Casa dos Contos Eróticos

Uma Roupa Transformou Minha Esposa

Autor: Ariovaldo
Categoria: Grupal
Data: 17/07/2011 20:59:11
Nota 10.00
Ler comentários (15) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

A vida nos prega muitas peças que a gente não sabe o que fazer, o fato que vou narrar aconteceu comigo há algum tempo. Mas até hoje não conseguiu esquecer, e é um recado para os maridos que pensam em mexer com a sexualidade da sua mulher. Pode ser um perigo se não for bem feito. Não fiz direito e olhem o que aconteceu..... sou casado com uma mulher bonita vou tentar descreve-la, ela se chama Poliana é branca tem 1.65mts 70kl um pouco cheinha mas eu gosto, cintura fina e bunda grande. Ela e uma excelente dona de casa e ótima esposa, não temos filhos só que nem tudo e perfeito, na cama e ate mesmo no dia a dia ela deixa e a desejar, deve ser pela sua religião. Ela e crente e então tem aquilo de não pode isso, não pode aquilo, e por ai vai. Só que o nosso casamento foi caindo na rotina, devido àquelas roupas ridículas que ela usa, umas saias grandes e as calcinhas então parece ate coador de café, aquilo não da tesão em ninguém, um dia para apimentar o nosso relacionamento, resolvi comprar umas roupas mais provocantes para ela, comprei uma mini saia que pegava pouco acima do joelho, umas calcinhas fio dental e uma blusa bem decotada. Quando eu a entreguei todos aqueles embrulhos ela ficou surpresa mais quando ela abriu os presentes, ela mim deu tanta bronca que eu perdi até o rumo.

- você esta pensando que eu sou puta para usar isso, eu não sou puta não eu sou a sua esposa, a quem você deveria respeitar e não comprar essas coisas pecaminosas. Para mim você esta precisando de reza

e aquela conversa rendeu muito até que eu estressei e falei

- quer usar, usa não quer, joga fora, ou rasga ou troca a troco de outra coisa só não me enche o saco.

Ela mesmo assim continuou falando, eu fui ver TV e ela esta falando

- onde já se viu querer que a esposa se vista igual puta.Quero ver se eu vestir isso e sair na rua se você vai gostar de ver os homens olhando para mim.

- meu bem o que e bonito e pra se mostrar, é só pra criar fantasia e usar dentro de casa pra me receber, só quis te agradar você não vai usar então ta acabou não precisa ficar falando mais.

Ela pegou as roupas e disse

- amanha eu vou à loja e vou trocar!

- faça o que você quiser beijos deixa-me dormir.

No dia seguinte mim levantei e já iria trabalhar então fui dei um beijo nela e falei,

- amor, me desculpe por ontem,

- tudo bem eu também fui bem ignorante.

Então sai e falei para ela onde era a loja para ela ir trocar e podia pegar qualquer coisa, que depois eu pagaria a diferença, quando cheguei a tarde ela não falou mais nada estava vestida com as mesmas roupas de sempre e com isso se passaram alguns dias, e nos não falamos mais no assunto.Eu já havia ate esquecido dessas roupas.Na empresa onde eu trabalho nós fazíamos curso em outras cidades, até que um dia teria que ir eu mais dois caras para fora, ficar uns dois dias fazendo um curso. Já eram quatro da tarde quando nos avisaram, os dois correram em suas casas e pegaram suas roupas e eu ainda estava terminando um serviço, e combinei com eles de dar uma carona para eles até minha casa e que de lá iríamos para a rodoviária, que não era muito longe da minha casa.Quando estávamos quase saindo eu liguei para casa e falei com a minha Esposa, para ela caprichar no jantar que iríamos ter dois convidados para o jantar lá em casa, pois iríamos viajar ela disse

- tudo bem meu amor vou caprichar em tudo.

Notei um certo cinismo na sua reposta mais deixei pra lá, quando cheguei em casa e abri a porta da sala e fomos entrando qual foi a minha surpresa, a minha esposa estava com uma mini saia que devia ter um palmo de pano e uma blusinha que deixava toda sua barriguinha e seus peitos de fora, e salto alto e cabelos soltos ela estava parecendo uma puta, com a cara pintada e a boca vermelha de batom.Eu na hora fiquei mudo sem reação eu quase desmaiei.

