Casa dos Contos Eróticos

Feed

Como comi a cabo da policia militar CASADA

Categoria: Heterossexual
Data: 26/07/2011 11:03:29
Nota 10.00
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Bem esta e a primeria vez que compatilho minhas aventuras com vocês apesar de conhecer o site a bastante tempo. Vou me descrever fisicamente sou branco, alto 1.80, peso 90 quilos, cabelos e olhos castanhos, um corpo atlético e bem definido. Sou policial militar e educador físico, hoje relato uma aventura com uma cabo da policia, lembrando que eu sou soldado rsrs, ela e uma morena muito gostosa bunda enorme, peito médio, pernas grossas, boca carnuda um tesao de mulher, vou chamala de P. Eu estava afastado do trabalho por motivo de Saude e quando eu voltei para o serviço dei de cara com ela trabalhando no setor de escalas de serviço e seria justamente a ela que eu deveria me apresentar, ela toda safada deu sorriso e perguntou de onde esse gato teria saído, eu sorri meio sem graça, sabia que ela era casada e eu já tinha visto seu marido que também e policial. Ela me escalou na hora para ir fazer o polociamento num jogo que iria ter naquele mesmo dia, fiquei puto porra to voltando hoje do médico e já estou escalado? Perguntei a ela... Dai ela com a cara de safada. Deixa de ser bobo, tu vai trabalhar comigo, você não vai se arrepender. Dai comecei a perceber suas intenções. Na hora marcada fomos todos os policias para o estádio onde aconteceria o jogo e como dito ela me deixou na sau patrulha( uma fila de policiais 4 ou 5), nisso ficamos bem próximos, conversamos muito durante o jogo, ela falou que seu marido já estava sem trabalhar durante algum tempo também por problemas médicos, certo momento ela ficou tão colada em mim que revolvi ser mais ousado passei a mão de leve na sua bunda enorme e para minha suspresa ela retribuio com um suspiro forte fechando os olhos, ela muito safada levou a nossa patrulha para um lugar bem escuro na arquibancada mesmo, por trás do publico. Dai começou a pegacao, ela segurou firme meu pau 19 cm, eu comecei a apertar sua bunda gostosa e grande o nosso tesao estava a mil e não vendo a hora de acabar aquele jogo. O nosso tesao já esta dando na vista dos outros integrantes de nossa patrulha, e quando acabou o jogo perguntei como ela iria pra casa ela disse que tinha falado com alguma viatura, e eu protamente ofereci para deixala em casa, ela aceitou. Durante o caminho sem muita demora ela começou a pegar meu pau, abriu o zíper da minha calsa botou meu pau pra fora e foi chupando nossa que delicia de boquete era uma dos melhores da minha vida, aquela mulher fadada sabia fazer uma chupeta com maestria, porcurei então um lugar deserto perto da ufrn, e tirei sua farda nossa que corpo lindo, uma bunda grande não enorme, uma calcinha fio dental branca com renda na frete, arranque sua calcinha, comecei a chupar aquela buceta gostosa, chupei com uma vontade enorme e então ela gozou na minha boca e me pedio para cavalgar no meu pau o que fez com uma vontade enorme, rebolava, me beijava como uma louca Tavares muito gostoso então botei ela de quatro, fui comendo ela com vontade, dava tapas na sua bunda, puxava seu cabelo preto grande, chamava ela de cachorra safada a perguntava pelo seu corninho, ela mandava eu comer com forca, mandava eu comer a puta que tava doida por pica, quando anunciei que Ira gozar ela virou e mandou gozar na sua Cara eu atendi prontamente e enchi sua Cara de porra. Ela vestiu sua farda e mandou eu deixar ela perto de sua Casa. Foi nossa primeira tranza de muitas... Mulheres casadas ou nao que queriam conversar meu email e poleedfisico@hotmail.com espero que voces tenhao gostado.

Comentários

07/01/2012 01:13:17
Ótimo conto. Parabéns!
02/08/2011 16:46:20
para todas as casadas safadinhas . ferraz.secreto@hotmail.com
02/08/2011 10:23:12
adorei seu conto, as partes I e II. Uma delícia de ler
26/07/2011 15:44:40
legl

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.