Casa dos Contos Eróticos

Uma amiga muito especial

Autor: costa
Categoria: Heterossexual
Data: 03/01/2011 11:26:38
Nota 9.71
Ler comentários (15) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

UMA AMIGA MUITO ESPECIAL

Sou um homem maduro, beirando os sessenta anos, e desde 1991, que trabalhava em uma cidade turística do interior do Rio de Janeiro, com belas praias e muitas ilhas, permanecendo nesta adorável cidade de segunda à quinta feira, sozinho, e nos finais de semana, viajo ao encontro da minha família. Como quero desfrutar de uma maior liberdade, sempre tive um local fixo, apartamento ou casa, não me agradando muito ficar direto num hotel. De 1999 até 2004, morei num apartamento confortável próximo ao centro da cidade, onde trabalho, o que me permitia ir em casa sempre que precisasse. Nesta época, contratei uma garota como diarista, para fazer limpeza duas vezes por semana, e quando ela acabava o serviço, ficava aguardando a minha volta no quarto, assistindo televisão, e muitas vezes chegava a cochilar na minha cama. Com o passar do tempo, eu passei a entrar em casa silenciosamente, deitando-me ao seu lado e fazendo-lhe algum carinho, até que consegui comê-la, o que acabou se tornando um hábito agradável.

Depois de alguns meses, eu e a Ana já estávamos bem íntimos, quando ela resolveu levar uma amiga, que vou chamar de Rose, pois mais tarde as duas iriam matricular-se num curso. Era uma gata maravilhosa de 22 aninhos, pele branca e muito sedosa, cabelos longos, uma delícia de 1,70m! Foi como se o mundo parasse para nós, tal foi a empatia que houve entre nós dois!

Como sempre, a Ana passou no meu escritório para pegar a chave do apartamento, e eu disse para que elas ficassem à vontade, que no fim da tarde eu iria até lá e poderia levá-las até o local da inscrição.

Neste dia, eu mal podia me concentrar no serviço, imaginando o encontro que eu teria à tarde com aquela gata. Às quatro horas, eu já estava em casa, e como sempre, entrei em silêncio e deparei com as duas dormindo na minha cama! Sorrateiramente, deitei-me ao lado da Rose, abraçando-a pelas costas e acariciando-lhe nos braços, beijando seu pescoço, fazendo-a acordar. Como foi boa a receptividade, em seqüência, passei a beijá-la na boca, enquanto tirava sua blusa, liberando um encantador par de seios, com pequenas auréolas rosadas, os quais passei a beijar, apertar e a chupar, brincando com a língua nos seus delicados mamilos, já abrindo a sua calça jeans e enfiando as mãos até encontrar uma xaninha delicadamente depilada, que não hesitei em enfiar a minha língua, enquanto a liberava do resto da sua roupa e da minha, e nos posicionando num 69, quando a Ana, que dormia na outra ponta da cama acordou assustada com a cena! Levantando-se depressa, ela foi saindo para a sala. Ficamos nesta brincadeira por mais de meia hora, quando a Ana retornou ao quarto, perguntando à Rose se ela se importava em ficar a sós comigo, enquanto ela sairia para comprar cigarros. Como a resposta foi para que ela não tivesse pressa, senti que houve uma ponta de ciúme da minha secretária. Bom, eu e a Rose ficamos por mais algum tempo nos apertando, quando ela quis cavalgar no meu pau, culminando numa gostosa gozada, indo a seguir para uma ducha caprichada. Foi tudo muito maravilhoso!

A partir deste dia, Rose passou a visitar-me cada vez mais freqüentemente, o que levou-me a dispensar o serviço da Ana, pois era muito mais agradável admirar aquela gata executando os serviços domésticos totalmente pelada, uma vez que ao chegar no apartamento ela tirava toda a roupa, exibindo aquele corpo exuberante, com intervalos para sentar-se no meu colo, beijar-me e muitas vezes, dormir comigo.

Como nada é eterno, no final de 2002, minha família veio passar as férias aqui, e eu fui obrigado a ficar sem a minha amiga por longos três meses, e para minha surpresa, ela apenas apareceu para dizer que estava se casando, pois seu noivo a havia engravidado.

Foi com uma grande tristeza que me separei daquela gata, por quase três anos. Felizmente, a cerca de uns seis meses, estava eu trabalhando no meu escritório, quando apareceu a Rose, tão bonita como antes, carregando um garotão de um ano e pouco no colo, reiniciando uma amizade que agora, esperava que fosse para sempre, ainda que com as limitações impostas pelas suas novas responsabilidades, mas que sabemos o quanto nos amávamos e nos desejávamos.