- oi amor, você não vai apresentar os seus amigos não?

Então eu fui voltando ao planeta terra e apresentei eles para ela que os cumprimentou com três beijinhos em cada, eles que ficaram rindo a toa eu não estava entendendo nada, ela trouxe umas cervejinhas para nos bebermos e ficarmos conversando, até o jantar ficar pronto. Eu deixei um instante eles na sala e fui na cozinha dar uma bronca nela, quando eu cheguei na cozinha ela disse:

- o que você quer meu amor?

Eu ,puto, disse:

- quero uma explicação desse teu jeito?

Ela falou:

- você não disse quando eu te falei que isso era roupa de puta e se você gostaria de ver os homens olhando para mim, você então disse o que é bonito e pra mostrar, então eu vou mostrar e vou mostrar muito e você vai ficar quieto, pois quem quer ver a esposa com roupa curta, é corno! Fiquei pensando no que você disse, e curiosa, resolvi vestir essas roupas. Quando me vi assim, não sei o que me deu, subiu um tesão, um calor, uma coisa gostosa que eu nunca tinha sentido, uma vontade louca de fazer sexo!Imaginei um monte de loucuras.É......eu acho que você tinha razão. Por coincidência, na hora que você ligou, eu já estava vestida assim. Me bateu uma vontade louca de me exibir pra você, e quando você disse que vinha homens, aí sim fiquei muito molhada, como nunca!Essa roupa mexeu comigo, e se você não gostou, agüente!Você inventou isso, e estou parecendo outra mulher, to aqui toda raspadinha, ahhahaha......

eu não tive palavras. Fiquei chocado. Suava bicas. Será que ela tinha razão?fiquei sem reação na hora, minha vontade era encher aquela vadia de porrada. Mas o que ela falou depois, me levou a tomar uma atitude:

- vai pra sala pra você ver eu provocar os dois ainda mais seu corno chifrudo. Estou encharcada aqui. Você ta pálido, você não é de nada!Vou mostrar a eles a puta que você me transformou!

Eu não tive coragem de reclamar nada, mas acabei dando um tapa nela.Ela então me olhou furiosa e disse:

- Você vai se arrepender com issoMandei ela se trocar, fui para sala, quando ela aparece toda sorridente e sentou do meu lado, de frente para os dois rapazes. Naquela hora eu queria que abrisse um buraco no chão pra eu me jogar de vergonha. Com duas pessoas ali, não podia tomar uma atitude violenta, visto que minha imagem pessoal perante eles, ia ficar complicada e me atrapalhar até profissionalmente.Eles não sabiam se olhavam para o rosto dela ou para a sua calcinha, que estava aparecendo um deles não resistiu e pediu para ir ao banheiro, imaginei que ele havia ido bater uma punheta,também pudera, até eu fiquei excitado com toda essa situação, não minto..Aquilo foi me deixando doido e ela a cada momento se exibindo mais, quando um dos rapazes veio do banheiro ela me perguntou.

- amor você não vai tomar seu banho não? Já está quase na hora da janta.

Aí que me bateu o receio. O que ela faria?Tinha que tomar banho mesmo, teria que viajar, alguma coisa me dzia que ela ia aprontar alguma......Em sinal de derrota, fui pegar minha toalha. Eu fui deixando eles na sala pouco depois deu entrar ela veio para sala para servir mais coisas para os caras, ela se abaixava de uma maneira tão provocante que os seus peitos quase ia à boca do cara, em quanto o outro só a olhava seu bundão por trás. Que situação!Quem conhece sua esposa de um jeito e a vê de outro assim, fica incrédulo, que atitude tomar?Os caras tiravam os olhos dela, ou melhor da calcinha dela. Temendo o pior pra mim, entrei no boxe, tomei banho voando. Ouço o som ligado.Quando eu saio do banheiro, tive então o maior choque da minha vida. Engoli a seco quando vi minha recatada esposa, até então, ajoelhada chupando a pica de Marão – um dos meus amigos, mulato fortte, malhado, e com um pau enorme. Ela mamava e a saliva ficava pendurada entre o pau e a boquinha dela. Tinha mais de 20 centimetros e grosso, muito grosso...a mão dela não fechava no pau, e só cabia até quase a metade na sua boca. Anselmo, o outro amigo, tinha o pau segurado pela mão direita dela, que o estava punhetando ele. O pau dele também era grande, não chegava a 20 centimetros, ao contrario de Marão, mas bem maior que o meu, eu tenho apenas 14 centimetros e fino. Olhar aquilo foi a gota dagua. Meu pau inexplicavelmente subiu na hora, estava duro feito rocha. O desejo de ver minha mulher mais safada estava se concretizando, mas não comigo.......Mas só o fato de ver ela assim tão despudorada, foi suficiente pra eu ficar em ponto de bala. Marão, sendo chupado como nunca, falou:

