Casa dos Contos Eróticos

Feed

Uma mãe muito gostosa e também muito puta

Autor: Ultra Men
Categoria: Heterossexual
Data: 24/06/2011 08:35:25
Nota 8.67
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Bem eu sou novo aqui, Me chamo Pedro, moro no bairro do Morumbi em São Paulo. Tenho 25 anos, tenho olhos e cabelos pretos, cabelos normais, trabalho no DETRAN - SP, e amo a minha mãe, mas é um amor fora do comum eu acho .

Bem vou descrever a minha mãe, ela tem 45 anos, puta que pariu caro leitor, ela é muito gostosa, linda mesmo, também eu não irei mentir dizendo que a minha mãe tem 45 anos e tem uma bunda de uma menina de 16 anos e nem tão pouco vou dizer que ela tem um belos par de peitos durinhos.

Bem minha mãe adora se valorizar, por isso ela faz academia o tempo todo, ou melhor, todos os dias ela vai pra academia, tenho certeza de que lá, ela chama muito a atenção do homens que tem la. Apesar dela ser a minha mãe, mas é muito gostosa.

Bem ja falei muita besteira agora vamos ao conto.

Em uma ótima sexta-feira, acordei com aquele sol maravilhoso clareando o meu quarto, ao me virar pra me levantar, vejo minha mãe no computador que fica no meu quarto. Lá estava ela, acho que ela também tinha acabado de acordar, porém ela ainda estava com a sua roupinha de dormir.

Esqueci de falar o nome da minha mãe ela se chama Vera.

Voltando...

Não reparei muito bem o que ela estava fazendo no computador, mas tinha certeza de que ela estava fazendo o trabalho da sua faculdade, porém ela adora estudar, até ai tudo bem, me levantei dei um beijo nela e fui tomar o meu café. Fiz tudo que tinha que fazer e depois fui me despedir dela, e perguntei se ela iria sair a noite, ela me respondeu que talvez ia sair com as amigas delas.

Bem, fui para o trabalho cheguei la encontrei a minha linda e gostosissima chefe chamada de cláudia, que naquele dia estava com uma roupa provocante até demais, mas como ja era final de ano e nesse dia ia ter a confraternização dos funcionários do DETRAN então nós nem formos trabalhar com as fardas e sim, cada um ia com a roupa que mas se sentisse bem.

Fui para a festa da empresa, tomamos todas curtimos dançamos, brincamos, e so alegria. Depois quando eu vi que ja não dava mas pra mim fui embora, ao chegar em casa minha mãe estava dando uma festa dentro de casa com as suas amigas e seus amiguinhos da faculdade. Bem eu não sou ciumento não mas tem alguns amigos e até mesmo amigas delas que eu não suporto, e esses amigos delas se chamam Carlos, Andrea e Sonia.

Essa Sonia é a pior de todas, ao me verem chegando foram logo avisar a minha mãe, bem quando eu vi que a minha mãe tava dando essa festa eu não tava nem ai, mas quando eu vi aqueles 3 amiguinhos delas, dai eu entrei dentro de casa fechando a porta com a maior ingnorancia fazendo uma grande zuada que pudesse ser mas alta que o som que estava tocando e subir para o meu quarto.

Na hora em que eu cheguei dentro de casa, que subi para o meu quarto a amiguinha dela Andrea foi logo fofocar pra ela que eu ja tinha chegado.

-- Vera teu filho chegou ai vissi, e além do mais fazendo a maior zuada e sem falar com ninguém.

-- Andrea, eu vi que ele chegou, e se ele quiser ou não falar ele fale, além do mais eu não estou nem ai, quero aproveitar a festa e outra, ele também é o dono da casa.

Fiquei sabendo disso depois que comi a minha mãe.

Ai ela foi pegar uma cerveja e se juntou depois com os amigos de minha mãe. Fiquei no meu quarto, liguei o computador e fiquei conversando com um amigo meu no msn. Conversa vai conversa vem, perguntei a ele, se eu poderia ir pra a casa dele tomar umas la, e disse a ele que levava um Wiskies que eu tinha comprado, ele me falou que eu poderia ir, mas não precisava levar nada não, mas como eu não gosto de chegar na casa das pessoas sem nada na mão, então eu fui. Mas antes de ir, minha mãe veiio falar comigo, perguntando o que eu tinha, que quando cheguei não fui nem falar com ela.

-- Ahh mãe a pessoa chega em casa e ta a maior zona e ainda mas a senhora ainda traz aqueles seus amigos pra aqui, voce sabe que eu não gosto deles e ainda traz pra ca. Poxa assim não da né. E outra eu to indo pra a casa do Guilherme agora vou ficar por la mesmo e vou levar aquele wiskie que eu comprei.