Nesta ocasião, eu já estava morando em uma casa num condomínio, por coincidência bem próximo à casa dela, e não perdi tempo em convidá-la para ser a minha diarista neste novo endereço, o que foi aceito de imediato. Ficamos acertados que, às quartas, ela passaria o dia fazendo uma faxina, e que no primeiro dia eu a aguardaria pela manhã, mas que depois ela ficaria com a chave. No dia marcado, eu a aguardava ansioso, quando fui surpreendido com a sua chegada com o marido, que apenas queria ver o local. Depois das apresentações, ele despediu-se, deixando-nos a sós. Fui então mostrar a casa, e como não podia deixar de ser comecei pelo quarto, e ali mesmo já nos atiramos na cama para os nossos primeiros cumprimentos! Em segundos estávamos nus, e ela me parecia mais deliciosa ainda! Como a minha ansiedade era imensa, mal enfiei meu pau naquela linda bocetinha lisinha, gosei, mas não fiquei preocupado pois na continuidade aos amassos e chupações, em poucos minutos já estava de pau duro novamente! Nesta brincadeira, ficamos por quase duas horas, quando levantamos para a Rose começar no batente, com a minha ajuda, é claro, e com os dois pelados, relembrando os velhos tempos!

A partir desta data, as quartas eu saia um pouco mais cedo para o serviço, pois ao meio dia eu tinha o compromisso de pegar um almoço num restaurante para almoçarmos juntos na minha casa, e depois termos aquele merecido descanso na minha cama!

Atualmente, já aposentei-me, retornando ao Rio, e infelizmente nosso contato é apenas para datas comemorativas, mas as recordações deste passado recente, ficarão para sempre. Alem deste conto, tenho muitos outros sobre estas boas amizades e também os bons momentos que eu e minha esposa passamos juntos com amigos. Meu email é fc.mag@hotmail.com, e espero seu contato.

Comentários

07/04/2017 11:21:45
Diarista que faz serviços extras é muito bom kkkk muito bom conto rpremec@hotmail.com
07/05/2016 09:09:32
Bom dia.. mto bom conto, bem exitante.. abraço..quem qser ler meus contos...joaosilas2013@yahoo.com.br
26/04/2016 05:19:56
Excitante demais. Meu sonho é ter uma Rose dessas como secretária. Valeu!
10/02/2015 16:37:06
Que delícia deconto espero que vc ainda tenha contato com ela
13/12/2014 21:22:34
muito bom ja tive uma empregada dessas nota 10
05/02/2014 11:04:17
Parabens e nao pare de postar contos,sao otimos
10/12/2013 21:09:24
Amigo, foi muito bom ler seu conto: muito excitante sua explanação sobre a "Rose". Pelas suas palavras, você realmente ficou balançado por ela. Parabéns pela perfeita narrativa e dramatização. Nota 10 parabéns para seu conto.
30/10/2013 17:53:00
Muito bom seu conto. Voce é um cara de sorte mesmo, além de ter uma mulher maravilhosa conforme seus relatos de contos anteriores, agora teve uma amiga que embora tivesse se separado de voce algum tempo, casado, tem filho e posteriormente acabam se encontrando e o fogo da paixão se acende novamente. Se isso não for sorteVoce é o cara. Iluminado.
28/09/2013 12:59:41
07
18/09/2013 21:17:51
Cara! Pegar uma gata de 22 anos, 1,70m, comer do jeito que você comeu, separar-se, tornar a encontra-la depois de quase três anos... Isso é destino! Volta com ela! Aproveite uma dessas datas comemorativas e manda bala: "Rose... você se lembra de como fomos tão felizes? Ah, sinto tanta saudade..." Aí a conversa não acaba mais. Ou melhor, acaba em cima de uma cama. Vai firme pois estou aqui torcendo por você, meu camarada!
02/02/2012 03:43:09
02/02/2012 02:32:51
Excelente!
22/07/2011 08:47:54
Como sempre muito bom seus relatos, queria uma diarista assim... Nota 10, um abraço Freddy
22/01/2011 15:24:16
gostosA DE LER
09/01/2011 20:28:37
é... por acaso vc nãoe está precisando de uma diarista???kkk Sou fromada em pedagogia boa aprencia, e adoro fazeo serviços domesticos bem a vontade se é que me entende kkkkkkkkkkkkkk, percebo que o senhor escreve bem então provavelmente não está precisando de uma professora, mas se tiver alguma duvida posso tirar assim pessoalmente, na sua cama juntamente com a sua roupa kkkkkkkkkkkkkkkkkk adorei nota dez

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.