- Cara, que loucura!!sua mulher é muito vadia, ela ta precisando de rola...vou arrombar ela, cara., me desculpe,mas essa vadia merece é rola!!

- Me chupa também,puta – respondeu Anselmo. Não tive como me conter. Fiquei batendo punheta e tive que ver o que estava prestes a acontecer:

- Ai, querido,que delicia...nunca estive tão molhada na minha vida,estou precisando transar demais......esses sacanas botaram os paus pra fora, nunca vi tão grandes....estou me sentindo uma puta,não tinha como não ser vagabunda com essas roupas,estou louca de tesão,queridoooooo.....vou trepar,trepar,trepar,tesãoooo!!!

E caiu de boca no Anselmo,e passou a chupar os dois alternadamente. Os caras gemiam muito,e ela caprichava no boquete:

- hummmmmmmmm..hummmmmm..hummmmmmm......ai,delicia,não sabia que chupar pau era tão gostoso...que grossos,que gostosos,não tem mulher que resista a pintos desses tamanhos,óooooooo....quanta diferença do seu, corno,vou me acabar toda com eles,tesãooooooooooooooooo.

- Para de chupar,puta.Não é hora de gozar...Essa puta vai gemer agora, cara.....tudo isso é muito louco,mas já que você ta gostando,vamo varar sua esposa puta agora.

Anselmo e Marão tiraram as roupas dela, as suas deitaram ela no sofé e Marão passou a chupar a buceta dela,enquanto Anselmo mamava os peitos. Eu já havia gozado, e iria gozar outras tantas vezes,vendo minha mulher sendo currada por meus amigos.

- Chupem,chupem essa vadia, chupemmmmmmmmmm.....ai,gostoso, que bom esse sexo safado,é bom demaisme lambe,gostosão,ai,ai,ai,ai,ai,aiiiiiiiiiiii...deliciaaaaaaaaaaaaaaaa

De repente,começa a afinar a voz e gemer feito putinha:

- Aiiiiiiiiiiii.....ai que calor,ai,gostoso,to gozandooooooooooooooooooooooooooooooo....me abusem!!

Os caras lambiam o corpo dela inteiro, ela vibrava, com as linguadas dos caras. Até que Marão apontou o pau pra buceta dela, e disse:

- Agora é hora de você gemer de vez,cadela.......peça pra eu lhe arrombar peça!!

- Aiiiiiiii.....mete esse pauzão,vaaaaaaaaaaaaaiii....faz essa putinha feliz,me mostra o que é sexo de verdade,come minha bucetinha,aiiiiiiiiiiiii

Marão foi enfiando a pica,e Anselmo batia o pau na cara dela:

- Aiiiiiiiiii,caralhooooooooooocomo estou puta,é demais,que palavrões gostosos de falar,ai, to louquinha de tesão,vai mete mais vai,quero tudo,tudooooooooooooo..ai,tesão,ta batendo na cara dessa putinha é...aiii...quanta “picada”,ahahahahahah

- toma,ordinária..a pica que você merece......e Marão passou a bombar minha esposa....os seus seios subiam e desciam com a investida,parecia que ela ia morrer de falta de ar.Arfava a todo instante,até que Anselmo conseguiu enfiar o pau na sua boca. Que loucura!os 3 se perdiam em gemidos,Marão socava,Anselmo fudia a boca da minha esposa, e ela, suava horrores,tendo uma pica fodendo sua boca,os seios parecendo geléia indo pra todos os lados, uma orgia de primeira!!!