-- Mas meu filho você ja bebeu e ainda vai sair, quando você na casa do guilherme ligue para mim, e o wiskie ja secaram.

-- Poorra mãe, a senhora é fogo né, sabe que eu odeio qando mechem nas minhas coisas. Agora fazer o que né, ainda bem que eu já to de saida. Tchau, fui e ver se não vai beber todas ai viu.

-- Cuidado meu filho.

Passei pelas pessoas que estavam la embaixo e nao encontrei os amigos de minha mãe, achei estranho, por que ainda fui na cozinha pra ver se o encontrava-o e nada.

Sair de casa e fui no Carrefour comprar um wiskie, assim que sai do mesmo, meu amigo liga dizendo que ele ia ter que sair agora, que a ex dele quer ver ele e tal e bla bla bla. Ai eu entendi numa boa e voltei pra casa.

Assim que eu voltei a minha mãe ficou toda assustada quando me viu, ela estava na entrada da porta, fazendo o que não sei, passei por ela, e ela sempre querendo me segurar, puxando assunto pra alguma coisa,, e eu começando a desconfiar. E nesse momento que ela tentava me distrair, eu vi subir uma pessoa tipo que correndo.

Ai eu falei mãe to cansado e vou dormir, e ela não filho fica aqui, fica aqui.

Subi, quando eu cheguei no meu quarto. Puuuuuuuuuuta que Pariuuuuu, eu vejo o amigo de minha mãe Carlos comendo a vadia da Sônia porra e na minha cama.

Na hora que ele me viu, ele ficou todo nervoso querendo se desculpar.

Assim que ele se levantou a mao direita ja foi na cara dele, Phuuf ele arriou, e a rapariga da Sonia não saiu ilesa não eeu dei um grito nela dizendo sai daqui rapariga, como é que você faz isso na casa da pessoa que você diz que é amiga sua vadia, e dei um tapa na cara dela.

Nisso quando eu desci ja tinha não mas ninguem, so estava minha mãe sentada no sofá com as mãos na cabeça e a outra amiga dela Andrea em pé ai o amigo dela passou por elas duas e saiu foi embora, enquanto a rapariga da amiga dela tentava se desculpar comigo chorando.

Depois eu fiquei irado e desci, peguei a chave do carro.

-- Você vai pra onde filho.

-- Não interessa não sua vadia, vou sair por ai. e quando eu voltar eu não quero nem imaginar que esses seus amiguinhos estão aqui ainda.

E sair cantando pneu, sair sem rumo fui em varios puteiros, mas tava até sem vontade de comer uma puta. Depois de ter bebido mas ainda no ultimo puteiro resolvir vir pra casa.

Cheguei em casa ela estava assistindo televisão e bebendo sozinha, so que para minha surpresa, ela estava nua, pelada.

Eu passei com tanta raiva que nem reparei muito nela. Assim que eu volto da cozinha , la vinha em minha direção me pedindo desculpas, e me deu um abraço, e além do mas, eu também ja estava meio que chapado, e dei um abraço nela e coloquei as mãos em suas nadegas.

Nessa hora ela, simplesmente não falou nada, so empinou a bundinha pra mim. Até ai tudo bem, depois ela me chamou pra tomar uma cervejinha com ela, claro que eu não mi fiz de rogado. Peguei o copo e fui acompanhar ela. Agora é que eu não ia perder mesmo a oportunidade de comer a minha mãe e logo ela que tava tão gostosa ali sem roupa, e eu senti que ela estava querendo alguma coisa.

-- Filho desculpa pelo traje, mas é que ta calor e eu não gosto muito de ficar de roupa, voce sabe .

-- Tudo bem mãe, tenho certeza de que você ficar melhor assim, e eu também prefiro, você assim.

Ela deu um sorriso misturado com, safadeza e vergonha. E aproveitei a situação e já que ela estava de pé, eu pedi para ela buscar uma cerveja, ela simplesmente virou o seu bundão pra mim e foi buscar, rebolando e empinando pra mim.

Quando ela voltou eu ja estava sem camisa e so de calça, ai ela perguntou.

-- Você realmente o meu filho ? Por que você ainda ta com essa roupa, por que eu to aqui sem roupa e ainda estou com calor.

-- Ahhh mae pois é, pena que eu sou seu filho, por que ver uma mãe linda dessa aqui na minha frente e não poder fazer nada só sendo filho mesmo, nisso aquele silencio ficou tomado no meio da sala.

