não demorei a gozar, ela se levantou e sem nojo algum, mamou em meu pau.

Me deitei ao lado dela, mas mais uma vez não pude falar. Ela me interrompeu- Agora pega a camisinha, já pode meter na minha buceta - Eu obediente claro qu fiz. E a fodi mais um monte. Após horas de putaria a levei pra casa. Titia esperava no portão preocupada e de nada desconfiou. Fui embora dormi feliz e eleve.

Conversando com ela depois ela me disse que sua amiga Tati, havia lhe confessado que perdeu a virgindade comigo e desde então ela sonhava com o mesmo. Só então entendi, tamanha convicção. Ela também falou que viu muitos pornos, para fazer direito, é claro que disse que ela estava mais que aprovada.

Logo, logo postarei outro conto. Até mais. Comentem!

Comentários

10/05/2012 14:47:43
10/11/2011 20:52:29
No meu caso meu priminho era afoito demais, e assim gozava antes que eu acordasse, pois só se aproximava comigo adormecida, rs excitante seu conto, bjks
02/11/2011 06:23:26
Ah, priminhos e priminhas. Quando adolescente, quase que perdí a virgindade com um primo safado. Mas não faltou amassos e outras brincadeirinhas. Acho que muita gente, inicia na sexualidade assim. O conto está bom, muito bem escrito, Rob. Nota dez. Beijocas.
31/10/2011 11:00:33
BOM, APESAR DA POLÊMICA CAUSADA NO ANTERIOR VC ESCREVE BEM, MAS FALTA DETALHES, FALTOU EROTISMO
31/10/2011 06:59:23
Come mais e aproveita. Se ela quer dar, quer ser completinha, o negócio é foder gostoso o rabinho dela. E conta prá gente, de novo...
dmm
30/10/2011 10:12:02
Bom mais faltou detalhes.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.