- hummmmmmmmmmmmmmmm...hummmmmmmmm....hummmmmmmmmm....minha esposa começava a gemer forte, coma pica atolada na boca,estava gozando com certezaAnselmo tirou o pau da boca antes que ele gozasse,e ela gritou alto:

- poraaaaaaaaaaaaaaaaaa....fodeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee....lasca essa putaaaaaaaaaaaa...eu gostooooooooooooooooooo...Marão também tirou o pau,nenhum deles queria gozar e acabar com aquela euforia naquele momento. Anselmo pegou ela e montou na pica dele:

- Cavalga na minha rola,gostosa.....vou mamar essas tetas até ficarem vermelhasahhhhhhhh......ai que rolas gostosas,ai corninho,bate punhetinha,bate..é pra isso que seu pauzinho vai servir a partir de hoje

Finalmemte ela lembrou de mim quando me viu me aproximando deles pra eu ver melhor...minha esposa passou a pular como louca no pau de Anselmo,que mamava e mordia seus mamilos.Marão, então deu o pau pra ela chupar...a puta de minha mulher subia e descia e mamava já como uma autentica profissional. Depois Marão colocou ela de 4:

- sua,vadia..nem as putas que eu comia eram mais devassas que você......se arreganha pra mim,cadela!!

- Ai,não fala assim,que fico mais putinha,viu?assim eu peço pra você meter até o ovo,seu roludo safado!me comendo na frente do meu maridinho,não é,taradão?mostra a ele como é que se fode,vai!

Marão enfiou a rola até o talo. Bombava alucinado. Minha mulher fazia caretas,fechava os olhos e abria bem a boca. Anselmo não perdeu tempo. Enfiou a jeba na boqca dela, e mandava ver. Marão passou a dar tapas fortes na bunda dela,e puxava os cabelos como rédeas de cavalo.

- Sua vadiaaaaaa....vocês mulheres são todas vagabundas!nenhuma de vocês prestam!é só ver rola, pra querer fuder,não é safada?

Com Anselmo tirando a rola, ana gemia alto:

- ahhhhhhhhhhh..é bom demaisaiiiiiiiiiiiiiiiiii...enfia,fode,mata essa puta de tesão,não estou aguentando mais,quero picaaaaaaaaaaaaaaa.....Depois, Anselmo a colocou em cima dele novamente,enquanto Marão enfiava a rola na boquinha dela....Marão aproveitava e apertava também o pau nos seios dela,enquanto a mesma era socada por Anselmo..Até que Marão disse que ia gozar...

- Vamo gozar na cara dessa vadia,Anselmo..ela vai beber porra agora..

- Me dá.....dá porra dá......enche essa piranha de leite,vaiiiiiiii

E assim foi feito,parecia filme....ana coma bocona aberta e os caras gozando nos cabelos,seios pescoço, na cara toda......batiam com a pica na cara, enfiavam a pica na boca,ela lambia as picas, esfregava a porra no corpo todo.

- Ai que gostoso,to me sentindo uma puta,não sabia que fuder e falar essas sacanagens era tão gostoso.

Até que Marão falou o que faltavaVamo comer o cu dessa puta,Anselmo....pra gente acabar com chave de ouro essa putaria e inaugurar de vez essa cadela.Duvido que ela tenha dado o rabo

- hihihihihihivou dar sim,gostosos,vou dar sim,sim,sim,simmmmmmmmmmm..quero tudo,quero ser a putinha que esse corno queria ver....ele que quis assim,vai ter a esposinha vadia que ele quer,brigado corninhooooooooooo

Ana deitou por cima de Marão,Anselmo pegou margarina na cozinh besuntou o pau,o cuzinho dela,e foi enfiando,enfiando..falava putarias no ouvido dela,distraindo ela.Até que eles comeaçaram a bombar.Ana fazia cara de dor, mas não tinha o que falar,ela queria era isso mesmo.O que rolou acho q até os vizinhos ouviram,minha esposa berrava,começou a fazer escândalo

- ahhhhhhhhhhhhhhh.....gostosos,vocês estão acabando comigo....ohhhhhhhhh....

- geme nas rolas,cadela,é isso que você é uma égua fudedeira,goza pra esse corno ver

- sesus tarados.......ai,tão me arrombando,aiiiiii....oh......me arrombem mesmo, eu mereço,eu quero fuder,quero picapica,pica,picaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

A foda estava animal.Ana era esmagadas pelos caras,que metiam mesmo,sem dó...