-- Até que a cerveja secou novamente e ela foi buscar, e falou com um jeitinho safado.

-- Pois é filho não faz se não quiser, falta de oportunidade é que não falta.

Depois que ela falou isso, nossa eu ja tinha entendido tudo, enquanto ela tinha ido buscar a cerveja eu ja tava sem roupa nenhuma, ou melhor ja estava pelado e com o pau na mão batendo uma bem devagarzinho.

Assim que ela voltou, ela disse

-- Melhor assim filho, por que o calor ta demais, mas mesmo assim por que isso ai ta tao grande assim em ?

-- Sei não mãe, mas acho que é por causa da senhora, que me fez ficar assim.

-- Mas meu filho eu sou taão feia que nenhum homem se interessa por mim.

-- A senhora é que se engana por que eu mesmo adoro a senhora até demais.

-- É mesmo meu filho.. hummm cuidado viu, por que a mamãe, pode fazer uma coisa que você nao vai gostar.

-- Mãe vou aqui na cozinha pegar alguma coisa pra a gente mastigar, por que se não daqui a pouco eu vou querer mastigar outra coisa.

-- kkkkk o que é que o meu filho quer mastigar em ?

Fui na cozinha e quando abri a geladeira vi uma pizza com a embalagem, nossa eu pensei numa coisa do capeta..

Peguei a pizza e dei uma esquentadinha, caso ela quisesse mesmo, depois que eu esquentei, peguei uma faca e fiz um buraco na parte de baixo da embalagem. E fiquei batendo uma pra que o meu pau ficasse mas duro, pra que eu colocasse ele ali dentro e ela tivessi uma surpresa.

Coloquei o meu pau ali, e antes de chegar na sala, eu falei.

-- Mãe tem pizza aqui, a senhora vai querer.

-- Vou sim filho

Quando eu cheguei na sala fiquei de frente pra ela, e disse assim pega ai, nossa eu estava tao nervoso mas ao mesmo tempo com tesão, na hora que ela abriu, ela deu uma risada e disse.

-- Não precisava vir junto com a pizza não, por que querendo ou não ele hoje ia ser meu.

Tirou o meu pau da pizza e começou a chupar, nessa hora eu ja estava doido.

Issso MAE CHUPA GOSTOSO O MEU PAU VAIII .. HUUUMM QUE DELICINHA.. VAI CHUPA BEM GOSTOSOOOO.. AIII VAIII

Ela meio que com o pau na boca disse.

-- Nossa que rola deliciosa.. humm ela hojhe é toda minha..

Dei um beijo em sua boca e coloquei ela tipo frango asssado e comecei a chupar aquela buceta maravilhosa que so estava com uma filinha de pentelho... ai que buceta deliciosa.. vou fuder ela toda hojhe.... aiiiii.. que delicia..

Nisso ela gemia muito gostosooo.. Depois comi a sua bucetinha e o seu cuzinho.. fiz ela cavalgar bem gostoso na minha pica.. e gozei dentro dela.. 2 meses depois ela disse que estava gravida.. mas ia abortar.. e ate hoje como ela...

Por incrivel que pareça mas hoje ela, esta chupando o meu pauzinho agora, e pediu pra que eu colocasse esse detalhe aqui no site..

Bem gente, desculpa pelo tamanho, e pelos erros. Mas além dessas vao vir muitas e muitas experiencias a mais..

Deixem os seus e-mail´s.. que eu irei manter contato com vocês.. Abraços. Podem dar a nota que quiserem.. Criticas também serao aceitas.

Comentários

07/09/2012 19:22:52
Excitante!!
10/07/2011 00:45:17
A sim quer ver mãe, pae, irmã etc em putaria, veja meus contos...
10/07/2011 00:44:20
Cara estava muito bom, mas pelo aborto a nota caiu....
27/06/2011 22:24:04
bom teu conto...mas vc se perdeu 1 pouco e deixou a desejar no final... mas me add daianainvicta79@yahoo.com.br
25/06/2011 00:53:33
bom adorei o conto. carlosroberto.b@hotmail.com
25/06/2011 00:00:04
Muito bom ursosalo_sc@hotmail.com
24/06/2011 22:51:36
gostaria de meter em sua mãe também adoro putinhas coroa
24/06/2011 22:51:02
24/06/2011 14:05:26
Gostei vou dar nota 10, meu email roger_36_sp@hotmail.com
24/06/2011 11:00:05
Bom o conto no inico mais no fim termina ruim , ficou mais ou menos , vou dar nota 7 .
24/06/2011 10:42:35
Como já disse a Márcia na melhor parte vc resumiu. Meu pau muchou na hora. Nota 8.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.