- vou gozar,quanto prazer,quero rola,meteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee,meteeeeeeee..fodeeeeeeeeeeee.ahhhhhhhhhhhhhhhhh

- toma porra,putaaaaaaaaaaaaaaaaaa

E gozaram..encheram aquela vadia de porra.....gozaram muito....Ana parecia que estava tendo um ataque epilético, seu corpo tinha esparmos...aos poucos foram ficando cansados,exaustos,desengatarma dela que ficou sentada e arreganhada me pediu:

- vem corninho,lamber a porra dos seus amigos,vem...vem chifrudo chupar sua esposa que tanto você quis ver puta..você adorou ver ela sendo fudida,vem cá seu corno.....como eu não fui,humilhado,vi Ana se aproximar cambalenate,parecia bêbada de tão cansada, e pegar meus cabelos. Tentei me sair,mas também estava arriado.Ana esfregou a buceta na minha cara.

- lambe essa puta,chifrudo..quero que você sinda o gosto de porra de meus comedores,aqueles que inauguraram sua esposa no reino da putaria,lambe senão lhe encho de porrada..

Ela esfregava a buceta em mim,até que nesse esfrega,sentia minha cara melando de esperma dos caras,saia aos montes de sua buceta inchada e arrombada..acho que meti até a língua nessa agonia,senti o gosto,ate que ela tombou exausta.....não viajamos,dormi ali mesmo,arrasado depois disso tudo....

A partir daí,Ana mudou muito,não quis me separar,virei corno mesmo,Ana abandonou a igreja,passou a usar roupas curtíssimas,todo mundo no bairro comentava a mudança dela, e eu nem andava na rua direito,pois minha fama de corno se espalhouHoje, duas vezes por semana,Anselmo e Marão – que são solteiros – comem Ana aqui em casa,e eu – como corno manso – aprendi a ser voyeur e gozo muito na punheta, que é o que me resta agora,vendo minha esposa gozar como nunca com meus amigos.

Comentários

10/11/2017 08:29:19
Passa seu telefone ou endereço vou deixar sua mulher bem amaciada para vc que vai acabar jupando meu pau e colocar na bunda dela com sua própria mão meu contato se quiser me conhece passa o wtsap dela ou seu que mando algumas fotos donemagrao@gmail.com
18/11/2016 17:09:01
Parabéns pela história Ariovaldo, muito boa, tesão a mil! a sua esposa é uma putona de verdade e não adianta segurar cedo ou tarde você iria virar corno mesmo. nota 10, sabe que às vezes eu gosto de me vestir bem safada e eu também me transformo em uma vadia.
18/11/2016 17:01:05
27/09/2015 23:32:14
Manda foto dela pra mim passa o wtsap que mando foto do pau pra ela donemagrao@Gmail.com
16/06/2015 23:47:27
Adorei esse conto,e quero muito ser corno,se tiver alguem que possa me ajudar meu zap
16/06/2015 23:44:56
Adori esse conto,e procuro uma mulher que mefaca de corno, se tem alguma ai entre em xontato zap
20/03/2014 01:53:31
Adorei o conto , gostaria que maridos cornos me mandassem históriasde suas esposas email aristoclata@hotmail.com
08/11/2013 16:55:49
Roupa tesuda essa, vou comprar uma pra minha!!!
17/10/2013 17:00:23
Aliás devias nos contar mais sobre as aventuras de sua esposa e sua experiência como Vouyer.
17/10/2013 16:57:16
Ariovaldo, não se perturbe. Com uma Putona dessas em casa não faltará gozo e nem punheta pra você e muito menos Pica para ela. Desejo mais uma rola bem grossa para tua Gostosa Poliana.
15/10/2013 05:55:33
Muito bom o conto. Deu vontade de vestir assim e ficar bem putona!
12/10/2013 23:42:29
Querido Ari! Adorei sua Poliana! Ainda bem que ficasse feliz e todos também! Parabéns pela atitude, pelo conto e por sua maravilhosa esposa! Escreva mais para compartilhar!
20/07/2011 21:38:07
Mas o que adianta ficar bravo, tem mais é que assumir e ficar quietinho. Adorei Ana, parabens, por ter se descober e pelo CORNO MANSO. bjos
17/07/2011 23:56:13
Concordo com Jordane.
17/07/2011 22:19:19
Seu conto é bom, o incrivel é que não tem um conto de traição que o marido endurece o jogo, comessa a ler e ja sabe o final, virou corno manso.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.